1. Spirit Fanfics >
  2. Lord Grindelwald >
  3. Cap. 1

História Lord Grindelwald - Capítulo 1


Escrita por:


Capítulo 1 - Cap. 1


Há 8 anos atrás a guerra na Grã-Bretanha Bruxa estava no seu ápice, uma guerra sangrenta que estava deixando um rastro de caos e destruição. Medo era o que predominava pela população, o lado das Trevas estavam ganhando cada fez mais aliados, e com isso, mais força, e isso só teve fim quando o Lord das Trevas foi detido, tudo por conta de uma profecia.

“Aquele com o poder de vencer o Lorde das Trevas se aproxima… nascido dos que o desafiaram três vezes, nascido ao terminar do sétimo mês… e o Lorde das Trevas o marcará como seu igual, mas ele terá um poder que o Lorde das Trevas desconhece… e um dos dois deverá morrer na mão do outro, pois nenhum poderá viver enquanto o outro sobreviver... aquele com o poder de vencer o Lorde das Trevas nascerá quando o sétimo mês terminar...”

Com medo da profecia ser real, o Lord das Trevas passou meses estudando a profecia, tentando descobrir quem era o ser com o poder de derrota-lo. Após algum tempo ele finalmente descobriu que a profecia poderia estar falando de apenas duas pessoas. Duas crianças gêmeas. Os filhos dos Potter, Harrison James Potter o mais velho, e Charles James Potter o mais novo.

Satisfeito com a sua descoberta, o Lord das Trevas tinha apenas uma missão, descobrir onde a Família Potter estava escondida, e assassinar ambos os gêmeos, que um dia poderiam ser aqueles que o derrotariam.

Com a ajuda de Peter Pettigrew, um dos melhores amigos de James Potter, e também o guardião do segredo do Feitiço Fidelius, um feitiço que ocultava uma propriedade e apenas o Guardião do Segredo poderia divulgar a localização. O Lord das Trevas planejou um ataque.

Sabia que na sexta-feira, James e Lilian Potter não estariam em casa por conta de uma reunião da Ordem da Fênix, uma organização que buscava a queda do Lord das Trevas, eles deixariam os filhos com os amigos da família, Peter Pattigrew e Remus Lupin, era o momento perfeito para o ataque.

Durante o ataque, o Lord das Trevas intitulado Lord Voldemort matou seu espião, Peter, e matou Remus Lupin, um homem que lutou incansavelmente para proteger os filhos do melhor amigo, ele era um Lobisomem, e aquelas crianças era seus filhotes, e ele tentou, com unhas e dentes, ou melhor, com garras e dentes, mas no final foi em vão, ele caiu morto depois de um duelo com o Lord das Trevas.

Partindo até o quarto dos gêmeos, ele sentia seu poder fluindo, e ele sabia, ele sairia daquela casa invencivel, ninguém poderia para-lo depois dessa noite. Assim que chegou no quarto, pode ver duas crianças em seus berços, ambos acordados e olhavam atentos para a porta, a espera de seus pais, e pareceram frustrados quando viram que não eram seus pais que tinham entrado no quarto.

Charles, o mais novo, possuía cabelos negros indomáveis, olhos castanhos e vestia um pijama bege. Enquanto o mais velho, Harry, possuía cabelos negros lisos, olhos verdes esmeralda e vestia um pijama azulado.

O Lord das Trevas sentia a magia que o garoto mais novo exalava, ele seria poderoso, ele podia sentir, imediatamente o Lord Voldemort soube quem era a Criança da Profecia.

- Sabe garoto, eu sinto seu poder, se você não fosse filho de pessoas tão tolas, com toda a certeza você seria um grande aliado. – Uma varinha branca foi apontada para a testa do garoto mais jovem. – Avada Kedavra. – Foram essas palavras que selaram a queda de Lord Voldemort

Avada Kedavra, uma maldição que matava tudo que tocava, voou diretamente para a testa do garoto mais jovem, que fechou os olhos por conta da luz esverdeada que a maldição soltou, e antes da luz verde tocar a pele do garotinho, um escudo dourado surgiu em volta do garotinho, e assim que a maldição encostou no escudo, ela voou em direção ao seu lançador que sem ter tempo de reação, acabou sendo atingido.

