História Louco Amor - Capítulo 5


Escrita por: ~

Postado
Categorias Originais
Personagens Personagens Originais
Tags Amor, Fantasia, Loucura, Originais
Visualizações 25
Palavras 1.266
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Comédia, Drama (Tragédia), Famí­lia, Ficção, Ficção Adolescente, Lemon, Luta, Magia, Mistério, Poesias, Romance e Novela, Sobrenatural, Terror e Horror, Violência, Yaoi (Gay)
Avisos: Gravidez Masculina (MPreg), Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Mutilação, Nudez, Sexo, Tortura, Violência
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Notas do Autor


Tenham uma boa leitura

Capítulo 5 - Encontro


Chi soltou um longo suspiro de alívio, e comeu mais um sushi e ficou observando o rapaz a sua frente que agora está dando um leve sorriso para a criança ao seu lado, ele nem parecia a mesma pessoa assustadora de minutos atrás.

- Bom...- falou a mulher calmamente - como eu estava falando a sua "mãe" deseja ver o Hikari ...

O rapaz voltou novamente a sua atenção para a mulher de cabelos vermelhos que ainda estava meio nervosa.

- E pra que  ? - falou sem qualquer ânimo 

- B-bom "ela" não me disse claramente pois foi uma ligação rápida 

Kage soltou um longo suspiro e olhou sério para ela 

- Ok - falou por fim fazendo a mulher dar um sorriso de alívio 

-" Ela" quer ver vocês na próxima semana - ela pegou a sua bolsa verde de couro e pegou uma pequena agenda e uma caneta e escreveu o lugar onde a "mãe" dele  queria encontrá-lo, e depois arrancou a folha e entregou para o rapaz que apenas leu e depois amassou o papel e jogou no chão.

Depois de terminarem de comer, Chi ajudou Kage com as compras e se despediu e pegou um táxi e foi embora e ,o rapaz entrou em seu carro com Hikari e os dois foram embora do shopping.

...

 

Realmente ele não mudou nada em relação a sua "mãe" pensou Chi consigo mesma e sem perceber o táxi já havia parado em frente a seu destino que era uma enorme mansão com um extenso mura que dava apenas para ver o o belo jardim da casa, a mulher pegou sua compras e pagou o taxista que logo saiu acelerando levantando muita fumaça, o que deixou a mulher de cabelos vermelhos com raiva.Então ela se virou para o enorme portão de ferro que dava pra ver o caminho em que os carros passavam ela foi até o interfone e olhou para a câmera de segurança e tocou o botão do interfone.

Boa tarde senhorita Chi o que deseja ?- perguntou uma voz de homem 

- Eu gostaria poder conversar com a senhorita Emi - respondeu calmamente

- Claro irei ver se ela pode ver a senhorita -  na hora que a Chi parou de aperta o botão do interfone o grande portão se abriu e ela entrou dando de cara com uma empregada de cabelos loiros e com um vestido preto com um avental branco.

Ela levou Chi até a casa principal que era enorme, a empregada abriu a enorme porta de entrada da casa e então indicou o caminho onde se encontrava a dona da residência e depois saiu por um corredor.

A mulher de cabelos vermelhos seguiu pelo corredor indicado pela empregada , ele era cheio de quadros e jarros , depois ela parou em frente a uma porta de madeira com desenhos de pétalas de Sakura. Calmamente bateu na porta e a mesma se abriu sozinha.

Aquela porta dava para uma grande sala com um simples e belo papel de parede azul bebê com várias prateleiras cheias de livros e no centro dois sofás, uma poltrona é uma mesa de vidro. Em um dos sofás estava uma bela "mulher" de longos cabelos prateados , delicados olhos azuis e com uma linda pele branca que parecia até porcelana, a linda mulher usava um kimono azul com detalhes de flores brancas,  ela lia um pequeno livro que tinha em mãos. Chi ficou admirado a beleza da "mulher" e sem perceber a mesma a olhava o que fez a mulher de cabelos vermelhos corar.

- É bom revela Chi-chan - falou fechando o livro e o colocando sobre a fina mesa de vidro 

- Também é bom revelo Kenichi-chan - falou fechando a porta atrás de si e entrando na bela sala 

- Faz tanto tempo que alguém me chamou pelo o meu verdadeiro nome - falou dando um longo suspiro

- Realmente você está se parecendo com uma mulher - disse olhando os livros nas prateleiras e depois se sentando em um sofá em frente a pessoa de kimono

- Eu realmente odeio quando as pessoas falam isso - falou mexendo em uma mecha de seu cabelo 

- Mais você fica bem assim - falou dando um sorriso 

Na mesma hora a porta se abriu e a empregada de cabelos loiros entrou com um carrinho cheio de doces e chá, a mulher colocou todas as coisas sobre a mesa de vidro e se virou para sair.

- Muito obrigada Katia - falou Kenichi 

- De nada senhorita Emi - falou dando um sorriso e depois saindo da sala 

- Ele que escolheu esse nome não foi ? - perguntou Chi enquanto escolhia alguns doces 

- Não ele deixou eu escolher o meu nome pelo menos - falou pegando uma xícara com chá de camomila 

- E como está a sua vida como " mulher" ? 

- Chata - falou mexendo o chá com o dedo mindinho 

- Porque ?- perguntou comendo um brigadeiro 

- Porque? Eu sou obrigado a usar essas roupas irritantes ! E eu ainda não posso cortar o meu cabelo !!- falou com raiva e quase quebrando a xícara em sua mão 

- Entendi - falou com um pouco de medo - mais mesmo assim você ainda é feliz com ele não é?

- Sim - falou dando um belo e delicado sorriso - bom e qual foi a resposta do Kage ?- perguntou bebendo um pouco do chá 

- Ele vai se encontrar com você e realmente ele e o pai dele são iguais - falou inflando as bochechas 

- E eu não sei ! - falou  Kenichi dando um enorme sorriso , fazendo Chi corar - A é eu quase ia esquecendo - ele colocou a xícara sobre pires que estava sobre a mesa e então se levantou e andou até uma mesa de madeira cheia de livros abertos e com alguns papéis , o belo rapaz pegou uma pasta vermelha e voltou a se sentar no sofá.

- Aqui está as informações para a sua nova missão - falou entregando a pasta

- Mais já estão me dando outra missão que raiva?! - perguntou pegando a pasta e abrindo e vendo vários papéis 

...

Depois de ficaram conversando por mais de três horas a mulher de cabelos vermelhos de despediu do seu amigo de longos cabelos prateados.

...

 Assim que chegaram em casa Kage colocou todas as sacolas no quarto em que Hikari estava dormindo e depois fez um chá para si. Já o menino tomou banho e depois se sentou em cima do tapete felpudo da sala, Kage foi para a sala é entregou um copo com chá de camomila para o menino s depois de sentou no sofá e ligou a TV no noticiário

 Foi encontrado em uma casa dois corpos em decomposição , um era de uma mulher com mais ou menos 24 anos e outro de um homem de 36 anos parece que eles cometeram suicídio  pelo que a polícia encontrou na casa.

 

O rapaz mudou de canal e depois voltou sua atenção para Hikari que apenas bebia o seu chá calmamente, Kage pegou o pequeno menino pelos braços e o colocou ao seu lado no sofá.

 

- Você não gostava deles não é? 

 

- Não ...- falou olhando para o seu copo vazio 

- Entendo - falou e bebeu todo o seu chá em um só gole e se levantou, e foi até a a porta de vidro da sala e ficou observando a chuva que caía do lado de fora.

...

 

 


Notas Finais


Espero que tenham gostado


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...