1. Spirit Fanfics >
  2. Los Santos Latinos -Taegi >
  3. "Nem Tudo São Flores"

História Los Santos Latinos -Taegi - Capítulo 7


Escrita por:


Notas do Autor


Olha quem voltouuuu!!💖
Aiii como eu amo vcsss,muito obrigado.
😭✊💖

Capítulo 7 - "Nem Tudo São Flores"


Fanfic / Fanfiction Los Santos Latinos -Taegi - Capítulo 7 - "Nem Tudo São Flores"

Melissa narrando.

Acordo com o brilho do sol,batendo em meu rosto,me levanto com dificuldade e ando até a cozinha.

- bom dia amor -falo,andando até Júlia,e beijando a mesma.

- boa tarde,você quis dizer -Júlia ri,e volta sua atenção,para o notebook.

- sério? Que horas são? -pergunto,andando até a geladeira,e pegando uma jarra de suco,de laranja.

- são 14:30,você dormiu bastante hoje -Júlia fala.

- ontem foi corrido,um amigo meu,teve um problema familiar.E eu tive que ajudar ele -falo pegando um copo,e despejando o suco dentro.

- que amigo? Aquele de sempre? Ou é outro? -Júlia pergunta,e "arruma" seus óculos.

- o de sempre -falo me sentando ao lado da mesma.

- está ficando difícil conversar com você,sobre seus amigos... -Júlia fala séria.

- vai começar? -pergunto,e reviro meus olhos.

- olha bem,o jeito que você fala comigo! Júlia fala nervosa,e se levanta.

- qual é amor,eu já falei -me levanto,e sigo a mesma- quando eu puder,te apresento,para eles.

- você sempre fala isso,já se passaram 2 meses -Júlia fala brava.

- eu te prometo,você vai conhecer eles -seguro a mesma por trás,e à abraço.

- a sua sorte,é que eu confio em você -a mesma deita sua cabeça,em meu ombro.

- eu te amo -falo,e beijo o pescoço da mesma.

- eu sei -Júlia fala convencida.

- convenc... -antes que eu pudesse terminar minha fala,meu celular toca.

- atende,eu vou estar na cozinha,se você precisar -Júlia fala,e se solta de meus braços.

- me descupa mesmo-falo,e beijo a mesma.

- eu sei amor -Júlia anda,até a cozinha.

Ligação on:

Finalmente! 

O que você quer?

O chefe chamou loira,esteja aqui,em 20 minutos.

Eu vou estar.

Vocês fuderam real,dessa vez.

Vai se fuder Marco.

Ligação off.


Subo até o quarto de Júlia,e começo a tomar meu banho.Quando termino de tomar banho,me visto com uma blusa da Júlia,uma calça jeans,e um tênis Vans,que já estava todo fudido.

- vai para aonde? -Júlia pergunta,escorada na porta,me olhando séria.

- preciso fazer uma coisa... -falo sem olhar para a mesma.

- eu juro,que se você sumir de novo... -Júlia fala,com uma expressão triste.

- eu não vou,eu te prometo meu amor -ando até a mesma,e a beijo.

- se cuida,eu amo você -Júlia me abraça.

- você sabe,que eu também amo você -me solto de seus braços.

Desço as escadas,e ando até aporta da casa de Júlia,entro no carro da mesma,e dirijo,até a zona Norte.Quando chego,estaciono em frente a uma casa branca,bem antiga,aonde os Santos se encontravam.

- 30 minutos loira -Marco fala,com uma feição de decepção.

Marco
O completo estereótipo de hetero cis branco,só que com uma pitada de latino.Vive dando em cima de mim,e de qualquer outra garota,que pareça em sua frente.Resumindo um babaca,pau no cu,odeio esse cara.

- foda-se Marco -falo,saindo do carro,e andando para dentro da casa.

- loira! -Esteban fala correndo até mim,e pulando em meus braços.

Esteban♤
Meu bebê,ele é o mais novo,super carinhoso,fofo,e muito,muito lindo.Esteban é simplesmente incrível,tirando o fato dele ser bipolar,é sério,chega a ser preocupante.

- oi meu bebê-abraço o mesmo.

- ok,os dois já acabaram? -Martín fala, se levantando,e nos olhando,com uma feição séria.

