1. Spirit Fanfics >
  2. Lost Alone - Perdido e sozinho. >
  3. S3. 14 - Insônia.

História Lost Alone - Perdido e sozinho. - Capítulo 64


Escrita por:


Notas do Autor


atualmente ando meio sem tanta vontade pra continuar a história como antes mas vamos lá :)

Capítulo 64 - S3. 14 - Insônia.


Fanfic / Fanfiction Lost Alone - Perdido e sozinho. - Capítulo 64 - S3. 14 - Insônia.

Ainda na mesma noite:

K-Mart:

Achar seu lugar no mundo não é simples não, requer muitas coisas pra isto, uma delas e aceitar e querer, e acredite, não é fácil não.

Não da, não da mesmo. Espera aí, vou tentar...

É, não da! Não consigo dormir com esses dois assim. Carl e Rob estavam gritando um com o outro, não dava pra descansar mesmo. Me levantei frustrada.

- Bom "dia"... -Bishop disse também acordada.

- Quero dormir! - Chrissy bocejou. 

Ainda era noite, nem de madrugada ainda.

Passei pelo corredor, estavam mesmo discutindo. Deixei pra lá e fui ao banheiro lavar o rosto. Só de pensar nesse "plano" difícil que vamos fazer logo já me deixa nervosa, tudo está complicado agora, até o maldito sono que me trazia algumas lembranças antigas.

6 meses atrás - 01:30 - Comunidade:

Jesse não parava de se mexer, estava irritada.

- Droga, Jesse... - acordava.

- Foi mal, estou tentando pegar uma luz boa do lado de fora pra ler.

- Ler essa hora? Vai ler nos sonhos. - joguei um travesseiro na sua cara.

A cama dele era do lado da minha.

- A gente nem está dormindo no mesmo espaço, surtada...

- Você sabe que meu sono é muito leve... e essa sua cama barulhenta não ajuda. - Tentei dormir de novo.

- Boa noite então. -guardou seu livro e tentou dormir.

- Já tá na hora de você arrumar um namorado.

Ele revirou os olhos.

- Você sempre cismando com isso de "ser gay".

Eu amava esse garoto, amava irritar ele. Fiquei rindo e logo dormimos. 

...

Qualquer coisa que eu fizesse me lembrava o Jesse, não tem como... 


Bishop: 

Estava bebendo água de pé escorada na parede do corredor. Chrissy aparecia vindo até mim.

- Eles estão nessa até agora?

- Uhum... É igual drama de novela.

Não era muita surpresa pra mim ouvir duas pessoas brigando no quarto ao lado. Quando eu morava em Hoperville, o pessoal sempre tinha seus pitis de madrugada.

- Não da pra dormir assim, Bishop... - ela coçava os olhos. 

- Você vai falar com eles? Porque eu não. -bebi mais um gole. Acostuma, amiga... Era questão de tempo até o grupo todo brigar uns com os outros até a morte. - disse de uma forma engraçada e ri.

A porta do quarto dos meninos abre, Finn saiu dali.

- Ah, oi, também não dormem? - veio até nós. 

- Não mesmo.

Ri pela situação, todos estavam cansados, mal humorados e eu sempre com essa mania de rir em situações erradas.


Teddy:

Finn levantou da cama, aposto que seja pela gritaria dos meninos. Eu estava quase pegando no sono de novo quando ele levantou e bateu a porta. Desisti. Suspirei e sentei na cama me espreguiçando.

Me assustei quando vi Wes sentado quieto na cama dele do outro lado do quarto.

- Que susto, cara. 

Ele me olhou e voltou a observar a floresta.

... - Também acordou pela briga? 

Ele demorou a responder.

- É. 

Passei a mão no rosto e suspirei.

- Porque você não gosta de mim? O que te fiz? 

Ele me olhou.

- Não é com você, esse é meu jeito.

- Quando eu te pergunto algo, responde grosso ou sei lá, quê isso... Eu sei que tá com medo por tudo que o mundo se tornou, mas...

Fui interrompido.

- Não tenho medo. 

- Porque toda essa armadura? Não precisa ser assim sempre.

- Porque tantas perguntas? "Porque", "porque"...

Fiquei calado.

- Eu tenho... tenho medo.

- Claro que tem... E se quer saber, eu passei por coisas chatas demais, não vejo porque ser sorridente, legal e amigável, ok.

Acho que ele nunca falou tanta coisa numa mesma frase assim.

