1. Spirit Fanfics >
  2. Lost Boy >
  3. Lar doce lar

História Lost Boy - Capítulo 45


Escrita por:


Capítulo 45 - Lar doce lar


A Bethany recebeu alta ontem a noite, então nem esperamos um minuto se quer para sairmos daquele lugar infernal! .

- Lar doce lar !- digo abrindo a porta principal - quer tomar um banho ? Porque daqui apouco a cambada toda já está aí para o jantar .

- Estava com saudades daqui ,olha eu só foi dois dias e meio - tirou o sapato - Irei sim quero tirar o cheiro de hospital do meu corpo! .

- Vem vou te ajudar no banho , é perigoso você escorregar - me agacho ao seu lado - fiquei com muito medo de perder você filho , não dá mais essa susto no Papai e nem com a mamãe- chego bem pertinho da barriga , mais escuto uma fungada.

- Anjo o que foi ?- olho para cima - está doendo algo ?

Nega

- Foi a primeira vez que fala com nosso bebê , foi tão lindo - limpo suas lágrimas - porque acha que é menino?

- instinto de pai - dou de ombros - banho mocinha !- pego ela no colo - e depois descanso - começo a subir as escadas.

- Sim senhor!- brincou. 

               [....]

Falação , risadas das crianças , barulho de panelas batendo , as últimas notícias é assim que está sendo o jantar.

- Tô falando cara , ele vai ganhar dessa vez !- falou Mike , estávamos falando do último jogo de basquete.

- Nem fudendo , você sabe que eles vão perder feio - debateu meu pai tomando sua cerveja.

- Tia vamos brincar de casinha ?- Perguntou Eliza a Bethany .

Todos pararam que estavam fazendo ,para saber qual seria a resposta da Bethany.

- A tia não pode amor , por conta do bebê que está aqui - pegou a pequena mão e colocou encima de sua barriga .

- Tem um bebê aqui ?- Perguntou surpresa.

- Humhum , ele ou ela vai demorar um pouquinho para brincar com você e o Peppi - falou com calma .

- Papai! Você viu que vou ter um amiguinho ou amiguinha para brincar ?!- disse todo feliz.

Faz algum tempo que a Eliza está chamando o Mike de pai ou papai , quando ele escutou pela primeira sendo chamado por esse nome ; Meu Deus ele quase teve um infarto ! Ele mesmo disse que não colocaria pressão para ela chamar de pai , deixaria ir com o tempo dela . Mais não iria ficar chateado se ela ficasse a vida toda o chamando de tio

- Escutei sim amor , vai ser legal né! - entregou o seu copinho de suco .

Concordou

- O que acham de maquiar o tio Ben !- escutamos a Mia falar .

- Que história é essa de maquiar o tio Ben?! Qual é está acabando com a minha masculinidade ! - disse idignado.

- Essa boa Ben! - disse Ashton batendo a sua costa - isso aí te falta cara- brincou.

- Vai se fuder! Quero ver quando a bebê do Luke nascer já que você vai ser o padrinho .

Acreditam que os dois ficaram quase uma hora brigando para saber quem sabe mais cuidar de bebês , para ser o padrinho bebê . Ben estava louco da vida pois ele quer ser o padrinho já o Ash falou que ele é perfeito para ser o padrinho pois sabe cuidar de crianças melhor que o Ben.

- Por que todos estão achando que é uma menina ? - pego um copo de suco e entrego ao Bethany.

- Obrigado amor !- me deu um selinho.

- Porque essa família só tem homem, só a Eliza de garota , a família precisa ter mais meninas né !- se defendeu Ben .

- Concordo com o Ben , precisamos de garotas na família !- falou minha mãe colocando os copos na mesa - Jack vai pegar os pratos!

- Mais qual é?! Até aqui eu sou o escravo - reclamou.

- Não me faça voltar Jack Hemmings!- gritou da cozinha - e vai logo pegar os pratos Carvalho!.

Muleque para minha mãe falar besteira porque a coisa tá feia

- Tô indo mãe ! - levantou com mau gosto - fiquem de olho no Peppi por favor.

- Vem crianças, vamos maquiar o tio !- disse pegando a mão da Eliza e do Peppi.

- Obrigado - agradeceu Bethany com gestos .

- Vem logo Ben!- gritou.

- Não vai, namoro é muito bom - ironizou Ben se levantando e seguindo a Mia.

Tirou risadas de todos

- Está aqui os pratos!- colou encima da mesa - cadê o Peppi? - olhou em volta.

- Ele está com a Mia - respondo.

- Alguém vem pegar a penela para mim!- pediu dona Alice .

- Deixa que eu vou mãe - se levantou Bethany

A panela era aquelas feitas de Barros , elas são mega pesadas.

- anjo melhor não- a impresso de levantar .

- Há é eu não posso carregar peso - falou desanimada e voltou a sentar.

Sei que não é fácil , quem era ativa ficar de "molho" como falam , como ela mesma disse ela quer ver nosso bebê bem .

- Deixa que eu pego - me levanto .

Quando a Dr Li falou de nada de pesos , ela quis dizer em geral . Até uma caixa de papelão com alguns tecidos pode a prejudicar de uma forma inexplicável.

- Já pensou quem vai se o padrinho do neném ?- perguntou Calum- uma dica não seja o Ashton, você sabe que o seu bebê irá aprender coisas sem noção se ele for padrinho!- apontou para o Ash

- Ei! Eu vou ser um ótimo padrinho tá ! Irei ensinar tocar bateria , dançar que esse ai é o meu forte !.