Ali, naquela noite, ficaria marcada na história e Charles Potter seria conhecido como o Garoto-que-sobreviveu, a criança que deteve o Lord das Trevas.

Hoje em dia ambos os gêmeos possuem 8 anos. Moram no sul da Inglaterra, na Mansão Potter.

Charles Potter cresceu sendo um jovem aventureiro, muito corajoso e um amante de Quadribol, muito parecido com o seu pai. Enquanto seu irmão mais velho, Harrison Potter cresceu sendo um jovem curioso, estudioso e um amante em conhecer coisas novas.

Eram muito diferentes, e seus pais os amavam independente de suas diferenças, mas hoje, dia 9 de Janeiro, tudo mudaria para o jovem Harrison Potter.

Na sala da Mansão Potter estavam a Família Potter e o Albus Dumbledore, diretor de Hogwarts e amigo íntimo da família.

Harrison Potter estava olhando para o seu pai com animação, seu pai estava segurando uma pequena caixa nas mãos, e o Harrison sabia exatamente o que era aquilo, e ele já estava animado, estava esperando isso a anos.

- No dia 31 de Julho do ano passado era para o Harry receber isso. – O James falou olhando para o filho mais velho, todos o chamavam de Harry e ele não se importava com esse apelido. – Porem por conta das circunstâncias eu tive que mudar os planos. – Os dois garotos olhavam para o pai atentamente. – Harry, por ser o meu filho mais velho, o titulo de Herdeiro Potter e futuramente Lord Potter é seu por direito. – Um grande sorriso apareceu no rosto do filho mais velho, os pais perderam o brilho no olhar, odiavam decepcionar o filho, mas era necessário. – Porem Harry, eu peço que entenda, o Charles sendo o Garoto-que-sobreviveu precisará de muito poder quando ficar mais velho, por isso o Diretor sugeriu de darmos o titulo de Herdeiro Potter e futuramente Lord Potter ao Charles. – O sorriso do Harry morreu e com ele um sorriso surgiu nos lábios do Charles

- Isso é incrível papai. – O Charles falou com um largo sorriso enquanto pulava nos braços do pai para um abraço

- Você entende, não é Harry? – Lilian perguntou preocupada olhando para o rosto inexpressivo do filho mais velho

O Harry estava arrasado, ele sempre sonhou em ser o Lord Potter, desde que ouviu seu padrinho, Sirius Black, falando que ele era o Herdeiro Potter por ser o mais velho, começou a estudar velhos costumes para poder ser um ótimo Lord Potter, e agora isso foi tirado dele, ele tremeu por um segundo e segurou o choro no mesmo instante que ele ameaçou a vir, droga, ele sempre sonhou com esse título.

- É claro mamãe. – Ele respondeu engolindo em seco, ele não queria decepcionar seus pais, ela sorriu com a resposta dele

- Você é um menino tão bom. – Ela falou abraçando o filho mais velho

- Isso é uma ótima notícia meu garoto, tenho certeza que você será um ótimo Lord Potter quando a hora chegar. – Albus Dumbledore falou com um sorriso jovial olhando para a criança mais nova. – Agora o motivo de eu estar aqui não apenas para ver você receber esse anel. – Ele falou ao ver o James colocar o anel no dedo do Charles, todos os adultos perderam o olhar quebrado do Harry ao ver aquele anel no dedo do seu irmão. – Eu conversei com os seus pais, e chegamos a conclusão que esta na hora de começarmos seu treinamento meu garoto. – Falou colocando a mão no ombro da criança

- Eu vou aprender magia? – O Charles perguntou esperançoso

- Vai sim. – O Dumbledore respondeu, e os pais da criança riram da expressão animada do filho

O Harry não era burro, muito pelo contrario, ele tinha percebido que aquele treinamento não o incluía, ele ficou apenas observando a cena inexpressivo.

