1. Spirit Fanfics >
  2. Look in my eyes (Sariette) >
  3. Capítulo V

História Look in my eyes (Sariette) - Capítulo 5


Escrita por:


Notas do Autor


Volteeeeei meu povo. Desculpem a demora, esse cap é o maior até agora e eu chorei escrevendo akhdkakakaka

Eu espero que você gostem, tenham uma boa leitura e até às notas finais 😊❤️

Capítulo 5 - Capítulo V


- Posso beijar você? - Sarah perguntou baixinho ao ver seus rostos próximos o suficiente. Juliette sabia que a outra provavelmente estava bêbada, mas queria muito esse beijo.

- Eu não sei se isso é uma boa ideia.- Juliette respondeu com o olhar fixado nos lábios de Sarah que mantinha o olhar nos seus.- Quer saber, dane-se.- falou baixinho antes de juntar seus lábios com da loira que fez questão de aprofundar o beijo, levando suas mãos ao cabelo da mulher puxando-a contra si. Suas barrigas tinham uma sensação boa, era como se não houvesse nada melhor que aquilo.

E não tinha.

Conforme o beijo ia se intensificando, o pensamento de Sarah era em como ela poderia magoar a outra depois. Separou o beijo e fechou os olhos, sentindo o olhar da mulher sob si.

Juliette baixou o olhar e o silêncio se instalou, estava sóbria o suficiente para saber que amanhã a outra provavelmente não lembraria de nada e isso lhe doeria, então apenas tentou classificar aquele beijo como um nada.

Mesmo que aquilo que ambas estivessem sentindo neste exato momento lhe dessem todas as respostas para o que estavam procurando.

Com um suspiro e a consciência pesada, Sarah fechou os olhos por alguns minutos e assim os manteu. Não acreditava que aquilo estava acontecendo logo com ela, seria possível?

Ao abri-los novamente, percebeu que a nordestina já não se encontrava mais lá. Com um suspiro, levantou-se e seguiu para o quarto do cordel.

- Você precisa parar de ficar se escondendo.- A voz de Gil se fez presente no quarto e a loira virou-se rapidamente apenas para ver seu amigo ir em sua direção.

- Eu não estou me escondendo.- Rebateu tentando não demonstrar o contrário.

- Você taca um beijão daqueles na Juliette e depois vem pra cá? O que você acha que tá fazendo? - Questionou com as mãos na cintura vendo a mulher virar-se em sua direção.

- Eu vou dormir, tchau, boa noite.- Disse se jogando contra a cama e logo fechando os olhos, só queria esquecer aquilo por um momento. Precisava de um tempo.

- Nada de dormir, você vai levantar daí e ir falar com ela.- Gil se aproximou da cama, prestes a puxar os lençóis para fazer com que a amiga levantasse.

- Não tenho o que falar com ela, não nessas condições.- Sarah confirmou olhando para o amigo, com uma expressão sôfrega que suspirou apenas sentando-se ao lado dela.

- Você vai acordar amanhã, fingir que nada aconteceu e culpar a bebida.- Gil afirmou vendo a mulher exitar por um momento, apenas para confirmar o que já sabia.- Eu conheço você e esse não é o caminho.

- Como assim? - Sua expressão confusa fez com que Gil suspirasse fundo.

- Você não precisa fingir que tá tudo bem, não comigo.- Afirmou para a amiga que baixou o olhar, antes de voltar a encara-lo.

- Mas eu não sei do que você tá falando, Gil.- Respondeu como se realmente não houvesse nada errado, algo que não funcionou com Gil.

- Sim, você sabe.- Ele afirmou, logo olhando nos olhos da menina.- Só não faz isso com a Ju, assuma o que você fez e o porquê. Não culpe a bebida, por favor.

Gil seguiu em direção a loira e lhe abraçou com toda força, a mesma não demorou a retribuir e logo seu choro se fez presente. Seus soluços ecoavam pelo quarto, odiava ter que esconder o que sentia só por medo.

