1. Spirit Fanfics >
  2. Lorie no Yume >
  3. Sem Fôlego

História Lorie no Yume - Capítulo 8


Escrita por:


Capítulo 8 - Sem Fôlego


Castiel P.O.V


— Eu preciso avisar a mãe dela do que aconteceu, mas não quero sair daqui... não quero deixar ela sozinha. — Disse Castiel andando de um lado pro outro.


— Fica calmo! Ela vai ficar bem, é melhor você ir avisar a mãe dela, eu fico aqui pra caso de acontecer algo, não se preocupa. — Disse Felipe meio nervoso, mas tentando acalmar Castiel.


— E-Eu... ok. — Disse Castiel perdido com a situação.


— Toma, e cuidado no caminho. — Disse Felipe dando a chave do carro dele para Castiel. — Você sabe dirigir, né?


— Claro, eu já volto! — Disse Castiel indo apressado até lá fora.


Eu entrei no carro e dirigi até a casa da Lorie, em poucos minutos eu já tava na frente da casa dela... eu bati na porta e esperei um pouco, a mãe dela acabou abrindo a porta.


— Ah, oi Castiel... cadê a Lorie? — Perguntou Lúcia olhando para os lados pra ver se Lorie tava ali.


— Eu não sei o que houve! Ela... ela passou mal, eu não sei o que aconteceu... e-ela tá no hospital. — Disse Castiel tentando manter a calma.


— O que?! Ela passou mal?! Qual hospital ela tá?? — Perguntou Lúcia super preocupada.


— Vem, eu te levo lá! Tô de carro! — Disse Castiel apontando pro carro.


Ela nem hesitou e nós fomos pro hospital, ficamos com uma tensão o caminho todo... nós chegamos e ela foi correndo pra dentro do hospital perguntando da Lorie na recepção, o Felipe tava sentado em um dos bancos de espera... eu fui até ele e entreguei a chave.


— Alguma notícia dela?? — Perguntou Castiel.


— Eles disseram que ela vai ficar bem, só precisa descansar... ela vai ficar no hospital até melhorar. — Disse Felipe.


— Será que eu posso ver ela?? — Perguntou Castiel.


— Acho que sim, mas tem que perguntar pra eles antes. — Respondeu Felipe apontando para a recepção do hospital. — Mas por que aconteceu isso? Ela parecia tão bem lá no bar.


— Eu só sei que a saúde dela é meio fraca, talvez ela não possa se esforçar muito. — Disse Castiel.


— E ela se esforçou bastante pra cantar as músicas, né? — Disse Felipe.


— Sim... — Afirmou Castiel meio receoso.


Lúcia voltou e se sentou do meu lado.


— Daqui a pouco já vou poder ver ela. — Disse Lúcia.


— Lúcia... desculpa, eu sabia que ela tinha uma saúde fraca, eu devia ter cuidado dela... não pensei que isso podia acontecer. — Disse Castiel.


— Não foi culpa sua, isso acontece sempre que ela faz algo que requer muito esforço, infelizmente. — Disse Lúcia triste.


— O que ela tem? Isso é grave? — Perguntou Castiel preocupado.


— Ela não pode se esforçar muito por causa de uma doença, o pai dela também tinha... — Explicou Lúcia.


— Isso tem alguma tipo de cura ou...? — Perguntou Castiel.


— Eu não sei, mas acho que não... se tivesse eu saberia. — Disse Lúcia.


Se eu soubesse que era isso... não tinha deixado ela cantar, de repente uma moça veio até a gente.


— Com licença, você é a mãe da Lorie certo? — Perguntou a moça com o uniforme do hospital.


— Sou sim, ela tá bem?? — Disse Lúcia se levantando pra falar com a moça.


— Ela tá bem, só precisa se recuperar mais um pouco... pode ir ver ela agora, o quarto dela é o número 5 que fica do terceiro andar. — Disse a moça.


— Obrigada! — Disse Lúcia indo em direção ao elevador.


— Eu posso ir também?? — Perguntou Castiel.


— Você é parente dela? — Perguntou a moça.


— Sou um amigo, eu tava com ela quando ela passou mal. — Explicou Castiel.


— Ah, pode ir sim, tente deixar ela calma. — Disse a moça.


— Certo... — Disse Castiel.


A moça se foi e eu olhei pro Felipe.


— Obrigado por ter trazido ela pra cá, eu não saberia o que fazer... — Disse Castiel.


— Tudo bem, ela vai ficar bem... eu queria poder ficar mais, mas tenho que ir embora... se vocês quiserem carona depois podem me ligar. — Disse Felipe se levantando.


— Ok... obrigado. — Disse Castiel, em seguida ele se despediu de Felipe e ele foi embora.


