História LORAINI: IN THE DARK WORLD OF ART - Capítulo 3


Escrita por:

Postado
Categorias Black Pink, The Evil Within, The Sims
Personagens Jennie, Jisoo, Lisa, Personagens Originais, Rosé
Tags Ação, Amor, Aventura, Blackpink, Ficção, Horror, Investigação, Mistério, Romance, Saga, Suspense, The Evil Within, The Sims 4
Visualizações 1
Palavras 1.452
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 14 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Fantasia, Ficção, Ficção Adolescente, Ficção Científica, Magia, Mistério, Romance e Novela, Saga, Survival, Suspense, Terror e Horror, Universo Alternativo
Avisos: Insinuação de sexo, Mutilação, Spoilers, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Espero que gostem, acima de tudo, desde já grata!

*Esta Fanfic é interativa, ou seja, imagens e prospostas de vídeos ou músicas em [...], explicam e contribuem com a História em si, ou seja, é uma parte, sendo visualizada também.

Capítulo 3 - Cap.3: Recuperação


Fanfic / Fanfiction LORAINI: IN THE DARK WORLD OF ART - Capítulo 3 - Cap.3: Recuperação

Cap.3: RECUPERAÇÃO 

 

-Será que ela tá viva?(Disse Jennie.)

-Olha ela está abrindo os olhos.(Afirmou Jisoo.)

-Aah...O quê?...Aah...

-Calma, tá tudo bem!(Afirmou Rosé.)

-Onde ele está?(Perguntou Loraini desorientada.)

-Loraini, você está bem? Te encontrei desmaiada essa madrugada.(Disse Lisa preocupada.)

-Acho...que sim...

-Você quer um copo d’água?(Interrogou Rosé.)

-Aah...não se preocupe, eu estou bem.

-Não levamos você para a Coordenação ou outro lugar, porque acreditamos que está bem.(Disse Jennie.)

-Bom...apesar de tudo, obrigada por virem até aqui!

-Ah, eu me chamo Jennie!

-Jisoo!

-Rosé!

-Ela já me conhece!(Disse Lisa, até todas soltarem risadas para alegrar um pouco o momento.)

-Bem, são exatamente 5:00 Horas da Manhã...ainda é cedo, então descanse, nossas aulas vão começar apartir de hoje e acredito que você está muito ansiosa para começar.(Afirmou Jennie.)

-Sim, Jennie...Aah...qual curso vocês fazem?

-Aah...é mesmo queríamos saber o seu também...o meu é música!(Disse Rosé.)

-O meu também.(Disse jisoo.)

-Eu e Lisa fazemos Dança e você querida?

-Pintura.

-Aah...temos mais uma artista disfarçada entre nós...(Disse Lisa ousada.)

-Lisaa...vamos deixem a Loraini descansar agora.(Após Jennie, Jisoo e Rosé saírem. Lisa se jogou na sua cama e Loraini abaixou novamente sua cabeça no travesseiro, pensando em tudo que havia ocorrido e se perguntando: - O que será ele e por que me atormenta de verdade sem explicações?...Loraini acabou fechando os olhos novamente, dessa vez, paz e tranquilidade foram sentidos e ela pôde descansar seus olhos e o coração por algumas horas.

 

...

 

Do outro lado, em um mundo perverso, onde a cor vermelha reinava no ar em que se respirava com vários restos de construções, muros e paredes que estavam se deteriorando e em pedaços grandes e pequenos como migalhas. Em um ponto central deste lugar já destruído, aquele que parecia ter morrido por alguns anos...estava se reerguendo com suas próprias forças que voltavam lentamente.)

-Minha Câmera...(Ele olhou para a Câmera sob o seu peito ao sangue exposto em suas roupas e a sua faca que estava ao seu lado, além do sangue que havia espalhado pelo chão, começou a juntar seus pertences.)

-Aquele Filisteu...(Ele tossiu, porém, continuou.)

