1. Spirit Fanfics >
  2. Lost Alone - Perdido e sozinho. >
  3. S3. 21 - Invasão.

História Lost Alone - Perdido e sozinho. - Capítulo 71


Escrita por:


Notas do Autor


Novo personagem vai chegar causando :0
Comentem e favoritem por favor, bejss

Capítulo 71 - S3. 21 - Invasão.


Fanfic / Fanfiction Lost Alone - Perdido e sozinho. - Capítulo 71 - S3. 21 - Invasão.

Carl

O garoto realmente estava sem memória. Perguntaram diversas vezes seu nome, o que tinha acontecido com sua cabeça e ele não recordava nada sequer. Mas pra um garoto pós traumático, ele estava até que bem demais. 

As horas foram se passando e ele ia se ajustando aos poucos. O quarto que eu e Rob ficamos não é certamente nosso. Eles usam aquele cômodo pra alguma emergência, caso alguém chegue ou precisem armazenar coisas. Agora, acho que vamos ter que achar outro lugar. O garoto vai ficar ali, tudo bem, é o certo, fizeram o mesmo com Rob.

Depois de umas horas, o pessoal estava voltando a fazer tudo que geralmente faziam.

- Teddy, e ai? Então, vou fazer uma vigia por aqui perto, quer vir, tá atoa mesmo?

- Você sendo legal...

Wes revirou os olhos.

- Todo mundo fala isso agora... Quer ou não?

- Ta. - riu. 

- Daqui a pouco, ta? - saiu.

Bishop e Finn ainda estavam bem curiosos com a história do "desconhecido".

- Como é estar sem memória? Sei lá, como é? - ela perguntou.

- Acho que não sei... - ele riu. 

- Claramente. - Finn ria também.

K-Mart pegou um lanche e subiu pro seu lugar de sempre. Ela ficava na janela, no telhado, observando as coisas.

- O que ela tem? - o garoto perguntava.

- K-Mart, ela tá triste com umas coisas que descobriu, ela perdeu um amigo, irmão... estamos tentando dar um espaço pra ela.

Ele ficou bem curioso sobre o caso, agradeceu eles e saiu dali. Já se sentia em casa?

Subiu às escadas, indo em direção a ela.

- O lugar é bom, sorte terem conseguido. - disse puxando um papo.

- Não foi eu que achei. - ela disse curta e grossa.

Ele riu pela arrogância.

- Como funciona aqui? Todo mundo...

- Como você, todos tem cérebros, corpos, sentimentos, braço e perna. Assim que o corpo funciona. 

K-Mart não queria mesmo conversar.

- Digo como lugar.

- Não tem líder nem nada, todos opinam, ajudam, é assim. - suspirou.

- Pode ser mais exata?

- Escolheu a pessoa errada pra fazer uma tour e conversar, procura a Chrissy, ela adora fazer essas coisas.

- Ta bom... Chrissy - amigável... - ficou anotando mentalmente. E os outros?

Ela o encarou, revirou os olhos debochando.

- Bishop é brava as vezes, bipolar, só pode, baixinha mas mais forte que você. Finn é um faz tudo, vergonhoso mas ótimo em conselhos, Teddy é um garoto inocente, Wes é mal humorado, não conversa muito com ele.

- Mais mal humorado que você? - brincou.

Ela debochou dele de novo.

... - E os outros?

- São um casal, passando por dificuldades no namorinho.

- Não gosta deles, né?  - riu.

Ela não respondeu.

- É que não tenho mais uma opinião sobre eles. - disse triste.

- Eu perdi meus pais, lembro somente disso. Foi muito ruim, sinto tanta falta deles. 

- porque me diz isso? 

- Porque parece que você também perdeu gente...

Ela o encarou, respirou fundo.

- Rob conhecia meu amigo, éramos um trio por um tempo. Nos perdemos e quando descobri, esse amigo morreu, "mordido por um zumbi".

- Hum...

Antes que ele falasse algo, ela completou:

- Na verdade ele morreu mesmo assasinado, o namorado dele atirou. Sabe, eu nem estou toda brava e triste por ter sido assim, e sim porque mentiram... Queria que tivessem explicado... 

- Carl, o nome do outro, né? 

- É. 

Ele assentiu. 

- Dificuldades no namoro, você disse deles?

- O Carl quer ir embora, o Rob não.

K-Mart saiu dali, indo pra direção do banheiro. Ele a seguia.

- Pra onde vai?

- Fazer xixi, vai fazer interrogatório pra minha bexiga também? - debochou dele e entrou.

...

Fui até Rob, fiquei ao seu lado e ele saía. 

- Ou, o que é?

- Me deixa. - virou as costas.

- Fala comigo.

- Você... Você... - revirou os olhos. Chega. - saiu.

O que ele quis dizer com "chega"? 

...

Teddy estava no andar de cima, sozinho, olhando o local, provavelmente pensando em alguma coisa, ou tentando lembrar de algo.

- Teddy... - o menino novo chegava.

- Oi, como tá? - parecia animado, como sempre.

- Tô deslocado, confuso. - riu. 

- Temos algo em comum, também não tenho memória.

- sério? - se virou pro menor.

- Não recuperei... 

O garoto acariciou o ombro dele.