- Acho que tenho sorte então, eu não me lembro de nada da minha história, sei meu nome, tenho flashs na cabeça e pronto... Não tenho nada...

- Também não. 

- Algo em comum então.

...

Finn: 

Fui até o banheiro, encontrei com K-Mart lá. 

- Desculpe... - entrei molhando o rosto.

- Tudo bem, tava só lembrando de umas coisas.

- Lembrar é chato. Faz a gente ficar triste. -me sequei.

- Eram lembranças boas. - ela me olhou.

- Boas ou tristes, faz a gente ficar mal. Mal porque as boas passaram e nunca voltará, e ruins porque são ruins.

Ela riu fraco.

- Tem razão. Acho que me sinto triste...

- Bem vinda ao clube. 

- Você se sente triste?

Me perguntou sem entender. A gente nunca tinha conversado de verdade, não conhecemos bem um ao outro.

- Todos sentem. É triste lembrar do mundo que foi um dia, é triste lembrar de pessoas que um dia gostamos, é triste ter que saber que seu grupo pode morrer logo em um plano pra trazer comida pra cá. 

- Você votou "não" mais cedo... Lamento pela maioria ter dito "sim".

- Eu gosto dissso, sério. Acho que nem todos são muito amigos, uns mais que os outros mas no geral, gosto de tudo aqui. Arriscar isso tudo da medo. 

- Temos algo em comum, não gostamos de mudanças. 

Ela abre a porta pra sair e me diz:

... - Não somos muito amigos, mas Finn, todos se importam um com o outro aqui, independente de afinidade... Somos amigos ok.

Sorrimos e ela saiu. 


Wes:

Olhava a janela, eu sempre tinha sonhos em que Alisson aparecia logo a frente, eu a salvava e agora tudo estaria bem. Isso me confortava. A noite é a melhor parte do dia.

- Acho que estamos errados. -falei rápido sem olhar pro Teddy. Temos coisas sim. 

- O que?

- Dizemos que não temos nada. Temos outras seis pessoas que nos ajudam, temos teto, suprimentos, não disse o quanto mas que temos. 

Ele riu do comentário.

- Tá certo. Sabe que mais? - esperou alguns segundos... Não temos brigas.

Tudo estava em silêncio. Carl e Rob devem ter se resolvido.

- Temos camas também, vamos dormir. 

Me deitei e ele também.

-Você não falou grosso, nem seco comigo, é um avanço. - Teddy brincou.

- Cala a boca. -Sorri sem que ele visse.

[...]

Chrissy:

Estar de pé esse horário me lembrava e quando as ruas da cidade estavam movimentadas por mortos vivos e e gente da farmácia ficava andando checando as entradas. Saudades dos farmaceuticos loucos, mas pra ser sincera aqui é meu lugar.

K-Mart se aproximava de nós duas.

- Tão fazendo o quê? 

Respondemos "shi", estávamos atentas.

- Calaram... Pararam de falar. Acabou! Podemos dormir! - comemorei.

- Melhor ir antes que comecem de novo. - Bishop deixou seu copo em um canto.

K-Mart foi devagar até o quarto dos dois, abriu a porta devagar deixando uma pequena greta aberta. 

- O que ela tá fazendo? 

- Conferindo... 


K-Mart:

Eles dormiam juntos, depois da briga ficaram resolvidos. Voltei até as meninas.

- Eles estão bem, que bom! Não seria bom a gente ir executar o plano com os dois assim... com os riscos e tal.

- Estamos todos com medo sim, mas vamos torcer pra tudo dar certo. - Chrissy disse.

- Repararam que somos as únicas mulheres aqui? Temos que estar bem atentas no dia com os garotos, eles são loucos. - Bishop bocejou.

- Isso aí. -concordamos com ela.

Entramos e nos deitamos. Antes de dormir olhei pra janela e pensei em tudo.

- Irmão... Acho que achei meu lugar agora... esse pessoal. Queria que estivesse aqui mas mesmo assim vou fazer tudo que posso pra ajudar nas coisas. Descanse... - Falei com Jesse e me deitei.

Achar seu lugar no mundo não é simples, custa tempo, energia, e muita sabedoria. Principalmente precisa de querer de verdade, precisa aceitar e tentar... Quando você acha e aceita, posso te dizer que a vista desse lado é incrível...

 




Notas Finais


próximos capítulos sobre o plano em prática! Vai ser tenso...
Visite o Instagram @LostAlone_twd com informações dos personagens e muito mais!
*comentem* Isso ajuda!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...