1. Spirit Fanfics >
  2. Looking for Love - FicInsta - Kim Taehyung (BTS) >
  3. Chapter Ninety-Two - Part Two

História Looking for Love - FicInsta - Kim Taehyung (BTS) - Capítulo 92


Escrita por:


Notas do Autor


Feliz aniversário Jhope!! Ontem na Coréia foi aniversário do nosso solzinho e não pude aparecer aqui por alguns motivos :) então nosso Hope está crescendo!! 27 aninhos ele, vai fazer cinco aninhos que conheci o Hobi, da até vontade de chorar só de lembrar, mas é só isso que eu queria dizer. Happy Birthday to Jhope!!

Próximo cap tem hot🔥

Boa
Leitura!!

Capítulo 92 - Chapter Ninety-Two - Part Two



S/n Parker Pov's_


       Nós ainda estávamos em silêncio dentro do carro, não falávamos nada, apenas se ouvia o som do rádio tocando Thousand Years, era um música boa de se ouvir, era romântica e calma. Ficaria horas dentro só para ouvi-la.


⎯   Erh... Tae? - Ele resmunga um "hm". - 'Pra onde estamos indo? - Estava muito curiosa para saber onde iríamos. - 


⎯    Surpresa, mas vou te contar uma parte dela - Diz mantendo seu olhar preso a estrada a sua frente. - 


⎯    Sério? Então qual é? - Digo animada. - 


⎯      Primeiro vamos jantar em um restaurante - Diz virando em uma rua. - 


⎯      Que parte de surpresa é essa Taehyung? - Pergunto cruzando meus braços fingindo estar brava. - 


⎯    Calma - Ele ri. - Essa parte é importante - Diz. - 


⎯      Sei, espero que não esteja me sequestrando - Brinco tentando quebrar o clima. - 


⎯     Claro que não - Ri alto. - Aliás, para nossa alegria, acabamos de chegar no restaurante - Diz entrando no estacionamento e olho para minha frente vendo um enorme restaurante muito belo e que havia algumas pessoas entrando no mesmo. - Pronto, vou estacionar bem aqui - Ele desliga o carro retirando a chave de onde ela elástica encaixada e abre a porta de seu carro saindo e dando a volta e vindo até a mim abrindo a porta e estendendo sua mão para que eu pudesse pegá-la depois que estivesse com minha bolsa em mãos. Seguro sua mão na qual ele a acaricia fazendo-me dar um pequeno sorriso. - Vamos? - Disse e assinto saindo ao seu lado para o restaurante. - 


⎯    Você quer mesmo me surpreender não é Kim? - Pergunto a sim de adentramos ao local sendo recebidos por "Boa noite" e logo o garçom vem até a gente. - 


⎯   Boa noite! Sejam bem-vindos ao nosso restaurante, vocês tem reserva? - O garçom olha para mim sorrindo ladino. Taehyung parece ter ficado um pouco incomodado? - 


⎯   Temos sim - Taehyung diz simples e com uma expressão calma. - 


⎯      Pois bem, qual o seu nome? - Diz pouco interessado sem olhar para Tae. -


⎯   Kim. Taehyung - Diz pausadamente e entrelaço minha mão na sua transmitindo calma. - 


⎯      E você mocinha? - Sorri para mim que retribuo. - 


⎯        Me chamo S/n Parker - Sorrio sendo simpática ao moço que sorriu amarelo. - 


⎯          Sou o - É interrompido por um berro alto. - 


⎯       MARK! CADÊ VOCÊ! - O chefe de cozinha aparece segurando uma espátula enquanto procurava pelo garçom que se chamava Mark. - AÍ ESTÁ VOCÊ SEU MOLEQUE! Eu não te pedi para ir atender a mesa oito? - Disse o olha e o tal Mark revira os olhos. - 


⎯    Yah, tem tantos garçons por aí e por que só escolhe eu?! - Disse. - 


⎯     Por que você é o único competente aqui! - Disse e logo o arrastou para a cozinha mas antes na esquecendo de pedir perdão caso o seu funcionário tenha causado problemas. -