Gil sabia, não precisava ser um gênio para perceber o que já havia praticamente sido dito não em palavras, mas em olhares e ações. Ainda um tempo nos braços de Gil, o choro de Sarah diminuía aos poucos, palavras de conforto eram usadas pelo mesmo para tentar tranquilizar a menina que fungou baixinho.

A porta foi aberta por Juliette que se deu conta do sumiço de ambos e decidiu procura-los. Tinha uma expressão confusa ao ver a cena e seguiu até os dois, logo se juntando ao abraço.

- O que houve, Sarah? - Perguntou mexendo nos cabelos da loira, enquanto Gil apenas fixava seu olhar em algo, para que não começasse a chorar também.

Ele sabia como era difícil para Sarah, sabia que a loira gostava de Juliette, mas ao mesmo tempo sabia do medo que ela tinha.

- Não é nada demais, ela só bebeu muito.- Gil respondeu para a mulher que assentiu mordendo o lábio inferior, não sabia se acreditava naquela mentira esfarrapada, Sarah não era assim.

Após um bom tempo abraçada com Gil, Sarah enfim dormiu, a bebida apenas ajudou a loira a dormir mais rápido. Karol apareceu no quarto, chamando Gil que levantou-se e seguiu para fora do quarto.

Juliette suspirou fundo antes de tomar o lugar de Gil, sentando-se na cama e automaticamente alisando os cabelos da loira e logo sua bochecha.

Tudo se passava em sua mente naquele momento, será que tudo aquilo foi apenas por causa da bebida? Apesar de ter aceito na hora, sabia que esse era um dos riscos, sabia que iria doer.

Sentiu lágrimas silenciosas caírem e apenas fechou os olhos encostando-se na parede. Não queria ter que continuar assim, era confusa sobre sua sexualidade e foi gostando de Sarah que descobriu isso, mas era difícil ver que provavelmente não era recíproco.

- Quanto mais eu fico perto de tu, mais eu gosto de tu, Sarah. Fico perdidinha sem saber o que fazer.- Disse ainda com os olhos fechados.

Deitou-se ao lado da loira e assim como ela não demorou a pegar no sono.

Eram por volta das cinco horas da manhã quando Sarah levantou-se da cama e seguiu para a cozinha, estava morrendo de sede. Viu Gil sentado na cadeira com um copo na mesa a sua frente.

- Você não deveria estar dormindo? - A loira questionou ao pegar um copo de água e sentar-se de frente para Gil que suspirou olhando para a menina.

Juliette ao se dar conta que Sarah não estava mais ali, seguiu devagar pela casa a procura da loira, parou de repente ao escutar a voz de Gil e de Sarah na cozinha. 

- Você não vai culpar a bebida.- Gil firmou baixinho para a loira que levou as mãos ao cabelo e fechou os olhos suspirando fundo.- Não adianta me dizer que você não sabe do que eu tô falando.

- Você não entende.- A loira foi direta olhando para Gil, tentando enterrar aquela conversa ali mesmo, porém, sem sucesso.

- Pare de pensar em família, em pessoas, pense em você e em Juliette.- Gil se estressou falando um pouco mais alto.- Você não pode impedir sua felicidade. Seja você.

- Eu só preciso de um tempo.- Sarah deixou a cabeça cair sobre a mesa, pensava seriamente no que fazer. 

Juliette entrou em uma batalha interna, deveria ir lá? Ou deveria deixar como estava?


Notas Finais


Siiiimmm, eai??? Vcs acham que ela deveria???

Ahhhh, eu demorei um pouquinho pra desenvolver esse cap, mas vou mentir se não disser que chorei junto com a Sarah e a Juliette aksjkakaka

Bom, apenas para avisar que lancei outra fanfic Sariette no meu perfil, chamada "verdade ou desafio." Eu espero que vocês gostem !!!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...