1. Spirit Fanfics >
  2. Love... >
  3. Ativo x ativo

História Love... - Capítulo 5


Escrita por: Yami_Moon

Capítulo 5 - Ativo x ativo


Fanfic / Fanfiction Love... - Capítulo 5 - Ativo x ativo

Izuku estava deitado no sofá, tirando uma soneca

É, era muito difícil aguentar o cio de um alfa, e isso pode cansar um ômega muito fácil

E para piorar, não era um alfa, e sim três que ficavam com sigo. Digamos que eles achavam desperdício de comida quando um deles ficava sozinho com Midoriya 

Por mais que fosse cansativo e possivelmente o rapaz estava ficando doente de novo por muita exposição ao frio – já que Todoroki sempre deixa o quarto gelado quando faziam alguma ação, por dizer que faz muito calor – Era sim prazeroso, mas na medida certa 

Kirishima andava nas pontas dos pés até Izuku. Viu que ele estava dormindo, e como seu namorado tinha sono leve, teria que ser o mais silencioso possível 

Ele está com frio... - Pensou vendo o corpo de seu ômega tremer de leve. Realmente, Shoto não consegue controlar sua quirk quando dorme, e o único que aguentava aquilo era Bakugou, que era imune contra o frio por conta de sua individualidade

Ejirou foi devagarinho até o braço do sofá, onde tinha uma coberta dobrada. Se preocupou de leve ao parar e pensar que Midoriya poderia ter simplesmente se coberto antes de dormir, mas não o fez, parecia que ele apenas tinha se jogado ali 

Cobriu gentilmente seu namorado, se abaixando e lhe dando um selinho na testa  

Voltou para o quarto em silêncio. Todo aquele comportamento de Izuku estava lhe incomodando, e faria questão de falar com seus namorados sobre isso 

- Ei, Todoroki, Bakubro - Chamou abrindo a porta 

- Fala - Se assustou com uma resposta. Afinal, jurava que eles estavam dormindo. Bom, pelo menos Shoto estava 

Katsuki estava sentado na cama, vestindo sua camiseta regata. Virou seu olhar ao ruivo assim que ele entrou 

- Podemos conversar? - Perguntou adentrando o quarto, fechando a porta 

- Sobre? - Perguntou se aproximando de Todoroki, apertando seu nariz. O que faz o mesmo acordar por falta de ar 

- Hm...não tem jeito melhor de me acordar não? - Perguntou coçando os olhos - Izuku sempre me dá beijos até eu acordar.... - Murmurou chateado 

- Que pena, eu não sou o Deku - Revirou os olhos, irritado por não receber tantos mimos quanto o bicolor - Agora deixa a preguiça de lado, o cabelo de merda que falar sobre sabe se lá o que - Disse vendo Todoroki levantar, se sentando sonolento

- Pode falar, Kirishima - O Bicolor disse bocejando 

- Lembram que estivemos esperando o Izuku largar aquele cara por 2 anos? - Perguntou receoso. Viu, ambos assentirem, respirando fundo para terminar sua fala - Acho que acabamos nos empolgando muito. Sabe, teve uma vez que vimos o Mid e não terminou em algo assim? O lobo do Mid vai ficar doente, ou vai precisar se isolar por um tempo, para poder pensar em um jeito de não cansar de ficar com a gente. E sabem que o lado lobo do ômega procura satisfazer ao máximo o alfa, ou seja, nesse bolo todo vai todo o esforço físico e mental dele - Falou frustrado. Afinal, o lobo de seu ômega pode até já pode estar doente – os lobos dos ômegas respeitam e obedecem seus parceiros. Mas a partir do momento que percebem que algo está desgastando tanto seu corpo quanto sua saúde mental, eles tentam ao máximo procurar um jeito de deixar seu ou seus alfas felizes. Fazendo assim com que eles não percebessem o quão doente ele está 

Os dois pararam e pensaram um pouco, com o loiro ficando com uma feição frustrada e Shoto ganhando uma preocupada 