⎯    Ele não causou nenhum problema senhor - Digo fofa. - 


⎯        Pra mim ele causou sim - Taehyung sussurra baixo mas consigo ouvir o que o mais velho disse e rio fraco. - Bom, vamos para nossa mesa agora - Disse me puxando e nos levando para o segundo andar onde havia poucas pessoas jantando, no máximo umas dez pessoas estavam ali rindo e conversando animadamente. - Venha, sente aqui - Ouvi a voz de Tae que logo puxou uma cadeira para mim sentar e outra para ele mesmo sentar. - O que quer pedir? - Pergunta olhando o menu em suas mãos. - 


⎯     Hm... Pode ser qualquer coisa - Falo olhando para a vista bela e magnífica que existia através da enorme janela. - 


⎯    Qualquer coisa não é uma opção - Diz fechando o menu e logo assobiando para uma moça que não tardou em vir. - 


⎯    Deixa de ser chato Taehyung, eu como o que você pedir - Digo o fazendo rir. - 


⎯    Boa noite, o que gostariam? - Disse pegando seu bloquinho de notas e uma caneta pronta para anotar. - 


⎯    Gostaríamos de ____________ (Sua escolha) e para acompanhar um vinho - A moça assente saindo com o menu para o andar de baixo. - Quer pedir alguma coisa S/a? - Nego balançando a cabeça. - Certeza? -  


⎯    Absoluta - Sorrio entre dentes o vendo fazer a mesma coisa. - Nunca havia vindo aqui - Digo mudando de assunto. - 


⎯   Sério? Eu vinha aqui com meus pais quando eles não me deixavam de lado - Disse suspirando. -


⎯   Ei, ei, eu estou aqui e não vou te deixar de lado nunca Tae - Ele sorri fechado acariciando minha bochecha deixando um selar no local. - 


⎯    Eu sei disso - Disse rindo. - 


[...]


     Já haviamos terminado de jantar e agora estávamos na sobremesa, era muito saborosa, Taehyung sabe mesmo surpreender uma garota. ~Rio. Meus pensamentos vão em vão quando sou acordada do transe com um estalar de dedos vindo do mais velho que me encarava confuso. 


⎯    No que está pensando? - Disse tomando um pouco de sua sobremesa. - 


⎯     Em nada demais - Digo finalizando o meu prato. - Muito obrigada Tae por ter me trazido aqui para jantar com você - 


⎯    Oh! De nada! Aliás, sua surpresa não acabou ainda - Diz retirando do bolso um celular e digitando algumas coisas nele o que me faz ter um ponto de interrogação em meio a testa. -


⎯    O que digitou? - Pergunto curiosa e ele nega sorrindo nervoso. Ele estava passando as mãos sobre a calça social preta. Por que diabos Taehyung estaria... ansioso? - Algum problema? - 


⎯    Problema? Não, não, nenhum problema - Sorri tentando parecer calmo mas o mesmo não conseguia. - 


⎯    Quer ir embora? - 


⎯     NÃO! - Me assusto com sua alteração de voz atraindo alguns olhares do pessoal a nossa volta. - Q-Quer dizer... Desculpa, na devia ter gritado com você - Acaricia minha mão. - 


⎯    Está tudo bem TaeTae - Pego em sua não entrelaçando-a a minha. - Não se preocupe se estiver acontencedo algo, vai dar tudo certo - Digo mostrando meu melhor sorriso para o garoto a minha frente que parecia ter sido hipnotizado pelo meu olhar. - 


⎯     Espero - Sussurra baixo na qual eu não consigo ouvir. - Vou pagar a conta - Ele se levanta e abaixo meu olhar para o celular que estava em minha bolsa o tirando de lá e entrando no WeChat procurando o nome de minha amiga: Jennie. -


            ~ WeChat On ~

Comedora de casadas está online


Me:

Jennie? 'Tá aí? 


Comedora de casadas 

Oii 

Estou aqui

O que foi?


Me:

Tae tá muito estranho Jen

Ele estava suando frio e sempre passava as mãos sobre as coxas a alisando...

Será se ele está ansioso para algo?


