1. Spirit Fanfics >
  2. Lorde do Eclipse >
  3. A Água tem Memórias

História Lorde do Eclipse - Capítulo 9


Escrita por: e Almely


Notas do Autor


Oiee, aqui é o Tata e gente eu não postei ontem por dois motivos
1. Eu estava sem NENHUMA ideia do que colocar nesse capítulo.
2. Eu tinha que focar mais nos trabalhos da escola
É isso, boa leitura <3

Capítulo 9 - A Água tem Memórias


Fanfic / Fanfiction Lorde do Eclipse - Capítulo 9 - A Água tem Memórias

-----POV Luana-----

         Já faz bastante tempo que trabalho para Sol e Lua, meu objetivo sempre foi ter um cargo poderoso dentro do reino, eu era a chefe dos empregados do palácio, até o Thalis chegar, grrrr que ódio, fui rebaixada de chefe dos empregados para dama de companhia. Como poderei ser chefe da guarda real sendo uma mera dama de companhia.

-----POV Thalis-----

         O dia amanhece, eu acordo, me viro e vejo Hiakihiro dormindo ao meu lado, ele é tão perfeito.

Hiak- Vai ficar só me olhando ou vai me beijar de uma vez.

         Ele fala e eu me assusto.

Th- Idiota, por que não disse que tava acordado.

Hiak- Queria ver como você me acordaria. – Ele fala com um lindo sorriso no rosto.

*ele se aproxima e me pega num beijo cheio de paixão, me abraçando*

Th- Meu alfa pervertido.

Hiak- Você é muito fofo.

         Antes que pudéssemos nos beijar novamente alguém bate na porta.

Luana- *toc toc toc*, Vossa alteza já está na hora de acordar.

         Luana adentra no quarto, surpresa de ver Hiaki junto a mim.

Luana- Oh, Hiakihiro, não sabia que estaria aqui, bem, Sol e Lua exigem a presença de vossa alteza no café da manhã.

Th- Ok, obrigado por me avisar, vou tomar um banho e já desço para o café.

         Ela se retira do quarto, Hiakihiro se troca, colocando o uniforme da guarda real, eu vou até um dos três guarda-roupas existentes ali, pego uma peça de roupa rosa qualquer, vou tomar banho.

         Vesti a parte de cima de um traje social com mangas cheinhas, uma saia rosa com preto, botas, um par de luvas sem dedo pretas e uma coroa rosa.

         Ao chegar ao cômodo em que se encontrava o café da manhã, todos estavam bem vestidos, Almely usava um vestido meio esvoaçante com babados roxo e amarelo, Luana estava usando uma blusa com uma saia de cintura alta em tons de azul e ciano, Lua estava com seu famoso vestido estilo japonês em tons de prata e o Sol usava seu terno em tons de dourado e amarelo queimado.

         Havia um imenso banquete sobre a mesa.

Th- Para que tanta comida? Vai sobrar muita coisa, o que vocês vão  fazer para não desperdiçar?

Sol- Não é tudo para nós, é para o reino todo.

Th- O que?

Alm- É que como a mesa é beeeeem grande e os cozinheiros reais sempre fazem GRANDES porções de comida, seus pais decretaram que o café da manhã é um momento de confraternizar com os súditos.

Th- Que incrível.

         Realmente, estava todo o reino naquele banquete, todos naquela mesa de quase um quilometro, talvez até mais. Na ponta se encontrava os moradores do castelo, no resto da mesa estavam os súditos.

<<<Quebra de tempo>>>

         Depois que todos os súditos já haviam saído do castelo, notei um olhar preocupado nos meus pais, cujos mesmos me levaram até o jardim. Era um lugar magnífico, grama verdinha, árvores floridas, trilhas naturais de sakuras, era muito lindo, diversas flores e um lindo riacho com uma magnífica cascata misteriosa.

Th- Que lindo.

Lua- E só vai melhorar.

         Adentramos numa caverna abrigada pela cachoeira, uma caverna escura, todavia, possuía uma luz azul no final dela. Entramos em um lugar lindo, era tudo de gelo.

Th- Como eu não tô sentindo frio?

Lua- Este lugar é o meu cantinho especial, isso tudo já foi um lago, mas o frio congelou a água. Este lugar é mágico, por isso não sentimos frio.

Th- Que fantástico. Mas, por que estamos aqui?

Sol- Bem, nós lhe prometemos que saberia toda a verdade, então, vamos te mostrar.

Th- Como paredes de gelo vão ajudar.

Alm- A água guarda memórias, cada lágrima derramada de tristeza ou alegria contém uma lembrança. Esse lugar guarda os maiores segredos do povo do Reino Celestial.

Lua- Bem, vamos começar.

         Almely, Luana e Hiakihiro se afastam, Sol fica atrás da Lua que estende seus braços com as mãos viradas para o chão. Lua fala algum tipo de encantamento, provavelmente em latim, e de forma formidável o gelo ao meu redor começa a virar gotas de água que vão levitando até se transformarem em um lindo tentáculo de água que dança a minha volta. Após uns momentos, uma parede de água é formada na minha frente, como se fosse uma televisão, começa a mostrar cada memória sobre o meu passado, mostrava eu treinando feitiços e nada conseguindo, mostrava também uma mulher ruiva avisando meus pais que se eu ficasse no Reino Celestial, coisas horríveis iriam acontecer, muitas pessoas iriam tentar me tomar de meus pais, assim, sem muito esforço, começo a chorar, imaginando a dor deles ao ter que abandonar o filho por 18 anos para não trazer problemas ao reino, imaginei a dor que foi para eles perder os meus primeiros passos e as minhas primeiras palavras, não poder ver o filho crescer, mas também, chorei depois de imaginar a alegria que foi ter o filho de volta após 18 anos.

Lua- Filho? Você tá bem?

Th- Mãe eu...

Lua- O que foi?

*saí em disparada dando um imenso abraço nela e no meu pai*

Th- Eu amo vocês.

         Chamei a Almely, a Luana e o Hiakihiro para se juntar ao abraço, não havia uma pessoa naquele momento que não estivesse encharcada de lágrimas.

Th- Amo todos vocês.

Almely, Luana, Hiaki, Sol e Lua- Nós também te amamos.

Fim do Capítulo 9 – A Água tem Memórias


Notas Finais


Bem é isso, até a próxima, amanhã é provável que saia o capítulo 2 de O Detetive e o Garçom e o capítulo 10 de Lorde do Eclipse
Tchaau <3


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...