História Lótus - Capítulo 3


Escrita por: e Heechul_Kim

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS), EXO, SHINee, Super Junior
Personagens Chen, Lu Han, Sehun, Xiumin
Tags Bts, Chanbaek, Eunhae, Exo, Hunhan, Jikook, Kaisoo, Kristao, Sulay, Super Junior, Xiuchen, Xiuhan
Visualizações 9
Palavras 3.508
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Crossover, LGBT, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Violência, Yaoi (Gay)
Avisos: Bissexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Nudez, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Oii amores, volteeei <3

Esqueci de dizer que as fotos na capa do capítulo são como imaginamos os personagens na história.

Aproveitem !!!

Desculpa os erros ortográficos.

Capítulo 3 - Capítulo 03


 

POV. Jongdae

Min e Luhan nos encaravam perplexos e indignados, não pareciam gostar muito do que viam, o que era muito estranho.  Tudo bem que eu e o Sehun não temos esses momentos “toques”, eles são muito raros, ainda mais em público, mas suas reações me deixaram incomodado. Coloquei minha mão direita no quadril de Hun e dei um leve aperto, um sinal para ele me soltar, mas ele não se mexeu, na verdade ele pousou suas mãos em meu rosto e me examinou, depois chegou seus lábios perto da minha orelha onde sua boca não poderia ser vista pelos outros, seu movimento foi tão perto da minha bochecha que senti seus lábios roçando nela, senti meu rosto queimando. Quando Hun começou a sussurrar foi interrompido:

-Vocês por acaso passaram cola para não terem se separado até agora?- pergunta Min, seu tom parecia de brincadeira, mas o conhecendo bem, na verdade era de ameaça. Coro de vez. Tiro as mãos de Hun do meu rosto e digo:

- É ... Bem... Vamos andando se não chegaremos atrasados – digo e saio em disparada na frente, deixando todos para trás, demora uns segundos para ouvir os passos atrás de mim, o que indica que ficaram bem surpresos, o que está acontecendo?

 

POV. Sehun

Se eu reparei no climão? Como não reparar. Até Tao e Kris perceberam, porque não trocaram uma palavra no resto do caminho, na verdade, ninguém.  Minseok e Han ficaram mais para trás, Kris e Tao logo atrás de mim, e eu tentando acompanhar o apressado do Chen que devia estar morrendo de vergonha.  Mas eu precisei provocar, não podia deixar passar, seria interessante só para saber a reação deles e bem, Minseok atendeu bem ao que eu queria, já Lu só encarava, mas parecia pronto para salta em nós para interromper qualquer coisa que fosse além. Estranho, eles nunca fizeram isso. Como meu contato físico com o Dae é bem raro, isso pode tê-los sujeitado a uma reação estranha, por mais que Minseok parecesse brincando, percebi bem a ameaça dele . Interessante.

[...]

Chen agora está conferindo nossas salas, já que, pelo que parece, a escola trocou muitos alunos de sala.

- Eles separaram a nossa turma mesmo, só aqui no 3ºC, tem quase metade – ele diz passando os olhos em cada nome – Bem, pelo menos a Taeyeon não vai se sentar ao meu lado esse ano – ele se vira para sair para olhar a próxima lista que fica em frente a sala de aula dos alunos listados. O corredor está lotado, mas é o normal, está cheio de alunos do primeiro e segundo ano, o que é comum já que todos do ensino médio conversam entre si. O corredor do terceiro é o melhor para esses encontros já que é o mais afastado do pátio, ainda mais no primeiro dia de aula, onde só entramos na sala depois da “Cerimônia de Boas-Vindas.”
Ando atrás de Dae me desviando das pessoas, quase caio no meio de um grupo de meninas depois de um tropeço, algumas soltam uma risadinhas e outras apenas me encaram de forma esquisita, seguro alguns xingamentos na minha cabeça para não parecer grosseiro.

