História Lost, now pay. ( - Imagine Mark Tuan ) - Capítulo 9


Escrita por:

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS), Got7
Personagens Jackson, Jeon Jungkook (Jungkook), Jung Hoseok (J-Hope), Kim Namjoon (RM), Kim Seokjin (Jin), Kim Taehyung (V), Mark, Min Yoongi (Suga), Park Jimin (Jimin), Personagens Originais
Tags Aposta romance
Visualizações 249
Palavras 1.439
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Drama (Tragédia), Famí­lia, Festa, Ficção Adolescente, Romance e Novela
Avisos: Álcool, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Boa leituraaaaaaa💕💕💕💕

Capítulo 9 - Nine


Fanfic / Fanfiction Lost, now pay. ( - Imagine Mark Tuan ) - Capítulo 9 - Nine

[...]

Mark:- Eu não tive culpa, como eu ia saber? - ele diz do lado da ponta do sofá, ficando distante de mim. 

- Você não deveria ter feito isso! - pego almofadas e começo a tacar no mesmo de raiva. 

Mark:- Eu só queria recompensar S/n! Aí! - uma almofada acerta o seu rosto. - Te agradecer, só isso, Aí! - acerto outra almofada no mesmo. - Caralho, quer parar com isso!? - ele diz colocando a mão no rosto se protegendo.

- UM SIMPLES OBRIGADO, JÁ ESTAVA ÓTIMO MARK TUAN, E NÃO, NÃO IREI PARAR! - pego mais almofadas, e tudo que via pela frente e jogava no mesmo. 

Mark:- Para mim, um obrigado, parecia pouco perto das coisas que fez, por isso eu fiz o que fiz, para ficarmos kits, e eu também honestamente pensei que a senhorita iria gostar. - ele diz me olhando e se defendendo das coisas que eu jogava nele. 

- TALVEZ EU ATÉ IRIA, SE NÃO TIVESSE FICADO HORAS ESTUDANDO E NO FIM, NÃO IR A AULA, FAZER O BENDITO TESTE, POR SUA CULPA. - as almofadas acabam, e eu pego livros que estavam encima da mesinha e jogo no mesmo.

Mark:- Desculpa baby, não foi essa a minha intenção, Aí! - exclama, quando um livro acerta seu braço. - Livros!? É sério isso!? - ele diz me encarando. - Prefiro as almofadas, mais sabe o que eu prefiro mais que as almofadas? Que parasse. 

- É? Mais eu não. - quando eu ia pegar mais um livro, o mesmo pega em meu braço. - Tira a mão de mim! - começo a me debater, e o mesmo me abraça por trás, prendendo meus braços, com os seus envolta.

Mark:- Quero ver, você continuar a jogar as coisas em mim agora. - ele diz e logo começa a rir.

- Mark Tuan, me solta agora. - digo ainda me debatendo. 

Mark:- Ei, calma baby. - ele me segura com um pouco mais de força. - Te solto, se parar de jogar coisas em mim, porque isso não vai fazer o tempo voltar, então não adianta nada. - ele sussurra no meu ouvido.

- Adianta sim, desse jeito eu desconto a minha raiva. - começo  me debater de novo. - Me solta logo! 

Mark:- Não, você não está sendo uma boa garota baby. - ele sussurra novamente perto do meu ouvido, do jeito que ele disse, eu sinto um arrepio percorrer por todo o meu corpo.

- Mark... - suspiro, tentando manter a calma. - ME SOLTA AGORA, EU NÃO ESTOU BRINCANDO, QUANDO EU CONSEGUIR ME SOLTAR, VOCÊ.. - ele tampa minha boca.

Mark:- Baby shiu, não fica gritando, pra que fazer esse, AÍ! - mordo a mão do mesmo, que grita e tira a mão da minha boca.

- O que dizia? - olho para ele rindo. 

Mark:- Haha, engraçadinha. - ele diz ironicamente. 

- Agora o senhor pode me soltar? - digo ainda olhando para ele, que me encarava. 

Mark:- Olha, pedindo assim, eu até te solto, mais sem gracinhas. - ele me aperta mais em seus braços, e sinto sua respiração perto do meu pescoço. - E eu irei descontar essa mordida, ok baby? - ele diz dando um beijinho no meu pescoço e me soltando, eu me afasto do mesmo e quando olho para seu rosto ele estava sorrindo, estava com aquele maldito sorriso pervertido.

- Nem vem, nem tente, e pode parar de pensar nisso, ok senhor Mark Tuan? - digo cruzando os braços encarando o mesmo. 

Mark:- Não garanto nada baby, lembre se que sou um bad boy. - ele diz sorrindo caminhando até o sofá.

Eu ainda estava brava, mas infelizmente não tem como voltar no tempo, e suas intenções eram boas, e ele não sabia do teste, então eu deveria perdoa ló. Mais eu ainda estava com uma vontade imensa de bater no mesmo, ainda mais depois do que ele disse, só para tirar o sorrisinho travesso que estava em seu rosto. Olho para o chão e vejo uma almofada que estava próxima a mim, a pego, espero o mesmo virar as costas.