Comedora de casadas

Ansioso? Tipo o que?

Isso deve ser só coisa da sua cabecinha S/a


Me:

Você acha?


Comedora de casadas

Claro, você está nervosa demais 

Aliás vê se consegue trazer 'pra mim um pouco de comida do seu jantar


Me:

Eu comi tudo Jen


Comedora de casadas

Sua comilona!

*GIF DE GATINHO COMILÃO*


Me:

Obrigada pelo elogio Jennie Kim


Comedora de casadas

'Tô te falando garota 

Agarra o Taehyung senão você vai perder a chance de ficar com outro que seja igual a ele

Taehyung é um anjinho 


Me:

CREDO FEZ ME ENGASGAR COM O VINHO! KDKDKDLDK


Comedora de casadas

Bem feito KKKKKKKKKKKK


Me:

Preciso ir, ele 'tá vindo!

Tchau amiga


Comedora de casadas

Não se esquece de agarrar ele com força e tudo!

Tchauuuuu


Me:

Jennie!


      Comedora de casadas

      não está mais online..


             ~ WeChat Off ~


⎯  Estava falando com quem? - Pergunta se aproximando. - 


⎯   Não importa, não era ninguém apenas números desconhecidos - Coloco meu celular dentro da minha bolsa. - 


⎯    Entendi - Disse sorrindo de canto. Sorrio de volta. -Já paguei tudo, vamos? - Estende sua mão para mim pega-lá. -


⎯    Vamos sim! - Digo animada e mais empolgante do que já estava. - 


[...]


⎯    Yah! Só preciso que use essa faixa no rosto, nada mais - Estávamos a mais de cinco minutos em uma "briga" pois estávamos dentro do carro no meio de uma estrada escura e Taehyung queria que eu usasse uma faixa sobre meus olhos. Eu fiquei desconfiada logo, e se algo acontecer ou ele fizer algo comigo? Aish! S/n pare de ser paranóica e só faça o que o garoto mandou! Nada vai acontecer não! - Ei, S/a? - Taehyung estala os dedos me tirando de meu pensamento. - Estava no mundo da lua? - 


⎯    O que? Ah, não eu estava só... pensando? - Foi mais uma pergunta do que uma resposta. - 


⎯    Mas 'Iai? Vai usar? - Diz estendendo a faixa de cor vermelha para mim. - Por favor? É importante também - Diz o encaro desconfiada. - Yah! Pare de me olhar desse jeito! - 


⎯    Me dá logo isso aqui - Pego de suas mãos o vendo rir e coloco a faixa sobre meus olhos não vendo nada além de preto. - Pronto, para onde vamos agora? - Pergunto e logo meu corpo se arrepia. Ele estava rente ao meu ouvido, dava-se para ouvidos vir sua respiração forte bater contra meu pescoço. - O... o que está fazendo? - Sussurro. - 


⎯     Estou ajeitando seu cabelo - Diz tirando alguns fios que estavam presos a faixa. - Pron...tinho - Beija meu rosto e ouço o mais velho voltar para seu lugar começando a dirigir novamente. - 


⎯    Aqui 'tá quente você não acha? - Digo sentindo um calor me consumir e ouço sua risada ligando o ar-condicionado. -


⎯    Melhor? - Pergunta. - 


⎯    Bem melhor - Rimos e ele liga o rádio tocando uma música calma novamente. - Gosta dessa banda? - Pergunto me mexendo no estofado do banco. - 


⎯    Sim, One Direction é um dos meus grupos favoritos além do meu é claro - Diz. - Você também gosta? - Aceno com a cabeça afirmando. - Qual sua preferida? - 


⎯    Gosto de Story of my life - Era a música que estava tocando. - Só essa música consegue me deixar calma - Brinco com meus dedos. -


⎯    Sei... E as músicas do V? - Ouço ele sorrir. -


⎯    Hm... Não gosto das músicas dele,  são muito... "chatinhas" - Digo brincando e não escuto mais nada além do carro ser parado rapidamente me fazendo ir para frente e para trás. - Ei! Você quase me matou! - Digo pondo a mão no coração que estava acelerado. - 