Ando rápido para conseguir chegar até Dae, que já está olhando a lista do 3º B. Ele para em um nome e se vira para mim:

- Essa é sua sala Hun – ele continua olhando a lista – não parece que eu estou nela – ele me olha com um olhar de tristeza, queria que ele fosse da minha sala, ele se volta para a lista de novo – nem Minseok – gostei – e nem alguns dos meninos do nosso grupinho, mas – ele se vira para mim novamente e dá um sorriso de lado – Luhan está – olho para ele sem reação, de repente o empurro para ver os nomes:

- Tao, Kris, Suho, eu e  – paro por um segundo – Lu – olho para Dae com um sorriso no rosto, ele parece estar feliz também, porque aparentemente Minseok era da sua sala sem Luhan e Luhan era da minha sala sem Minseok, perfeito. Fico encarando o nome de Lu por alguns segundos quando ouço alguém falar:

- Será que eu poderia olhar também? –  Lu diz sorrindo, percebo que Minseok não está com ele, me afasto para que ele possa se aproximar para ver. Ele se aproxima e percorre todos os nomes da lista com o dedo, fazendo uma pequena pausa em cada nome conhecido, quando acaba ele se vira para mim:

- Parece que esse ano eles quiseram mesmo separar nosso grupinho, mas de uma maneira interessante – ele sorri me encarando profundamente – Te vejo mais tarde Hun – ele fala fazendo sua maravilhosa mania de conversar fazendo biquinho e então pisca um dos olhos para mim e sai por onde chegou.
Chen parece surpreso com o que tinha acabado de acontecer:

-Okay, o que aconteceu aqui? – ele pergunta me encarando.

- Se você não sabe Dae, quem sou eu para saber.

Depois de alguns minutos tentando não sermos esmagado pela multidão que apareceu nos dirigimos a lista do 3º A, por mais que já saibamos os nomes que nos interessa, Chen quis ir conferir com seus próprios olhos.

POV. Jongdae

Tento chegar perto da lista, mas parece que muitas meninas tiraram o dia de folga para conversar de frente a ela, atrapalhando as pessoas de olharem.

- Licença meninas, preciso ver a lista de nomes – digo educadamente.

- Espera a gente terminar- indaga uma.

- Vocês vão demorar? – minha pergunta é abafada por alguns gritinhos vindo delas, que estavam olhando para um celular na mão de uma das garotas do grupo.

- Te interessa? – outra menina fala sem levantar os olhos do celular.

- Eu já disse porque interessa.  Será que, por favor, vocês poderiam chegar um pouco para o lado? – pergunto novamente, com um pouco menos de paciência.

- Não- fala a menina do celular.

De repente alguém chega atrás da menina com o celular e o pega das suas mãos:

- Nossa que bonito em? Primeiro são mal educadas com dois rapazes do último ano e ainda estão vendo pornografia no corredor da escola – percebo que é Min que está falando, elas estão muito ferradas- o diretor não irá gostar nada de saber disso – ele diz em um tom baixo, porém não perde o seu nível ameaçador.

- Mas não estamos vendo pornografia – elas dizem em coro, e ficam vermelhas depois que percebem que falaram alto demais.

- Em quem você acha que o diretor irá acreditar? Nas meninas mal educadas – ele aponta para elas – ou no aluno brilhante do terceiro ano ali – ele aponta para mim, sinto meu rosto querendo se enrubescer, mas me controlo mantendo a cara séria, ou tentando.

- Mas você está mentindo, isso não vale- uma delas fala.

- Você quer testar para ver? – digo ameaçando.

Elas se entreolham e negam com a cabeça:

- Então deem licença para ele ver a maldita lista atrás de vocês  - Xiumin diz para as meninas indo devolvendo o celular para a dona – Agora – ele afasta o telefone da mão da dona de novo- nem um pio se não seus celulares vão se encher de fotos de homens pelados e vídeos adultos, entenderam?- todas concordam com a cabeça e ele enfim entrega o telefone. As meninas vão embora nos encarando, mas não ligo, nem as pessoas no corredor, já que nem se quer prestaram atenção no que houve. Depois que elas desaparecem no corredor começamos a rir, parece que Min sabe realmente ameaçar alguém.
Me volto para a lista passando o dedo e fazendo uma pequena pausa nos nomes que conheço, de repente sinto um peso nos ombros, um dos braços de Min me enlaça, nossas bochechas a pouco centímetros:

- Se você não se importar, quero dar uma olhadinha também- ele diz sorrindo. Ele repete meu movimento com o dedo, pausando em cada nome conhecido seu – Parece que Lu não está na mesma sala que eu – “se controla Jongdae, olha o ciúmes”, penso e ele continua passando o dedo nos nomes e então para sobre o meu – Parece que seremos colegas de classe novamente, gosto disso, espero que possamos conversar mais esse ano, nos aproximar – sinto meu rosto queimar e então me afasto dele de repente, Min ri da minha atitude e Sehun me encara sem entender, então ele pega meu braço e me arrasta dali, provavelmente para evitar um maior constrangimento.  Enquanto Hun me arrastava entre as pessoas pude ver o rosto de Min, ele parecia estar sério com a atitude que Sehun teve, seu sorriso de antes tinha sumido completamente.