- Ta tudo bem...

Wes estava no corredor, arrumando sua mochila e dispistadamente ouvindo e vendo a cena.

- É, sei. - suspirou.

- Dois sem memória têm o que conversar, né? - riu.

- Hum, se eles lembrarem...

- Piada de "esquecidos". Estranho, numa situação como esta e piadas. - ria.

- Não é bom ficar lembrando das coisas ruins o tempo todo.

- Eu... Não quero incomodar, sabe. Onde vocês dormem?

- No quarto dos meninos é aqui no corredor mesmo. Lá só tem três camas...

- Ah... - pensou. Sua cama é grande? 

- Que? - ficou envergonhado. 

- Prometo que não fico mexendo. - deu de ombros.

- Ta querendo dormir lá? 

- Não vejo porque não. 

Teddy estava envergonhado com aquilo.

... - Ei me mostra tudo? Vamo conversar das coisas, só vou descer ali. - ria pro menor.

Ele acenou que sim, ainda corado.

Wes apareceu depois que o outro saiu.

- Vamos?

- Oi?

- Você disse que ia na varredura comigo, lembra?

- Ah, pode ir, vou ajudar o novato.

Wes não ficou muito contente.

- Ele se vira. - riu.

- Você sabe fazer varredura, faz todo dia. Ele não conhece nada e ninguém. 

- É, você é ótimo recepcionista. Ouvi que vão até dormir juntos, o próximo casal do grupo ta pra nascer?

Teddy fechou a cara.

- Haha. Sua cama é maior ainda, porque não deixa ele dormir com você então.

- Eu não vou deixar esse desconhecido na minha cama. Vocês vão ficar apertados na sua.

- Quer fazer o que? Que eu durma com você?  - descia as escadas.

- Ta, melhor que ele.

- Ta bom. - desceu rindo pela situação.

...

O desconhecido seguiu pra fora, onde Rob estava sentado.

- Oi, Rob...

- Oi "desconhecido". Senta. - abriu espaço. 

Ele sentou. Eu passava no quarto pra ajeitar minhas coisas, vi os dois conversando lá em baixo.

- Você não parece bem.

- Nem fala. - riu pela ironia. Eu e Carl, o outro garoto, sabe? Temos algo... Ele está sem consideração alguma comigo. Acho que nem estamos mais bem um com o outro. Não sei mais de nada.

O garoto voltou seus braços nas costas do Rob, fazendo ele deitar sua cabeça em seu ombro.

- Vai ficar tudo bem.

- Sempre dizem isso. Ainda tem a K-Mart, são muitos problemas.

- calma... - Cochichou. Você tava mancando ou impressão minha?

- Tava, machuque minha perna.

- sério? Deixa eu ver.

- Ta doido? - riu. Foi na coxa, não da pra subir a calça até aqui.

- Abaixa então, relaxa, nós dois somos garotos mesmo. - deu de ombros.

- Pra que mostrar? - riu.

O garoto levantou sua camisa, mostrando sua cicatriz no peito, e abaixou sua calça de leve pra mostrar na virilha. Virou de costas e mostrou ali também.

- Nossa...

- Sei que sou sexy. - riu.

- Não é isso, são as cicatrizes.

- Eu sei, tem mais. - abaixou mais sua calça. 

Porque aquele cara tava mostrando a cueca pra ele??

- Machuquei a coxa também.

Rob não fixava o olhar na cueca dele, pelo contrário observou sua cicatriz mesmo, ainda sim achava estranho.

... -  Mostra a sua. Vou ver se é pior.

Rob afroxou o cinto, desceu a calça um pouco, esticando a blusa pra cobrir a cueca. 

- Viu? - subiu novamente. 

- A sua ganhou. - riu.

Rob continuava triste.

- Porque não termina com ele de uma vez?

- Ta doido? Você não entende... 

- Ama ele?

- Amo.

- Ama mesmo? - olhou nos olhos dele.

Rob hesitou? Hesitou??

-Amo. 

Demorou mais do que queria mas disse.

Wes passou pela porta, indo fazer a vigia. Olhou nos olhos do novato, um olhar não agradável, mas ignorou.

- Escolhe um nome. - sugeriu Rob. Inventei um pra mim, não gostava do outro. 

- Qual você acha bonito? 

Porque ele quer saber a opnião dele? Af.

- Acho muitos... Pensa em um e digo se gostei.

- Shaun, David, Will, Carson...

- Carson, é legal.

Claro que ele gosta, parece Carl. Se eu conhecesse ele melhor diria que está querendo-o. Carson...

...

Desci de lá, os dois também entravam. Passei direto sem olhar pro Rob, o ignorando. Ele percebeu. Sentei ao lado de Chrissy e Bishop.

- E aí?  -disse rindo.

Talvez eu e ele não estejamos mesmo bem, eu e Rob terminarmos nem passa a minha cabeça, que droga, droga de Carson.

Mas uma conversa, isso sim vai acontecer...

Maldita invasão.

(Carson na foto do capítulo



Notas Finais


Carl e Rob vão lavar toda roupa suja no próximo capítulo. Terminar ou não, veremos!
comentem e favoritem.
Visite nosso insta @ LostAlone_twd


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...