1. Spirit Fanfics >
  2. LOSER - Jikook >
  3. Único - Não revisado

História LOSER - Jikook - Capítulo 1


Escrita por: MarceMar

Notas do Autor


opa, bão? depois de muito tempo uma one fresquinha saindo do forno, yay

Capítulo 1 - Único - Não revisado


Único

— Idiota! — Jimin se bateu mentalmente por ter aceitado mais uma vez algo como aquilo em sua vida. — Eu vou mudar, prometo. — resmungou com uma voz infantil ao ver o namorado do outro lado da casa cheia de pessoas. — Mudar bosta nenhuma, isso sim. — resmungou mais uma vez, virando o resto da bebida que tinha no copo em sua mão.

Jogou o objeto de plástico em qualquer lugar no chão, não se importando nem um pouco com quem limparia aquela casa no dia seguinte. Deu as costas para as pessoas ao seu redor e se dirigiu para a saída da casa com pressa, se esbarrando vez ou outra com uma pessoa bêbada.

Mandou uma mensagem rapidamente para seu melhor amigo e tão logo já estava confortavelmente dentro de seu carro. Riu internamente por deixar o babaca do seu namorado sem carona para voltar para casa, logo cantando pneus e saindo o mais rápido que pode daquele lugar, seguindo o caminho tão conhecido por si.

Assim que estacionara em frente à enorme casa branca, seu celular tocara em uma musica baixa no banco do carona. Não perdera tempo em atender a chamada ao que vira o nome de Hoseok brilhando na tela do telefone.

— Abre a porta que estou aqui. — nem mesmo deixara o amigo dizer qualquer palavra, logo desligando a chamada e saindo de seu carro.

Caminhou pelo caminho de grama muito bem aparada do jardim do Jung, vendo ao longe a porta da casa se abrir e revelar a estatura de Hoseok. Seus fios de cabelo estavam bagunçados, o pijama todo amarrotado e os olhos pequenos indicando que havia acordado naquele mesmo instante.

— Eu devo te amar muito para te atender a essa hora Park Jimin. — o mais velho resmungou ao que o loiro se aproximava ainda mais de si.

— Eu também te amo. — Jimin sorriu para o amigo, e tão logo os dois já estavam dentro da casa do maior.

— O que aconteceu? — o ruivo perguntou observando as roupas que o amigo usava logo se dando conta do que realmente havia acontecido. — Aconteceu de novo? — perguntou suspirando desanimado, seguindo para o próprio quarto, sendo seguido pelo loiro.

— Sim. — respondeu a pergunta, mantendo a pose séria para que não desmoronasse mais uma vez na frente do melhor amigo.

— Olha Jimin, por que você não termina logo com ele? Não está vendo que isso só esta te consumindo cada dia mais? — o Jung começou a falar com delicadeza, puxando o menor para que ambos deitassem em sua cama, já bagunçada de anteriormente, um de frente para o outro.

— Eu sei que ele não vai mudar, e que nesse instante ele deve estar com outro alguém, mas algo no fundo me diz que ele um dia vai me assumir. — a voz antes firme podia ser facilmente reconhecida como frágil naquele momento, quebrando o coração do ruivo que tentava entender tudo o que se passava na cabecinha do amigo.

— Termina com ele Jimin, vai te fazer melhor. — fora o único conselho que Hoseok dera, sabendo que o amigo não o escutaria e que no dia seguinte a mesma coisa aconteceria.

Tinha pena do amigo por ele estar com um namorado que nem o assumia, e tinha mais pena ainda por mesmo sendo traído todos os dias, não fazia nada para terminar com imbecil, ou até mesmo conversar com o mesmo sobre o assunto.

— Por que me deixou sozinho na festa ontem? — Woojin perguntava com o tom de voz decepcionado, mas Jimin sabia que era tudo apenas fingimento, não poupando de revirar os olhos pelo outro lado da linha.

— Woojin, você sabe muito bem o porquê. — o loiro estava cansado.

Passara a noite anterior acordado pensando nas palavras do amigo ruivo. Já havia escutado aquela frase diversas vezes desde que iniciara o namoro não assumido com Woojin, mas nunca realmente parara para pensar sobre, tendo em mente que o namorado um dia o assumiria para seus amigos e o levaria para conhecer seus pais em uma viagem para sua cidade natal.