- Eu vou ter uma varinha? – Perguntou com a mesma animação de antes

- Claro que vai, iremos comprar uma varinha especial para você. – Quem respondeu foi o James bagunçando os cabelos do filho que já eram muito bagunçados

Por um momento a mente do Harry começou a trabalhar, ele não poderia ser o Lord Potter, mas ainda poderia ser treinado por Albus Dumbledore, o homem era um dos maiores bruxos do mundo, a criança não perderia uma oportunidade.

- Ehh, Senhor Dumbledore? – O Harry chamou numa voz baixa, o Diretor focou seu olhar na criança mais velha dos Potter. – Será que eu poderia participar das sessões de treinamento? – Ele pediu esperançosamente

O Diretor perdeu o brilho no olhar, e trocou um rápido olhar com o pai da criança.

- Harry, o treinamento que o Charles vai ter, vai ser bem pesado, ele precisa crescer magicamente forte, ele já possui um núcleo mágico bem poderoso para a idade dele, somente por isso ele vai conseguir começar o treinamento mais cedo. – Quem explicou foi o James, que caminhou ate o filho mais velho, partiu seu coração ver o olhar quebrado do filho. – Seu núcleo mágico não é tão grande quanto o do seu irmão, por isso Harry, você terá que esperar ate os 11 anos para começar a praticar magias. – Concluiu colocando a mão no ombro do filho

- Um treinamento mágico aos 8 anos pode ser muito perigoso, é para a sua segurança filho. – A Lilian falou sorrindo tristemente para o Harry

- Pai, mãe, eu posso ir para o meu quarto, quero terminar um livro que estou lendo. – O Harry pediu olhando para os pais

Lilian sentiu seu coração partir ao ver os olhos do seu filho, eles estavam tão tristes que pareciam que iriam derreter em lagrimas, o seu pai, James também reparou.

- Sim Harry. – Respondeu a Lilian com o coração partido

O Harry lançou um ultimo olhar para o dedo do seu irmão, onde estava o anel de Herdeiro Potter, com a cabeça baixa ele saiu da sala, e assim que estava fora da vista dos adultos, correu até chegar ao seu quarto. E assim que chegou ao seu quarto pode ver um Elfo Domestico estava perto da sua cama, esse era a Pops.

- Mestre Harrison, a Pops ouviu o que aconteceu na sala, e a Pops sente muito por isso. – A Elfo falou ao ver lagrimas cair dos olhos do garoto

O garoto não falou nada, apenas andou até uma pilha de livros que estava em sua mesa e pegou o primeiro. “Costumes e Boas Maneiras de Lords Bruxos". Ele pegou o livro e o jogou até a parede.

- DROGAAA. – Ele gritou com raiva, o Elfo se assustou com o grito, o pequeno Elfo rapidamente lançou um pequeno feitiço de privacidade no quarto do garoto para ninguém conseguir ouvir nada de fora do quarto. – EU ESTUDEI TANTO, APRENDENDO COSTUMES DOS BRUXOS. – Ele pegou um segundo livro, esse era sobre política bruxa, e o jogou com ainda mais força na parede. – PARA O IDIOTA DO CHARLES GANHAR O TITULO DE HERDEIRO. AQUELE TITULO ERA MEU, MEU POR DIREITO. – Gritou lançando todas as coisas que estavam na mesa no chão. – Droga Pops...eu estava me esforçando para ser um ótimo Lord Potter, estudei leis, política, boas maneiras, tudo para um dia eu poder ser o Maldito Lord Potter e mais para frente o Lider do Conselho Nacional dos Bruxos. Mas não, o Charles que não sabe nem falar direito é quem recebe o titulo, o Charles que recebe o treinamento de Albus Dumbledore. – Ele se escorou pela parede e caiu sentado no chão, sobre os livros que ele tinha jogado no chão

Ali, num canto do seu quarto, ele chorou em frente ao Elfo Domestico Pops, que queria fazer alguma coisa, mas não sabia o que fazer para tranquilizar o Harry, então atenciosamente saiu do quarto do garoto, vendo que era melhor deixar ele sozinho.

Um falcão invadiu o quarto do Harry pela janela assustando o garoto, ele olhou para o falcão que aparentava ser bem velho, possuía uma plumagem negra, o falcão soltou uma caixa negra no chão, e partiu pela janela.