[...]

Sehun me leva para um corredor vazio, já que não podemos entrar nas salas antes da Cerimônia de Boas-Vindas para os novos alunos.

- Okay, o que está acontecendo? Eles não eram assim, definitivamente não eram assim – ele me encarou – Chen o que está acontecendo? – ele pergunta andando de um lado para o outro na minha frente – Eles mal conversavam com a gente, e agora está parecendo que estão nos provocando – ele volta a me encarar- Jongdae! – por fim me chama, estava tão imerso nos meus pensamentos que mal escutei o que disse.

- Desculpa Hun, não sei, se você não sabe, imagina eu – dou de ombros.

- Eu acho que eles estão com ciúmes – ele dispara – você percebeu o climão que ficou quando eles nos encontraram abraçados né? – ele se vira para mim.

- Não viaja Sehun, aquilo foi uma surpresa, só isso – falei, queria acreditar no contrário.

- Não sei não, acho que tem mais aí – ele fala e eu dou de ombros novamente, queria mesmo acreditar nele, sério.

[...]

Depois da Cerimônia de chatices e muito tédio, somos liberados para irmos a nossas respectivas salas, o que significa que iremos ver nossa dupla, a pessoa na qual vou ter que aguentar por um ano letivo. Não estou nem um pouco animado, mas meu coração insiste em ter esperanças.
Sehun me deixa na porta da sala e segue então para a sua. Quando entro reparo que a maioria já se acomodou nos lugares, mas observo também que quem fez esse mapeamento queria armar uma bomba nuclear, Kyungsoo e Chanyeol juntos, já consigo ouvir os estalos. Logo atrás deles vejo que há uma dupla de carteiras vazias, que ocupa o quarto lugar de uma das três fileiras, essa que está perto das janelas, logo atrás está  Jongin e Baekhyun, acho que esse ano o Baek não ficará tão afobado e conversador, mesmo estando na última carteira.

A sala é grande e no fundo fica pequenos armários de madeira clara para colocarmos nossas coisas. A sala possui três fileiras de duplas com cinco duplas em cada, a mesa do professor é de frente para minha fileira, que fica perto das janelas, essas que dão para o campo de futebol. A sala também possui duas portas, e algumas grandes janelas que dão para o corredor, o que deixa impossível fazer algo de “errado”, não era de se esperar coisa diferente.

Vou até o papel pregado na parede perto do quadro para olhar meu lugar, mesmo acomodados os alunos conversavam a todo vapor, procuro meu nome e paro quando sinto um peso familiar em cima de meus ombros:

- Posso olhar com você? – ele pergunta me encarando com aqueles lindos olhos, como são bonitos.

- Claro – sorrio e volto a procurar meu nome, passando o dedo sobre fileiras, Min acompanha meus movimentos e chego então ao seu nome, que está logo atrás de Chanyeol.

- Parece que encontrei o seu lugar primeiro que o meu-  anuncio me virando para encara-lo, com os rostos a poucos centímetros de distância. Ele não olha para mim, na verdade ele aponta algo na folha:

- Não tenho tanta certeza disso, olhe- me viro para onde seu dedo apontava. Ele apontava para um lugar ao lado do seu, quando ele abaixou um pouco o indicador eu pude ver meu nome, KIM JONGDAE– parece que seremos uma dupla esse ano, preparado Dae?

Eu não estava acreditando nisso.

