1. Spirit Fanfics >
  2. Lost and Recovered >
  3. Trégua

História Lost and Recovered - Capítulo 12


Escrita por:


Capítulo 12 - Trégua


POV Hope

Eu estava explodindo de dor de cabeça, por algum motivo que eu desconheço, me meti em algo que era para ser completamente normal, eu estraguei um ciclo de vida, oque eu estava pensando que estava fazendo? Mas, ele foi muito filho da puta, ok que a Samantha é uma vaca e ok que ela não merecia um milímetro do movimento da minha mão até a cara daquele moleque, mas porra. 

Mais uma vez eu precisava espancar algo, pensar no que eu tinha feito, pensar em como eu iria sair da merda que eu fiz, por que, uma vez que você protege Samantha Viper, pode acreditar, você está fodida.

Ela não vai me deixar em paz por um longo tempo, e voltar a ser daquele grupinho de cobras venenosas não é um dos meus maiores desejos agora, preciso botar a cabeça no lugar, preciso ir pra academia da escola. 

Penso por um instante que vou ter paz, entro no salão e vou até meu armário, mas é só falar no diabo que ele aparece. Samantha e três de suas princesas infernais estão ali, em frente ao meu armário me esperando. Que merda, no que eu  fui me meter?

Ela anda até mim com a típica carinha de Santa, enquanto tento entender o que está acontecendo, apesar de já ter outra ideia formada, ela me abraça... pera que? Ela me abraçou? 

- Samantha? Oque você tá fazendo?

- Ué, oras fofa, te abraçando. Vim te agradecer mais uma vez por aquilo, sem você, eu teria sido humilhada em frente à todo mundo... não que eu não tenha sido por você, mas enfim. Agora estou em dívida com você, pode me pedi...

- Fique longe! É isso oque eu peço... Só por favor fique longe. Samantha, não sei de suas intenções e também não me interessa, mas, a época de ser idiota e confiar em você passou! Não quero sua proximidade e também quero deixar bem claro que seu grupo não me interessa. Te conheço a muito tempo pra saber de suas intenções, então por favor, fique longe. 

Ela ficou em silêncio por um longo tempo, fez um sinalzinho para as amigas, não, melhor, seguidoras dela, e saiu, em silêncio. Fiquei parada ali até voltar a raciocinar e então soquei o armário. Se eu não fizesse aquilo, acho que a chamaria pra socar a cara dela. Tenho certeza que isso não foi o suficiente e oque antes era provavelmente uma sede por manipulação ahora virou uma sede de vingança.

- Eita, acho que não é uma boa hora pra conversar com você, então tô indo, adeus - uma voz masculina ecoa atrás de mim.

Me viro rápido a tempo de identificar o dono apesar de ter idéia de quem seja. 

- Oque você tá fazendo aqui? 

- Ah, vi você vindo então decidi te seguir pra conversar, mas escutei uma conversa e preferi não interferir, então Samantha saiu e em seguida um estouro, achei que você tivesse se machucado e... sua mão tá sangrando - Ele vem até mim pegando minha mão que começa a apresentar uma dor intensa. 

- Aí, tá doendo, para. - ele tocou a ferida e começou a movimentar meu pulso.

- Você deslocou o pulso e fez um corte fundo nas costas da sua mão, vou ter que colocar seu pulso no lugar, então seja forte - sem aviso prévio ele puxa minha mão na direção contrária ao meu braço, ouve-se um "tac" e silêncio- passou? 

- Caralho como você fez isso? A dor sumiu completamente! Você é oque? Um médico mirim da nova geração? 

Ele da uma risada leve, mas fofa, porra como ele tem um sorriso lindo, o típico arrasa corações... espera oque? No que eu tô pensando? Tira essa merda da cabeça Hope!

- Hope? Você me ouviu? - ele me chama com um olhar preocupado.

- Hm? Oi? Desculpa fui pro mundo da lua, pode repetir? 

- Tudo bem - aquele sorriso de novo - Eu tava dizendo que meu pai é médico, ele já concertou muitos ossos quebrados e pulsos torcidos meus. 

- Entendi... ahem, enfim - puxei meu pulso rápido da mão dele e cruzei meus braços, acho que aquilo levantou meus seios por que vi por um segundos seus olhos cederem - Oque você queria me perguntar mesmo? 

- Hm? Ah sim, sim, ééééééé... Eu vim aqui pedir uma trégua...

Estou. Em. Choque. Começo a rir freneticamente, essa piada foi boa.

- Ué, qual a graça?

- Cadê a câmera escondida? Nossa essa foi sua melhor piada, sério, você deveria tentar um stand-up!

- Isso não é uma piada, é sério, não quero mais esses tipos de briguinhas bestas com você, já tá ficando ridículo, então, trégua? 

~~~~~~~ continua >:3 




Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...