Martín♧
Um babaca,super rude,vive sério,só sabe falar em matar,estrangular,e decapitar as pessoas.Mas com o Sebastian,o Martín vira outro homem,super fofo,e carinhoso,todo mundo shippa eles,menos o Marco.Eu já falei que odeio o Marco?

- segura essa onda ciumento,relação tóxica aqui não -falo,e me solto de Sebastian.

- cala a boca loira -Martín fala,e volta a se sentar,no sofá antigo.

- se acalme,vocês vão explodir de tanta energia negativa -Dani fala,deitado no sofá.

Daniel◇
Vive drogado,não se engane nesse papo dele de: "vibrações positivas",na maioria das vezes,as discussões,são culpa dele.Ele é super retardado,mesmo sem estar chapado,e vive sorrindo,é o jeitinho dele.Todo mundo adora ele,menos o Marco,preciso falar alguma coisa?

- olha quem fala -Baby fala,pegando o tabaco de Dani,e fumando.

Baby◇
Esse não é o nome dele,mas ele nunca fala o nome original,só para mim,e para o Daddy,a gente ainda não chegou no Daddy.Bom o Baby é super quieto,vive brisado,e namora o Jimmy.Mas o Baby só é queito,com a gangue,porque quando só estamos nós 4,ele é super engraçado e retardado.

- deixa o Jimmy,saber que você está fumando -falo,serrando meus olhos para Baby.

- quem está fumando? -Baby joga o tabaco no chão,e pisa em cima.

- o seu porra,meu tabaco -Dani fala bravo.

- vocês parecem crianças-Daddy fala,passando pela porta.

Daddy♤
Meu melhor amigo,o nome verdadeiro dele é Taehyung,nossa é verdade,eu não falei o do Baby,é Jungkook.Daddy é super divertido,atencioso,e gentil.Mas como um bom Daddy,ele também é bravo,arrogante,e muito,muito sério,juro ele dá medo.

- achei que você ia dormir até tarde -falo andando até Daddy,e o abraçando- ontem foi cansativo.

- foi mesmo.Mas valeu a pena -Daddy sorri apaixonado.

- claro,você viu o seu gatito -falo provocando o mesmo.

- o Daddy é o cachorro,desse garoto -Marco fala,e começa a rir.

- cala a porra da boca Marco,a conversa não chegou em você -Daddy fala bravo.

- qual é tae,foi só uma piada -falo,tentando acalmar o mesmo.

- o Marco fez merda,ele mereci isso-Daddy fala.

- achei que nós tínhamos feito merda -falo confusa.

- a nossa merda foi de boa,só batemos em um pirralho.Mas o Marco,ele matou um membro das serpentes.

- o que?! Você ficou louco sou filho da puta? -falo,andando até Marco.

- aquele merdinha me provocou,eu pedi para ele sossegar.Mas ele não sossegava -Marco fala,tentando se defender.

- jura? Você me provoca,me enche a porra do saco,todos os dias,e eu não meto uma bala na sua cabeça -falo.

- calma loira -Baby fala,e me segura.

- calma porra nenhuma,esse merda fudeu a gente,eu vou meter uma bala na cara dele -falo tentando sair,dos braços de Baby.

- que porra,está acontecendo? -Hobi pergunta,descendo as escadas.

Hobi♤
Super gentil,e alegri,vive sorrindo.Mas como todos dessa gangue,ele não é nem um pouco bonzinho,bem pelo contrário,Hobi é conhecido por não ter piedade,e raramente termina um serviço,pela metade.

- essa lésbica maluca,e esse viado,ficaram bravinho,do nada -Marco fala,com uma cara de deboche.

- para mim,é uma honra ser lésbica -mando um beijo para o mesmo.

- meu deus,vocês já começaram? -o chefe fala,descendo as escadas,também.

Chefe☆
Gosto do jeito dele de pensar.Mas morro de medo dele.

- o que vocês estavam fazendo? -Dani pergunta.

- eles estavam fudendo Dani,não é óbvio? -falo,e todos nós rimos.

- vamos começar essa reunião,antes que eu decida matar vocês todos -o chefe fala,se sentando em uma cadeira- então,eu chamei vocês para dar um aviso.

- pode falar chefe -falamos em um uníssono,perfeito.

- como vocês já sabem,o Marco fez merda,e como sempre alguém vai ter que limpar -o chefe fala sério.

