História Look that stars - Capítulo 2


Escrita por:

Postado
Categorias Histórias Originais
Visualizações 0
Palavras 1.365
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Comédia, Romance e Novela, Shoujo (Romântico)
Avisos: Álcool
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Notas do Autor


Obrigada por lerem até aqui 😭
Fico muito feliz que alguém tenha gostado do que eu escrevi, sério, muito obrigada.

Capítulo 2 - Estágio 1- comecei a perder o controle da minha vida


 Tive a mesma rotina matinal de sempre, sem muitas novidades. Falei com minha mãe sobre a academia de dança, e a mesma concordou em me inscrever lá.

Cheguei na escola e fiz as mesmas "mesmíssisses".

Eu não costumava andar com muitas pessoas, embora conheça muita gente, apenas dois nessa escola são meus reais amigos, Lee Chung-Hee e Yang Min-Ha, mas Chung-Hee é sempre muito rodeado de pessoas. Não o culpo, ele é sempre muito divertido, apesar de tímido, isso me faz falar com ele em outras ocasiões e apenas cumprimeta-lo nos corredores.

Eu sei o que deve estar pensando, que vida chata, você não ia falar sobre um Cliché ou coisa assim? Exato, é aí que a bagunça começa, eu não sei se agora preferiria continuar tendo dias chatos, mas sei que na época, faltei enlouquecer. Bem...Vamos lá... a etapa 1 da perca de controle absoluto sobre minha vida.


Sem aviso prévio, o diretor adentrou a sala logo no inicio de nossa primeira aula, com um aluno a acompanhando, ele parecia tímido pela situação, mas parecia despojado ao mesmo tempo.

O menino tinha cabelos tingidos de ruivo, sardinhas claras pelas bochechas, alto e boa aparência. Espera, eu estou analisando mesmo o garoto ? Malditos hormônios.

A diretora fez um sinal para que ele se apresentasse, e toda a timidez que ele aparentava ter no início, pareceu sumir do nada, restando apenas um jeito "solto" de agir.

XxX- Olá, me chamo Bang Min-Ho, sou novo nessa escola, e espero que cuidem bem de mim. Disse se curvando um pouco.

Professora: -Seja bem vindo, Bang Min-Ho, espero que se de bem com seus colegas, pode se sentar em uma cadeira vaga.

E adivinha? Como em todos os clichés desse mundo, ele se sentou atrás de mim, e ao passar pela minha mesa, sorriu de canto,o que me fez sentir uma leve pontada no estômago, como sempre digo, malditos.

A aula correu normalmente, exceto pelo fato da sala estar agitada pela chegada de um novo aluno. Nos intervalos entre a troca de professor, alguns o perguntaram algumas coisas, e outros cochichavam sobre algo. Eu ? Eu apenas continuei com minha rotina, mas não podia evitar olhar por cima do ombro as vezes, disfarçadamente para o aluno novo, como também era impossível não ouvir suas respostas às perguntas, por estar sentado na cadeira atrás de mim, coisas como:

-Eu sou de Busan.

-Tenho 16 anos.

-Falo três línguas.

-Não me pergunte isso ! (Não entendi, mas ok)

O resto do dia correu bem, o aluno novo não parecia ter tanta dificuldade em falar com as pessoas, e parecia fazer sucesso entre alguns grupos de meninas, mas aqui não é um filme, onde todas da escola querem apenas um garoto, apenas algumas delas demonstravam interesse pelo mesmo.

Ao final das aulas, eu e Yang iamos até a academia para nos inscrever em aulas de dança, sempre sonhamos em fazer aulas juntas, a música em si é minha paixão.

Sempre que nos vimos, o tempo passava rápido, e assunto era o que não faltava, mas hoje ela parecia diferente...e ao chegar na porta da academia, descobri por que.

Yang Min-Ha: -Hee, eu deveria ter te dito hoje mais cedo. Disse meio que murmurando.

-O que ? Disse surpresa e em um tom de curiosidade, será que aconteceu alguma coisa com ela?

Yang Min-Ha: -Meus pai me disseram ontem a noite, e nós vamos nos mudar para o Japão, eu ano queria te contar, e também não queria ir, mas meu pai foi transferido para lá.

-Você devia ter me dito antes.Disse a abraçando.

-Quando você vai ? Me separei do Abraço.

Yang Min-Ha: -Temos 4 dias antes de ir.

4 dias... minha melhor amiga iria embora em 4 dias, bem com essa data em especial chegando.

Yang Min-Ha: -Eu sei que daqui a 2 semanas será um dia ruim para você, então não deixe de me ligar, eu vou estar ao seu lado, mesmo que esteja do outro lado do mundo.

-Tudo bem Min-Ha, só não me esqueça, e não me troque. Tentei parecer forte.

Yang Min-Ha: -nunca.

Sorrimos e entramos na academia para fazer minha inscrição, já que Min-Ha vai viajar em pouco tempo.

