História The Love - Capítulo 2


Escrita por: e Clara_Brendy

Postado
Categorias Histórias Originais
Tags Luta, Nudez, Romance
Visualizações 12
Palavras 1.689
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Comédia, Drama (Tragédia), Esporte, Famí­lia, Festa, Ficção, Literatura Feminina, Luta, Mistério, Policial, Romance e Novela, Sci-Fi, Shoujo (Romântico), Violência
Avisos: Álcool, Drogas, Estupro, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Suicídio, Tortura, Violência
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Capítulo 2 - Recomeçando


Fanfic / Fanfiction The Love - Capítulo 2 - Recomeçando

P.v.o Piter Will

Bom, não sei por onde começar, ainda estou na cama com meu fone de ouvido escutando as músicas da Inglaterra pelo meu celular de baixo das cobertas. E meu irmão caçula ainda comendo lá em baixo na cozinha enquanto a mãe não está em casa:

P.v.o _

— Cheguei! - Sam chega no quarto empurrando a porta que Piter caiu da cama de susto.

— Cara, não faz isso!

— Não se esquece que a aula começa daqui dez minutos.

— Você parece a mãe.

— Cala a boca! - disse Sam descendo as escadas.

— Cala você nanico!

— Haha senhor!

— Me ajuda a levantar! Sam, Sam!

— Tchau!

Piter se levantou colocando o uniforme, o tênis e pegando a mochila. Desceu as escadas indo ao banheiro e lavando a cara, depois sai da casa trancando:

— Me espera!

— Não! Hahaha...

Piter saiu correndo atrás de seu irmão, Sam apenas  tinha 15 anos e Piter 16 anos. Chegando no colégio, eles ficaram olhando o grupinho das meninas da  torcida, o melhor grupo do colégio:

— Cara, olha só quem ta chegando! - Sam colocou sua mão no celular de Piter e li mostrou a capitã do grupo da torcida de futebol...a Elizabeth.

— Nossa!

— Ela é mó encorpada né?

— Pior. - Eliza passou pelos dois balançando o cabelo.

— Verdade!

— Vamo indo!

Piter continuou a mexer no celular indo para dentro do colégio, e Sam ainda olhando as garotas:

— Olha, não quero dizer nada! Mas eu tenho!

— O que?

— Olha só. - Piter se virou e viu Eliza beijando Thomas.

— Péssima escolha dona Eliza. - Piter balança a cabeça decepcionado. 

— Para de encara Will!

— Quero ver o que ele vai fazer!

— Will para... - Thomas vai até os dois dizendo:

— Ta perdendo o que olhando pra gente?

— Apenas vendo o cara idiota do colégio, só isso. - Piter vira e Thomas empurra ele no chão. Todos pararam com a conversa olhando os três.

— Para Thomas! - Sam entra na frente dele.

— Não entra na briga retardado!

— Não xinga my irmão! - Piter levanta dando um soco em Thomas.

— Ei, ei! Thomas vem! - Elizabeth chegou na frente dele empurrando para trás.

— Se vai ver na saída Piter! Fique ciente! Só fica ciente!

— Vamos!

Sam colocou o braço no ombro de Pier e foram indo, entrando no colégio foram para o banheiro:

 

— Eu falei pra não olhar pra ele!

— Mas o que o Thomas está fazendo nesse colégio?

— Bom, a mãe dele quis que ele visse pra cá.

— Só pra minha infelicidade.

— Nossa...não só sua.

— É, odeio aquele cara! - Piter começou a lavar o rosto.

— Sinto nojo dele com a mina linda do colégio.

— Também.

— Bom, mas fazer o que. Eu não gosto dela eu gosto da...

— Kathie eu já sei!

— Ela é linda e gostosa!

— Eita, melhor você fala isso depois né! - enxugou o rosto com sua blusa.

— Sim, mas ela mais do que gostosa é um delícia!

— Ta, ta!