Vou ver como a Lorie está, eu esperei o elevador descer e entrei... quarto número 5 no terceiro andar, o elevador abriu e eu procurei pelo quarto dela, pela janelinha da porta eu vi a mãe dela conversando mas não vi ela... melhor não entrar agora, vou esperar um pouco.


Lorie P.O.V


Minha mãe chegou muito preocupada querendo me ver, nós ficamos conversando por alguns minutos.


— Você tá bem mesmo? — Perguntou Lúcia verificando e tocando o rosto de Lorie.


— Tô sim mãe, tô melhor. — Disse Lorie meio triste.


Ela deu um sorriso meio triste pra mim, eu queria poder fazer coisas normais sem me preocupar em passar mal.


— Eu... ouvi o Castiel perguntando pra moça se podia ver você, acho que ele já tá lá fora esperando... vou deixar vocês conversarem, depois eu venho de novo, tá bom? — Perguntou Lúcia.


— Tá bom mãe. — Disse Lúcia.


Ela me deu um beijo na testa e foi até a porta, ela deu mais uma olhada em mim e saiu, uns segundos depois o Castiel entrou.


— Você tá bem?? — Perguntou Castiel se aproximando de Lorie.


— Sim, desculpa ter assustado você... por um momento tinha esquecido que eu não podia me esforçar tanto. — Disse Lorie em um tom triste.


— Não precisa pedir desculpa, a sua mãe me explicou melhor sobre a sua condição... se eu soubesse antes tentava impedir de algum jeito. — Disse Castiel se sentindo culpado.


Eu fiquei em silêncio, pelo menos consegui aproveitar o momento que esqueci completamente que tinha essa doença.


— Pelo menos foi legal, foi legal ter saído com você e conhecido seus amigos. — Disse Lorie dando um sorriso.


Ele sorriu também, se aproximou mais de mim e ficou ao lado da minha cama.


— Foi mesmo, você mandou muito bem no palco. — Disse Castiel.


— Obrigada, eu me diverti bastante... — Disse Lorie sorrindo de um jeito carinhoso.


Ele sorriu e ficou me olhando, ele ficou meio vermelho enquanto me olhava.


— E quando você vai poder sair do hospital? — Perguntou Castiel meio sem jeito.


— Acho que não vou ficar aqui por muito tempo, eles normalmente me mandam tomar algum remédio e falam pra mim ir pra casa logo depois. — Disse Lorie.


— Você toma remédios?? — Perguntou Castiel.


— Não sempre, se eu tomar mais do que eu preciso pode piorar mais do que ajudar. — Respondeu Lorie.


— Entendo, eu... sinto muito. — Disse Castiel meio triste.


— Tudo bem... — Disse Lorie olhando para o lado.


De repente alguém bateu na porta e entrou logo em seguida, é a enfermeira.


— Com licença, Lorie? — Disse a enfermeira.


— Sim? — Perguntou Lorie.


— Nós te receitamos um remédio, é esse aqui. — Disse a enfermeira indo até Lorie e dando um papel que estava escrito o nome do remédio e quantas doses ela deveria tomar.


— Ah, obrigada... — Disse Lorie em um tom triste.


— Se você se sentir bem já pode ir pra casa, sua mãe tá te esperando lá fora. — Disse a enfermeira sorridente.


— Certo... — Disse Lorie.


A enfermeira sorriu e saiu do quarto, eu me levantei um pouco devagar... Castiel me ajudou a sair do quarto e a minha mãe veio até mim, ela tava aqui fora esperando.


— Filha, você tá bem?? — Perguntou Lúcia.


— Tô sim, nós já podemos ir embora, esses são os remédios que eu tenho que tomar dessa vez. — Disse Lorie entregando o papel para Lúcia. — Desculpa te fazer gastar dinheiro com isso de novo, vou tomar cuidado na próxima vez.


Eu fui em direção ao elevador me sentindo meio mal, eles vieram logo atrás de mim e nós entramos no elevador. Nós saímos do hospital e acabamos pegando um táxi até a minha casa, Castiel foi pra casa dele também... eu e minha mãe chegamos rápido em casa.


— A Danessa tá em casa? — Perguntou Lorie entrando em casa e olhando em volta.


— Ela foi pro shopping e depois vai dormir na casa de uma amiga. — Respondeu Lúcia.


Ela entrou em casa e fechou a porta.


— Ei, o que acha de convidar o Castiel pra jantar aqui amanhã? — Perguntou Lúcia fechando a porta.


— Er... ia ser legal. — Disse Lorie meio receosa.


— Mesmo? Não parece que gostou muito da ideia... — Disse Lúcia.


— Eu gostei, mas... o Dake ia ficar bravo se soubesse que o Castiel vai vim pra cá. — Explicou Lorie.


— Mas o Castiel é só um amigo, não vai fazer mal... convida ele sim. — Disse Lúcia dando um sorriso de lado.


— Ok, vou perguntar. — Disse Lorie incerta.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...