1. Spirit Fanfics >
  2. Looking for Love >
  3. All of this and nothing.

História Looking for Love - Capítulo 10


Escrita por:


Notas do Autor


capítulo fraquinho, eu sei. mas isso só eh uma prévia do que vai acontecer na reta final da fic.
boa leitura :^).

Capítulo 10 - All of this and nothing.


Naquela semana, tudo pareceu passar rápido. Com o casamento se aproximando, Candice proibiu a filha de sair, sendo assim Crystal teve que fingir se importar com os preparatórios. Entre decorações cafonas e paletas de cores, ela viu sua paciência se esvair com as exigências fora do comum que via a mãe fazer.
A garota só teve noção de quantas pessoas iriam ao seu casório quando olhou a lista de convidados no laptop do escritório de sua mansão, e ao ligar para sua sogra para contar os novos ajustes, foi tratada friamente e teve que lidar com a falta de atenção da mulher que já estava farta daquilo.

Tentando focar no que interessava, Crystal ignorava as mensagens de Pete e conversava todos os dias com John, certas vezes conversava com ele toda a tarde quando chegava em casa. Se seu coração pudesse falar, diria que estava completamente entregue, mas óbvio, a morena não iria admitir em alto e bom som os sentimentos que cresciam mais e mais dentro de si.

Era uma sexta-feira ensolarada, e junto a Crystal, estava Layla, Abby e Zaira na loja de trajes olhando os vestidos de madrinhas que teriam que usar no casamento da amiga. A noiva ria das garotas encarando a peça alaranjada com cara de nojo.

— A tia Candice odeia a gente, né? — Abby questionou se dirigindo até o provador.

— Não amiga, ela só gosta dessas cores e sei lá, dane se. — Crystal folheou a revista de noivas que tinha em mãos.

— Crys, é a terceira vez que ela muda a cor desses malditos vestidos! — Zaira saiu do provador trajando o modelito. — Sinceramente, ando pensando em ir de pijama, você que me desculpe.

— Verdade, isso é um saco. Aliás ainda tem tempo de desistir disso tudo e ficar com aquele bonitão do John. — a sugestão de Layla fez Crystal sorrir.

— Gente, não é nada demais. É só uma amizade colorida, ou sabe lá Deus o que somos neste pequeno espaço-tempo em que nos conhecemos.

— Vocês não se bicavam, conversaram outra vez e simpatizaram. Agora olha para você Crystal, completamente boba quando o nome dele é mencionado. — Layla concluiu.

— Péssimo, eu não fico boba quando falam dele, — Crystal relutou. — seria muita burrice da minha parte se apegar tão rápido a alguém que mal conheço.

— O amor acontece amiguinha. — Cantarolando, Abby girou olhando-se em frente ao espelho.

— Falando em amor, ei Zai, e o seu incrível segurança? — Crystal provocou.

Zaira respirou fundo e revirou os olhos se levantando do estofado azul onde estava sentada.
— Terminamos, ele era muito ciumento. Não deu. Mas quem liga? Já segui o amigo do seu amado no Instagram e Twitter, estamos conversando desde ontem.

— E você não contou nada pra gente, porra grande amiga você. — Layla se fingiu de ofendida.

— O Nick? Bem que o John me disse que ele estava mais sorridente. — Crystal se direcionou a amiga semicerrando os olhos.

— Será que não tem nenhum amiguinho neste grupo que se interesse por mim? — Abby fez biquinho.

— Deve ter.

— Será?

— Com certeza amiga, não conheci todos eles ainda, mas tentarei arranjar algo para você. — Crystal piscou para a loira.


[...]

Fazia alguns minutos que Crystal havia chegado em casa, cumprimentando o jardineiro e a empregada que compartilhavam o horário de almoço juntos, ela chegou até a piscina onde sua mãe estava esticada na cadeira de descanso lendo uma revista e usando um maiô preto parecendo estar relaxando.

— Oi querida, estive querendo falar com você. — Candice se posicionou ficando sentada.

— Aqui estou. O que houve?

A mulher juntou seus lábios mostrando sua expressão séria e carrasca, fazendo a filha se preparar mentalmente para o que viria. Crystal por sua vez, sentou-se na cadeira ao lado esperando ansiosamente pelas palavras que estavam prestes a ouvir.

— Tive receio em lhe perguntar sobre isso porque não pude acreditar em meus próprios olhos, mas estou bastante incomodada.

— Mãe! Já estou nervosa, fale logo. — A filha a apressou.

