1. Spirit Fanfics >
  2. Lost Memories - Imagine Choi San >
  3. 1 - Quem é você?

História Lost Memories - Imagine Choi San - Capítulo 2


Escrita por:


Notas do Autor


Oie, finalmente o capítulo 1 está aqui!

Eu pensei q ia demorará um pouco, mas como n tem mt coisa pra fazer, n seria mau se eu já lançasse esse cap. Q por sinal, vai dar finalmente o início da fic!

Provavelmente eu poste de vez em quando um cap novo por semana enquanto tá td mundo em quarentena (lavem as mãos e passem álcool em gel) (ainda n sei bem)

Um avisinho. Ao ler, vai notar algumas coisas vagas escritas nesse capítulo, só avisando q n vou explicar sobre certas coisas, com o passar da fanfic vai explicando algumas coisas n mt bem esclarecidas.

Enfim, sem mais enrolas, boa leitura!

Capítulo 2 - 1 - Quem é você?


P.O.V S/N: On


Eu abro lentamente meus olhos ao acordar, minha visão demorou um pouco para acostumar o ambiente por conta da luz do sol batendo em meu rosto, olho para o teto branco e sinto uma grande dor na minha cabeça. Olho pra o meu braço que além de estar com uma mancha roxa, um tubo de soro estava ligado em meu braço. 

Onde eu estou? Eu não me lembro de estar aqui.

Olho para o lado e vejo minha mãe e meu irmão ao meu lado surpresos e aliviados.

— Minha filha! — Disse minha mãe emocionada me abraçando. — Que susto você nos deu! Eu quase achei que você tinha morrido!

— Calma mãe, eu tô bem agora! — Digo tentando acalmar a minha mãe e retribuindo o abraço. 

— Fiquei muito preocupado quando recebi a ligação dizendo que você sofreu acidente, aquilo deixou a mamãe desesperada. Graças a Deus você parece estar bem. — Disse Seonghwa aliviado.

Seonghwa é meu meio-irmão, sua mãe havia falecido quando ele era um bebê. Depois de um tempo, seu pai, ou melhor, nosso pai conheceu a minha mãe, os dois se apaixonaram e se casaram, aí depois minha mãe se engravidou de mim e assim eu nasci. Apesar de Seonghwa não se lembrar de sua mãe biológica e minha mãe ter se tornado sua madrasta, ele tem uma boa relação com ela e a considera como uma mãe pra ele, e ela a mesma coisa para Seonghwa.

— Acidente? — Olho para os dois confusa. — E onde está o papai?

— Seu pai não pode vir por causa do trabalho, mas ele está bem preocupado contigo e vai te visitar hoje à noite. — Respondeu minha mãe. Eu me sinto mal por deixar meus pais muito preocupados, eles se preocupam muito com o nosso bem-estar do que com o deles.

— Ontem de noite San me ligou dizendo que você havia sido atropelada, ele não me explicou bem o que havia acontecido para que resultasse em acidente. — Respondeu Hwa.

San? Ele que havia ligado pra ele que eu fui atropelada? E isso aconteceu ontem? Por que não lembro disso?

Um homem de jaleco chega no quarto, deve ser o médico, todos olhamos para ele.

— Pelo visto, S/N acordou, que bom. — Disse o médico fechando a porta. — Está se sentindo bem?

— Acho que sim, só estou sentindo uma leve dor de cabeça, mas fora isso, estou bem.

— E você parece que também lembrou de sua mãe e de seu irmão.

— É claro que eu lembrei deles, por que eu não lembraria. — Digo não entendendo muito bem o que ele quis dizer.

— Você se lembra do que você havia feito ontem? Ou o que aconteceu para você sofrer um acidente? — Perguntou o doutor que estava segurando uma prancheta com papéis presos nela.

— Sinceramente não. Na verdade eu não estou conseguindo me lembrar de nada do que havia feito em certos dias. — Respondo tentando me recordar do que fiz ontem, porém sem sucesso.

— Como imaginei. Park S/N, o acidente de ontem lhe causou uma lesão em seu cérebro, o que resultou em uma perda de 45% de suas memórias. — O médico me deu uma folha de diagnóstico.