- É verdade...precisamos diminuir a frequência. Afinal, somos três e Izuku é só um - Disse magoado com sigo mesmo por aquilo 

- Não precisamos diminuir a frequência - Bakugou fisgou a atenção dos dois naquele momento - Precisamos de um versátil! - Levantou o rosto, se achando incrível por pensar naquilo 

- M-mas Bakubro, somos alfas, isso não é da nossa natureza - Disse espantado. Realmente, por serem alfas seus lobos achariam aquilo estranho 

- E daí? Prefere comer e ser comido ou um namorado sem disposição? - Perguntou, achando aquilo uma puta frescura no cu. E pela cara dos dois, preferiam a primeira opção 

- Tá, mas quem vai ser o versátil? - Todoroki perguntou curioso 

- Eu pensei em você - Katsuki disse com um sorriso malicioso 

- Eu também voto nisso - Ejirou concordou, fazendo Shoto ficar espantado 

- E-espera! Por que eu?! - Perguntou irritado 

- Qual é, só experimenta, seu idiota - Bakugou pediu 

- Experimenta você! 

- Eu já experimentei e não é muito minha praia  - Ok, aquela resposta foi como se seus namorados tivessem se chocado contra uma parede. Afinal, o impacto foi muito grande 

- Tá, eu tento... - Murmurou corando de leve

- Não seria nada másculo deixar seu namorado fazer alguma coisa sozinho - Kirishima sorriu, se aproximando dos dois - Eu vou tentar também! - Contou animado

- Beleza. Só vão lá chamar o Deku. Afinal, ele precisa saber disso também 

Então o ruivo havia ido acordar seu namorado. E agora os quatro se encontravam juntos no quarto 

- Eu sei... - Murmurou sonolento, levantando lentamente sua camisa por conta da preguiça 

- Por que está tirando sua camisa? Só queríamos te dizer uma coisa - O loiro falou tocando na mão de Izuku, impedindo que ele retirasse sua roupa 

- Nós estamos exigindo muito de você, não é meu pequeno? - Ejirou perguntou com um beicinho, colocando seu esverdeado entre suas pernas, lhe dando um beijo na nuca 

- Eu consigo acompanhar vocês... - Falou coçando os olhos 

- Não minta, Mid - Pediu segurando na cintura do mesmo, deitando sua cabeça no ombro dele 

- Talvez só esteja um pouquinho cansado - Contou expulsando o sono de seu ser, parando de piscar lento 

- Então, o que acha de um de nós ser versátil? - Perguntou beijando a bochecha do rapaz. Riu brevemente ao ver seu namorado corar de leve 

- Isso não é da natureza de vocês. Sério, não precisam se preocupar - Falou sorrindo meigo, afim de passar segurança aos três 

- Mid, nós estávamos esperando você faziam 2 anos, e agora estamos muito empolgados por você finalmente ser nosso. Estamos cansando muito você, por favor, deixe que um de nós seja versátil - Ok, ele sabia fazer Izuku trocar de ideia com aquela cara de cachorro sem dono 

- Ok. Mas qual de vocês vai... - Concordou, em seguida tentando perguntar. A frase morreu aos poucos ao olhar de relance para o rosto de Shoto. Ele parecia nervoso, e um pouco preocupado. Quase que voltou atrás. Afinal, seus lobos ficam instantâneamente contra a pessoa que machucou seu alfa de alguma maneira – Mas não fez nada. Já que não poderia ficar contra seus outros alfas – Midoriya apenas se aproximou de Todoroki, tentando cuidar de si da melhor maneira 

- Tão mimado... - Os outros dois murmuravam juntos. Afinal, a mesma atenção que Izuku dava ao bicolor, não recebiam ao menos que chamassem sua atenção 

- Oe! E o Kirishima? Vai ser ele quem vai entrar nessa porra gelada aí! - Tentou fazer com que seu ômega dividisse a atenção. Ele não se importava de receber. Pois ia ficar com ele durante o teste dos dois 