⎯   Foi mal! - Ri coçando a nuca. - É que acabamos de chegar e tal começando a chover um pouco - Diz e logo não o ouço mais. - 


⎯    Taehyung? - Na obtive resposta. - Aí meu deus! Kim Taehyung se você estiver brincando comigo eu juro que vou acertar meu salto na sua cara! - Digo balançando meus braços para ver se consigo senti-lo. - 


⎯    Estou bem aqui! - Taehyung abre a porta de meu lado e me assusto quase tirando a faixa mas o garoto havia segurado minhas mãos. - Não é para tirar agora! Fique por mas um tempo com ele - Disse juntando nossas mãos e me tirando do carro. - 


⎯   Isso é um pingo de chuva que caiu em meu ombro? - Pergunto sentindo algo molhar meu ombro esquerdo. - 


⎯     Coloque meu paletó para não ficar com frio - Retira seu paletó e coloca sobre meus ombros e em seguida me guia para frente. Eu não estava conseguindo ver nada. - 


⎯    Para onde está me levando? - Pergunto curiosa ao sentir pisar em algo arejado e úmido. - Estamos na praia? - 


⎯    Não bobinha, estamos quase perto de chegar - 


⎯    Só não me derruba por favor - Digo segurando em seu braço agora. -


⎯    Não vou deixar você cair - Diz. - 


⎯     Espero mesmo senão... - 


⎯     'Tá 'Tá senhorita marrenta - Acabamos por deixar a conversa de lado e continuamos a ficar em silêncio. Só era possível ouvir o barulho de nossos passos e sons de pássaros ao nosso redor. Era bem difícil saber por estar usando algo em seus olhos. Era possível ouvir alguns pingos de chuva caindo sobre mim e as vezes em Tae que não importava se ia molhar sua blusa social. Agora sinto que local certo, não sinto mais o Taehyung segurando meus ombros. Ele parece ter saído.  - 


⎯    Taehyung? Está aí? - Pergunto aflita e com receio de dar mais um passo. - 


⎯    Já pode tirar a faixa agora - Ouço sua voz vindo uma lugar meio longe? Suspiro e mesmo com receio desamarro a peça mas ainda com os olhos fechados. - Não se preocupe,  pode abrir os olhos já - Respiro fundo e abro lentamente meus olhos e cara por quanto tempo fazia que eu não via uma luz tão forte vir em minha direção? Ponho minha mão sobre os olhos protegendo-me da luz forte. - Opa! Desculpe - Ele abaixa um pouco a luz e agora posso conseguir ver melhor. - Gostou? -.


⎯    Tae... - Meu coração parecia que ia explodir! Estávamos em uma praça não muito longe de casa, olho ao redor e sorrio ao ver árvores enfeitadas por luzinhas que piscam em cores lindas (notas finais). Á minha frente estava uma grande mesa de piquenique também enfeitada com corações vermelhos e alguns alimentos gostosos sobre o local, havia uma barraca para acampamento que também estava totalmente bela, era branca e possuas um colchão inflável pra casal coberta por cobertores quentinhos e travesseiros e uma lamparina que quando ligada, aparecia formatos de estrelas (notas finais), no meio havia meio que uma fogueira com alguns banquinhos para sentar e mais e mais luzinhas. - É lindo... - A cada passo dado por mim, era um elogio tocando em cada canto daquele lugar. - Quando teve tempo para fazer isso? - Pergunto o olhando sorrindo. - 


⎯    Bom... Com o meu "amigo" e a... Jisoo - Fala e o olho surpresa e conseguindo finalmente encaixar todas as peças. Por isso ele saiu aquele dia todo arrumado, estava indo arrumar tudo com a Jisoo, por isso ele não queria contar, por isso fingiu, por isso voltou tarde! Kim Taehyung é mesmo muito precioso! - E com a Jennie


⎯   Espera... Jisoo e Jennie? - Ele assente e começo a rir. - Meu deus! Então tudo isso era um plano de vocês? - Ele assente e atrás de si está um ramalhete de flores vermelhas (notas finais). - Eu... Estou muito feliz Taehyung, sério mesmo - Ele vai se aproximando devagar. - 


