História Louco por Você ( VHope, TaeSeok) - Capítulo 1


Escrita por:

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS), EXO
Personagens Baekhyun, Chen, Jeon Jungkook (Jungkook), Jung Hoseok (J-Hope), Kim Namjoon (RM), Kim Seokjin (Jin), Kim Taehyung (V), Min Yoongi (Suga), Park Jimin (Jimin), Sehun
Tags 2seok, Comédiaeuacho, Hoseok!bottom, Jikook, Otpdokokoro, Romance, Taeseok, Vhope
Visualizações 310
Palavras 1.898
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Comédia, Crossover, Famí­lia, Ficção Adolescente, Fluffy, Lemon, Romance e Novela, Yaoi (Gay)
Avisos: Homossexualidade, Linguagem Imprópria
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Tenho outras fics para atualizar??? Tenho!!! Eu sei, mas é que essa fic estava a um bom tempo no baú
Logo depois que terminou "Uma Flor de Pessoa" ( nunca abrevie esse titulo) era para mim postar essa, mas eu enrolei, enrolei, enrolei como sempre faço, tanto quanto outras fics que eu não posto porque sou enrolada. É a vida, de qualquer forma.

É o OTP do meu kokoro, dá licença

Capítulo 1 - Só uma foto


Fanfic / Fanfiction Louco por Você ( VHope, TaeSeok) - Capítulo 1 - Só uma foto

 

****** Hoseok ******

 

- Mas que solidão, ninguém aqui ao lado. Achei a solução, não sou mais maltratado. Pois quem tem um amigo... – neste momento o Shrek atrapalha a minha canção, tecnicamente era burro, mas ok...

Eu só cantava essa música quando me sentia... sozinho? Talvez. Bem, eu não sou uma pessoa solitária, mas naquele momento, enquanto eu andava pelo corredor da faculdade, eu sentia uma enorme solidão no meu ser. Mas pode ser tedio também, não. Cansaço também pode-se acrescentar.

 Queria que o Suga estivesse do meu lado, dessa forma eu me sentiria melhor, mas infelizmente ele estava em sala de aula. Possivelmente só o verei no dormitório, à noite.

Suspirei enquanto me arrastava para sair da faculdade e ir me deitar no meu quarto – que eu só chegaria depois de 30 minutos em um ônibus. Minha cabeça estava muito cheia, meus sentimentos estavam destroçados, eu estava cheio de deveres para fazer e ainda tinha que arrumar um emprego para mandar dinheiro para minha família que morava em Gwangju. Eu só consegui fazer uns pequenos serviços, mas nada muito grande e o pouco dinheiro que consegui eu mandava uma parte para ela – minha “mãe” e a outra ficava comigo para me ajudar no sustento aqui em Seul. Mas ainda era muito pouco, preciso de um emprego melhor e que pague bem. A mulher que me criou pode ligar a qualquer momento pedindo mais dinheiro.

E só foi pensar isso que meu celular começou a tocar no bolso da minha jaqueta. O peguei e percebi que era de fato ela*.

- Jung Hoseok, cadê o meu dinheiro?!- Perguntou antes que eu sequer abrisse a boca.

- Me desculpe, mãe. Ainda não consegui um emprego, está difícil e eu ainda tenho muito trabalho da faculdade para fazer – Tentei me desculpar mesmo sabendo que ela não aceitaria nada que eu dissesse.

- Você acha que está com dificuldade na capital? Sabe o que é dificuldade, Jung Hoseok? Dificuldade é você ser uma mãe viúva e ter que sustentar três crianças que depois de crescerem não te dá nenhum pingo de valor. Isso que é dificuldade.

Você não é minha mãe, uma parte de mim queria dizer isso, mas era uma parte bem pequena. 87% de mim era grato por ela ter me criado. O resto não queria estar longe dela e nunca mais a ver.

- A senhora tem razão mamãe, me perdoe – pedi sem esconder meu desanimo.

- Claro que tenho razão, sempre tenho razão. Agora arrume logo um emprego, Hoseok, eu tenho que comprar umas roupas novas e não posso deixar as contas atrasadas.

- Sim senhora.

Ela desligou após eu dizer minhas últimas palavras.

Fechei os meus olhos e engoli em seco enquanto tentava não chorar. Eu me sentia um inútil naquele momento e isso doía.