- Sim, e tem como esquecer que o grande conhecido Mark Tuan é um bad boy? - digo aumentando o ego do mesmo, o enrolando, escuto sua risadinha e ele olha para trás com um sorriso convencido, não perco tempo e jogo a almofada no mesmo. 

Mark:- Eu não acredito que você fez isso... - ele suspira. - Bem que eu desconfiei, que algo de errado não estava certo. 

- Haha, agora está tudo certo, estou satisfeita. - digo sorrindo.

Mark:- Ae!? - ele pergunta me encarando, enquanto eu ria da cara do mesmo. 

- Ahan. - digo dando mais um sorriso. - Agora eu vou comer o meu, Aí! - uma almofada atinge meu rosto. - Não...não...não...você não...

Mark:- Eu sim. - ele diz sorrindo. 

- Seu..- 

Mark:- Olha a boca baby. - ele diz rindo, ao me ver irritada. - Você quem começou, eu disse pra parar, teimou? agora é guerra. - ele diz pegando algumas almofadas do chão, resumindo quase todas.

- Ei! Isso não vale, você está com vantagem, olha o tanto de almofadas que você tem! - digo com somente duas na mão. 

Mark:- Olhei, que bom para mim né, não posso dizer o mesmo para você baby. - ele diz sorrindo. 

- Isso não é justo, seu imbecil. 

Mark:- Oh baby, não se preocupe, irei pegar leve. - ele pisca para mim. 

- Haha, ei! - ele joga uma, mais eu me abaixo antes que acertasse em mim. - Mais você é muito rui- uma almofada acerta o meu rosto.

Mark:- O que dizia? - ele diz rindo.

- Isso não vai ficar assim, se prepara. - caminho até o mesmo. 

Mark:- E o que a garotinha vai fazer? 

- Garotinha? Nada... Só tirar todas essas almofadas de você. 

Mark:- Essa eu pago pra ver, me diz então, como vai fazer isso? - ele diz aproximando seu rosto do meu, como provocação. 

- Assim! - pulo nas costas do mesmo, com um braço eu segurava no mark, e com o outro eu pegava as almofadas.

Mark:- Ei isso não vale. - ele diz rindo, me segurando com um braço para não cair, e no outro segurando só uma almofada, pois o resto eu já tinha conseguido tirar do mesmo. 

- Vale tudo. - digo tentando pegar a última. O Mark começa a rir, eu escuto uma batida na porta, mais em meio as risadas do Mark, não tinha certeza do que havia ouvido, então deixo para lá. 

Mark:- Ae!? Vale tudo? Ok! - ele solta a almofada no chão, e me segura com as duas mãos em suas costas. 

- NÃO, NÃO VALE, MARK! - digo segurando no mesmo. - Eu quero descer, me coloca no chão! 

Mark:- Vou te colocar na minha cama. - ele diz com uma voz maliciosa.

- Para de graça e me coloca no chão. - digo dando tapas no mesmo.

Mark:- Vou pensar no seu caso. - ele diz rindo e começa a andar comigo em seus costas. 

- Para Mark! - começo a me debater. 

Mark:- Calma. - ele diz ainda rindo. - Você quem subiu aí. 

- Agora eu quero descer, ENTÃO ME COLOCA NO CHÃO AGORA! SE NÃO...

Mark:- Se não o que? o que vai fazer baby? 

- Adivinha! 

Mark:- Prefiro que me mostre.

- Ah claro...vai ser um prazer arrancar um pedaço do seu ombro, com uma mordida. - quando eu ia morder o ombro do mesmo, escuto um barulho na porta e pelo jeito o Mark também escutou.

??:- Desculpa atrapalhar, mais está tudo bem? - eu conhecia essa voz, o Mark se vira para a porta, e vejo o pai dele, nós encarando, incrédulo.

Mark:- Appa!? - diz o Mark surpreso me soltando, eu saio de suas costas e olho para o senhor Tuan, envergonhada.

- Olá Sr. Tuan, e sim está tudo bem sim. - digo dando um sorriso para o mesmo. 

Sr. Tuan:- Certeza? - ele olha pra mim e para o Mark, o Mark me olha e eu olho para ele também, quando eu ia responder o senhor Tuan, o Mark me abraça.

Mark:- Claro appa, sabe como que é né? Brincadeiras de casal. - ele diz rindo. - Não é S/n? 

- Sim... Claro, brincadeiras de casal. - concordo com o mesmo. 

O senhor Tuan olha em volta, e logo depois olha para o Mark sorrindo, olho para onde ele estava olhando antes, e vi uma camisinha. Só pode ser a camisinha reserva daquela garota que veio aqui mais cedo, que estava com o Mark. Agora o sr. Tuan deve pensar que sexo era a nossa brincadeira.

Sr. Tuan:- Certo... Brincadeiras. - ele diz rindo. 





Notas Finais


Desculpa pelo capítulo pequeno💕
espero que tenham gostado💕
deixem nos comentários o que acharam💕
Bjin💕


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...