Ledo engano.

Woojin o apresentara sim aos amigos, mas apenas como um amigo também. Nem mesmo como um de seus ficantes, apenas amigos.

Me desculpe meu amor, eu não me senti preparado ontem, mas me sinto agora. — Woojin implorava do outro lado da linha de telefone, e Jimin não sabia se revirava ainda mais os olhos ou desligava a chamada na cara do outro. — Vamos sair com meus amigos hoje, e eu o apresentarei como meu namorado, sim?

Jimin riu internamente por saber que era mais uma mentira contada do outro, mas ao novamente pensar nas palavras do amigo, não hesitou em aceitar o convite do namorado.

Se iria terminar com o outro, iria terminar em grande estilo. Nem que quando chegasse a sua casa se afogasse em potes de sorvetes e filmes clichês de romances, onde imaginaria o seu príncipe encantado chegando para fazê-lo feliz, montado em cima de um cavalo branco.

Naquela noite Jimin se produziu como há muito tempo não fazia. Colocou sua melhor roupa, passou uma maquiagem apenas para realçar seus olhos com uma lente azul claro, e saiu de casa com determinação, já pensando em qual sabor de sorvete compraria na volta para casa.

Escutou sua melhor playlist no carro enquanto dirigia em direção ao barzinho que havia combinado de encontrar com o namorado e seus amigos. Vez ou outra trocando mensagens com Hoseok no semáforo vermelho, contando o que pretendia fazer naquela noite, ganhando vários parabéns do amigo.

Quando chegara até o bar combinado, descera do automóvel com calma, respirando fundo e caminhando em direção a entrada do espaço novo que nunca visitara antes. Parou apenas para mostrar a identidade ao segurança parado na porta do bar.

Quando enfim adentrara o estabelecimento, olhara para todos os lados, logo reconhecendo a cabeleira castanha de seu namorado no meio de outros homens. Andou até eles reconhecendo apenas um dos amigos de Woojin, estranhando não conhecer os outros que o acompanhavam.

— Oi. — cumprimentou com a voz firme, recebendo a atenção de todos que estavam naquela mesa.

— Hey, Jimin. — Jungkook, o único amigo que reconhecia do namorado, o cumprimentou com alegria, bebendo em seguida um gole de sua cerveja ao que recebera um olhar torto de Woojin.

— Oi Jungkook, quanto tempo não nos vemos. — o loiro sorriu simpático para o moreno, recebendo um sorriso grande em resposta. — Oi Woojin. — Sua voz nem mesmo fraquejara ao falar com o olhar direcionado ao acastanhado. — Quem são seus amigos?

— Jimin. — Woojin engolira em seco, olhando de cima a baixo o corpo esbelto do loiro na roupa apertada que usava para realçar suas curvas, ficando levemente com ciúmes do olhar que os amigos lançavam em direção ao mesmo. — Estes são Jackson Wang, e Lee Taemin, são meus colegas de faculdade. — apresentou de mal gosto o loiro para os amigos.

— Oi meninos, eu sou o... — não conseguira terminar a frase ao que Woojin liderara a frente.

— Este é Jimin, meu nam... — desta vez quem interrompera fora o próprio Jimin, sorrindo inocente ao que falava:

— Amigo, nós somos amigos. — Jimin escutara Jungkook segurar uma risada ao que percebera a cara de tacho do acastanhado.

Woojin nem mesmo olhara para o rosto de Jimin desde que dera um fora em si na frente de seus amigos, e ao contrário do que achava se sentia ótimo por finalmente ter terminado – ainda não oficialmente – aquele namoro as escondidas.

No momento apenas dançava no meio da pista de dança, não se importando de quem o encoxava por trás, apenas aproveitando a nova liberdade que há tempos não sabia o que era. Queria beber até cair e pegar o máximo de caras que conseguisse.

Quando uma musica lenta e sensual começara a tocar, Jimin sentiu mãos fortes em seu quadril por trás de si. Virou-se apenas para se deparar com orbes tão negras quanto o céu sem estrelas. Sorriu para o moreno com uma falsa inocência pairando sob seu rosto.

