História Louco por você - Capítulo 12


Escrita por:

Postado
Categorias Histórias Originais
Personagens Personagens Originais
Tags Countryhumans, Yandere
Visualizações 46
Palavras 1.446
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Drama (Tragédia), Ficção, Lemon, LGBT, Mistério, Romance e Novela, Suspense, Terror e Horror, Universo Alternativo, Violência, Yaoi (Gay)
Avisos: Álcool, Drogas, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Sexo, Suicídio, Tortura, Violência
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Notas do Autor


Adicionando mais um indivíduo (nesse caso indivídua) para ser eliminado por Alemanha ಠ_ಠ




Boa leitura para vocês =^\/^=

Capítulo 12 - Búlgara


Fanfic / Fanfiction Louco por você - Capítulo 12 - Búlgara



P.O.V BULGÁRIA


Oi ! Meu nome é Bulgária. Eu sou alguém muito otimista e feliz. Eu nunca me maguôo com algo bobo, sempre vejo o lado bons das coisas. Na escola, tem um coral, no qual eu faço parte, todos os dias nós treinamos nossas vozes depois da aula.


No próprio coral, tem um menino chamado Romênia.


Ele é simplesmente lindo, eu sou apaixonada por ele. Me sinto insegura de falar com ele, mas acho que hoje será diferente. 
No término do dia de hoje, irei dizer o que sinto por ele. Espero que não seja hoje que eu vá me chatear, senão acabaria contrariando minha própia personalidade.


Bulgária: Aaaah. Hoje me expresso para Romênia. Mal posso esperar para o nosso encontro no coral.


Sigo para a sala de aula, a aula era de Biologia. 


Entro na sala e aguardo a professora chegar.


Professora: Bom dia alunos.


Sinceramente, eu quero cagar e andar para essa aula. Tenho coisa mais importante para me preocupar.
Então a professora começou a falar da matéria que naquele momento era asneira para mim. Somente quero ficar presa em meus pensamentos afetuosos ao lado de meu amor. O meu fascínio para que eu possa sentir seus lábios é meu objetivo primário. Só de ficar imaginando tal ato já me deixa gamada, imagine se esse sonho se torna uma realização, será a minha maior conquista, pode ter certeza.


Professora: Senhorita Bulgária ! Não fique dispersa e preste atenção na aula !


Bulgária: Perdão professora.


É melhor eu parar de ficar viajando e vidrar os olhos e ouvidos para professora.


Quebra de tempo


O sinal bateu, estou do lado de fora da sala. Indo para o refeitório. A fila para o lanche estava grande, então não duvido nada que não seja algo da vontade de todos.


Bem eles não estavam errados. O lanche era sanduíche de cheddar, batatas fritas e refrigerante. A calória dessa refeição era astrônomica, mas isso não preocupa a ningúem, coisa que não é diferente para mim.


Entro na fila para pegar o tabuleiro, depois de longos minutos finalmente a bandeja está em minhas mãos. Procuro algum lugar para me sentar, estava lotado o refeitório, mas sempre tem um lugar sobrando.


Eu vejo Romênia sentado sozinho. Por que não ir lá e puxar alguma conversa.


Bulgária: Romênia ! Posso me sentar ?


Romênia: Claro Bulgária. 


Bulgária: Obrigada.


Romênia: Ansiosa para hoje ?


Bulgária: Sim ! Como sempre. - Enquanto eu falava, estava vidrada nos olhos de Romênia.
  
Aquele olhar azul como o oceano. Era como se eu estivesse a navegar em águas cianas e vistosas, passeava com meu barco e cada vez mais o sol ardia e brilhava, refletindo sua luz na água do mar e encantando ao navegadores com luminescência que lhe eram mostrada. Era essa sensação que eu sentia ao mirar nas pupilas azuladas do romeno.


Como eu fiquei babando, estava bastante distraída, Romênia me chamava porém eu não dei ouvidos. Voltei ao normal quando ele teve de gritar meu nome.


Romênia: Bulgária !


Bulgária: A-Ah ! O-Oi ? 


Romênia: Você está bem ? Você ficou olhando para mim sem esboçar uma reação.


Bulgária: E-Estou, M-Me distraí um pouco. M-Me desculpe.


Romênia: Está tudo bem. Espero que no coral não dê a mesma viajada.


Bulgária: Haha ! Pode deixar que não irei.


Romênia: Você faz ideia do que iremos cantar hoje ?


Bulgária: Não...Mas eu chuto algo grave. O professor acha que nosso grave está fraco.


Romênia: Entendo.


Romênia: Tenho que ir Bulgária. Preciso revisar algumas matérias.


Bulgária: Claro ! Bons estudos.


Romênia: Obrigado. Vejo você no coral. 


Romênia se levantou e tomou seu rumo.


Eu permaneci na mesa, a sós, aguardando o sinal tocar.


Quebra de tempo


Chegou o horário do encontro. Eu corro para chegar, minha animação nunca ficou tão alta como agora.
Eu chego na sala que foi separada pelos diretores para nós, integrantes, nos encontrarmos.


Professor: Chegaste cedo Bulgária. Sente-se e espere o pessoal.


Bulgária: Tudo bem.


De pouco em pouco, a turma ia chegando.


Professor: Agora que todos estão aqui, vamos começar.


O professor pegou a batuta (É o nome do instrumento usado pelo maestro) e começou a fazer os movimentos para que ficassemos sicronizados.