Piter pega a mochila e vaza do banheiro, Sam vai atrás. Passou quinze minutos e bate o sinal:

— Ta avisado! - Thomas passa por ele com Elizabeth do lado.

— Vai indo, te encontro no intervalo!

— Ta bom! - os dois deram um celinho e Eliza chegou em Piter dizendo.

— Oi, desculpe pelo meu namorado Piter. Ele é assim, mas pode relaxar que ele não vai bater em você!

— Obrigada por se preocupar tudo e tals mas pode deixar ele vim.

— Mas...

— Eliza eu conheço ele desde meus 10 anos de idade. Pode deixar com  agente.

— É! - disse Sam.

— Ta bom, mas fique sabendo que isso não vai acabar assim.

— Com certeza não.

— Tchau! - ela abraçou Piter e saiu de perto deles indo para a sala com as meninas.

 

— Nossa! Eliza e você! Novidade!

— Só foi um abraço.

— Sim, mas pelo jeito Thomas não gostou.

— Deixe ele.

— Ta bom.

Piter passou ao lado de Thomas o encarando, Sam por trás, mas Julian segura a mochila dele deixando Piter ir:

— Oh melhor ficar com bastante consciência por que não é só seu irmão que vai apanhar!

— Ta bom...

Julian soltou ele, Thomas com Julian depois foram para seus lugares:

— Olá alunos, estudaram? - Sam conversa com Piter e sai da sala indo para sua sala do outro corredor.

— Ninguém estudo senhora Gracyelli!

— Então, problema de vocês haha!

— Nossa!

Todos gritaram "nossa" depois, aí começaram a fazer a prova. Piter como era muito inteligente entregou a professora dentro de dez minutos:

— É...senhor Will.

— Sim.

— Como pude termina tão rápido assim?

— Bom, por que eu sei de todas essas questões?

— Ta legal, se sente e se você tira menos do que noventa vai fica de recuperação!

— Ta bom.

Piter foi até sua carteira com Thomas e Julian o encarando. A professora Gracyelli a corrigiu e ficou impressionada:

— Senhor Will, parabéns. Cem de nota!

— Uau!

— Arrasou Piter. - disse Elizabeth que se senta atrás dele.

— Valeu! - Thomas ficou com bastante ciúmes.

— Toma aqui! - Piter pegou a prova de cima da mesa dela e foi até seu lugar novamente a guardando na mochila.

— Porf a mãe vai ter que assinar?

— Claro!

— Ta.

— Piter...resposta! - disse seu melhor amigo Newt.

— Ta bom...

Piter pegou a prova de sua mochila e deu para ele copiar, depois que as três aulas se passaram e chegou a hora do intervalo, Thomas subiu em cima de sua cadeira e disse:

— Antes de tudo! Quero li dizer que amo você, e muito! Por isso quero dizer que...por que você não sai daí, e vem aqui. Pode invadir, pode chega pode ficar...no meu quarto, no meu abraço, apertado. Duvido que cê vai quere ir embora, não apavora. Depois do amor a gente vai fazendo hora e eu não aguento mais, eu não aguento mais...A tela fria desse celular, só vê sua foto não vai me esquentar, amar você de longe é tão ruim. Te quero ao vivo e a cores aqui...aqui...

— Ohh... - Eliza estava babando por ele.

— Que idiotice. - Piter pega sua mochila e sai da sala.

Coloca o fone e começa a música, indo encontra com seu irmão:

— Ei, Piter!

— Oi Newt.

— Vai anda com o seu irmão hoje?

— Acho que sim, por que?

— Não tem com quem eu anda hoje.

— Mas e os garotos...

— Então, eles me bateram.

— Nossa! Então por isso seu olho está roxo cara!

— Sim, mas não conta para a Raquel que eu tenho medo dela me bate!... - Raquel estava com Staci atrás de Newt conversando, que viu ele ali com Piter e foi na direção dele:

— Deu ruim...