Foi aí que minha vida começou a virar do avesso, mas isso era apenas o início de muitas merdas que iriam acontecer.

Voltei para casa, estudei e treinei um pouco minha dança, e ao final do dia, eu e Young-Hyuk decidimos assistir um filme.

Young-Hyuk: -Terror

-Terror não...

Young-Hyuk: - Por que, minha bebê está com medinho ? Disse fazendo careta.

Eu mostrei a língua.

-É claro que não, mas acho que comédia romântica seria melhor.

Young-Hyuk: -Meninas... Disse revirando os olhos.

Ok, eu tenho muito medo de filme de terror, e ele sabe disso, mas também sabe que detesto admitir que tenho medo de algo, assim como odeio o papel de vítima. Procuro sempre tentar me defender com palavras agressivas e leves ameaças convincentes, para encobrir o fato de que eu... Bom... Talvez seja um pouco indefesa em questões físicas.

-Então? O que vamos assistir ? Disse com um leve sorriso nos lábios.

Young-Hyuk: -Ok...ok, vamos assistir o filme que você quer.

-Vou fazer a pipoca! Disse muito feliz e saí saltitando em direção a cozinha, pude ouvir leves risadas de meu irmão.

Voltei e assistimos ao filme, involuntariamente, pensei naquele sorriso lateral, aishi, não pense nisso Na Sun-Hee. MALDITOS HORMÔNIOS.

Ficávamos em silêncio, prestando atenção no filme, até que Young-Hyuk se pronuncia.

-Como anda Chung-Hee e Min-Ha?

-Min-Ha vai embora em quatro dias, e Chung-Hee... do mesmo jeito, queremos sair no sábado...

Young-Hyuk: Ela vai mudar de escola?

-Ela vai se mudar para o Japão. Disse em um quase murmurou.

Young-Hyuk: Omo! Que merda, não é mesmo?

-Siim, mas não vamos prestar muita atenção nisso. Disse e enfiei pipoca em sua boca, eu não queria falar a respeito.

Meu irmão riu um pouco e continuou assistindo o filme. 

Antes que pudesse perceber, dormi, e na manhã seguinte, acordei com Young-Hyuk gritando que eu estava atrasada.

-Aishi, me deixe dormir...

Young-Hyuk: -Anda! Levanta, vai se atrasar.

-ok...ok.

Me levantei preguiçosa, mas ao ver o horário, me levantei de uma vez, e me arrumei o mais rápido que pude.

Espera Um pouco... É hoje, hoje é aniversário de Han Yi-Ahn, aishi, ele estuda em outra escola, o dia inteiro, preciso achar um jeito de velo.

(Han Yi-Ahn é um amigo muito importante, eu o citei no começo da história, nós sempre nos falamos na medida do possível, devido a situação. Estudamos juntos quando pequenos, e recuperamos contato depois de um tempo, eu realmente me importo muito com ele)

Desço e tomo o café da manhã em família, com pressa, depois sigo minha rotina.

Chegando na escola, chego um pouco cedo, mas não tanto quanto de costume, a escola já não estava tão deserta, e Yang não parecia estar lá, ignorei e fiquei a ler meu livro até Chung-Hee se sentar ao meu lado.

-Uau, a celebridade se sentou ao meu lado.

Disse em um tom irônico, brincando com ele.

Chung-Hee: -Você quer um autógrafo ? Entrou no jogo.

-Claro, não saberemos quanto terei outra oportunidade de conversar pessoalmente com meu melhor amigo por um longo tempo, já que ele é super ocupado e só me dá devida atenção online. Disse mostrando a língua.

Chung-Hee: -Não seja tão dramatica, minha querida anã, você engordou ?

-Eu acho que quem engordou foi você, já pensou em fazer exercícios?

Tinhamos esse tipo de brincadeira, nenhum dos dois falava sério, e nenhum dos dois se ofendia.

Chung-Hee: -Hee, você está bem, com Yang Min-Ha indo embora ? Você sabe que pode andar comigo sempre, cerro?

-Ya... Não se preocupe, eu estou bem, não precisa abrir mão de sua fama para me consolar. Disse batendo em seu braço.

Chung-Hee era realmente popular, apesar de sua timidez... ele também tem boa aparência e trata a maioria das pessoas muito bem.

Chung-Hee: -Não fale assim, vice sabe que é importante, e não pense que vou te deixar sozinha quando precisar de mim. Disse e me deu um leve Abraço lateral, me balançando.

-Tudo bem Hee, você não costuma ser tão carinhoso assim... Vamos me ofenda.

Chung-Hee: -Tudo bem, senhora GG, nem um obrigada ?

-obrigada. Disse e o dei um leve empurrão, que nem o moveu.

Nós dois nos chamávamos de "Hee", era engraçado ver a reação das pessoas por termos o mesmo apelido.

O sinal tocou, então eu e Chung-Hee nos despedimos. 

Não parecia que Yang viria hoje, e esse foi mais um estágio para a etapa 2 da perca de controle sobre minha existência.





Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...