Eu tô com amnesia??? O que diabos havia acontecido ontem??? Eu quase perdi metade de minhas memórias nesse acidente que nem sequer lembro! 

Doutor, mas isso vai ficar pra sempre?? — Pergunto preocupada.

— Felizmente não, mas isso pode demorar muito pra recuperar totalmente suas memórias por conta do impacto que seu cérebro levou. Porém pode conseguir recuperar suas memórias mais rápido com ajuda dos seus amigos e familiares. — Isso me deixa mais aliviada, seria muito agoniante pra mim não lembrar de tudo até morrer. — Enfim, vocês deveriam sair agora, ela precisa descansar. Vocês podem vê-la no horário de visitas.

— Claro. — Os três saíram do quarto e logo apareceu uma enfermeira para dar o café da manhã pra mim. Eu estou realmente com fome, mas Jesus, por que comida de hospital é tão mixuruca? 


P.O.V Seonghwa: On


Saímos do quarto de S/N. A mamãe se sente aliviada por ela ter acordado e ter lembrado de nós e do papai. Mas ainda tô apreensivo pela ligação de ontem do San, ele não me explicou nada do que os dois fizeram, ele só disse que ela foi levada pra cá e simplesmente desligou a ligação depois de ter dito. Se ele vir hoje, eu vou perguntá-lo.

 — Seonghwa, não vai querer ir na lanchonete comigo comer alguma coisa? Você quase não comeu nada desde que viemos aqui. — Perguntou mãe preocupada.

— Claro. — Respondo dando um sorriso mínimo.

Descemos de elevador para o térreo, onde ficava a lanchonete. Ao chegarmos no térreo e irmos em direção a lanchonete, avisto San no atendimento junto com Wooyoung, Hongjoong, Yunho e Mingi.

— Meninos! — Chamo eles e os mesmos se viram pra nós. — O que fazem aqui?

— Visitar a S/N, ué. — Respondeu Yunho como se fosse óbvio. — A gente soube que ela se acidentou, então viemos aqui pra ver ela.

— E os outros?

— Eles vão vir mais tarde. Mas nós podemos visitá-la?

— No momento não podemos visitá-la agora, só no horário de visitas. — Respondeu mãe. — Não vão querer vir junto conosco tomarmos um cafezinho na lanchonete?

— Com certeza. — Respondeu Wooyoung sorrindo. — Nós não comemos desde que acordamos.

Olho para San que estava bem mais preocupado que os outros e bem apreensivo do que nunca. Vou até ele e me aproximo de seu ouvido.

— Nós precisamos conversar sobre... Bem, você sabe muito bem do que estou falando. — Falo baixo e seu ouvido só para ele ouvir, o mesmo responde balançando a cabeça assentindo rapidamente. — Eu tenho que falar com o San sobre uma coisa, depois vamos pra lanchonete com vocês.

— Não demore muito, meu filho.

Fomos para a sala de espera que não era tão longe da lanchonete para podermos conversar.

— Hyung, me diz que ela tá bem! — San me segurava pelos meus ombros me assustando um pouco com seu gesto. 

— Ela está bem, calma. — Digo tentando acalmá-lo. — Mas primeiro, me explique o que vocês dois fizeram ontem na festa de formatura?

— Nada de errado, mas na festa Yuri resolveu armar contra mim pra S/N achar que eu havia feito.

— A Yuri estava na festa? — Pergunto surpreso.

Eu não conheço bem a Yuri, mas que eu saiba ela estava na mesma universidade que eles, S/N me disse pra mim antes que nunca foi com a cara dela pelo fato dela ser aquele típico de garota falsa, tenta ser amigável com qualquer um mas fala mal dos outros pelas costas e manipula. E San já me disse também que achava que ela tinha interesse nele, mas que nunca iria ficar com ela pelo fato que a S/N disse e também por ele gostar da minha irmã. 

— Esqueceu que ela fez o mesmo curso que o nosso? Ela sabia que nós estávamos se desentendendo e na festa ela me beijou na frente dela! 

— Deixa eu ver se eu entendi, a Yuri deu em cima de você pra S/N achar que você a traiu e nisso resultou em um acidente? 

