1. Spirit Fanfics >
  2. Loud Elite High >
  3. Capítulo 26

História Loud Elite High - Capítulo 27


Escrita por: Boonie_Fox e _euguuh

Notas do Autor


Heey amoresss!!
Tudo bem? Espero que sim ^^

Hoje trago a vocês mais um capítulo, espero que gostem..

~Guuh/Bonnie

Capítulo 27 - Capítulo 26


Casa dos Jones


10:00 AM


Gustavo

*Acordei com uma brisa saindo da varanda e alguns barulhos vindo da rua da vizinhança*

*Quando abro meus olhos e percebo que esse não era meu quarto e que eu me sentia despido debaixo do lençol levo um susto repentino e minha mão vai a minha boca*

~ Puta que pariu Gustavo eu não acredito que aconteceu o que eu acho que aconteceu e se aconteceu eu sou bela de uma cachorrona...

*Falava pra mim mesmo levantando e segurando o lençol e olhando pro GS deitado do outro lado da cama dormindo suave e confirmando o que eu suspeitava*

*No começo fiquei assustada quando percebi o que fiz, mas depois a ficha caiu e percebi que foi a melhor noite da minha vida desde que me mudei pra essa cidade e dou um sorriso me lembrando de cada detalhe*

Flashback ON


Gustavo

*Quando GS me convenceu de dormir com ele em sua casa eu sabia que isso ia ser muito bom mesmo, mas também eu sentia um pouco de vergonha e receio do que poderia acontecer*

*Depois de pagarmos o motorista, ele me acompanha até sua casa, quando entramos a casa estava um breu de escura, assim percebendo que realmente não tinha ninguém em casa e ela era toda nossa. Ele me guia até seu quarto que ficava no segundo andar e depois de entrarmos ele tranca a porta*

- Ui,ui mocinho, vai me aprisionar nesse cômodo rs...

*Falo pra ele vendo o trancando a porta*

Gilson

- É pra você não fugir de mim bebê rs..

*Fala e depois vem até mim me da um selinho*

Gustavo

*Depois de alguns beijos ele me leva até sua cama, que era extremamente macia e confortável*

- Acho que eu sei onde isso vai acabar rs...

*Falava enquanto ele estava por cima de mim em sua cama*

Gilson

- Não poderia acabar de um jeito melhor né...

Gustavo

*Ele fala e isso me serve de gatilho pra voltar a beija-lo, agora com mais intensidade e desejo*

*Ele revezava entre me beijar e me dar pelos chupões no pescoço que concerteza deixaria várias marcas. Com o passar do tempo os beijos não estavam mais sendo suficientes e então começo a tirar seu moletom e a blusa que tinha por baixo deixando seu belo e gostoso abdômen definido a mostra pra mim*

- Caralho você é muito gostoso...

*Falava em tom safado pra ele alisando seu corpo com meus dedos*

Gilson

- Exclusividade só pra você..

Gustavo

*Ele fala e eu imediatamente puxo ele de volta pra beijar mais aquele lábio viciante e rosado, mas ele quis tomar controle da situação e também puxou minha blusa e a jogou longe e depois começou a descer seus lábios pelo meu corpo todo me fazendo arrepiar e arfar um pouco*

*Com tudo isso acontecendo meu fogo subia mais, então rapidamente saiu de baixo dele e o jogo na cama agora comigo em cima, e depois passo a mão por sua barriga até chegar na sua calça ainda abotuada mais que já tinha uma grande ereção debaixo dela*

- Parece que alguém quer sair da jaula *risos*

*Falo safado pra ele que ri junto e responde sorrindo cafajeste*

*Começo a desabotuar sua calça e a tiro rapidamente deixando só com sua box preta e tendo mais visão do seu membro, em seguida devagar eu tiro sua box e a também jogo longe e agora só via seu membro grande pulsando o que me fazia ficar mais sedenta por ele*

*Sem muita demora começo a massagear seu membro devagar e depois intensificando a velocidade, depois olho no seu rosto, sua expressão de desespero pra eu chupa-lo era tudo que eu precisava pra eu tornar seu desejo realidade, começo então a da leves chupadas na cabeça do seu pau e depois começo a enfia-lo na minha boca num movimento vai e volta e eu só conseguia o ouvir dizendo:*

Gilson

- Arr... Porra!! Você é muito bom nisso... Arr

Gustavo

*Isso me dava gatilho pra continuar e intensificar a chupada mais e mais. Depois de um tempo o chupando e sentindo um pouco do seu pré gozo ele me levanta e me joga na cama tirando minhas calças e me deixando nu também, depois ele pega um pacote de camisinha que estava na sua gaveta, abre e depois coloca no seu pau todo molhado da minha saliva*

Gilson

- Seu único lubrificante hoje vai ser esse...