Depois de tanto usarmos nossas vozes, fomos liberados. É agora ! Vou puxar Romênia para uma conversa e dizer o que sinto.


Bulgária: Romênia ! Me espere.


Romênia: O que foi Bulgária.


Bulgária: Me acompanharia até a praça daqui da escola ?


Romênia: Claro.

.
Romênia foi junto comigo até a praçinha que fizeram aqui na escola.


Chegando lá, sentamos no banquinho.


Romênia: Porque me trouxe aqui ?


Bulgária: E-E-Eu tenho que te contar uma coisa. - A tensão toma conta de mim. Fico apreensiva sobre como Romênia reagirá.


Romênia: Pois então fale.


Bulgária: Sabe Romênia..., todo esse tempo que estamos juntos no coral, e-eu me encantei com você. Me encantei com seu jeito, beleza, sorriso, olhos, tudo, tudo seu me encantou. Então eu acabei me apaixonando por você. Eu quero te falar isso a bastante tempo, mas a coragem não vinha, faz tempo que quero te dizer o quanto é incrível para mim, mas hoje foi diferente, eu criei essa coragem, e aqui estou eu. Eu sei que parece estranho, eu dizer isso simplesmente do nada, porém eu não pensei em coisa melhor... Apenas quis tirar isso dentro de mim.


Romênia:..... 



Romênia: B-Bulgária.....E-Eu não sei o que responder.


Bulgária: N-Não precisa responder nada se quiser.


Romênia: Não é isso, eu não sei o que responder sem te ferir de alguma forma.


Romênia: Você é uma garota legal Bulgária, mas sabe, eu não vejo a gente da forma como você nos vê, eu só, sei lá, não sinto a mesma coisa que você, acho que devemos continuar como nós somos.


Bulgária:.... 


Romênia: Me desculpe se acabei destruindo uma ilusão sua. Nunca foi minha intenção. Eu tenho que ir Bulgária. Nos vemos por aí...


Bulgária: S-Sim. Nos vemos por aí...


Romênia saiu, me deixando sozinha, destruída.


O que falar sobre o que aconteceu. Que eu fiquei de cara rachada após levar um fora. Ter criado uma ilusão por tanto tempo e ela ser destruída em poucos segundos. Como meu amor ter se tornado meu ódio. Eu estou arrasada, minha euforia incontrolável se revertou a tristeza assoladora. Não quero saber de mais nada além de me derramar nas minhas lágrimas salgadas e refletir em quanto eu fui trouxa em acreditar que seria amada. 


Continuei no mesmo banco. Abrançando meus joelhos, eu ia fazer a única coisa na qual eu não perco o amor. A cantar. Cantar além de ser uma paixão, é meu alívio mental e sentimental.


Comecei a cantoralar o ritimo de uma música que sempre me fez sorrir.


Bulgária: Laiá, Laiá Laiá Laiá, Laiá Laiá Laiá.


De repente, me acompanhando na melodia, uma voz masculina surgiu cantarolando da mesma forma. Confesso que me arrepiei ao ouvir, era uma voz suave, mas ao mesmo tempo grave e penetrante.


?: Laiá Laiá Laiá Laiá...


?: Tens uma linda voz moça.


Bulgária: Eu digo isso a você. 


?: Qual é seu o nome ?


Bulgária: Meu nome é Bulgária... E o seu ?


?: Polônia.


Bulgária: Prazer Polônia...

Polônia: Vejo que seu rosto está marcado pelas  lágrimas. O que houve ?


Bulgária: Eu acabei de levar um fora.


Polônia: Eu sinto muito...


Polônia: Pense positivo. Com certeza a pessoa que te perdeu, não sabe a maravilhosa menina que deve ser.


Bulgária: Se eu fosse maravilhosa, não teria sido rejeitada.


Polônia: Pode ter sido rejeitada por ele. Mas quem disse que você vai ser rejeitada por outros...


Bulgária: Não existe "outros"...


Polônia: Pode prever o futuro ?


Bulgária:.....


Polônia: Então não tire conclusões precipitadas.


Polônia: Se um dia deu errado, tente denovo, talvez o amanhã te dará o que tanto desejás.


Bulgária: Obrigado pelas palavras.


Polônia: Nada. Só não fique assim por conta de uma pessoa.


Bulgária: Não irei.


Polônia: Fico feliz ! 


Polônia: Vou indo Bulgária. Até mais.


Bulgária: Até Polônia.


Eu mal o conheci. E digo que és incrível. Só de ter escutado sua voz, meu coração disparou alegremente, depois de vê-lo, tive a confirmação de ser perfeito. Eu acabei ser recusada, e já me sinto atraída por outro, mas esse é diferente, além de me cativar por sua beldade, parece que ele toca meu coração mais profundamente. Minha vida está numa completa bagunça, uma inda e vinda de amores ilusórios.


P.O.V ALEMANHA


Uma garota ? É serio ? Minha lista chega ao 3º nome, Bulgária. Ela é bem crédula e boba, o amor meche com sua cabeça de forma embaralhosa. Acertá-la vai ser bem fácil. Aguardem pequenos insetos. Seu pesadelo está chegando para atormentá-los...





 



 


Notas Finais


Obrigado por lerem (・ω・)




(Me desculpem qualquer erro, quando chega pela madrugada, o sono bate, aí a preguiça vem acompanhada. Espero que não os incomodem)


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...