A caixa negra possuía dois fechos, e em cima da tampa tinha um símbolo gravado, e ele sabia exatamente que símbolo era. Era o símbolo das Relíquias da Morte.

O garoto tomado pela curiosidade, limpou as lagrimas do rosto e abriu a caixa, dentro da caixa possuíam 3 objetos, o primeiro era um anel preto com linha brancas e no topo, o símbolo das Relíquias da Morte estavam gravado em vermelho. O segundo era uma varinha negra. E o terceiro era um livro bem grosso sem titulo ou autor na capa.

Ele pegou o livro, e assim que levantou o livro, um pedaço de papel caiu, era uma carta.

“Olá jovem Harrison Potter.

Sou de alguns anos no passado, talvez você já tenha ouvido meu nome em algum lugar, o Rival de Albus Dumbledore, eu sou Gellert Grindelwald o antecessor do Lord Voldemor. Mas posso lhe afirmar, sou maior que Voldemort e Albus Dumbledore.

Desde pequeno, possuo uma habilidade no meu olho chamado de Olho da Clarividência, esse olho me permitia ver vislumbres do futuro. Eu vi muitas coisas sobre meu futuro, vi minha queda meses antes de acontecer. Mas algo me chamou atenção, uma visão que não era sobre mim ou sobre meus planos. Nessa visão eu via você, Harrison Potter lutando contra Albul Dumbledore utilizando feitiços que foram criados por mim, enquanto empunhava essa varinha que esta junto ao livro, e vestia esse anel, o Anel de Lord Grindelwald.

No momento em que vi deslumbres do seu futuro eu me concentrei em você, e consegui muitos outros vislumbres do seu futuro. Então decide algo, farei algo para lhe treinar quando Albus Dumbledore lhe negou a favor do seu irmão medíocre.

Esse livro, é como um diário, com muitas opiniões sobre o mundo bruxo e possui todas as magias que eu criei, alguns feitiços uteis e técnicas essenciais para um bruxo, ele foi escrito e encantado para lhe mostrar passo a passo, você não poderá passar para a próxima página ate terminar a lição atual, tudo para lhe oferecer o melhor ensinamento. Como se eu mesmo estivesse ai, para lhe auxiliar no seu treinamento.

Não irie escrever nada sobre você aceitar esse treinamento ou não, por que eu já sei a resposta.

Nunca confie em Albus Dumbledore,

Do seu Professor, Gellert Grindelwald”

A letra era fina e parecia ser escrito com muita calma, por que não continha qualquer erro ou rasura. O Harry leu aquilo com a sobrancelha erguida, o seu primeiro pensamento foi rir e dizer que aquilo não passava de uma brincadeira, mas por um segundo pensou na varinha e no anel, não tinha como aquilo ser falso.

Um tanto hesitante ele pegou a varinha, e assim que seus dedos tocaram na madeira fria, a varinha soltou faíscas azuis e prateadas, ele sorriu com a sensação quente. Na base da varinha, tinha uma pequena etiqueta.

“ 34 centímetros, rígida, núcleo de fibra de Coração de Dragão. Madeira de Pinheiro.”

A letra era diferente da carta, essa era uma escrita grossa e garranchada.

Com um sorriso, pegou o anel e o colocou no dedo, sentiu a magia do anel fluir pelo seu corpo, o aceitando como Herdeiro. E num passe de magica, o anel sumiu do dedo do garoto, esse era uma magia de segurança, sempre que o portador de um anel de Herdeiro ou Lord quisesse, ele ficaria invisível aos olhos de todos.

Em ecstase com a grande possibilidade de tudo aquilo ser real, ele pegou o grande livro e o abril.

“Diferente de Albus Dumbledore, eu nasci com um Núcleo Mágico normal, por isso tive que refinar a minha magia ao máximo para poder alcançar o potencial daqueles com o Núcleo Magico Grande.”

O Harry sorriu, com aquele livro ele poderia não apenas chegar no nível do seu irmão, mas chegar no nível de Albus Dumbledore. Animado com a possibilidade o garoto começou a ler o livro e começar a seguir passo a passo do que o seu “professor" pedia. E assim foi feito durante anos.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...