-Mais a minha Arte me salvou.(Disse ele, já de pé. Ele começou a andar quase caindo um pouco para olhar mais de perto aquele mundo, a qual, pertencia.)

-Como é lindo...tudo está destruído...eu posso ver novamente...com dificulda..des...uma perfeita imagem da destruição...Espera...

-Tudo faz sentido...(Ele ergueu a mão com um pouco de dificuldade para testar os seus poderes novamente, porém, sua câmera funcionou misteriosamente revelando duas fotos: Uma dele e a outra de uma mulher.)

(Flash Back das Visões)

-Alguém...andou me procurando, e dessa vez não foi aquele bastardo...

(Flash Back das Visões)

-Aah...como ela é perfeita...(Os olhos dele estavam lendo aquela imagem...logo, ele sabia quem era ela, através de uma simples foto retratada, que agora estavam sujas com o sangue, incorporado em suas luvas...ele pôde ler nas visões, o que ela tinha escrito sobre ele...e por fim, saber o seu nome.)

-Loraini...esse é o seu nome...bem, acho que lhe devo uma, eu sou Stefano...e você contribui para minha inexplicável volta...bom, vou cuidar de você agora...acho, que tem muito mais atrás de seus medos e sorrisos do que demonstra.

(Quando Stefano acabou de falar, o seu olho direito, a qual, tinha uma lente de Câmera que antes estava totalmente destruído, por conta da perfuração da bala de Sebastian, se reestruturou novamente como se nada tivesse acontecido, surgindo o olho que ‘’tudo vê’’ novamente para vijiar o mundo obscuro que está. Stefano caminhou e rapidamente se teletransportou ao seu quarto que tinha seu tema favorito: ‘’O CARMESIM’’.  À medida que caminhava, admirava os seus móveis novamente...colocando sua câmera com as fotos sob uma cômoda perto de sua cama, por alguns minutos, tirou o seu terno roxo, a qual, vestia e tirou do guarda-roupa um outro terno com camisa branca, por baixo de um blazer preto, que ele já havia usado para mostrar ao público as suas obras-primas. Retirou suas luvas e sapatos vermelhos e pôs outros pretos no lugar. Limpou o seu rosto com cuidado, devido ao seu olho direito. Olhando para o espelho novamente, ele estava renascido...pegando a sua faca, ele a limpou e o destaque brilhante reluzente estava voltando a permear sua arma. Por um momento, ele sentiu suas noções de "artes" mais vivas e intensas, que tornavam-se cada vez mais mórbidas, a qual, admitia sentir em suas inspirações, desde o momento imediato de sua morte ao reviver outra vez.)

-Que sensação é essa?...Será você?(Interrogou Stefano ao olhar Loraini novamente...Por alguns minutos, Stefano procurou pistas no seu mundo que dessem motivos da sua volta à vida, em particular, em suas memórias, mas não conseguiu encontrar nenhuma.)

-Por quê?...Eu poderia saber de tudo que ocorria em tal circunstância e situação...mas, espera...ela não pertence a esse mundo...eu...tenho que sair dele e ir, exatamente onde ela está, e...(Ele se interrompeu, admirando Loraini ao pegar novamente na foto revelada.)

-E porque não, lhe transformar em uma obra de arte ao meu favor, seria até...uma memória única que sempre a contemplarei na minha nova coleção...ou melhor, dando minha continuidade no que já havia feito, desde então...(Stefano, parou por um momento. Ele sentiu um cheiro de perfume em suas luvas, talvez até já estivesse sentido nas luvas anteriores, mas não se deu conta.)

-‘’OUD WOOD EAU DE PARFUM’’...bom, vejo que o seu cheiro é bastante Francês...

 

(Visões)

-Na ITÁLIA?

 

...

 

-Acordandooo...(Gritou Lisa, após ligar o som em Boombayah.)

-Aah...Bom Dia, novamente...Aah...Olá?

-Aah, vai pra quê bom dia, você já tinha me acordado mesmo...(Lisa puxou a Loraini para dançar naquele som.)