— Por que?...fingi que eu não estou aqui! - Newt colocou o capuz.

— Newt? - ela toca no ombro dele virando para ela.

— Oi querida!

— Kkk, tira esse capuz lindo!...aaa meu Deus! O que você fez no rosto?

— Eaí idiotas! - chega Julian e Thomas com uma bola de voleibol na mão. - Newt entro na frente de Raquel.

— O que foi Newt? Ta com medo de levar outro soco?

— Você levou um soco? - pergunta Raquel atrás dele.

— Depois a gente conversa Thomas. - Newt pega na mão dela e vira, mas Julian segura a mochila dele com força.

— Onde você vai?

— Ei, solta meu amigo! - Piter empurra Julian para trás.

— Ta querendo morre Piter...Will! Kkkk. - disse Thomas.

— To loquinho de ver você morre. - disse encarando eles.

— Amor vamos! - disse Raquel.

— Calma.

— Oi galera, Thomas o professor está te chamando. - chega Bruce.

— Saída! - disse Thomas empurrando Piter com o ombro.

Julian e Thomas foram com Bruce ver o que o professor queria. Enquanto Piter colocou o capuz e foi com Newt e Raquel:

— Sabia que você é o único que encara ele?

— Eu não tenho medo de merda.

— Bom, eu já tentei encarar eles mas...levei esse soco.

— E por que você não me contou senhor Newt?

— Por que...se não eu ia levar mais um soco?

— De quem?

— De você...

— Claro que não fofo! Eu vou passa um gelo aí, vem! - ela puxa ele com tudo.

— Me aguarde Piter!

— Ta. - quando ele vê Natasha estava indo em sua direção. — Opaa, errei o caminho...

Piter tenta vira mas Natasha corre até ele:

— Espera, Piter espera! - Natasha com as três meninas estavam com a rouba da torcida de futebol.

— Oi? Hihi...

—  Tira uma fotinha com  agente?

— Por?

— Por que você é o melhor jogador do time então...por favorzinho!

— Beleza.

— Ah obrigada lindo!

— Sem problema.

— Sorriam!

Piter deu seu sorriso daqueles, quando a menina ia clicar Natasha beijou o rosto dele do lado, e Elizabeth só de olho por que tinha uma quedinha ainda por ele desde quando chegou ao colégio. E tiram as fotos:

— Espera, tira só de nós dois!

— Ta!

Piter se sentou no banco e Natasha em seu colo, quando a menina ia tira a foto (em câmera lenta) ele olha para Elizabeth e vê Thomas chegando e a beijando. Fica muito desconcentrado com aquele beijo:

— Obrigada Wanda! - Natasha pega o celular dizendo para ele:

— Vai lá em casa depois do colégio?

— Vou sim.

— Ta beleza. Obrigado pelas fotos...lindo! - e li deu um abraço indo com as meninas.

Piter se senta no outro banco ainda escutando música, e esperando seu irmão. Raquel e Newt haviam na cozinha juntos com Raquel passando o gelo no olho dele:

— Por que eles te bateram?

— Por que, eu só me encontrei com eles olhando para o chão que me bati em Julian. Que daí eu disse que foi sem querer mas ele me deu um soco depois disso, aí quando eu fui no banheiro vi que eu estava desse jeito! Desculpa Raquel.

— Não é sua culpa, deixa que eu falo com eles.

— Não, não quero que vá fala nem bate olho nele.

— Por que não?

— Por que Julian é um covarde. Vai que ele faz alguma coisa com você? Se ele te bate? Se ele encostar em você? E se...

— Newt, calma está muito desesperado. Se acalma ele não vai fazer nada comigo. - ela coloca sua outra mão no rosto dele.

— Te proíbo fala com ele.

— Te proíbo de não ir a minha casa!

— Como assim? 

— Você vai lá em casa então!

— Mas...

— Sem mas ou menos!

— Se que manda!



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...