Midoriya percebeu o que fazia, logo ficando entre os dois alfas. Beijou o nariz de Ejirou, em seguida fazer um carinho em seus cabelos 

- Vem cá, Deku. Eles precisam de espaço - Puxou delicadamente o rapaz pelo braço, o colocando sentado sobre uma de suas cochas - Não dê elogios, ou diga coisas fofas pra eles. Uma relação de alfa x alfa pode ser um pouco...bruta e eles podem acabar te xingando por atrapalhar - Mandou em um sussurro na orelha de seu ômega, sorrindo malicioso ao terminar seu aviso. Midoriya balançou a cabeça em um sinal de entendimento, logo voltando a olhar para os dois 

Q-que? Mas dês de quando...? - Pensou vendo os dois que antes estavam um do lado do outro. Eles estavam se beijando, mal parecia que estavam um pouco desconfortáveis agora pouco. E sim, ouvir aqueles barulhos molhados e obcenos, juntos aquela imagem, estava sendo excitante. Aleatoriamente, ambos começaram a rosnar um para o outro, fazendo o esverdeado se assustar, segurando na camisa do alfa em que estava sentado 

- Relaxa...Isso é normal, fazemos isso quando precisamos decidir quem fica por baixo. Geralmente quem desistir de rosnar primeiro é passivo - Murmurou o mais baixo possível ao seu ômega, não queria interromper aquela briga 

Se sentiu obrigado a atiçar seu namorado, lambendo sua orelha, e a mordendo de leve 

Como o esperado, Shoto perdeu – ele é desistente em certos aspectos – Ejirou se aproximou do pescoço do mesmo, mordendo de leve 

- Kacchan...! - Chamou encostando sua cabeça no peito do loiro. Seus namorados começaram a soltar feromônios muito fortes, e isso o afetou instantâneamente

- Calma, eu sei - Falou abraçando Izuku, acariciando de leve seus cachos - Aguente só um pouco. Kirishima precisa mostrar quem manda a base de feromônios - Explicou dando o máximo de carinho ao seu ômega. Não podia usar feromônios para acalmar Midoriya, já que os dois vão achar que ele está tentando se gabar. O que iniciaria uma disputa tanto de rosnados quanto de cheiros, o que afetaria mais ainda Izuku

Kirishima desceu suas mordidas até um dos mamilos do alfa, onde lambeu de forma bruta, em seguida dando várias mordidas pelo peito todo do bicolor 

- Pronto, amor. As pupilas do Todoroki já estão dilatadas - Katsuki disse aliviado pelo esverdeado não ter entrado no cio. Já que isso chamaria a atenção dos dois na hora 

- Você? Chamando eles pelo nome? E me chamando de amor? Está doente? Kacchan? - Izuku quase riu ao dizer aquilo, testando a paciência do namorado 

- Se quiser virar minha putinha nesse exato momento, continue me provocando, seu idiota - Falou provando de tinha pavio curto

Pararam de conversar entre si, ao ver o ruivo empurrando Shoto para trás. O mesmo mostrou a língua para Ejirou, em sinal de provocação. Kirishima aproveitou que ele estava com a língua pra fora, iniciando um beijo quente 

Mordeu os lábios do bicolor, começando a entrelaçar sua língua com a dele. Ambas praticamente dançavam em sincronia, enquanto Ejirou retirava sua única vestimenta 

Se separaram por mini segundos, para poderem respirar um pouco, formando um fio de saliva, conectando ambos. Logo voltaram a se beijar 

Aquela cena estava excitando demais os quatro. Tanto Midoriya quando Bakugou estavam duros, com o ômega tentando esconder, envergonhado, e o loiro sem nem sequer se importar se eles vissem ou não. Quanto aos outros dois, por estarem sem roupa alguma, era visível o que estavam sentindo ali em baixo  

O que de fato surpreendia e deixava o esverdeado louco. Era que mesmo Shoto sendo o controlado, ele não deixava sua presença alfa se apagar. Tanto que até agora não fez uma expressão manhosa, ou de dor