- o que você pretendi fazer? -Daddy pergunta.

- primeiro,precisamos arranjar um lugar para o Marco ficar,e depois arranjar um lugar para o resto de vocês ficarem -o chefe fala,olhando para nós sério.

- como assim? -pergunto indignada,com a resposta do mesmo.

- fudeu loira,você é surda? -Martín fala,em tom de deboche.

- porque você não vai a merda,Martín? -falo serrando meus olhos para Martín.

- já chega! -chefe fala,e bate a mão na mesa,fazendo um barulho extremamente alto.

- chefe,a pergunta da Melissa faz sentido,como assim? -Daddy pergunta.

- os serpentes tem um infiltrado aqui,antes eles só usavam o infiltrado,para saber os nossos planos.Mas nunca faziam nada.

- Mas agora que o Marco matou um deles,eles mataram os nossos dois fornecedores,de armas,e drogas -Hobi termina a fala,do chefe.

- por isso,vocês vão ficar em casa,até nós descobrirmos o infiltrado,e acabarmos com ele -chefe termina de falar,e todos nós ficamos em um total silêncio.

- nós já temos 2 suspeitos,por isso Daddy e Martín,vocês ficam,e o resto está dispensado -Hobi fala,e olha para Daddy,com uma feição triste.

Todos nós saímos da casa,em total silêncio,até ouvirmos um barulho de 3 tiros serem desparados.E enquanto eu voltava para casa de Júlia,eu sabia que depois desse dia,alguém não voltaria para casa,com vida.

Yoongi narrando.

Eu estava deitado em minha cama,lendo um livro.Quando escuto meu celular tocar,pego meu celular,e atendo.

Ligação on:

Oi gatinho.

Oi Taehyung.

Eu preciso te pedir um favor,tá?

Tá,mas eu não tenho dinheiro.

Não é isso gatinho,eu tenho um amigo,e ele precisa de um lugar para ficar.Você pode pedir para a abuela,deixar ele ficar aí? 

Posso,mas eu não sei se ela vai aceitar,você sabe como ela é.

Eu sei,mas pedi mesmo assim,nunca se sabe.

Tá bom,Taehyung?

Sim gatinho?

A gente se vê hoje de noite?

Óbvio...

Ok.

Ligação off.

Desligo meu celular,e ando até a cozinha,e vejo abuela fazendo a janta.

- oi abuela,escuta preciso te pedir uma coisa... -falo me sentando.

- não tenho dinheiro -abuela fala,e nós rimos.

- não é isso abuela,por mais que eu estava precisando.Um amigo meu,precisa de um lugar para ficar...

- esse amigo,é confiável? -abuela,para de mecher a panela,e se vira,para me encarar.

- é,ele é super confiável -respondo.

- ok,ele pode ficar por uma semana -abuela respode.

- você só vai perguntar isso? -falo,e arqueio minha sobrancelha.

- eu confio em você Yoongi,passei muito tempo desconfiando do Taehyung,e hoje em dia,ele só vem aqui,para ver os irmãos dele,ele não sorri como antes,não me abraça.E eu sei que isso é culpa minha,eu escolhi ter medo dele,eu escolhi não confiar nele,e isso me mata todos os dias... -abuela fala triste.

- abuela não é bem assim,o Taehyung ama você,e tenho certeza que ele intende o seu lado da história -falo tentando ajudar a mesma.

- eu sei chico.Mas no fim,isso me ensinou muitas coisas,e uma delas é parar de acreditar,em tudo que os outros falam,leve essa frase para a vida mi niño -abuela beija minha bochecha,e volta a mecher a panela.

- pode deixar,e muito obrigado abuela -sorriu,e ando de volta até meu quarto.

Muitas horas depois.

Eu já a um tempo,esperando Taehyung chegar,um pouco ansioso,mas é sempre assim,essa ansiedade,não sei o motivo.Eu estou vestindo,uma blusa vermelha,com dois botões abertos,uma calça jeans preta,que realsava bem minhas pernas,e um tênis vans,preto.

Escuto a porta ser aberta,e vejo Taehyung entrar pela porta,e sorrir para mim,ele estava vestindo uma blusa preta,que realsava sua cintura perfeita,e uma calça jeans,um pouco colada,digamos assim,e um tênis All star,preto,simplesmente perfeito,um príncipe encantado,do século XXI.

