História The Love - Capítulo 3


Escrita por: e Clara_Brendy

Postado
Categorias Histórias Originais
Tags Luta, Nudez, Romance
Visualizações 10
Palavras 1.572
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Comédia, Drama (Tragédia), Esporte, Famí­lia, Festa, Ficção, Literatura Feminina, Luta, Mistério, Policial, Romance e Novela, Sci-Fi, Shoujo (Romântico), Violência
Avisos: Álcool, Drogas, Estupro, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Suicídio, Tortura, Violência
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Capítulo 3 - Beijos


Fanfic / Fanfiction The Love - Capítulo 3 - Beijos

Quando acabo as aulas, Piter olha para trás e vê os dois ainda se beijando, então pega a mochila com raiva e sai da sala rapidamente. Thomas vê e para com o beijo:

— Desculpa amor, mas tenho que ir o jogo começa daqui uns minutos!

— Ta bom.

Thomas acena para Julian que Julian acena para Bruce onde chamaram ele também para ajuda a bater em Piter Wiil.

Sam encontra com Piter no portão do colégio, ele acha seu irmão muito furioso que pergunta:

— Você está bem Piter?

— Estou!

— Não parece.

— Vou i antes que eles chegam em mim.

— Se ta com medo deles agora?

— Não, é que eu não quero mais briga do que já fiz.

— Mas...

— Mas o que! - os dois param  na calçada um de frente ao outro.

— Eles não só vão bater em você.

— Como assim?

— Eles vão bater também em...

— E aí gente! - Julian chegou com tudo e li deu um soco em Sam que caiu no chão.

— Ei, bate alguém do seu tamanho Julian!

— Eu disse ao seu irmãozinho que não é só você que vamos dar umas boas! - de repente Thomas chega por trás de Piter e o empurra no chão com tudo que ele cai em cima de Sam.

— Dois fracos!

— Kkkk! - deu risada Bruce.

— E aí? Levanta Wills! - Thomas da um chute na perna de Sam.

— Qual seu problema!? - Piter se levanta e empurra Thomas.

— Qual meu problema? Tenho vários, mas um deles está me incomodando!

— Ah é, e qual deles? Você mesmo?

— Cala boca Will! - Bruce li da outro soco no rosto que Piter cai no chão novamente.

— Esse é por abraçar minha namorada! - Thomas da um soco no estomago de Piter. — Esse é por ser um babaca! - Bruce deu uma rasteira nele.

 — I-igual a v-você? - Piter se ajoelha.

— Esse é por ser irmão dele!...bate no Sam que eu no "Piter"!

Bruce e Julian deram bastante socos em Sam, aí Thomas deu um soco no queixo de Piter que ele cai no chão de volta:

— Vamos! - disse Thomas.

— Idiotas! - disse Julian.

— Patetas! - disse Bruce.

Os três foram para casa, Piter se levanta e pega na mão de Sam e o ajuda a se levantar:

— Por que não me disse que eles iam bater em você?!

— Eu ia dizer, mas eles chegaram e...

— Olha da próxima não vacila por que eu só sou um! - Piter pega a mochila e vira s costas para Sam.

— Ta bom, mas não sou eu que levei mais socos!

— Te defendi ta, então não vem fala merda de mim!

Sam pega a mochila e atravessa a rua todo machucado de sangue no rosto:

— Oi Sam...

— Oi...

— Sam? Você está sagrando! - disse Kathie.

— Não é nada de mais.

— É sim, vem pra casa!

— Eu estou indo pra minha...

— Lá tem aquecedor?

— Não.

— Então vem na minha! Não vai demorar!

Kathie coloca a mão em volta do ombro dele e vão para a casa dela. Newt chega na casa com Raquel, e vão direto ao quarto:

— Olha, o pano com o gelo.

— Vai arder!

— Não vai não.

— Ai ai!

— Para com isso kkkk.

— Ai ta doendo! Kkk.

— Amanhã vai estar melhor só de você deixar esse gelo aí no olho.

— ...talvez.

— Por que entro na minha frente aquela hora que Thomas chego?

— Por que eu tenho medo que ele batesse em você. Por isso.

— Ele não vai fazer isso. Eu sou amiga dele...

— Você o que?...ai ai! - ele se levanta depois se senta na cama.

— Melhor você fica um pouco com o gelo descansando. - Raquel se levanta.

— Não.

— Porque não?

— Fica aqui.

Newt pegou na mão dela e a puxou de vagar para ao seu lado e tirando o gelo do olho:

— Raquel você não sabe o quanto eu amo você. Se não tem ideia, é fiel e corajosa que me ajuda onde eu mais preciso.

— Newt, essa é a quinta vez que me fala essa frase.

— É que...eu não sei explicar!

— É paixonite.

— Mais do que isso!

Newt olho bem nos olhos dela deixando o gelo com o pano cair no chão, Raquel o beijando de vagar, depois beijou com um beijo quente. Newt tirou a camiseta e Raquel a camiseta com o sutiã:

— Eu também te amo.

Raquel abriu aquele sorriso, ele tira todo o uniforme e tirou a calça dela com a calçinha. Raquel foi para trás e se deitou de barriga pra cima, Newt ficou por cima dela, nisso abre as pernas e começaram a fazer (e é claro, ele estava com a camisinha). Eles faziam se beijando por inteiro.