— Jungkookie. — riu levemente da cócega que a respiração do maior fez em seu pescoço.

— Então quer dizer que não está mais com meu amigo, huh? — Jungkook nem mesmo fizera questão de tirar seu nariz da pele leitosa do pescoço do loirinho quando ditara a frase em uma voz rouca, amando cada segundo que sentia o cheiro adocicado do outro.

— Como ele mesmo dizia para os outros, nunca nem mesmo chegamos a ficar juntos. — Jimin respondeu falhado, sentindo as mãos grandes e tatuadas do moreno percorrerem de sua cintura para seus quadris, e tão logo para suas nádegas cobertas pelo tecido apertado da calça jeans que usava.

— Então quer dizer que posso investir em você sem levar um fora por que está namorando? — perguntara retórico, fazendo o loirinho se lembrar da primeira vez que fora paparicado pelo maior, quando este nem mesmo sabia que Jimin era supostamente o namorado de Woojin.

— Quer dizer que você pode fazer tudo comigo a partir de hoje, conquanto que me satisfaça mais do que seu amiguinho achou que me satisfez. — fora o fim para que Jungkook iniciasse um osculo quente e rápido entre os dois, não poupando de apertar cada partezinha do corpo do loirinho bundudo.

— Vamos para o meu apartamento. — não era uma pergunta, e Jimin sabia que se fosse não a recusaria de forma alguma.

Andaram de mãos dadas por entre as pessoas que dançavam naquele lugar. Vez ou outra trocavam um olhar cúmplice, até chegarem do lado de fora do bar e o moreno levar Jimin até sua moto estacionada do outro lado da rua. Jimin nem mesmo lembrara de que havia ido de carro até o lugar quando subiu na moto enorme, segurando com força a cintura do maior.

Aproveitara todo o tempo que passou grudado no moreno, sentindo o perfume forte e masculino esvaindo das roupas que o outro usava, pensando em como aquele cheiro o deixava ainda mais excitado.

Quando chegaram até o estacionamento subterrâneo do prédio onde o mais velho morava, Jungkook não se fizera de rogado, pegando na mão do loiro e o levando até o elevador. Durante o percurso até o último andar, os dois trocaram beijos molhados e demorados.

Jimin sentia cada partezinha de seu corpo ser tocado com admiração pelo maior, não poupando de gemer toda vez que Jungkook apertava sua bunda com vontade.

Quando piscara ambos já estavam no quarto do mais velho. As roupas espalhadas pelo chão sobrando apenas as peças intimas nos corpos em movimento.

— Woojin foi um babaca por não ter te assumido. — Jungkook deitara com calma o corpo menor que o seu em seu colchão, admirando cada pedaço de pele exposta para si. — Mas não se preocupe, eu o assumirei e terei orgulho de apresentá-lo como meu namorado para quem ousar olhar para você.

Jimin nem mesmo soubera o que responder ainda com os pensamentos longes por sentir as mãos grandes tocarem todo seu corpo, até a destra do moreno parar no cós de sua cueca, tirando-a de uma só vez do corpo do loiro.

— J-Jungkook. — gemera mais uma vez ao que uma das mãos do outro passara a acariciar sua glande com leveza. — M-mais...

— Esperei por muito tempo por isso Jimin. — Jungkook falara calma, abaixando a cabeça até que esta ficasse de frente para o membro ereto do menor. — Então irei aproveitar cada momento ao seu lado. — subiu sua cabeça até que seus olhos se encontrassem com os lumes marejados do loiro.

Jungkook iniciara mais um osculo, desta vez calmo e demonstrando o quanto esperara por aquele momento. Descera sua mão para que também retirasse sua cueca, deixando assim com que os pênis duros se tocassem sem nenhuma intervenção de qualquer roupa.

Simulou algumas estocadas, amando os gemidos fininhos que saiam por entre os lábios grossinhos do mais novo. Sabia que o loiro estava impaciente, mas queria fazer tudo do jeito certo, para que o mesmo não se esquecesse daquela noite nunca mais.

— Vai logo Jungkookie, eu quero sentir você dentro de mim. — a vozinha já rouca de tanto gemer estava falhada, implorando para que o moreno o fodesse logo de uma vez.

