1. Spirit Fanfics >
  2. Louise >
  3. Em Neverland

História Louise - Capítulo 5


Escrita por:


Capítulo 5 - Em Neverland



E os dias passaram como que por encanto, de tão depressa. TJ sentia que o tempo havia passado mais rápido ainda, e andava suspirando pelos cantos.

Resolve que precisa conversar com alguém e procura pelo tio naquela tarde morna.

Foram até o píer  do lago com um silêncio solene.

Michael sentia a tensão do sobrinho, e até imaginava o motivo, pois vivia observando a todos,  mas preferiu deixar que o garoto falasse.

-E então, garoto? Quer falar alguma coisa?

TJ engoliu em seco,  catou uma pedrinha no chão e ficou mexendo nas mãos, com os olhos fixos na água.

-Pensei que confiava em mim, TJ...

-Tio...eu queria falar...sobre garotas...

-Garotas?-perguntou arqueando a sobrancelha.

-É... como a gente faz, quando gosta de uma garota?

-Bem...eu gosto de mandar flores ou cantar uma canção...

-Flores...-falou pensativo.

-Eu acho que você é ainda muito jovem, TJ, para pensar em garotas...mas se você sente algo de verdade...vamos, me diga...é a Mariah? Você nunca a trouxe aqui...

TJ baixa a cabeça sorrindo, lembrando de quando falou que estava “amando” a Mariah.

-Porque ela já é casada e tudo...a Mariah é secretária na escola...agora estou falando de uma garota da minha idade...ou quase.

-Certo...certo...e eu conheço essa garota?

O menino abaixa o rosto, mordendo o lábio, um gesto claramente herdado do tio, exita por um instante.

-É a Louise tio Mike...

-A Louise? Mas você disse... 

-Eu sei...eu sei... Mas agora é diferente...eu gosto dela...mas não sei se ela...

-Só tem uma maneira de saber, TJ...você precisa conversar com ela, se abrir...ser você mesmo!

-Mas se ela disser “não”?

-Você saberá que ainda tem uma amiga...eu tenho certeza, que de alguma maneira, a Louise gosta muito de você.E você nunca vai saber se não tentar...

TJ ficou de cabeça baixa mais alguns minutos, brincando distraído com a pedrinha que tinha na mão desde o início da conversa, e a lançou no lago o mais longe que pôde. 

Ele adorava a maneira como o tio tornava tudo mais simples, afinal, se Louise não gostasse dele da mesma forma, ainda assim, seriam amigos.

-Você está certo, tio Mike! –Disse sorrindo ao se aproximar do tio que o esperava para um abraço.

Seguiram ainda conversando coisas “de garotos”, como a coleção de figurinhas preferida de TJ e como o Tio Mike sempre saía seco das guerrinhas de água “você trapaça!”, e seguiam entre risos até a casa principal, de onde já se podia sentir o perfume do jantar.

Quando entraram em casa, Louise já os esperava pronta para a refeição. 

Seu olhar parecia triste enquanto ela folheava distraidamente um gibi.

Ele se deteve por um instante,mas sentiu a boca seca,e as mãos frias,então achou melhor se acalmar e não falar com Louise agora.

Subiu as escadas de um fôlego só e foi tomar seu banho antes da refeição. A conversa com o tio repetindo infinitas vezes na sua mente, enquanto ele tomava coragem de ser “ele mesmo”, embora não fizesse muita ideia do que isso poderia significar.

Na mesa, a comida teimava em não descer pela garganta, aquele nó no estômago não se desfazia .

Louise mal tocava na comida, e permaneceu silenciosa todo o jantar.

Os irmãos de TJ haviam chegado a Neverland naquela tarde, junto com seu pai Tito e mais alguns primos, de modo que a mesa era animada e barulhenta, e somente Michael notava a falta de apetite de ambos.

Louise recusou a sobremesa e retirou-se antes que os demais tivessem acabado a refeição.

TJ aproveitou a distração da família , e saiu da mesa também. Passou na cozinha para pegar alguns bombons de morango que Louise experimentou e gostou bastante e foi procurá-la fora da casa, perto das arvores.

Encontrou a amiga distraída sentada na beirada da fonte,  brincando com uma folha dentro da água.