 

POV. Sehun

Chego na sala e vejo que todos estão muito agitados, mais do que o normal, chego perto da folha de mapeamento e procuro meu nome. Estou sentado ao lado de um menina que não conheço. Ótimo, mais uma guria para me atormentar, espero ao menos que ela não fale tanto quanto a Lisa, mas ao menos seja tão legal quanto ela. Sigo para meu lugar e me sento, a menina já está sentada no seu lugar, mas parece mais dormindo do que acordada, pois nem se quer percebe minha presença ali. Não mexo com ela já que estou preocupado com outra coisa, onde está Luhan? Passo o olho por toda sala, mas não o vejo, deve estar com um dos meninos já que apenas Suho está presente.
Depois de uns cinco minutos Yifan, Tao e Lu entram, Lu me alcança com os olhos e sorri, sorrio de volta, mas seu sorriso desaparece depois que ele vê a menina ao meu lado, ele então para de me olhar e se vira para ir até a folha, de repente uma menina de um grupinho que se encontrava no fundo da sala solta um grito alto e a menina do meu lado se assusta, levantando a cabeça rapidamente da mesa, seu movimento rápido, provavelmente, a fez ficar tonta, pois ela colocou as duas mãos na cabeça pressionando-a. Todos pararam para encarar a menina por alguns segundos, mas depois voltou tudo ao normal, menos a menina a meu lado, que parecia querer atirar uma mesa em qualquer pessoa que aparecesse em sua frente.

- Vai gritar na cabeça da sua mãe, sua escandalosa-  ela disse gritando, visivelmente irritada com o grito da menina.

- Vai se ferrar Hyuna, sua piranha- a menina então responde a tal de Hyuna, essa que é bem bonita, com seus cabelos ruivos compridos e pele levemente bronzeada.

- Piranha mesmo, sua mal-amada, pelo menos eu não sou uma réplica perfeita de uma bonequinha inocente que nunca beijou um garoto- a menina do fundo da sala cora, fazendo alguns soltarem abafadas risadinhas, um ponto para Hyuna.

- Pelo menos... – começa a menina, Hyuna então se levanta para ouvir o que a sua desafiadora irá falar – Pelo menos eu vou beijar meninos e você vadias – todos olhavam agora para Hyuna, seu rosto era indecifrável, mas ela caminhou até a oponente em passos pequenos, porém pesados, a cada passo dado a menina se encolhia mais entre os armários e mais suas amigas se afastavam. Por fim Hyuna bateu no armário atrás da cabeça da menina, nessa altura Suho já quase arrancava a cabeça de desespero, mas não quis se intrometer, na verdade ninguém queria.

- Fala isso de novo, aqui na minha cara- Hyuna ameaçou, seu tom era veroz, porém tinha uma pontinha de sarcasmo.

- Pe..e..lo me...no..s.- a menina gaguejava, o que fez Hyuna rir.

- Seja corajosa garota, ou você é tão medrosa ao ponto de não ter coragem de me encarar?- a menina então estufa o peito e repete.

- Pelo menos eu vou beijar meninos e você vai beijar vadias- a menina então não teve tempo nem de se gabar pela coragem, porque Hyuna que deu um beijo, que fez todos se assustarem. Houve caras de nojo por parte das amigas da menina desconhecida, risadas, sorrisos maliciosos, aplausos, para o resto da turma, essa que adorou o espetáculo. A menina então empurra Hyuna para longe, essa que quase cai no chão rindo, a garota não sabia o que fazer, mas estava ficando vermelha, ou de raiva, ou de vergonha.

- Vadia- Hyuna então diz  rindo, o que faz a turma rir, de repente a menina pula como um gato para cima de Hyuna, mas é segurada por Suho, esse que já estava descabelado e bastante nervoso.

- Vocês duas me acompanhem- todos param de rir, o que um representante nervoso consegue é de dar medo – AGORA- ele diz sério, todos os alunos tomam seus lugares e as duas meninas desaparecem com Suho pela porta, depois de algum tempo a sala vira uma bagunça, todos comentando sobre o que aconteceu, não era de se esperar algo diferente, mas já posso dizer que gostei dessa menina.

Alguns minutos depois o sinal toca, e o professor Heechul entra na sala, nada como ter aula com ele. Ele é o que chamamos de “Um Professor Muito Louco”, andado com terno arrumado, cabelos penteados, e uma pasta preta, típico, ele tinha seu charme, mesmo parecendo meio louco, o professor era até muito bonito e engraçado.

- Bom dia crianças – ele diz colocando suas coisas sobre a mesa e se virando para nós, ele nos encara por um tempo – mas quem fez essa merda de mapeamento – adoramos o vocabulário dele, ele fala o que quer, faz o que quer, ele é incrível, até demais para um professor de filosofia.