— Crystal, eu já entendi tudo. — desapontada, Candice assentiu negativamente. — Na última terça vi quando chegou... Roupa amassada, cabelo um pouco bagunçado parecendo uma qualquer. Descendo de um carro velho junto daquele empregadinho.

O cérebro de Crystal parecia ter gelado, ela não acreditava no que tinha acabado de escutar. Sua respiração parecia ter se descompassado, se viu sem chão e sendo devorada por sua própria ansiedade.
— Mamãe eu juro, John é apenas um amigo.

— Oh, então ficar aos beijos agora é demonstração de amizade? Que legal! Agora me diz, desde quando está de caso com esse ninguém? — Usando um tom frio e hostil, a mulher se pôs de pé.

— D-Desde aquela noite em que saí com as meninas. — A garota gaguejou assustada. — Conheci ele no pub, passamos a noite juntos e desde então nos aproximamos cada vez mais. Mãe, você não entende, ele me trata tão bem e é tão diferente de Pete... 

— Eu já havia notado algo muito estranho desde aquele dia em que o contratei para limpar as janelas, fiz bem em não entrar mais em contato. Francamente filha, querendo trocar gato por lebre?! A essa altura do campeonato?

Crystal sentia lágrimas brotarem em seus olhos mas se segurou, não iria fraquejar ali, não valia a pena.

— Parece que minha felicidade pouco importa não é mesmo? Pete é um nojo, mãe. Fazem três anos que já sei disso e engoli tudo o que ele fez, agora não quero mais porque conheci outro cara. Tudo bem, admito, no início eu não queria nada sério porém me apeguei e eu gosto dele... Só quero que entenda.

Candice incrédula, virou-se e começou a andar voltando para dentro de casa, Crystal a seguiu alcançando a mãe e ficando em frente a ela na sala de jantar.
— Não quero te proibir em fazer nada, mas me prometa uma coisa... Você não vai mais chegar perto desse fulano, se eu ficar sabendo-

— Prometo mãe. — A jovem confirmou. — Ele não vai mais me incomodar.

— Digo e repito, se chegar aos meus ouvidos, ou eu ver vocês juntos, te deixo trancada no quarto sem comunicação alguma até o dia do casamento e vou atrás dele. Não estou dizendo isso em vão Crystal, é para o seu bem. — Candice ameaçou a filha sem remorso algum.

Vendo que aquilo foi a gota d'água, Crystal saiu correndo dali, querendo nada mais do que sua cama. Após subir as escadas e fechar a porta de seu quarto com força, ela pegou o celular sobre o colchão e pensou na melhor maneira de enviar uma mensagem mesmo estando de cabeça cheia e visão embaçada pelas lágrimas. 

Enquanto tentava digitar algo para enviar ao grupo dela e de suas amigas, a garota foi interrompida pela vibração do objeto, mostrando no visor que era uma nova chamada de alguém conhecido.

— Hey, John! — Saudou com a voz embargada.

— Crys? Esteve chorando mais uma vez?

— O quê? Eu? Não, está tudo bem, eu juro. — Ela mentiu.

— Certo gata. — John acreditou. — Te liguei apenas para te fazer um convite.

— E qual seria?

— Festa de Halloween no Blue Moon amanhã, a banda vai tocar umas músicas autorais. Estamos nervosos e empolgados para isso, preciso te ver lá, pode chamar suas amigas para irem juntas. — O rapaz estava tão eufórico que sua voz parecia até mais alta.

— Wow rockstar vai com calma aí, estaremos lá para prestigiar vocês. Ao menos, tentarei, e não espere fantasias criativas de mim, sou péssima nisso. — Tentando brincar para disfarçar sua tristeza, Crystal sorriu minimamente.

— Então tudo bem, quero te ver sem nada mesmo! — Ele riu. — Vou ter que ir agora, estou na casa de uma madame chata e limpando uma janela enorme. Liguei apenas para te convidar, nos vemos amanhã?

— Aham.

— Ótimo, mal posso esperar. Tchau.

A ligação deu por encerrada e Crystal suspirou triste, a festa iria ser o momento crucial onde iria terminar tudo com John, não iria aguentar as crueldades que sua mãe poderia fazer a ela... Ou pior, a ele. Afinal de contas, ele não iria sair disto machucado.

Iria?


Notas Finais


STRESS E AGONIA COMEÇANDO NESTA FIC RUIM, ou quase isso.
espero que tenham gostado! :^))


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...