Piter chegou em casa jogando a mochila na cama e se deitou também:

— Cheguei galera!

— Mãe?

— Filho, cadê o...Piter! Se meteu em mais uma briga?

— Eu to quebrado mãe melhor você nem tocar em mim.

— Você está sangrando. Vou te levar para  o médico!

— O que é isso mesmo?

— Doctor!

— Ata kkkk. Esqueci dessa palavra.

— Vamos! Ah, seu irmão está onde?

— Mãe é sério, eu to bem! Eu vou tomar banho e não sei onde ele se meteu.

— Brigaram de novo?

— É o que ta aparecendo?

— É.

— Pois é, nós brigamos outra vez. Mas não sei onde ele se meteu, de verdade!

— Olha, é melhor você ligar a ele por que estou fazendo  a janta.

— OK.

Piter relaxou na cama enquanto sua mãe descia as escadas para começar a janta. De repente o telefone toca:

— Oi. - Lisa pega o celular e fala com o pai de Thomas bem baixinho na cozinha.

— Por que está me ligando justamente agora?

— Bom, só quero confirmar uma coisa...você já falou com o Piter e o Sam?

— Ainda não, mas falarei amanhã ta!

— Tem que fala o quanto antes querida, o casamento já está chegando.

— Ta bom, ta bom kkkk. Tchau!

— Tchau te amo!

— Também.

Piter havia escutando a Lisa lá de cima e ficou duvidoso. Aí resolve de pegar o celular ligar para Sam, mas ele havia meio ocupado:

— Eu já vou indo então.

— Ta bom. - Kathie e Sam se abraçaram.

— Tchau! - Sam deu dois passos, mas voltou:

— Não, tem mais uma coisa quero dizer! - volta pegando na cintura dela e a beijando, Kathie fica impressionada mas gostou do jeitinho dele.

— O que foi isso? - disse Kathie dando risada.

— Isso faltou em meu calendário.

— O beijo?

— Sim, até mais!

— No meu também! - ela segura na mão dele o dando um celinho.

Sam faz aquele sorriso e foi embora, Kathie entra na casa indo ao quarto. Newt e Raquel haviam cansados com a noite deles de namorados, e dormiram na cama juntos, mas Raquel acordou e passou a mão no tanquinho dele:

— Ai que sono.

Raquel levanta coloca o seu shorts e uma camiseta sem o sutiã e vai para a cozinha, quando chega lá alguém bate na porta:

— Já vai. - Raquel abre a porta e vê Julian ali.

— Oi Raquel.

— Oi? Que horas são pra você vir aqui?

— Só vim vê você. Seus olhos são mais lindos do que o mar. - disse colocando as mãos na cintura dela.

— O que você ta fazendo? - ela tira as mãos dele.

— Ah qual é Raquel, sabe que me ama não aquele idiota.

— Julian eu amo ele mais do que tudo tirando minha família. E eu não amo você! Newt me contou que você andou batendo nele.

— Por que ele não te merece! E eu sei disso. - Julian se aproximou e a beijou, mas Raquel se afasta e li deu um tapa bem forte.

— Idiota!

Raquel fecha a porta na cara dele com tudo, e fica de costas para ela chorando:

— Cara retardado.

— Oi eu escutei uma batida de porta...amor o que aconteceu?

— Julian.

— O que tem ele?

— Tentou me beijar. E me beijou mas eu bati no rosto dele e feche a porta na cara dele.

—...eu não sei o que dizer. Mas inda bem que você cuidou disso. - Newt volta para o quarto sério.

— Newt espera!

— O que foi?

— Pensei que ia pega sua coisas para i embora.    

— Claro que não, só voltei por que quero dormir. - ele deita na cama e vira para a beirada.

— Ok...

Raquel volta a cozinha e bebê água, Sam Will chega em casa cansado e feliz:

— Oi mãe.

— Eu já ia te buscar!

— Nossa mãe, olha voltarei sempre esse horário ta? - ele sobe dois degraus da escada.

— Sam...volta aqui!

— Oi? - ele volta ao seu lado.

— Seu irmão quer conversa com você lá em cima.

— Fine.

— After changing his clothes, he descends to eat.

— Did you make dinner?

— Yes.

— Beauty.

Lisa deu risada e Sam subiu, Elizabeth chega em casa cansada com seu pai na cozinha lendo o jornal na mesa:

— Oi pai.

— Oi filha.

— Você e a mamãe se separam de vez então?

— Como você sabe?

— Olha eu não sou mais uma criança inocente! Sei muito bem o que vocês dois andam escondendo. Comigo não tem mais essa de "mentiras" ta!

— Elizabeth, você me pegou. - ele joga o jornal na mesa. — Sim, nós já nos separamos faz um tempo.

— Pois é, já deu pra perceber isso por que ela nunca mais venho aqui em casa!

— Ela já está com outra pessoa.

 — Como assim?

— Sim, e provavelmente você não vai mais vê-la outra vez.

— Nossa!

Eliza entro no quarto batendo a porta:

— Ei não bate a porta desse jeito mocinha!...e agora o que eu vou fazer?



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...