Gustavo

*Ele fala safado me encarando e depois desce e da um cuspe na minha entrada e em seguida ele enfia um dos seus dedos nela me fazendo arrepiar e arfar*

- Arrrr Gilsonnnn.... Mdz....

*Dizia segurando o lençol com força enquanto ele explorava a minha entrada com os dedos, em seguida ele enfia mais um dedo e intensifica os movimentos me fazendo delirar. Depois de um tempo com ele fazendo isso e o meu tesão por ter ele dentro de mim eu implorava pra ele meter seu pau em mim*

- Vai Amor.. Mete sua pika em mim...

Gilson

- Seu pedido é uma ordem...

Gustavo

*Ele tira seus dedos da minha entrada e depois começo a sentir a cabeça do seu pau roça na minha bunda me fazendo delirar*

- VAI POHAA...

*Gritava pra ele e em seguida ele começa a entra devagar com seu pau em mim e depois devagar acelerando os movimentos, a dor que eu sentia estava dando lugar ao prazer que me dominava por inteiro*

*Ele aumenta as estocadas e meus gemidos serviam pra ele continuar estocando cada vez mais com força e velocidade, depois passo minhas pernas pela sua cintura e ele se aproxima me dando beijos e também leves gemidos no meu ouvido enquanto continuava a me estoca*

*Minhas mãos seguravam em suas costas e de vez enquanto arranha as mesmas quando meu gemido aumentava*

- Isso é muito bom... Arr... Continua....

*Falava em seu ouvido e ele atendia perfeitamente*

*Depois de um tempo mudamos de posição e eu me encontrava agora em cima dele e de seu pau, devagar começo a rebolar em seu pau e o olhava, seu rosto mostrava como ele amava tudo que eu estava fazendo e eu continuava aumentando a velocidade, ele agarrava minha bunda com suas mãos e dava leves tapas sonoros que me faziam gemer baixo*

*Depois de um tempo naquela posição ela me dizia entre seus gemidos que iria gozar, mas eu queria que todo aquele líquido entrasse em mim igual seu pau entrou*

- Goza amor, Goza seu gostoso....

*Falo aumentando cada vez mais o movimento que fazia em seu pau e ele atende o pedido depois de um tempo e em seguida sinto aquele líquido quente jorrar dentro de mim me fazendo gemer rapidamente junto a ele*

*Saio de cima dele e deito do seu lado, e em seguida ele fala em meu ouvido*

~ Sua vez..

*Ele diz e depois começa a massagear meu pau me fazendo  delira com os movimentos que sua mão fazia, cada vez mais ele acelerava e meu ápice estava quase sendo atingido*

Gilson

- Vai... Jorra seu leite em minha cara porra!

Gustavo

*Diz no meu ouvido me fazendo morder a boca e depois de algum tempo eu faço o que ele pede e também gozo em cima dele me dando o ápice do prazer*

*Depois de tudo recuperava meu fôlego junto a ele, depois nos olhamos e nos beijamos*

- Isso foi bom pra karalho...

*Digo olhando pra ele que sorria*

Gilson

- Foi perfeito, igual a você amor... Eu te amo bb..

*Digo beijando sua testa e depois lhe dando selinhos*

Gustavo

- Também te amo muito...

*Falo o beijando e em seguida deitando minha cabeça em seu peito*

*Depois ele entrelaça seus braços pelo meu corpo e me cola no seu corpo num abraço e depois faz carinho no meu cabelo*

*Em seguida dormimos ali colados*

Flashback OFF


Gustavo

*Depois de um tempo encarando o GS dormindo tranquilo naquela cama sorrindo acordo do transe e procuro meu celular pra falar com alguma das meninas sobre o que rolou porque eu estava muito afobada com tudo*

*Depois de acha-lo debaixo da minha calça, desbloqueio e corro pro banheiro do Gilson sem fazer barulho e tranco a porta e telefono pro João*

*Ele não atende, então tento ligar pra Babi mas ela também não atende, penso que estavam dormindo ou ocupadas, mas eu não ia aguentar segurar isso e então tento ligar pra Bia e graças já deus ela atende*

Ligação ON


- Oii Guuh!

- Oii Biia, tudo bem?

- Tudo sim! E com você?

- Tô muito bem amiga... Você não sabe o que aconteceu..

*Falo um pouco baixo pra não acordar o Gilson*

- Eita.. O que houve? E porque tá falando baixinho?

- É porque ontem eu fui numa festa com o GS e depois da festa ele pediu pra eu dormi com ele aqui na casa dele...

- Nossa *risos*... E aí o que aconteceu?

- Amiga, nós, nós... Transamos...

*Falo pondo a mão na cara de vergonha*

- MEU DEUS!!!!!! AMIGOOO DO CEU!!! MDSS E FOI COMO???