- Bethany você vai estar fundida , imagina seu bebê dança igual um robô ?! - imaginou Mike .

- Ha ha ha que legal !- ironizou Ash .

- Sei que meu neném terá um ótimo tio porque irá fazer tudo que ele ou ela queira , e terá um padrinho que irá babar por tudo de novo que aprendeu - disse Bethany.

- Então já escolheu o padrinho ?

- Não , ainda não tenho que falar com o Luke - tentou pegar a rosquinha - pega para mim - pediu manhosa.

- Só mais um anjo nao pode ficar comendo muito doce , esse será o quarto- digo vendo o Mike pegando a rosquinha.

- É que essa açúcar tão chamativo tão docinho chama tanta atenção - mordeu um pedaço generoso.

- Eu sei que chama atenção - limpo o farelo de sua boca .

- Vamos comer cambada !- gritou minha mãe.

Nesse momento , crianças apostando corrida para saber quem chega primeiro.

- Isso está cheirando tão bom !- pareceu Ben com sombra verde com um batom vermelho e alguns glitter dourado no cabelo.

- O que passou aí ?- rio , olhando de cima para baixo.

- Seu sobrinho e a princesa da Mike !- pegou um prato e colou a comida .

- A Eliza tem talento mané !- empurrou Mike .

- ó se tem !- se sentou.

- Vai querer o que primeiro anjo ?- pergunto cortando a discussão.

- Quero a sopa da mamãe - apontou para a panela - Depois quero comer a comida da sua mãe .

- Sim senhora !- começo a sentir.

- Porquê você não me trata como seu irmão?!- deu um peteleco no Ben.

- Até nisso você me mete em confusão!- esbravejou Ben .

                       (....)

- Qualquer coisas nós liguem - falou Dina Alice beijando a Bethany adormecida.

- Claro ligo sim , mais não irá acontecer nada - acompanho até a porta.

- Assim eu espero - me deu um beijo - até amanhã querido.

Fecho a porta

Com a gravidez a Bethany está dormindo mais que a conta , mais agora com os medicamentos que a doutora receitou , todo lugar que ela encosta dormir. Antes de vir para o sofá ela deu uma belas cochiladas na mesa .

Pego ela no colo

- Não , eu tenho que me despedir deles - falou sonolenta .

- Eles já foram anjo , você acabou dormindo na mesa ainda- começo a subir as escadas que dá acesso do nosso quarto.

- Eu não queria ter dormido mais minhas pálpebras estavam tão pesadas - coloco ela na cama , e começo a tirar seu óculos.

- Não se preocupe todos entendem que está sendo complicado para você nessa parte de sono - digo colando o edredom encima dela .

Quando ia desejar boa noite vejo que já está no mundo dos sonhos

- Vamos lá Luke você tem um monte de trabalho para fazer !- pego o notebook encima da escrivaninha e começo a descer as escadas.

Os meninos me passaram os trabalhos que tenho que fazer, como eu imaginava a nossa turnê está mais perto que eu imaginava.

Manhã seguinte

- Bom dia amor - sou acordado com um balanço.

- Hum bom dia - abraço os olhos , estava na sala pelo jeito eu acabei dormindo por aqui mesmo.

- Por que dormiu aqui ?- se sentou na minha frente.

- Eu estava fazendo alguns trabalhos , e acabei dormindo aqui - bochecho - acordou muito tempo?

Nega com a cabeça

- Faz uns dez minutos - fechou o roupão - o que Irei fazer o dia inteiro? Já que não posso fazer nada !- disse emburrada.

- se você quiser posso te levar na doceria da sua mãe, quando for embora passo e te pego - ela sorri - mais por favor não faça esforço - seguro sua face.

Eu sei que poderia estar falando isso ! Mais olha a minha esposa é ativa , se ela ficar presa aqui dentro ela tem um treco , então na doceria da mãe é uma boa escolha. Sei que lá, ela não irá fazer nenhum esforço.

                 [....]

- Tem certeza que será ficar bem ?- paro na frente da doceria.

- Amor , não se preocupe não Irei fazer nada, além do mais minha mãe nem deixaria - tirou o cinto - não sei preocupe ok ? Pode trabalhar em paz .

Isso é um pedido que nunca poderia realizar.

- Tudo bem - a beijo - tchau amor, tchau filho - beijo a sua barriga.

- Pegou os medicamentos e as vitaminas ?- pergunto quando ela fecha a porta.

- Está tudo aqui - mostrou a pequena bolsa transparente.

Achamos melhor em deixar os medicamentos em casa e um para quando sairmos , como hoje .

- Lembre-se qualquer coisa me liga !- ela me dá um tchau.

.

.

.

.

- E a sua esposa está bem ? os meninos me dizeram que ela sofreu um acidente perguntou Manny.

- Na medida do possível está bem , digo eu nunca estará cem por cento até o final da gestação - respondo sem olhar para ele .

- Como ? Não entendi

- A gravidez da Bethany é de risco , não falei isso a ela , ela não pode carregar peso, no andar nem ficar de pé muito tempo.

- Ela está sozinha agora na sua casa ?

Nego

- Ela está na doceria junto a mãe , lá fico mais tranquilo sabendo que a sua mãe não deixará ela fazer nada - entrego a folha .

- Aí esta as músicas que eu estava fazendo, e não deu para entregar naquele por conta do que ocorreu.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...