História Love - Destiel - Capítulo 3


Escrita por:

Postado
Categorias Supernatural
Personagens Bela Talbot, Castiel, Charlene "Charlie" Bradbury, Chuck Shurley, Dean Winchester, Jo Harvelle, Lúcifer, Ruby, Sam Winchester
Tags Castiel Novak, Dean Winchester, Destiel
Visualizações 92
Palavras 1.606
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Drama (Tragédia), Lemon, LGBT, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Sobrenatural, Yaoi (Gay), Yuri (Lésbica)
Avisos: Álcool, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Notas Finais!

Capítulo 3 - Briga?


Fanfic / Fanfiction Love - Destiel - Capítulo 3 - Briga?

                                                            Uma semana depois

As aulas já haviam começado, e como o esperado, os professores marcaram provas, e todos estavam estudando. Ninguém tinha mais tempo para ir a festas, e muito menos ficar acordado até tarde para ficar conversando com os amigos, porque as provas eram difíceis, e se eles não se concentrassem em estudar, não passariam de ano, as aulas iam das 8:00 até as 2:00 horas, e o resto da tarde ele poderiam ficar em seus quartos ou no refeitório para se distraírem ou estudarem.

                                                             Quarto Masculino

  — Eu não aguento mais estudar, acordar cedo não é para mim – Reclama Lúcifer.

  — Não faz nem um mês e você já quer parar? - Pergunta Sam com alguns livros que tinha pegado na biblioteca.

  — Não, não quero para, só quero umas férias! – Lúcifer responde manhoso.

  — Larga de ser bunda mole, mal começaram as aulas. - Fala Jack saindo do banheiro só com uma toalha enrolada na cintura.

  — Rara, queria ver se fosse vocês no meu lugar, vocês acham que Medicina é fácil? – Lúcifer pergunta bravo.

  —Do que vocês estão falando? – Pergunta Dean entrando no quarto.

  — Nada não, só o Lúcifer que está reclamando das aulas. – Diz Sam guardando seus livros na estante.

  — Cortando o assunto, alguém viu o Cass hoje? – Pergunta Jack terminando de colocar a camisa.

  —Só vi ele hoje na hora da aula, depois não o vi mais! – Diz Sam indo a banheiro.

Dean, depois da pergunta de Jack, não conseguiu parar de pensar onde Cass tinha ido, e se ele estava bem. Depois do beijo, eles não tinham se falado mais, Dean sempre ficava se perguntando se ele fizera errado de ter o beijado.

Depois de um tempo, Cass entra no quarto todo feliz, e saltitante chamando todos para perto de si.

  — Venham todos aqui.

  — O que você quer? – Lúcifer pergunta com uma cara de bravo, mas no fundo dando uma risada.

  — Quero convidar todos vocês para uma festa no barzinho ali da frente. – Diz Cass todo animado.  — Vai ser legal, e todo mundo vai, vai ser tipo uma festa de casal.

  — Então eu vou – Gritou Jack.

  — Eu também. – Diz Sam.

  — Eu com certeza não vou perder. – Lúcifer diz — É a minha chance de apresentar a Ruby para vocês.

  — Está bem, vai começar as 22:00, e terminar as 04:00, não precisa levar dinheiro, porque um amigo meu que está pagando tudo.

                                                              Passagem de tempo

  — Dean? Você não vai? – Pergunta Castiel

  — Não, não tenho um par! – Responde Dean com um sorriso pequeno.

  — Eu esperava que nos fossemos juntos! – Diz Cass, com medo da resposta do loiro.

  — O que? E porque não me avisou antes? – Diz Dean surpreso com a resposta de Cass. – Que horas são? Ainda dá tempo de eu me arrumar? – Dean fica desesperado, não queria perder a companhia de Cass, ainda mais numa festa de casal.

  — Se você correr, você consegue se arrumar, ainda tem meia hora. – Responde Cass feliz com a empolgação do loiro.

Dean tomou um banho rápido e colocou uma blusa vermelha igual a de Cass e uma calça jeans, um coturno escuro e um relógio simples. Não tinha muito tempo para se arrumar, e isso foi a primeira coisa que encontrou no guarda-roupa. Quando terminou de se arrumar foi em direção a porta do quarto, trancando-a e indo até Cass que o esperava na escada.

Chegando lá Dean encontrou com Jack e Lúcifer sentados em uma mesa grande com umas garotas, e foi até eles.

  — Dean! – Jack gritou ao ver o loiro se aproximar.

  — Oii – Disse uma menina que ele desconhecia.

  — Dean, essa é a Jo, ela é minha ami...

  — Namorada. – Disse a garota com um sorriso largo.

  — Sim, minha namorada.

  — Vadiaass! – Se ouve um grito atrás de Dean, que logo ao virar-se dá de cara com Charlie e sua namorada Bela.

  — Porque vocês não falaram que viriam? – Pergunto Jack feliz pelas duas estarem ali.

  — Porque você não perguntou né. – Respondeu Bela sorridente.

  — Porque não se junta a nós? – Pergunta Cass, que até agora estava fora da conversa.

  — Seria uma boa ideia né Lie? –Pergunta Bela.

  — Sim, nós podemos ficar aqui sim, é claro que se não tiver problema para vocês. –Diz Lie.

  — Claro que não tem problema, senta aí. – Disse Dean.

  Logo depois de Charlie e Bela chegarem, Sam e Jess vieram também, Ruby foi a que mais demorou para chegar, falando que teve que arrumar seu quarto, porque as amigas dela tinham deixado tudo uma zona. Depois de todos se apresentarem, pediram uma rodada de cerveja e começaram a jogar conversa fora. Falavam sobre a aula, sobre o que queriam ser, e onde iriam morar.