 Durante muitos anos da minha vida eu tentei fazer aquela mulher se orgulhar de mim. Mas sempre que olhava em seus olhos só via desaprovação. Pensei que quando eu entrasse na faculdade as coisas fossem mudar. Sim, mudaram, agora tenho que trabalhar para sustentar seus caprichos e sem jamais criticar, pois sou o filho bastado de sua irmã que ela criou de bom grado. É, não sou filho biológico dela, mas o que importa? Tenho que fazer meu papel de filho agradecido.

- Hoseok?

Abri meus olhos rapidamente ao ouvir aquela voz familiar a minha frente. Ao olhar para ele senti meu coração doer e a vontade de chorar só piorou, pois na minha frente estava o meu ex, que me abandonou para correr atrás de um rostinho bonito de um novato.

 O olhar de pena que ele me lançava era a pior coisa que presenciei naquele dia.

- Hoseok, você está bem? – perguntou Jimin.

“Você está bem? ”, aquela era a pergunta que eu mais odiava na vida. Por que as pessoas fazem aquela pergunta quando não estamos visivelmente bem? Chega a ser escroto, pois não parece ser uma pergunta sincera.

- Vai a merda – falei e me virei na direção oposta a ele, andando rapidamente para longe dele.

Não sou de usar tais palavreados, mas ver o Jimin fazia com que vários sentimentos conflitantes me preenchessem, e não eram bons sentimentos. Ele sempre soube que eu era uma pessoa sentimental e sensível, mas isso não o impediu de machucar meu coração ao me trocar por outro. Doeu, doeu muito, pois ele foi meu primeiro namorado. A única pessoa que eu tinha me entregado. Pensei que ele me amava de verdade, mas era só um sentimento passageiro. Sinto até que ele só ficou comigo por pena.

Quando avistei uma porta no final do corredor verifiquei se ela estava aberta, ao constatar que sim entrei rapidamente e a fechei. Era uma sala de aula vazia. Me sentei na primeira cadeira a minha frente e esperei que as lágrimas cessassem.

Aqueles estavam sendo péssimos dias para mim. Meu estado emocional estava em decadência, minha alimentação desregulada, meu sono... nem sei quando foi a última vez que tive uma noite decente de sono, nem no psicólogo eu estava indo mais por causa da correria. Sinto que preciso de um descanso, mas preciso resolver muitas coisas e eu preciso trabalhar... ai que saco!

Não sei quanto tempo se passou naquela sala. Eu tinha apoiado minha cabeça na mesa até meus pensamentos se acalmarem. Só me toquei aonde estava quando meu celular tocou ao receber uma mensagem. O desbloqueei e sorri ao ver de quem era.

MeuPapai: Amor da minha vida, olha o que achei!!!

 

Só o Jin para me fazer rir em momentos como esse. Ele cuidou de mim quando cheguei aqui em Seul e me deu muito suporte. Eu o considero como pai e ele me considera seu amorzinho que o ajuda com suas fotos um tanto peculiares. O que quero dizer é: eu sou seu modelo nas horas vagas, mas não qualquer modelo. As fotos que tiro para ele são com roupas femininas, pois ele adora garotos com roupas fofas de meninas. Eu não me importo, porque, além de deixá-lo feliz eu ainda consigo um dinheirinho. Todos saem ganhando. E isso é só um hobby para ele, já que o mesmo faz artes cênicas e logo se consagrar um grande ator. Tenho certeza disso, pois ele tem muito talento, só precisa ser descoberto.

Parei de pensar no Jin e olhei para o que ele tinha me mandado e não entendi direito – entendi, mas devo ser lerdo -, pois era um anúncio de uma agência de modelos que estava à procura de jovens com ou sem experiência.

 

Eu: Papai, eu não sou modelo.

MeuPapai: É o meu modelo!!! 

Eu: Mas...

MeuPapai: Mas nada, agarre essa oportunidade, amor. Eu sei que você vai conseguir<3

Eu: Ok, vou tentar

MeuPapai: Você vai conseguir, amor, tenho certeza.

Eu: Obrigado, papai

 

Guardei meu celular já me sentindo melhor, pois conseguia visualizar uma pequena luz no fim do túnel, mas essa luz poderia sumir em um estalar de dedos. Sou realista. Conseguir um emprego não é fácil, principalmente no mundo artístico. Mesmo assim eu iria ligar para marcar a entrevista quando chegasse no meu quarto, terminasse de fazer alguns exercícios e dormisse alguns minutos.

Eu não sou a pessoa mais confiante, mas iria dar o meu melhor na entrevista.