— Acertou, esqueci de te dizer que ela havia terminado comigo depois que viu aquilo e ela ia embora sozinha por isso, tentei impedi-la, mas no fim eu acabei vendo ela ser atropelada na minha frente. 

— Isso parece muito coisa de filmes.

— Hyung, acha que eu iria ficar inventando historinha nessa situação? — Disse ele com olhar triste. Eu sei quando San diz algo que é verdade, afinal além de conhecê-lo há bastante tempo, sei que ele nunca iria fazer esse tipos de coisas com a minha irmã, porque ele ama muito ela, embora que ultimamente eles não estão numa fase muito boa. 

— Eu sei, mas por que não havia me contado logo disso quando me ligou?

— Eu ia te contar, mas do jeito que você reagiu quando eu avisei, achava que você ia ficar bravo comigo... — Disse San me olhando receoso. Aquilo que aconteceu ontem parece que mais afetou nele do que em mim ou nos meus pais.

— Eu iria ficar bravo com você só porque eu quebrei minha caneca favorita?! Por sinal, havia pagado caro nela! — Falo brincando para descontrair um pouco, fazendo com que ele risse um pouco. — Você não deveria ficar assim, não é sua culpa. — Digo dando um abraço de reconforto e o mesmo retribui. 

— Eu sei, mas... — San se afasta e diz se hesitando. — Acha que S/N me perdoaria por ter feito isso? 

— Bem, isso eu não sei... Quer dizer... Não sei se ela vai lembrar do que ocorreu ontem.

— O que você quer dizer?

— Eu te explico na lanchonete. — Respondo saindo da sala junto com ele.

Andamos até a lanchonete, lá encontramos os meninos sentados em uma mesa.

— Voltamos! — Digo nos sentando. — Demoramos muito? 

— Não muito, na verdade a gente havia chegado agora a pouco. — Respondeu Hongjoong.

— E onde está a minha mãe?

— Ela foi no banheiro. — Respondeu novamente. — A S/N está bem?

— Ela tá bem. Não faz muito tempo que ela acordou.

— Nada de grave aconteceu? — Perguntou Mingi.

— Eu não sei, aparentemente não. — Respondi, os garotos me olhavam curiosos. — O acidente causou uma lesão em seu cérebro por conta do impacto, isso fez perder quase metade de suas memórias. 

Os garotos me olhavam incrédulos.

— Ela lembra de você? — Perguntou Yunho.

— Ela se lembra de mim e dos meus pais, mas não sei se ela lembra de vocês e dos outros, ela nem se lembra do que aconteceu ontem com ela. — Respondo. — Mas por sorte, suas memórias irão voltar aos poucos. 

Os garotos se olhavam com certa preocupação, San estava mais ainda preocupado pois ele sabe o que havia acontecido. 

— Ela provavelmente deve se lembrar de nós, nós a conhecemos desde o ensino médio. Talvez ela não se lembre de pequenas coisas que aconteceram, não? — Questionou Wooyoung que parecia menos preocupado que os outros.

— Provavelmente...? — Respondeu Mingi em dúvida. — Mas eu tenho certeza que ela vai se lembrar do San.

– Por que você acha? — Perguntou o garoto surpreso.

— Por que será? — Respondeu Mingi de forma simples e fazia gestos como se fosse óbvio. — Vocês estão juntos faz tempo, ela passou grande parte do tempo com você do que qualquer um.

— Não exagere, apesarmos de estarmos juntos faz um tempo, a gente só começou a namorar no ano retrasado. E ultimamente nós não estamos nos dando bem, ela até terminou comigo ontem por um mau entendido. — Ouço um "puts" vindo de Yunho e Mingi. Ele encarava a mesa e claramente dava pra ver sua tristeza e apreensão em seu rosto. 

— San, desde hoje de manhã quando nos contou a notícia você não tá nada bem. — Disse Wooyoung expressando sua preocupação com seu melhor amigo.

— Eu não consegui dormir direito, é isso... — Respondeu dando um suspiro exausto.

— É melhor não falarmos nesse assunto agora. — Disse Hongjoong percebendo a situação. — San ainda está abalado com tudo o que aconteceu, é melhor esperarmos até o horário de visitas para vê-la.