Depois de muito tempo, começou uma música lenta e romântica para os casais dançarem juntinhos. Dean estava com Cass, Lúcifer com Ruby, Sam com Jess, e Jack com Jo. Parecia um baile de formatura, casais juntinhos, música romântica e muita bebida grátis. Depois de muito dançarem, voltaram para sua mesa, e continuaram a conversar, até em que um momento Jess, pergunta se Dean e Cass estavam namorando.

  — E aí Dean, você e o Cass estão tipo, namorando?

  — O que? - Pergunta Cass assustado.

  — Sim nós estamos namorado! – Dean fala olhando para Cass.

  — Dean, nós podemos conversar a sós. – Pergunta Cass.

  — Claro, vamos lá fora para poder conversar melhor. – Responde Dean. Depois de irem para fora do bar Dean pergunta. – O que você quer?

  — Porque disse aquilo? - Pergunta Cass

  — Aquilo oque? - Dean questiona.

  — Porque falou que estávamos namorando?

  — Porque eu achei que estivéssemos, já nos beijamos, e viemos juntos a uma festa de casal.

  — Só porque nós nos beijamos, não quer dizer que estamos namorando, e a festa, eu só vim com você porque não tinha ninguém para vir comigo.

Depois de Cass ter respondido isso, Dean sentiu seu coração se quebrar em milhões de pedacinhos, ele tinha achado que Cass tinha gostado dele. Dean voltou para dentro do bar para se despedir de seus amigos, porque não aguentaria mais ficar naquela festa depois do que Cass tinha dito. Se despediu e depois de inventar muitas desculpas, foi embora. Cass se juntou aos amigos novamente e não tinha percebido que Dean tinha ido embora.

Muito depois que Dean foi embora, Cass percebeu a ausência do loiro. E perguntou para Sam onde o loiro tinha ido.

  — Ele disse que tinha muita lição para fazer, e que iria embora. – Respondeu Sam. – Mas conhecendo meu irmão, acho que não era só por causa das lições de casa.

Cass ao ouvir isso, se despediu também e foi atrás de Dean, sabia que a culpa era dele, e iria ter de desfazer esse mal-entendido. Chegando lá, Cass entrou e viu uma luz acesa no canto do quarto, era um abajur, normalmente ele ficava desligado.

  — Dean? – Chamou Cass ascendendo todas as luzes.

  — O que você quer? – Respondeu Dean com uma voz fina, parecia estar chorando.

  — Me desculpa? Pelo o que eu falei hoje mais cedo. – Perguntou Cass se aproximando do loiro que estava sentado em uma mesa de costa para a porta.

  — Porque desculpar? Você não me fez nada. – Responde Dean meio indiferente.

  — Eu fiz sim, não deveria ter falado com você daquele jeito. – Diz Cass.

  — Você tinha razão, não somos namorados, nem sei porque eu disse aquilo. – Diz Dean se levantando e indo a sua cama.

  — Eu só disse aquilo, porque tinha medo de me iludir. – Diz Cass sentando-se ao lado de Dean. – É que eu não quero me iludir namorando alguém, para depois ele me largar e sair me difamando pela escola.

  — E você acha que eu sou esse alguém? Que vai sair te difamando pela escola, que vai te iludir e depois te largar? – Pergunta Dean.

  — Não, eu não quis dizer isso, é só que eu não queria.... Ah deixa pra lá. – Responde Cass.

  — Você pode me dar licença? Eu vou dormir, amanhã tenho que fazer as lições. – Fala Dean com um tom de desprezo.

  — E serio isso Dean? Você vai me desprezar mesmo? – Pergunta Cass.

  — E porque você liga? Não somos nada. – Dean respondeu ainda desprezando o moreno.

  — Porque você tem de fazer as coisas serem mais difíceis? - Pergunta Castiel.

  — Não faria se você tivesse compaixão, e não tivesse falado daquele jeito comigo. – Reponde Dean.

  — E já pedi desculpas, e se você não quer me desculpar o problema é seu, não vou ficar me rastejando atrás de você- Castiel falou saindo da cama de Dean e ido até a sua.

Dean se sentia mal por ter desprezado Cass, mas se sentia pior ainda pelo jeito que Cass falava com ele. Não queria se render as desculpas do moreno, mas também não queria ficar bravo com ele. Em meio a esses pensamentos Dean se viu obrigado a ir desculpar o moreno, para ficar de bem com ele mesmo.

  —Ei, já dormiu? – Dean sussurra.

  — Não porquê? – Cass responde.

  — Eu te desculpo. Não quero mais ficar bravo com você. – Diz Dean

  — Eu também não quero ficar bravo com você.

  — Posso dormir aqui com você? – Pergunta Dean surpreendendo Cass com a pergunta.

  — Porque? Está com medo de dormir sozinho?

  — Não engraçadinho, só quero dormir com você.

  — Claro! Pode sim.

Dean deitou se ao lado de Cass, queria muito beijar aquela boca de novo, mais como Cass falou, eles não eram namorados nem nada. Então para não se sentir sozinho, abraçou Cass, colando seus corpos juntos.

Cass também queria beijar aquela boca, mas não podia, porque com ele mesmo falou, não eram namorados, ele sabia que Dean sentia algo por ele, e ele sentia algo por Dean, mas não queria dar esperanças ao loiro. Dean dormiu primeiro, e como sempre queria dizer um “Boa Noite meu Amor” para Cass, mas com em todas noites, ele não disse nada.


Notas Finais


Continua????
Queridos leitores, devido a volta as aulas, eu não estou tendo tempo de escrever, mas fiquem tranquilos, NÃO vou acabar a historia ainda.(Obs. Só estou falando isso porque me andaram mensagem, perguntando se eu ia para de escrever, por causa da demora.)


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...