História Lost souls - Capítulo 1


Escrita por:

Postado
Categorias Histórias Originais
Personagens Personagens Originais
Tags Marsar
Visualizações 14
Palavras 939
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Comédia, Crossover, Drabs, Famí­lia, Fantasia, Festa, Ficção, Ficção Adolescente, Ficção Científica, Luta, Magia, Mistério, Misticismo, Musical (Songfic), Poesias, Romance e Novela, Saga, Shoujo (Romântico), Sobrenatural, Suspense, Terror e Horror, Universo Alternativo
Avisos: Cross-dresser, Heterossexualidade, Linguagem Imprópria, Mutilação, Tortura, Violência
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Notas do Autor


EEEEEEEEEEE saiu finalmente espero que gostem

Capítulo 1 - O começo


Fanfic / Fanfiction Lost souls - Capítulo 1 - O começo

Bem vindos a cidade de Marah, cidade palco de uma das mais lindas histórias de amor que eu já presenciei. Este mundo e regido por várias entidades, que mantém o mesmo em equilíbrio. Quais seriam essas entidades? Bem! vou lhes apresentar ou tentar.

Como entidades eles passam a maior parte do tempo, em seus trabalhos diários. Como Reaper, ou para os mais íntimos Marcus, entidade da morte. Normalmente ele está voando pelo mundo, ceifando as almas humanas criadas por sua amada. Hoje porém ele decidiu descansar afinal, já fazem 5 anos que ele não tira um dia de folga.

Sim estava exausto. Então no meio do dia se deitou-se em cima de algum prédio. Enquanto descansava pensava em variadas coisas. Pegou em seu colar o levando até a frente do rosto, era um colar de melhores amigos, podia ser uma coisa ridicula para alguns porem, para Marcus havia  muitos significados.

Enquanto relembrava do passado, sete lobos apareceram em sua frente. Marcus se sentou e os encarou por alguns minutos.

- Yo pequenos - Os saudou animado, os lobos o encararam de uma maneira seria, e Marcus riu.

Os lobos eram almas nas quais tem contrato com Marcus. Eles e muitos outros espalhados pelo mundo humano, também tem o trabalho de ceifar, Marcus podia ser uma entidade mas, não era onipotente então os lobos o ajudavam com as 7 bilhões de almas e,  aumentando por aí.

- Vamos tirar uns dias de folga, o que acham? - Perguntou. Os lobos abanaram as caldas alegres, Marcus sorriu e se levantou - Então vão trabalhar, temos uma cota pra ultrapassar hoje. 

Com as ordens dadas os lobos partiram, depois de se levantar e espreguiçar continuou o trabalho. Mais a tarde Marcus voava em direção ao "coliseu", enquanto anotava algumas coisas em um livro, que seria um relatorio de 100 anos de trabalho escrito. Quando pousou no coliseu, foi direto a uma biblioteca. Depois de deixar o livro ao sair, se sentou na borda da construção vendo a tarde seguir.

- Yo Marcus quanto tempo -Disse alguém indo em sua direçâo.

Essa era Nanda, entidade do amor, logo atrás estava Bruna, entidade da empatia, e Uva entidade, dos sonhos.

- Yo meninas - As comprimentou levantando.

- Diz pra mim, pra que trabalhar 5 anos direto? - Nanda pergunta em um tom brincalhão.

- Ah eu levo meu trabalho muito a sério sabe - Disse ele se apoiando na foice, Nanda junto das meninas riram.

- Mas, é sério por que? - Disse ainda rindo um pouco.

- Digamos que eu tive que consertar algumas coisas, e não, eu não vou contar - Disse Marcus bocejando no final.

-  Chato - Disse Nanda.

Todos conversavam animadamante. Todas a 24 entidades tinham tirado um tempo, para manter o mundo em perfeita hamornia. Mesmo com os humanos estragando tudo.

- Então Nandinha já falou com o Dan? - Uva pergunta travessa.

- Er... Quase... - Respondeu Nanda corando um pouco. Dan, ou Daniel era a entidade da paciência e senpai de Nanda. 

- Oi gente - Disse alguém em um tom baixo indo na direção deles com outra pessoa.

 

- Oi Steve, Pedrokys - Disse Bruna, depois Nanda, Uva e Marcus com seu costumeiro Yo.

Steve Galvon, entidade da loucura e do seu lado pedrokys, entidade dos pesadelos.

- Cuidado quando for passar pro seu alojamento, e os chifres se enroscarem no portal - Disse Marcus rindo e se referindo aos chifres na cabeça de pedrokys.

- Ha, ha, ha muito engraçado Marcus, muitíssimo engraçado - Disse pedrokys sacudindo a cabeça os fazendo desaparecer e pondo sua boina.

As vezes os chifres de sua forma pesadelo total ficavam quando voltava a ser o pedrokys normal. Isso rendia muitas piadinhas sem graça.

- Eu disse isso pra ele - Steve disse rindo um pouco.

E mais conversa a fora até o entardecer. Todos tinham se empanturrado de alguma coisa como doces, bolo, marshmellows, etc. 

- Puxa, o céu está bonito hoje - Disse Uva.

- Verdade - Disse Marcus.

- Então Marcus, já se resolveu com a Sarah? - Nanda perguntou.

- Bem... ah... - Marcus coçou a nuca nervoso.

Bem na hora Sarah apareceu. Marcus teve que respirar bem fundo, para se manter são. Ela como sempre está linda, ela andou até a biblioteca sem nem olhar para Marcus, e depois saiu em passos firmes. Marcus queria falar com ela mas, não podia.

 

- Bem... ela acabou de responder a pergunta - Disse ele meio cabisbaixo.

- Ah mas, eu vou dar nesse menina - Disse Nanda arregaçado as mangas da blusa de manga longa, com vários gatinhos estampados, em variadas caretas.

- Não precisa Nanda, ela não é obrigada a gostar de mim - Disse Marcus.

- Mas, Marcus - Tentou Nanda.

- Eu posso gostar muito dela mas... Eu tenho respeitar seu espaço, bem... Eu vou indo, to morrendo de sono - Disse bocejando no final.

Marcus se despediu e, foi em direção ao portal, que o levará para seu alojamento. Assim que chegou respirou bem fundo, e se dirigiu até seu quarto, tirou o manto da morte, o jogando no armário, junto de suas botas, foice, luvas e máscara de esqueleto. 

Depois de um banho, se sentou em sua cadeira indo, para sua bancada de trabalhos, tinha algumas coisas que ele tinha que verificar. Depois de tudo pronto se jogou na cama, olhando o teto.

Como sempre Sarah tomou seus pensamentos, como a amava porém ela não. Aquilo o entristecia mas, não iria ficar bravo de certa forma, já tinha aceitado isso. Com todos esses pensamentos em sua mente, que acabou dormindo...


Notas Finais


E e isso quando sai o segundo não faço ideia


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...