*Falo alto chocada com o que ouvi*

- Aí amiga, foi tão perfeito, eu cada dia mais fico apaixonado pelo GS...

- Onww... Vocês são perfeitinhos juntos mesmo, torço tanto pra vocês

- Brigado Bia eu também *risos*... Eu só liguei pra contar a alguém sobre isso se não eu iria surtar *risos*...

- Imagino, afobado do jeito que você é *risos*...

- Aí é meu jeitinho Brasil não me julguem... Bom, agora eu preciso ir, não quero acordar o GS, beijos amiga!

- Vai lá miggo aproveita seu homem, segunda nos vemos, beijos!!

Ligação OFF


Gustavo

*Depois de ligar pra Bia me acalmo um pouco e saio do banheiro, GS continuava dormindo, então volto a deitar com ele pra aproveitar mais esse momento*

*Até dormindo ele sente que estou perto dele e envolve seus braços em mim novamente me dando o conforto de está colado a ele e eu amava isso*

Mais Tarde...


Cafeteria MontValley


14:10 PM


Bárbara

*Depois de ligar pra Victor mais cedo e combinar de fazer nosso trabalho de Sociologia, ele me busca em casa horário e depois chegamos no local onde marquei de fazermos*

- Chegamos!

*Falo enquanto ele estaciona seu carro*

Victor

- Nossa quando você disse que o lugar era deserto você não mentiu em, tem alguma alma viva la dentro?

Bárbara

- Claro que tem, aquilo é fantástico você vai ver, muito aconchegante e tranquilo, vamos lá!

*Digo saindo do carro com minha mochila e ele me segue*

*Entrando no lugar a atendente que já me conhecia vem sorridente falar comigo*

Mary Jane

- Bárbara.... Que bom ver você aqui menina! Você sumiu!

*Diz me abraçando*

Bárbara

- As aulas voltaram, muita coisa pra fazer, mas eu prometo que não sumo mais!

Mary Jane

- Ótimo! E quem é o rapaz lindo que está te acompanhando? É seu na...

Bárbara

- É meu colega de escola!! Viemos fazer um trabalho aqui hoje sabe?

*Falo cortando ela imediatamente, que concorda e comprimenta o Victor*

Mary Jane

- Bom... Sai da escola a muito tempo, então não vou servir de muita ajuda nesse trabalho... *risos*

- Mass... Eu vou ajudar servindo vocês com os melhores lanches daqui!

Bárbara

*Fala fofa e eu concordo rapidamente*

- Tenho certeza disso Mary!

Mary Jane

- Bom, fiquem a vontade e quando quiserem fazer um pedido é só me chamar que eu venho correndo...

Bárbara

*Concordo e depois levo Victor até onde eu costumo sentar que é no fundo na lanchonete, lá tem uma mesa pra dois que grudada na janela que da pra ver a vista de fora*

Victor

- Porque não deixou a sua amiga achar que sou seu namorado?

Bárbara

*Pergunto Victor enquanto eu tirava os materiais da minha mochila e botava na mesa*

- Porque você não é uai! Pra que mentir isso? Você é só um colega da escola e pronto...

Victor

- Ah... Nunca se sabe né? Pode acontecer de tudo e também rola naturalmente *risos*...

Bárbara

- Bom se eu fosse você acordava desse sonho e caia na realidade, nunca vamos passar de colegas..

*Falo seria pra ele que fica calado em seguida*

*Depois começamos o trabalho, fico com a parte da escrita dele e Victor pesquisava o que eu precisava por no trabalho, na segunda parte do trabalho faço umas perguntas sociais pra ele e ele pra mim e anotamos nossas respostas*

*Por incrível que pareça conseguimos fazer o processo do trabalho fluir bem e completa quase tudo só faltando a capa do trabalho e as informações de um sociólogo que precisavamos por*

Victor

- O que falta agora?

Bárbara

- Ah falta escreve sobre esse Sociólogo e a capa também...

*Falo mostrando a foto dele pra Victor*

Victor

- Hm... Posso ficar com a capa? Você verá a melhor capa da sua vida!!

Bárbara

- E você sabe fazer capa?

Victor

- Ahh Babi... Tá me tirando? Claro que sei! Fica vendo... E também pra fazer surpresa vou fazer longe de você!

*Diz empolgado saindo da onde estávamos e indo pra outra mesa*

*Sorrio de canto e volto a me concentrar no que tinha que escrever, depois de alguns minutos Mary vem até minha mesa entregar os pedido que eu e Victor fizemos, depois de terminar de entregar agradeço a ela e ela concorda, mas antes dela ir embora ela queria me falar mais alguma coisa*

Mary Jane

- Ele parece ser legal né?

Bárbara

*Ela me pergunta e encara Victor do outro lado concentrado fazendo a capa*

- Te garanto que não... Parece mais um encosto que tô carregando..

