História Looking into your eyes - Capítulo 14


Escrita por:

Postado
Categorias Miraculous: Tales of Ladybug & Cat Noir (Miraculous Ladybug)
Personagens Adrien Agreste (Cat Noir), Emilie Agreste, Lila Rossi (Volpina), Marinette Dupain-Cheng (Ladybug), Personagens Originais
Visualizações 117
Palavras 1.170
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Comédia, Drama (Tragédia), Ecchi, Fluffy, Hentai, Lemon, Literatura Feminina, Romance e Novela, Shoujo (Romântico)
Avisos: Álcool, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Capítulo 14 - I never felt like this before


 

Adrien tinha acabado de estacionar o carro em uma das vagas que haviam no parque. Saiu para retirar Emma da cadeirinha, junto com a bolsa dela que havia suas coisas e mais uma sacola térmica na qual sua mãe havia mandado com uma torta salgada já fatiada junto a uns sucos.  Caminhou sozinho mais um pouco, até enxergar Marinette adiante vindo na sua direção com um alegre sorriso no rosto. 

Não pode evitar de notar em como ela estava vestida, usando uma calça jeans, uma camiseta azul clara e sandálias. Seus cabelos estavam presos em um rabo de cavalo alto. Simples mas linda naquela simplicidade. Apertou Emma contra si, fazendo com que a neném resmungasse um pouco colocando as mãozinhas para afastá-lo.

- Desculpa filha...- sussurrou para a mesma enquanto Marinette se aproximava.

- Oieeeee!!!! - ela chegou quase num pulo para cumprimento-lo animada. 

- Oi... - porém ele respondeu tímido com um sorriso mais fechado. - Tudo bem?

- Tudo sim e com você? E a minha amorinha, oooi neném!! Tudo beem?? - Marinette voltou-se para segurar uma das mãos da menina que logo agarrou seu dedo, dando pequenas risadinhas. 

- Ai que coisinha linda meu Deeeus! Hoje a gente vai se divertir muito, ta legal? ta boom?

Adrien até quis, mas ele não conseguia deixar de olhar para Marinette. Parecia que quando ela falava sua com sua filha daquela maneira tão carinhosa, tão atenciosa, seu coração acelerava no peito. Até de um jeito doloroso.

A mestiça continuava "conversando" com Emma até notar a falta de Emilie. - E sua mãe? Ta vindo?

- Ta não. Não deu pra ela vir, disse que tava com dor de cabeça quando fui buscá-la.

- Aaah que pena, poxa...! Tomara que ela fique bem...

- É. Eu também espero. - respondeu seco, pois sabia MUITO BEM, que Emilie não estava doente coisíssima nenhuma. Aquele era apenas mais um dos seus joguinhos. Ela queria é que ele ficasse sozinho com Marinette!

- Bom, depois mandamos uma mensagem pra ela! -  sorriu, jogando a cabeça para o lado. - então... vamos lá?

- Vamos. 

Adrien ajeitou melhor Emma no colo, depois que entregou a sacola que carregava com a outra mão para Marinette poder ajudá-lo. Assim os dois seguiram por um caminho de concreto, adentrando de vez ao parque. Olharam ao redor e escolheram um lugar debaixo de uma arvore para por uma toalha sobre a grama onde se sentaram para comer.

Enquanto Adrien comportava Emma junto com seus brinquedos,  Marinette retirava da bolsa que trazia consigo o bolo dentro de um pote rosa. Ela se virou para olhá-lo com um largo sorriso.

- Oh, eu to torcendo muito pra que você e a Emma gostem, ela pode comer chocolate?

- Pode, um pouquinho sim.

- Ah, então ta bom! 

- Então, a minha mãe também mandou uma torta salgada de frango e uns sucos. - disse pegando a sacola com as coisas para também por sobre a toalha.

- Uhnnn... que ótimo! 

Enquanto isso Emma já brincava com seus bonequinhos, inclusive o que Marinette havia lhe dado. A mestiça acabou reparando em umas marquinhas de mosquito em suas bochechas. Tocou sobre uma delas. - Olha que só... Esses bichos adoram morder os bebes!