— Mas que assunto podemos falar ao invés disso? — Yunho perguntou. Por mais que a situação seja delicada para o San que viu aquela cena, ainda estávamos aflitos sobre o estado de S/N. — Ah é mesmo! Ontem foi a festa de formatura de vocês dois, não? Se divertiram? — Ele olha para Choi curioso na tentativa de descontrair e mudar de assunto. 

Péssimo assunto para mudar, Yunho, péssimo assunto...

— Já pediram algo para comer? — Diz minha mãe voltando para a mesa, quebrando totalmente o clima tenso.

— Ainda não. — Respondo.

— Vocês sabem sabem o que vão querer?

— Ainda não sabemos, mas podemos ver agora. 

Nós não tocamos mais naquele assunto depois após minha mãe chegar, ficamos conversando sobre outros assuntos até chegar o horário de visitas.


(...)


P.O.V S/N: On


Céus, é horrível ficar aqui deitada sem fazer nada. Não está passando nada de interessante na TV, eu não estou com meu celular. Será que deu o horário? Eu quero ver a minha mãe e meu irmão... Será que os garotos vão vir aqui me visitar? Quanto tempo vou ter que ficar aqui??? 

Eu estou aqui já faz duas horas mais ou menos, não é possível que não vão permitir visitas nessa hora.

Uma enfermeira entra no meu quarto para avisar que as visitas chegaram e que eles podem entrar. 

Glória a Deuuss!

— Filha, conseguiu descansar? — Perguntou mamãe ao entrar junto com o Seonghwa.

— Descansei até demais. — Rio. — Eu tenho visita, correto?

— Sim, seus amigos vieram aqui para te ver. — Olho para atrás de minha mãe e vejo os garotos parados na frente da porta curiosos. — Entrem, não precisam ficar tímidos. — Disse minha mãe dando espaço para eles entrarem.

Os cinco lentamente entram no quarto hesitando, meio estranho e engraçado isso, normalmente quando eles chegam de algum lugar eles quase fazem o caos.

— Está tudo bem, S/N? — Perguntou Wooyoung — Você se lembra de mim?

— Eu estou bem, e é obvio que eu lembro de vocês. — Respondo dando um sorriso largo. — O Yeosang e Jongho não vieram?

— Jongho está na faculdade e Yeosang está no trabalho agora, mas disseram que vão te visitar mais tarde. — Respondeu o garoto de cabelos vermelhos, vulgo Hongjoong. 

— Você lembra deles também! Tem certeza que você perdeu quase perdeu metade de suas memórias? — Disse Yunho feliz, mas estranhou por lembra-los.

— Vocês poderiam estar um pouco mais felizes de eu ter lembrado vocês, caramba! — Digo fingindo estar brava e eles riram. Os garotos estavam mais aliviados por me verem, mas aquele garoto de cabelos claros me olhava receoso e parecia mais preocupado que os outros.

— Que bom que você está bem, S/N. — Disse o loiro indo na frente dando um sorriso fraco. — Eu não sei se você se lembra de ontem, mas eu queria te pedir desculpas, eu acabei deixando os outros preocupados e também te deixei prejudicada. — Olho para ele confusa, não entendendo nada do que ele está dizendo. 

— Me desculpe, mas quem é você?


Notas Finais


Deve doer muito a pessoa que você ama não simplesmente não lembrar mais de você e de seus momentos juntos...

Deve ser mt ruim para pessoa q perde as memórias, tipo, vc n se lembra da pessoa próxima de vc, e tem certas coisas q seriam meio q marcantes pra vc, mas vc n se lembra disso e fica mt agoniado em tentar lembra-las, msm se for boas ou ruins, vc vai querer tentar lembrar a td custo. Deve ser bem ruim isso, tomara q n aconteça com ngm :/

Eu costumo comentar dms nas notas do q na história né kkk. Preciso diminuir um pouco isso, foi mal.

Mas enfim, S/N parece n ter lembrado de San, isso é bem provável q ele fique magoado, n é msm? Até agr n apareceu o responsável pelo acidente da S/N, ele vai msm vir ou será q nunca visitará ela e ngm saberá qm foi responsável por isso? N perca no próximo capítulo, q sairá algum dia!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...