*Respondo seca pra Mary*

Mary Jane

- Que horror menina, tadinho...

Bárbara

- Tadinha de mim tá, Mary se você soubesse o que eu já passei com esse menino você ficaria horrorizada..

Mary Jane

- Hm... Você acha que não vi como ele te olha? Não sei realmente o que esse garoto fez pra você, mas o olhar dele me diz outras coisas...

Bárbara

*Ela fala e eu começo a olhar pra Victor*

Mary Jane

- Sinto que vocês dois vão ser muito mais que colegas de escola... *risos*

Bárbara

*Paro de olhar e fecho a cara pra Mary*

- E eu sinto que a senhora ta com muito tempo livre pra falar asneiras... Vai lá que os clientes tão te chamando!

*Digo e ela sai rindo, depois de vê-la longe sorrio pensando no que ela falou e volto a escrever*

*Depois de mais alguns minutos termino minha parte e começo a devorar o sanduíche com batatas que pedi e estava uma delícia*

*Victor chega depois com a sua capa todo confiante*

Victor

- Essa capa vai ofuscar o trabalho se geral da nossa sala!

Bárbara

- Quero só ver o desastre...

*Digo limpando a boca que sujei com o ketchup*

Victor

- Ver se não é a melhor capa que você já viu...

*Digo levantando a folha e a mostrando que fica em silêncio analisando ela*

Bárbara

*Confesso que fico surpresa com o que vejo, a capa realmente ficou muito boa, com a escrita preta e os detalhes verdes deixando ela bem bonita, mas óbvio que não ia aumentar mais o ego de Victor elogiando ela*

- Já vi melhores...

*Falo e volto a comer minhas batatas o deixando sem graça, segurei muito pra não rir*

Victor

- Você não tem visão certa pra Arte é isso...

Bárbara

- *risos*... Eu não tenho? Você que não tem visão certa pra design...

*Falo rindo e ele revira os olhos*

*Depois terminamos de comer nossos lanches, Victor depois começa a contar umas histórias  muito engraçadas que aconteceu com ele e eu não contento em rir das vezes que ele se ferrou nessas histórias*

*Por um momento até esqueci que odeio ele*

*Não percebo o tempo passando e lá fora já estava escurecendo, olho no celular e já eram 18:00 horas*

Bárbara

- Meu Deus... Perdi a noção do tempo, já tá escurecendo!

Victor

- Também perdi, o papo estava muito bom...

Bárbara

*Começo a arrumar minhas coisas e as guardando na minha mochila*

- Bom... Pode deixar que eu guardo nosso trabalho na minha pasta ok?

*Falo e ele concorda, depois guardo o trabalho completo na minha pasta e a guardo na mochila*

*Na hora de ir embora vou até Mary pra pagar a conta mas Victor imediatamente me interrompe de fazer isso e paga a conta com o dinheiro dele, estranho muito isso mas permaneço calada*

*Me despeço de Mary e saímos da lanchonete*

Victor

- Agora entendi porque você gosta desse lugar... É realmente muito bom de estar.

Bárbara

*Sorrio e respondo*

- Gosto de vim aqui pra acalmar meus pensamentos de tudo, escola, amigos, família... Aqui é praticamente meu refúgio quando não quero ir pra casa.

*Falo e ele concorda sorrindo, depois vamos até seu carro, depois de alguns minutos ele já me deixa na porta da minha casa*

Victor

- Está entregue senhorita Diaz...

Bárbara

- Obrigado pela carona e também pelo dia... Até que não foi tao chato quanto eu achei que seria.

Victor

- Se quer saber eu gostei muito de passar o dia com você Babi...

*Falo e vejo ela corando rapidamente*

Bárbara

- Bom, te vejo na escola Victor...

*Digo abrindo a porta*

Victor

- Espera... Será que pelo menos podemos tentar ser amigos??

*Digo segurando sua mão*

Bárbara

- Quem sabe, vamos deixar rolar naturalmente como você falou..

*Falo o encarando que sorri, depois saio do seu carro e subo correndo as escadas da entrada da minha casa e depois entro em casa*

Victor

*Sorrio bobo e ligo o carro de volta e dirijo de volta pra minha casa*

*Nunca pensei que estaria sorrindo tanto por ser quase amigo de Bárbara Diaz, realmente essa menina me begunçou completamente*

Bárbara

*Deitada na minha cama lembro da tarde de hoje com Victor, sorria boba lembrando de quando ela ria junto a mim e eu podia ver seu lindo sorriso, realmente eu não sei se é o mesmo Victor de um mês atrás, mas sei que esse está me fazendo sentir algo*


Notas Finais


Por isso foi isso genty...

Espero que tenham gostado, comentem também o que estão achando ^^

Fiquem ligados nós próximos capítulos!

Até a próxima amorees ❤


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...