- oi yoon -Taehyung fala,e força um sorriso.

- oi tae -falo me levantando,e indo até o mesmo- você está bonito.

- tudo para você -Taehyung fala,e me dá um selinho.

- o yoon,beijou o maninho... -Olívia fala,com uma voz rouca.

- O-Olívia,porque você está acordada,minha princesa? -pergunto andando até a mesma.

- eu estou sem sono yoon... -a mesma fala,e coça seu olho.

- vem,eu e o maninho,vamos colocar você na cama -falo,e pego a mesma no colo.

- isso mesmo meu amor -Taehyung fala,e nós andamos até o quarto dá mesma.

- vocês vão sair? -Olívia pergunta,se deitando na cama.

- vamos -Taehyung respode,arrumando a mesma na cama.

- como namorados? -Olívia pergunta,com um sorriso enorme,no rosto.

- também -Taehyung beija o topo,da cabeça da mesma.

- é digamos que,sim -falo,e me beijo a bochecha da mesma.

- você namora o maninho? -Olívia sussura,em meu ouvido.

- sim -sussuro para a mesma,e nós dois rimos.

- o que ele disse? -Taehyung pergunta.

- nada maninho,se divirtam -Olívia fala.

- pode deixar meu amor -Taehyung fala,saindo do quarto.

Logo nós dois saímos do quarto da mesma,e andamos para fora de casa.

- vamos a pé,não é tão longe -Taehyung fala,estendendo sua mão.

- jura? Eu sou super sedentário -falo,e pego a mão do mesmo.

- eu sei yoon,lembra aquele dia,que você começou a chorar,só porquê a professora,queria passar vôlei,e você estava com "preguiça"? -Taehyung pergunta,e ri ao olhar,para minha cara séria.

- em minha defesa,eu tinha 9 anos-falo tentando me defender.

- isso é uma péssima defesa -Taehyung respode,e nós rimos.

30 minutos depois.

Nós finamente chegamos ao nosso destino,que era um restaurante mexicano,com uma decoração linda,e com um cheiro de comida maravilhos.Nós entramos e nos sentamos,pedimos nosso pedidos,e ficamos sentados,esperando nossos pedidos.

- então você vai me contar? -pergunto,olhando para o mesmo sério.

- contar o que? -Taehyung pergunta,com uma cara confusa.

- qual é tae,eu te conheço desde criança,sei exatamente quando você está mal -falo.

- eu não estou mal yoon... -Taehyung desvia o olhar.

- jura? Então porque você está me chamando de "yoon",você não sorriu,quando me viu hoje,isso é raro,e olha que eu te chamei de bonito -falo,e seguro a mão de Taehyung e entrelaçado nossos dedos- você pode falar comigo tae,eu ainda sou seu amigo.

- eu sei... -Taehyung me olha triste- ontem minha mãe teve uma overdose,ela prometeu que ia se cuidar.Mas como sempre ela mentiu.

- caralho tae... -me levanto,e me sento do lado do mesmo- eu sinto muito.

- eu também sinto... -Taehyung deita sua cabeça em meu ombro,e eu faço carinho em seu rosto.

Após um tempo nossos pedidos chegam,e por sorte eu consigo animar um pouco Taehyung.Mas percebo que o mesmo,aindo estava meio triste,por isso quando começa a tocar uma música,me levanto a puxo o mesmo.

- o que você está fazendo? -Taehyung pergunta,sem intender.

- vem,antes que eu me arrependa -falo,colocando as mãos do mesmo,em minha cintura.

- você sabe dançar salsa? -Taehyung pergunta,e solta uma risada curta.

- a abuela,e a Júlia,me obrigaram a aprender -falo com um pouco de vergonha.

- você está vermelho -Taehyung fala,e beija minha bochecha.

- já estou me arrependo -falo,escondendo minha cabeçan,entre o ombro e o pescoço do mesmo.

- que isso mi gatito,vem vamos dançar então -Taehyung fala,e segura minha cintura,com um pouco de força.

- eu não conhecia esse seu lado -falo,e sorriu.

- você não viu,nem a metade -Taehyung fala e sorri ladino.

Nós ficamos um tempo dançando,até nós cansarmos,e voltamos para nossa mesa,para terminar de comer.Quando terminamos de comer,percebemos que já estava ficando tarder,resolvemos voltar,para casa.