- Está ali na folha professor – percebo que Lu que falou, passo o olho na sala lhe procurando e o acho ao lado de uma menina, parecia uma das amigas da oponente, no fundo da sala, perto das janelas do corredor, meu coração dói de não ter sido escolhido para sentar com ele.
Professor Heechul se vira dando de cara com o mapeamento.

- Nossa. Sério. Não gostam quando não me consultam sobre o mapeamento da minha sala, isso meus queridos- ele se vira para nós- sou o representante maior da sala de vocês- todos aplaudimos, não a um ser que não goste de Heechul.

Nesse momento Suho chega na sala acompanhado de Hyuna e a menina oponente, ambas com a cabeça baixa.

- Licença professor- todos os três entram. Suho se aproxima de Heechul e pede para conversar com ele por um minuto lá fora, enquanto isso, ambas as meninas se dirigem para seus lugares.

Quando Hyuna se senta, pergunto:

- Está tudo bem? – ela levanta a cabeça e me encara, como são profundos esses olhos escuros, dá até medo, mas ela sorri e assenti com a cabeça.

- Está sim, só levei uma suspensão de três dias, e trabalhos extracurriculares com a bonequinha ali, e um sermão de que não podemos fazer isso, e blábláblá – ela faz uma careta mexendo as mãos como se fosse uma boca – além de que também o diretor disse que só não chama nossos pais porque isso foi algo muito “invocado”- ela faz as aspas com a mão na última palavra- e que não devemos mostrar nossa sexualidade aqui e tédio,  e mais tédio.

- Que bobagem, você foi demais, além disso, sou Sehun- estendo a mão para ela, ela aceita e aperta.

- Hyuna a doida – ela diz sorrindo.

- Está mais para a corajosa – dou um soquinho em seu braço , ela ri e me devolve.

- Parece que nos daremos bem Sehun- ela fala, agora mirando os olhos para algo atrás de mim- a não ser que eu seja devorada por um leão – ela diz e acena com a cabeça para que eu poça olhar. Lu nos encarava sério, mas depois que eu virei seus lábios sorriram.

- Ele tem ciúmes de você- me viro para ela – olha o jeito que ele te olha.

- Bobagem – digo

Nesse momento Suho e Heechul entram na sala, parece que nosso representante maior já sabia dos acontecimentos, mas não fez nenhum comentário.

- Crianças, como eu, o senhor maior, não aprovo esse mapeamento, e estou com preguiça para analisar e montar outro, eu irei fazer diferente, escrevam seus nomes em um pedaço de papel e deixem aqui em cima da minha mesa, e juntem seus materiais e se coloquem em frente ao quadro- ele diz. Poucos minutos depois, com o nome de todos em cima da mesa e posicionados em frente ao quadro, ele começa dobrar papel por papel e colocar dentro de uma bolsinha de lápis vazia.

- Farei um sorteio para decidir os lugares de cada um- todos se entreolham, bem a cara do Heechul – sem estresse lindinhos, então vamos começar.

E foi chamando nome por nome, e os lugares foram sendo tomados na fileira da janelas de futebol, meu coração estava acelerado, eu batucava meus dedos nervosos sobre a coxa da perna, de repente sinto uma mão apertar meu punho.

- Calma Hun – ele diz manso sobre meu ouvido – não fique nervoso- sua voz sai mansa como uma brisa.

- Suho e ...- Heechul diz pegando outro papel- Luhan- meu coração desaba, por que diabos tive esperança de achar que iria sentar com Han? Que idiotice – na verdade- Heechul continua- prefiro que Suho se sente sozinho, se importa  senhor Xiao? – ele pergunta e me viro rapidamente para Lu, esse que acabara de soltar meu braço.

- Não senhor, professor Heechul, como quiser- meu coração estava em festa de novo, podia dar certo, Tao conseguiu ficar ao lado de Kris, Suho estava logo atrás deles, e agora Luhan se dirigia para as ultimas carteiras da fileira das janelas de futebol. Vai por favorzinho, pedia baixinho, cruzando os dedos.
Heechul então anuncia a dupla de Lu – Oh Sehun- acho que nunca vi o mundo tão colorido.

 

 


Notas Finais


Hoje não tem música, sorry :(

Beijão !!!

Se quiserem dar alguma sugestão, eu estou aceitando -- Lia


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...