-Aaah...Olha, eu queria muito dançar, mas eu vou ao Banheiro...(Quando Loraini, chegou perto da porta ela se abriu rapidamente...)

-OPPA! (Jennie e Jisoo cantaram.)

-Oii!(Disse Rosé atrás.)

-Aah...Muito engraçado! (Loraini exclamou.)

-Vamos! Está perto das aulas começarem.(Afirmou Jennie, pegando nos ombros de Loraini.)

-É verdade!(Afirmou Loraini.)

-Vocês notaram esse espelho?(Perguntou Rosé.)

-É olha...o que eu vi no quarto de vocês não é igual a esse. Acredito que este quarto é único e diferente.(Afirmou Lisa. Loraini ao olhar diretamente ao espelho, que suas amigas se deram conta, pôde perceber que estava exatamente de frente para ele como se fosse um sinal, talvez...de alerta para algo que acontecesse em breve?)

-Bom, só não tínhamos percebido que ele era diferente...acredito!(Afirmou Loraini, após as meninas concordarem também. Ela queria tranquilizar as meninas, mas ficou surpresa, por ser o único espelho diferente dos quartos da universidade em que estavam afirmando.)

 

...

 

(Toque Bad Girls)

-Que lindo dia! Né...Marcy.(Marcy estava admirando-se no espelho, após virar para sua amiga e responder...)

-Sim...nunca estive melhor, e claro, ser mantida, junto com a minha equipe no Grêmio para tomada de decisões ontem, como antigamente, é mais um motivo para a vida valer a pena, e talvez mudar radicalmente a arte de uma vez.(Afirmou Marcy.)

-Bom, mas você não é a Reitora, né?(Disse uma outra menina.)

-Karen, querida...Eu sou o centro das atenções, não é a toa que estou no terceiro semestre pra nada com você e Juliana, porém, eu consegui credibilidade no Curso de Música, porque convenhamos que é a melhor forma de aprender a arte do ‘’Cantar’’ do que os outros cursos...tirando a Dança também, né...porque você pode complementar a Dança com a Música.

-Aah...e só de falar que nesse semestre vai ter calouros já dá agonia.(Disse uma outra menina ao lado de Karen.)

-Sim, Juliana, e este é o principal motivo para eu continuar feliz, porque eles sabendo ou não, terão de encarar algumas regrinhas.

-Porém, se tiver algum menino gatinho, aí vamos ver para um outro lado...HaHa...(Disse Karen, após rir, junto a Marcy e Juliana malévicas umas para as outras.)

-Aah...ei...eu tenho que continuar com vocês ainda?(Perguntou uma outra menina que pareceu ser a única excluída do grupo no momento bem confusa.)

-Aah...é claro Ingrid, afinal, você já foi uma caloura lembra?...e se eu não me engano, eu ía fazer você perder a Bolsa de Estudos que ganhou com todo esforço, pois desrespeitou algumas regrinhas nossas...então, eu determinei que nos ajudasse nas disciplinas presenciais, porque as onlines, eu dou um jeito com o meu Coordenador de Curso, se é que me entendem...e porque você é muito inteligente. (Disse Marcy com Autoridade. Karen e Juliana já estavam atrás dela, a qual, começaram a rir.)

-Nããão! Vocês são...(Marcy e as outras meninas, mudaram de expressão rapidamente, prontas para ouvir e dizer para Ingrid no que se atrevesse a falar.)

-...Eu faço tudo, menos isso, por faaavor...é o meu sonho...(Disse Ingrid implorando.)

-Eu sei...e claro...isso tudo está em sigilo, você não pode contar para ninguém, porque se não, sua Bolsa vai desaparecer do sistema como um passe de mágica...então atente-se, pois sempre ganhamos e conseguimos tudo...HaHa...(Elas riram na frente de Ingrid, que estava quase chorando de tristeza, por não achar uma maneira de fugir disso.)


Notas Finais


Até breve!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...