História Love - Chenle - Capítulo 2


Escrita por:

Postado
Categorias Neo Culture Technology (NCT)
Personagens Chenle, Jeno, Jisung, Mark, Personagens Originais
Tags Chenle, Colegial, Romance
Visualizações 121
Palavras 977
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 10 ANOS
Gêneros: Comédia, Drama (Tragédia), Ficção Adolescente, Fluffy, Romance e Novela

Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Oie pessoas~
Tudo bom com vocês?

Volteei com mais um capítulo de Love 💙
Esse tem revelações~

Boa Leitura 💙

Capítulo 2 - One - 2 part.


Fanfic / Fanfiction Love - Chenle - Capítulo 2 - One - 2 part.

 

 

 

— Vamos voltar? - pergunta Hae, assinto com a cabeça.

  

Quando abro a porta para entrar na sala de aula todos os alunos me olham confusos e logo todos começam a falar baixo coisas do tipo 'Por que ela está assim?' 'O que aconteceu com ela?' 'Ela estava chorando?' mas todos param de falar quando o professor pede para que fiquem quietos e que nós entremos. Entro de cabeça baixa e sento no meu lugar olhando para as minhas mãos.

Sinto alguém cutucar meu ombro me fazendo olhar para frente, é Jisung, um dos amigos de Chenle, ele senta na minha frente todos os dias. Ele me entrega um papelzinho dobrado sorrindo em seguida se virando para frente.

Abro o papelzinho que nele estava escrito 'É por causa do Chenle? Eu sei que você gosta dele. Só queria dizer que é melhor você se apressar porque a Eui gosta dele, e parece que ela está conseguindo o seu coração'.

Olho para o Chenle e depois para Eui que estava sentada ao seu lado. Então era com ela, realmente se fosse para escolher entre eu e ela eu escolheria ela. Ela tem a pele branquinha, seus olhos são bem puxadinhos e castanhos, seus lábios são perfeitos, seus cabelos são longos e lisos, seu corpo tem curvas, e ela é popular. 

 

Quem me escolheria quando se tem ao lado Eui?

 

Pego uma caneta e escrevo atrás do mesmo papelzinho 'Eu não tenho chance, talvez ele seja mais feliz ao lado dela' e o cutuco entregando o papel. Depois de um tempinho ele vira de frente para mim novamente e entrega outro papelzinho escrito 'Me espera na saída'. 

   

 Fiquei confusa, por que o esperar na saída? O que ele vai fazer? 

 

Parei de fazer perguntas para mim mesma que não seriam respondidas e me concentrei na aula de química. Eu não sou muito boa em química então tinha que me dedicar a essa matéria, já que as notas não estão boas o suficiente.

Depois da explicação que o professor deu, ele passa cinco exercícios sobre o que explicou. Como eu não tinha entendido direito, fiquei confusa logo no primeiro exercício. Passo as minhas mãos no rosto em frustração, em seguida sinto uma movimentação ao meu lado.

— Vou te ajudar. - diz Jisung, ele havia colocado sua carteira ao meu lado.

— Não pre... - me interrompe.

— Precisa sim. - diz.

Jisung me explica a matéria resumidamente e como fazer os exercícios, ele já havia feito quase todos falta o último e está me esperando para fazermos juntos.

— Pronto. - digo quando termino.

— Agora o último. - diz pensando.

— Eu acho que... - explico para o mesmo meu ponto de vista.

— Isso, você aprendeu! - diz sorrindo fofo.

— Finalmente. - digo sorrindo. - Obrigada. 

— Imagina. - fizemos o último e ele guardando seu material.

— Vai bater o sinal? - pergunto.

— Sim, falta.. um minutos. - diz checando o horário no celular.

— Nossa. - arrumo meu material rápido em seguida guardando os mesmos.

— Você vai me esperar na saída? - pergunta me olhando.

— Sim. - digo sorrindo fraco.

Confesso estou com um pouquinho de medo. Nunca tinha conversando com Jisung nesses anos - na real eu não conversei com nenhum dos amigos de Chenle - fiquei surpresa quando o mesmo me ajudou nos exercícios.

Logo bate o sinal indicando o horário de saída, todos se levantam rapidamente e saem da sala apressados. Jisung, Hae e eu saímos da sala depois que quase todos saíram.

— Tchau Sayuri, tchau Jisung! - diz Hae indo embora mas ela para perto do portão fazendo um símbolo de ligação com as mãos para mim e depois vai embora de vez, ri com seu ato.

— Melhor a gente ir antes que o portão feche. - diz ele me puxando para fora da escola.

Fomos caminhando lado a lado e calados, eu não tinha coragem de dizer nada e acho que ele também. Mas depois ele se pronuncia.

— Sayuri... - diz receoso.

— Hum? - pergunto querendo que o mesmo prosseguisse.

— Se eu dizer promete não correr ou ficar me evitando? - pergunta olhando para seus pés.

— Eu acho que sim. - digo confusa. - Pode falar.

Ele para de andar e pega em minhas mãos me fazendo parar em sua frente. Um de frente para o outro e ele segurando minhas mãos, ficamos algum tempo nesta posição, até que ele se começa a dizer.

— Desde o ano passado quando te vi pela primeira vez fiquei encantado com a sua beleza, sua personalidade, seu jeito, tudo, então comecei a gostar de você. - fez uma pausa. - Mas este ano descobri que esse amor não seria correspondido porque você gosta do Chenle, e isso partiu meu coração, mas eu estou disposto a te ajudar a conquistar ele. - meu olhos já estavam marejados, assim como os dele. - Mesmo que isso me machuque eu posso superar, mas eu não consigo te ver chorar.

Quando ele termina de dizer, escorre uma lágrima pelo seu rosto. Me sinto culpada, eu não quero que ele sofra por  mim, ele é um garoto de bom coração e lindo, com certeza achará alguém melhor que eu. O abraço derramando minhas lágrimas.

— M-me desculpa. - digo com dificuldade por causa dos soluços.

— Não chore, seu rosto é mais bonito quando sorri. - diz me apertando. - Está tudo bem. 

— Me desculpa Jisung, eu não queria que você sofresse por mim. - digo me afastando. - Você merece alguém melhor que eu, alguém mais boni... - me interrompe.

— Você é linda do jeitinho que é, todos somos mas cada um de um jeito diferente. - diz sorrindo fraco.

— Obrigada Jisung. - digo sorrindo sem mostrar os dentes.

— Vamos enxugar essas lágrimas porque eu tenho uma ideia que vai te ajudar com o Chenle. - diz limpando meu rosto.

— Não precisa fazer isso. - digo.

— Precisa, vem. - me puxa.


Notas Finais


Tadinho do Jisung, ele é uma pessoa maravilhosa neh? Ajudando Sayuri mesmo que o machuque.

Sayuri vai que rolaa ~

Obrigada por lerem, espero que tenham gostado e até o próximo capítulo 💙


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...