— Como você quer? — Jungkook sussurrara no ouvido do loiro, podendo ver os pelinhos da nuca do outro se arrepiarem. Levou sua destra para baixo, até que dois de seus dedos encontrassem o lugar que tanto queria adentrar. — Rápido e forte? — adentrara o primeiro dedo dentro do caanal apertado do loiro, escutando um gemido esganiçado do mesmo. — Ou prefere lento e demorado? — mais um dedo fora adicionado, tocando até o fundo da entradinha do loiro.

— F-forte... Ah! — o menor nem mesmo conseguia completar uma frase direito, sentindo suas preguinhas se esticarem ao que mais um dedo o adentrou. — Me fode com força! — exigira assim que conseguira falar coerentemente, fazendo a mente do moreno se esvair, só pensando em se enterrar no menor com força.

— Foi você quem pediu meu anjo. — Jungkook tirara os dedos de dentro do menor, dando uma ultima masturbada em seu próprio pau antes de direcioná-lo até a entrada judiada do loirinho.

Adentrara de uma única vez, iniciando mais um osculo com o menor, para que este não focasse somente na dor que sentia ao ser penetrado de uma vez só.

Desde o inicio as estocadas eram rudes e rápidas. Jungkook metia com força, adorando ouvir os gemidos sofridos do menor, adorando ainda mais ver as lágrimas escorrendo por todo o rostinho do loiro. O Jeon se sentia nas nuvens por estar finalmente fazendo o que tanto já havia desejado antes, se enterrando cada vez mais fundo no menor, alcançando a próstata do mesmo com facilidade.

— A-ai, kookie, acerta aí de novo! — Jimin pedia já sem saber se pronunciava as palavras corretamente, apenas sentindo a sensação de ser preenchido totalmente pelo pau do mais velho. Revirava os olhos a cada estocada em seu interior, sentindo cada vez mais seu orgasmo chegando avassaladoramente. — Guuk. — gemeu arrastado quando sentiu o maior se retirar de seu interior, sentando na cama com um sorriso maroto.

— Senta aqui bebê, vem cavalgar em mim, vem.

Jimin não perdera tempo, se ajeitando no colo do moreno, sentindo-o novamente dentro de si. Esforçou-se para sentar com força, podendo sentir ainda melhor o mais velho tocar sua próstata.

— E-eu vo-ou... — quando sentira que estava por vir, sentiu a mão do maior se fechar ao redor de seu falo em uma masturbação rápida, no mesmo ritmo que as estocadas em seu interior.

— Goza. — a voz rouca do moreno fora tudo o que Jimin precisava para gozar de uma vez por toda, sujando ambos os abdomens de porra. — Gostoso do caralho. — Jungkook também gozara logo em seguida ao que sentiu o interior do loiro se apertar ao redor de seu pau.

Ficaram por um bom tempo apenas recuperando as respirações, quando Jungkook se levantara da cama com Jimin em seu colo. Dirigiu-se até o banheiro, deixando o loiro em cima da pia, para que pudesse ligar a água da banheira. Quando os dois já estavam dentro da mesma, Jimin questionou:

— Aquilo que você disse era verdade. — com a voz acanhada Jimin escondia seu rosto no pescoço do maior, sentindo o mesmo acariciar seu cabelo com leveza.

— Sobre o que? — Jungkook estava absorto em pensamentos, pensando no quanto queria que tudo aquilo durasse por mais tempo.

— Sobre você me apresentar como seu namorado para os outros. — embora a vergonha se apossasse do corpo do loiro, o mesmo queria saber a resposta do moreno, então apenas olhara com calma para os olhos negros do maior.

— Era e será a mais pura verdade assim que aceitar seu meu namorado. — Jungkook falara com convicção, olhando com determinação os lumes azulados do mais novo.

— Eu aceito. — o loiro falara após segundos de silencio, arrancando um sorriso enorme do maior, este que iniciara mais um osculo quente por parte dos dois, apertando com força ambas as bandas da bunda de Jimin.

E se eles foderam novamente dentro da banheira, ninguém precisa saber.


Notas Finais


eai, o que acharam?


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...