⎯    Ainda não acabou bobinha - Ele toca em meu cabelo. - Isto é para você - Agradeço aí mesmo após pegar as flores e havia um cartão escrito. - É 'pra mim ler? - Ele assente. - 


⎯    Pode ler virada para mim? Eu fico tímido quando lêem algo que eu escrevi em minha frente... - 


⎯     Claro que posso ler - Viro-me de costas para o mesmo e abro a carta onde havia escrito no envelope: Para Minha S/a . Sorrio e abro o papel dobrado que agora estava desdobrado. - Vou ler agora - Pigarreo antes de ler e começo lendo as primeiras palavras. - 


De: Seu TaeTae

Para: Minha S/a ^-^


      "Você é como a luz para a minha escuridão, a saída da minha prisão, o cheio do meu vazio, minha segurança e porto-seguro... Nunca escrevi uma carta tão intensa assim para alguém que eu amo, sim eu amo muito você, não só amo como gosto de tudo o que você faz, quando briga com o Yoongi quando coloca os pés sobre o sofá ou quando fica dando sermões em Jhope por comer suas guloseimas escondidas ou até por confortar o Jimin quando ele precisa. Eu quero poder te amar incondicionalmente sem nenhum tipo de arrependimento e se caso algo houver, nós lutaremos até o fim para ficarmos juntos no final. Seremos como a Lua e as Estrelas, ou como a tampa e a panela, juntas combinam. Então agora eu te pergunto: Você me permitiria amá-la e deixar-me fazer parte da sua vida para o resto de nossa vidas? Até mesmo se o mundo for contra nós?"


"Vire-se para mim amor..."


      Eu já estava com a voz embargada e chorosa, chorosa de felicidade e emoção. Nunca em toda a minha vida havia sido recebida por cartas tão intensas dessa maneira, é Taehyung você me surpreendeu pela milésima vez e espero que seja para todo o sempre. Viro-me para o mesmo e ele estava de joelho enquanto erguia uma pena caixinha de veludo vermelho onde continha duas belas alianças. Mais uma vez Jennie Kim acertou em cheio. 


⎯   Então... S/n Parker, você aceita namorar comigo? - Meu coração acelerava cada vez mais e mais. Eu só conseguia chorar de felicidade. - Por favor me responda, meus joelhos doem - Diz rindo. - 


⎯    Mais é claro que sim seu bobo! Que nesse mundo diria isso? - Ele sorri se levantando e colocando as alianças, uma em meu dedo e outra no seu. - Eu te amo Kim Taehyung! - Seus braços rodeiam minha cintura e os meus em seu pescoço nos aproximando e logo começando um beijo lento e apaixonado como aqueles de filmes de romance sabe? Ele pedia passagem com a língua da qual eu cedo de imediato. Nossas línguas dançavam e brigavam pelo espaço, quem iria dançar? Essa era a pergunta. Ele apertava minha cintura fazendo-me dar algumas arfadas e puxar alguns fios de seu cabelo, continuamos a nos beijar ali porém logo a falta de ar se fez presente e soltamos alguns beijos como selinhos ainda rindo bobos. - 


⎯    Eu também te amo S/n Parker -


-


Notas Finais


-

🍁| Continuo? Comentem aqui!!

🍁| Capítulo não revisado, desculpem os erros ortográficos

Alianças dos dois: https://pin.it/2EOJjfu
Buquê de flores de S/n: https://pin.it/2DXa4Ax
Árvores iluminadas: https://pin.it/5LAVuN5
Barraca (tipo essa): https://pin.it/3zI3ZFg



🍁| Histórias minhas e do Matheus:

▪ I'm your hope,you're my hope: https://www.spiritfanfiction.com/historia/im-your-hope-youre-my-hope--jung-hoseok-20718337

▪ S H A D O W: https://www.spiritfanfiction.com/historia/s-h-a-d-o-w--jeon-jungkook-20786294

🍁| Kisses~

🍁| Comentários motivam💜

-


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...