História Loona - Éden - Chuuves - Capítulo 7


Escrita por:

Postado
Categorias Loona
Personagens Personagens Originais
Visualizações 48
Palavras 536
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Fantasia, Romance e Novela, Sobrenatural, Suspense, Yuri (Lésbica)
Avisos: Álcool, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 7 - Natanael II


_Que fizestes, arcanjo? Estas mais suja que as vestes de Asmodeus.

Jiwoo abriu os olhos, sua mente girava, olhou ao redor, havia uma escuridão palpável e então uma luz surgiu. Era Natanael. O anjo parou em sua frente, forte era sua voz e maior ainda a tristeza em seu olhar.

_Engana-te a ti mesma quando pensas que poderá ter tremendo e impuro amor. Sabes o quão mundano é este sentimento! Todavia, não sou eu quem fala contigo e sim aquela acima de mim, acima de todos os outros, anjos e demônios, aquela que existe desde sempre. Arrependa-te, arcanjo e prometo que há de lhe ser concedida uma nova chance! -O anjo implorou, estendendo um cálice dourado.

Jiwoo gemeu de dor. Quão terrível era a dor em seu peito. Estava presa e só então deu-se conta disso. Estava nua e presa. Suas asas estavam abertas por conta da adrenalina em seu corpo.

_Aparta-te de mim! Amo-a! -Usou sua força escassa para dizer. _Jamais cometerei o mesmo erro que cometestes, Natanael.

_Estas a zombar de mim? -O anjo cerrou os olhos. _Fiz unicamente o melhor para que a paz reinasse. Tu, insistes em desfazer-te de tal paz.

_Importa-me apenas Ela. Há muito sei que jamais sentirei tal coisa se não com ela. A maneira como toca-me.. beija-me.. -Jiwoo sorriu e o olhou desafiadora.

_Blasfêmia! -Natanael disse e pegou voo._És impura! És tão impura que vejo em teus olhos o mesmo que Gabriel viu nos olhos de Eva.

_Ousas comparar-me com a anfitriã dos pecados hoje sofridos por nós? És tão bom dormindo quando calado,Natanael. -Jiwoo murmurou. _Aparta-te para longe de mim.

_Que haja piedade a ti.-Ele voou para longe escuridão adentro.

Jiwoo bufou e fechou os olhos. Sentia a presença inconfundível de Sooyoung mas não conseguia nada além disso. Buscou por ela com a mente, por horas, sentia algo queimar em sua barriga, seus sentidos pareciam mais fracos e suas asas mais retraídas.

Esperou e esperou por ela, até que ouviu as asas e os passos próximo de seu corpo, a rondando. Mãos quentes tocaram seu rosto, pescoço, clavícula, barriga e de repente, sentiu os apertos em seus seios e os lábios em seu ouvido.

_És minha. -A voz familiar sussurrou, fazendo seu coração acelerar. _E eu reivindico o que é meu por direito.

Sooyoung gritou e as correntes dela sumiram, seu corpo prestes a cair foi sustentado pelos braços dela que tinha os olhos mais velhos do que nunca, como o mais puro sangue.

_Estas bem, amada de minha alma? -Sooyoung a abraçou apertado.

_Estas aqui. Nada tenho a temer. -Sussurrou e a olhou nos olhos ainda mais profundamente. _Estavas aqui por todo este tempo?

_Estive a te observar durante todo nosso tempo apartadas. Temi que algo assim acontecesse, logo, estou aqui para levar-te comigo. -Disse e a beijou.

_Irei contigo até os confins da terra dos homens. -Jiwoo disse segurando seu rosto. _Que significa isto? -Apontou para a marca em seu pescoço, do lado esquerdo, ligada ao coração.

_É meu laço com meu pai. Bem sabes que sou a única que verdadeiramente tem um pai. -Sooyoung engoliu em seco.

_Que porventura, se identifica por..?

_Anjo de Luz. -Jiwoo franziu o cenho e Sooyoung abaixou a cabeça, logo a olhando outra vez. _Lucifer, se assim preferirdes.


Notas Finais


Obrigada :3


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...