-Lou...está tudo bem com você?-falou enquanto sentava junto dela.

Ela apenas suspirou longamente, como se tentasse conter uma lágrima.

-Falei com meu pai por telefone antes do jantar. Ele quer que eu volte amanhã pra casa.

-Puxa...pensei que poderia ficar até o fim do mês como combinamos...

-Eles querem visitar a vó Joanne...e...bem...eu estou com saudade do meu pai e da Lilly...então..-falou encolhendo os ombros tristemente.

Ficaram uns instantes em silêncio olhando a folha dançando na água com o movimento da fonte, quando TJ estende a mão, com os bombons.

-Trouxe pra você.Sei que gostou deles ontem...

Louise deu um sorriso triste. Uma parte dela desejava nunca mais sair daquele lugar de sonho, parte dela sentia que qualquer lugar que estivesse com seu estimado amigo, já era um pedaço do céu, mas sua porção maior, ainda sentia falta de casa. Afinal era a primeira vez que seu pai a deixava dormir fora de casa, ainda mais tão longe e por tanto tempo.Seus pensamentos foram interrompidos pela voz de TJ.

-De repente eles deixam você voltar...depois de ver a sua avó...

-É...talvez...eu gostei demais de ter vindo...agradeço muito por me convidar- falou com um doce sorriso nos lábios.

-Louise...

-Hm?-ela apenas murmurou enquanto dava uma mordida no doce oferecido por TJ.

-Eu...queria que soubesse...que é minha melhor amiga -ele falava tropeçando nas palavras -mas...que nesses últimos dias...

Louise permanecia em silêncio, observando a atrapalhação do amigo em lhe falar, enquanto terminava de se deliciar com o seu doce.

TJ sabia que ela iria pra longe na manha seguinte e que provavelmente não a veria até o fim do verão, respirou fundo e continuou.

-Eu...eu...gosto muito de você, você é a minha melhor amiga...Eu já disse isso né? –As palavras saíam de sua boca atropelando umas as outras, e sentia como se fosse perder o fôlego- É porque é mais do que isso, eu gosto de você mesmo...você... quer ser minha namorada?

A garota ficou sem ação, olhando TJ de pé diante dela, o garoto mais popular do colégio, falando que gostava dela, mas ele era também seu melhor, se não o único amigo.Sentia seu rosto corando, ficando quase tão vermelho quanto a fruta que recheava os bombons que a cozinheira fizera com tanto carinho.

-Mas...TJ...sou eu, a Louise...sua amiga nerd da qual todos zombam.

-Pra mim você é a garota mais especial de todas, Lou... –ele falava enquanto sentava-se ao lado dela na fonte, segurando suas mãos que estavam tão frias quanto as dele.

Louise permanecia de cabeça baixa, parecia estar rodando e ela não conseguia formular sequer uma palavra para falar. Sempre escutava as meninas falando em quanto o TJ era lindo e o quanto elas gostariam de namorar com ele, mas era ela a escolhida? Ela podia perceber que ele se aproximava mais dela, na beirada da fonte, mas não conseguia se mexer, estava petrificada. Seu coração batendo tão forte e a boca tão seca quanto um deserto.

Quando sentiu que finalmente voltara a respirar, ergueu os olhos, e viu os de TJ muito próximos.

Pela primeira vez reparou que de fato,  ele tinha olhos lindos, cor de mel e tão expressivos.

Deixou-se levar por momento e venceu os últimos centímetros e os separavam.

Seus lábios se tocaram sutilmente,num beijo rápido e desajeitado.Apesar de não saberem o que estavam fazendo, nem pra qual lado virar a cabeça e nem a hora certa de abrir a boca, e, mesmo sendo tão estranho, foi um beijo com carinho.

Ficaram ainda algum tempo andando de mãos dadas por entre as árvores, roubando beijinhos e rindo entretidos com a companhia um do outro.Não havia maldade ou malícia...eram amigos acima de tudo.

Quando entraram na casa, se depararam com Michael sentado na sala, fingindo dormir.

Sim, Michael estava de vigia, mas não queria ser indiscreto. Considerava ambos como crianças, e ele se sentia responsável por ter apoiado a atitude do sobrinho.

Subiram silenciosos cada um para seu quarto e logo adormeceram.





Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...