- você vai dormir aonde? -pergunto,me levantando.

- eu preciso de um lugar para ficar,acho que vou ficar com o Jimin.Minha insônia está atacada,e na casa do Jimin,ninguém dorme antes das 2 da manhã -Taehyung fala,e se levanta também.

- dorme lá em casa,a Olívia vai ficar feliz -falo.

- não,é perigoso demais,e outra,eu não quero te fazer ficar acordado -Taehyung fala,e paga a nossa conta.

- moço? Tem leite de morango? -pergunto,para o atendendo,ignorando totalmente a fala de Taehyung.

- tem -o atendente fala,pegando o leite.

- jura? -Taehyung pergunta vermelho.

- você dorme melhor,quando toma leite de morango bebê -sorriu para o mesmo,e faço carinho em seu rosto.

- você é ridículo -Taehyung fala,e revira os olhos.

Quando terminamos de pagar,saímos do restaurante,e começamos a andar devagar,enquanto conversamos.Quando percebo,Taehyung avia parado de andar,para ficar olhando o cachorro da vitrine,do pet shop.

- você gosta? -pergunto.

- sim,eu tinha um cachorro lembra? -Taehyung fala,olhando para o cachorrinho.

- lembro,ele me odiava -nós dois rimos.

- mentira,ele amava você,ele tinha até medo -Taehyung fala,me provocando.

- você quis dizer o que? Com essa fala? -pergunto indignado.

- nada gatinho,você é um amor de pessoa -Taehyung fala,e volta a andar.

- sou mesmo -falo,e faço bico.

- isso mesmo,por isso você é passivo -Taehyung sorri,e beija a porta do meu nariz.

- eu não sou passivo,no nosso lance,eu sou super ativo -falo fazendo uma cara de "mau".

- meu deus,como você é fofo -Taehyung beija minha bochecha.

- eu vou socar a sua cara -falo socando o braço do mesmo.

- o neném ficou bravo -Taehyung fala,e ri.

- você é muito babaca,eu sendo passivo,até parece -falo,e reviro meus olhos.

Quando nós finamente chegamos em casa,entramos com cuidado,e começamos a nós "arrumar" para dormir.

- aonde está o Alejandro? -Taehyung pergunta,tirando a blusa.

- o dentinho dele,começou a nascer,ele está insuportável.Por isso a abuela,está dormindo com ele -falo deitado na cama,com meu pijama.

- tira o short -Taehyung fala.

- jura? Usa outra -falo com uma voz manhosa.

- tira -Taehyung me olha sério.

- vai se fuder -falo me levantando,e tirando meu short.

- obrigado -Taehyung fala,vestindo meu short.

- eu vou pegar seu leite -falo andando até a sala,e pegando o leite do mesmo.

- eu não sou um bebê -Taehyung fala,com uma cara emburrada.

- qual é tae,você precisa dormir,para ficar fortinho -falo zoando o mesmo.

- nossa como você é engraçado -Taehyung fala,pegando o leite de minha mão,e voltando para o quarto.

Ando até o quarto,me deito na cama,em seguida Taehyung se deita em cima de mim,e começa a tomar seu leite.

- você me deve uma foto -Taehyung fala sério.

- jura? Você estava tão fofo -falo,e riu.

- a metade dos meus amigos,não concordam -Taehyung fala bravo.

- toma seu leite de morango,e para de mecher nesse celular -falo,e desligo o celular do mesmo.

- você me trata como um bebê -Taehyung fala,tomando o leite.

- você é meu bebêzinho -falo fazendo carinho,no cabelo do mesmo.

- cala a boca,vai! -Taehyung fala bravo.

- que orgulho,fui eu que ensinei -falo,e nós dois rimos.

Após algum tempo,Taehyung pega no sono sem perceber,então eu desligo meu celular,e deito a cabeça de Taehyung em meu peito.

- eu queria poder te proteger desse mundo cruel,meu bebêzinho -sussurro,e beijo o topo da cabeça do mesmo


Notas Finais


Será que o Martín morreu? :(
Gente me dêem idéias de como eu posso chamar vocês,não sei se você gostam de "bebês"
É isso amo vxs,e obrigado pelos 20 favoritos💖💖😔✊


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...