 

******Yoongi ******

 

Eu dormia tranquilamente na mesa da sala de aula enquanto o sonífero, que era a voz do professor, fazia efeito na turma toda. Infelizmente eu fui acordado com o barulho do meu celular ao receber várias mensagens seguidas. Me amaldiçoei por não ter o colocado em silencioso.

 Com um ódio mortal, e muito sono, peguei meu celular no bolso do meu casaco e verifiquei quem estava me perturbando.

Ao perceber quem era o perturbador dos meus sonhos, resmunguei enquanto me imaginava dando uns bons murros na cara daquele traste.

Eu: o que quer, inferno?!

LoucoeTarado: Yoongi do meu coração, bom dia para você também

 Eu: Bom dia??? O que tem de bom quando tem um imbecil perturbando o seu sono??? Ah, eu vou te dizer: N-A-D-AA!!! AGORA FALA LOGO O QUE QUER

LoucoeTarado: Me desculpa... e que eu fiquei preocupado porque você não me mandou mais nenhuma foto dele.

Eu: Eu não mandei porque não quero ficar te alimentando com fotos do meu amigo. Sabe se lá o que você faz enquanto olha para elas. Eu me sinto puto por ter mandado fotos dele para você. Sinto até um criminoso, pois ele não faz a mínima ideia disso

LoucoeTarado: Yoongi, a única coisa que fiz com aquelas fotos foi admirar a beleza que estava registradas nelas, só isso

Eu: Você é muito estranho. Como alguém se apaixona por outro que nunca viu na vida a não ser por fotografias???

LoucoeTarado: O amor a gente não explica

Eu: Isso não é amor, é loucura

LoucoeTarado: É, tem razão, eu sou louco por Jung Hoseok

 

Como eu mato esse sem noção? pensei enquanto bagunçava o cabelo em frustração, mas tomando cuidado para que o professor Tartaruga não me visse.

 Eu não sou o tipo de pessoa burra, porque estou em um nível muito elevado, mas o que eu fiz não foi algo digno de bater palmas. E o que foi que eu fiz? Nada mais nada menos do que mandar fotos do meu melhor amigo, Hoseok, para um cara que ele nunca viu na vida. Ok, eu conheço Kim Taehyung, mas é aquele tipo de conhecer que você tem de um colega de turma que você só ver em sala de aula e em nenhum outro lugar mais. Você não sabe o que ele faz da vida. Você não sabe como é a família dele. Você não sabe se ele é vergano. Bom, eu posso estar exagerando um pouco. Eu sei o que o Taehyung faz da vida. Ele é um aprendiz de fotógrafo que tem uma tara no meu amigo depois que viu algumas fotos dele, só isso.

Me arrependo muito de ter mandado aquelas fotos, pois esse cara não parece bater bem da cabeça. Ele me enche todo dia para mandar mais fotos do Hoseok e mesmo que o tenha bloqueado várias vezes ele sempre dá um jeito de entrar em contato comigo e perguntar pelo Hoseok e pedir mais fotos. Eu não quero o Taehyung perturbando o Hoseok, pois meu amigo está muito para baixo ultimamente porque está com problemas na família, correria na faculdade e tendo que lidar com o termino do namoro.

 Hoseok está muito mal, e um louco tarado não vai ajudar em nada ele.

 

LoucoeTarado: YOOOOOOOOOOOOONNNNNNNGIIIIIIIIIIIIII. Você ainda está aí?

Eu: Não!

 

Acho que deveria ter ignorado ele.

 

LoucoeTarado: Olha, eu paro de te perturbar se você me mandar mais uma foto dele. A última, prometo.

 

Que droga!!! Uma foto do Hobi ou minha paz? A resposta é fácil: Minha paz!

Com muito sacrifício – deslizando o dedo pela galeria de fotos - mandei a primeira foto que tinha do Hoseok, da época em que ele estava ruivo, e suspirei, esperando que aquele louco me deixasse em paz e se contentasse com aquelas fotos. Mas o principal e ele parar com essa obsessão pelo Hoseok. Se bem que eu acho que colaborei muito com isso.

 

LoucoeTarado: Muito obrigado. Agora não precisa se preocupar, quando eu chegar aí tirarei minhas próprias fotos.

Eu: COMO?!

LoucoeTarado: Durma bem, Yoongi

 

Como assim esse louco vai vim para cá?! Será que ele virá atrás do Hobi?

Droga!

 


Notas Finais


Se chegou até aqui, muito obrigada e se gostou nos acompanhe, sim???


Bai Bai <3<3<3

#jintro ლ(๏‿๏ ◝ლ)


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...