- E olha que ela dorme no berço com proteção, mas não tem jeito, sempre passa um ou outro. 

- Da uma dozinha... fica com essas marquinhas vermelhas. Né bebe?

Emma "respondeu" na língua dela, batendo os bonequinhos um no outro.

- Que gracinha... - Marinette riu, sentando-se melhor na toalha. - E então... me conta, como estão as coisas? Amanhã vai trabalhar?

- Sim. - ele respondeu, apoiando-se nas suas mãos atrás de si. - Pego cedo.

- Eu também... ta tão corrido lá na firma.

- É mesmo?

- Putz... é que assim, a gente ta com um projeto...

Então ela começou a contar sobre o novo trabalho no qual estava inserida. Mostrou a Adrien no seu celular algumas coisas das quais já havia feito, do que ainda precisava ser realizado e as ideias das quais já havia pensado. Enquanto ele a ouvia, sentiu uma sensação boa tomar conta do seu corpo.

A voz de Marinette era gostosa de ouvir, ela era inteligente, animada, espontânea. Além de ser bonita... com aqueles lindos olhos azuis.

- Muito boa essas ideias Marinette, acho que tem tudo pra dar certo.

- Ah, eu espero e se der... vamos ganhar uma boa comissão! 

- Estarei torcendo. - sorriu de lado. - Mas eu só queria te perguntar uma coisa.

- Uhn, pode falar!

- Onde estão seus óculos?

Desse vez a mestiça segurou o riso com uma das mãos. - Ai... olha, nem me fala sobre eles.

- Uhnn... o que aconteceu?

- Entãããão... é que assim, sem querer... eu deixei em cima da minha cama né, aí, joguei um monte de coisa em cima só que depois.. eu acabei meio que sentando em cima deles.... - sorriu sem graça vendo Adrien balançar a cabeça rindo.

- Quebrou muito?

- Não muito.... mas ta torto, ele fica torto no meu rosto e aí eu não consigo usar... o que ta sendo horrível porque eu to cega!!

- Então leva lá na loja pra eu ver o que eu posso fazer, se caso não der conserto, eu te vejo um novo com um desconto.

- Ah... então ta bom!  Amanhã na hora do almoço então eu levo. Fechado?

Ele sorriu confirmando com a cabeça. - Fechado.

- Beleza!! Então galera, vamos comer? Emmaaa, ta com fome meu amor??

A menor apontou para a arvore "falou" algumas coisas e os dois entenderam que ela queria dizer sim. Então começaram primeiro pela torta salgada, tomaram seus sucos e por fim, experimentaram o bolo no qual Marinette havia feito.

- Nossa, que delícia...! - Adrien falou ainda com a boca parcialmente cheia com o doce. - Muito bom...!

Marinette apenas riu continuando a comer seu bolo.  Viu Adrien dar um pedaço para Emma que tentou dar uma mordida, mas o pedacinho rolou pelo seu vestido, a sujando por completo.   Ele olhou na bolsa que havia trazido, mas a toalhinha dela tinha ficado no carro.

- Eu vou lá pegar, ja volto. 

- Tudo bem, eu fico de olho nela.

- Obrigado...

 

Então ele seguiu rapidamente, pegou a toalha e voltou com os mesmos passos até ter que parar um pouco mais afastado. 

Pois enquanto se aproximava, viu Emma nos braços de Marinette ao mesmo tempo que ela a segurava sobre as pernas, dando beijos sobre sua bochecha, a permitindo que tocasse em seu rosto com suas mãos, mesmo sujas. Ela não se importava.

As duas se entrosavam, rindo uma para outra. Ali de longe, pareciam irmãs... amigas...  mãe... e filha.

E foi nesse momento, ao assistir sua menina com aquela mulher que a tratava tão bem... sendo correspondida, recendo atenção, afeto e sorrisos... Que Adrien percebeu que talvez, muito possivelmente, ele poderia se apaixonar por Marientte.

E isso não era nada bom.
 



Notas Finais


desculpa os erros.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...