Ambos se separaram ofegantes, com o ruivo levantando seu tronco até ficar sentado sobre Todoroki. Não perdeu tempo, colocando dois dedos na boca do mesmo, usando sua outra mão para apertar seu peito, sem querer arranhando aquele local. Foi fechando sua mão, soltando o peito do namorado até chegar no mamilo, onde apertou com força 

Izuku instantâneamente sentiu o pré-gozo escorrendo ao ouvir o gemido de Shoto. Ele não era fino como seu, e não parecia ser de alguém que fica por baixo. O alfa simplesmente soltou um gemido de prazer, como faz sempre que entra em si. O rapaz estava desesperado para participar, mas acabaria atrapalhando se sequer tocasse neles 

Katsuki entendeu o que o ômega queria, logo lhe abraçando, como um pedido de desculpa 

- Eu não posso fazer nada com você enquanto eles estiverem se tocando. Iriam vir para cá na hora me ajudar se percebessem qualquer mudança no seu cheiro - Sussurrou frustrado. Queria jogar o namorado ao lado de Todoroki, e fode-lo enquanto Ejirou fodia o meio ruivo. Mas a primeira vez de um alfa com outro alfa não pode ter interrupções

Kirishima retirou seus dedos da boca do namorado, vendo que ambos estavam lubrificados o suficiente. Puxou os cabelos do alfa, afim de lhe dar mais um beijo

Conforme o ruivo ia descendo seus dedos, o bicolor ia abrindo suas pernas de maneira lenta. Mesmo com o beijo, eles não tiravam os olhos um do outro 

Ejirou chegou na entrada do alfa, a rodeando com seus dedos. Sorriu malicioso ao adentrar apenas as pontas, vendo o meio ruivo apertar os olhos de gemer rouco sobre o beijo. Vendo que Shoto não sentiu muita dor, adentrou seus dedos de forma mais rápida, sentindo eles completamente dentro 

- Porra...! - Ahhh, se ele soubesse o quanto estava excitando seu ômega com aquela pose alfa mesmo estando por baixo. Era raro Todoroki xingar alguém, tanto que Midoriya nunca ouviu em três meses de relacionamento

O alfa sorriu satisfeito por conseguir arrancar um xingamento do meio ruivo

- Vai continuar xingando se eu fizer assim? - Não se importou se estava doendo ou não, apenas começou a movimentar seus dedos de forma lenta, porém forte 

- ...! - Gemeu um pouco mais baixo, podendo sentir um pouco da dor de ser aberto 

Enquanto ambos se divertiam de monte. Katsuki disfarçadamente satisfazia o esverdeado. Lhe dando mordidas e beijos do pescoço ao ombro, enquanto apertava seus mamilos 

O ômega gemia praticamente mudo, e também estava se concentrando ao máximo para não adocicar seu cheiro sem querer 

- C-caralho - Ok, aquele tom de voz manso chamou a atenção dos três na hora 

- Já te abri o suficiente, huh? - Retirou seus dedos da entrada do namorado. Passou a mão pelo couro cabeludo do bicolor, puxando seus fios com força 

- Todo- hm... - Tentou ir até seu namorado, o loiro tomou providências na hora. Agarrando em sua cintura, enquanto tampava sua boca 

- Eu mandei não se mover em direção a eles! - Praticamente rosnou, fazendo Izuku choramingar, se aquietando. Afinal, a primeira vez dói, mas dói de verdade, e queria ao menos distrair o meio ruivo como ele sempre faz consigo - Kirishima sabe o que está fazendo, então se mantenha quieto! - Disse afrouxando o aperto 

- P-por favor, Kacchan, isso dói, eu preciso cuidar dele...! - Pediu desesperado. Que lobo não ficaria? Pois seu namorado iria sofrer um pouco agora, e não queria isso 

- Oe, é possível você confiar na gente ao menos uma vez? - Perguntou com um beiço magoado. Óbvio que estava fingindo. Mas que ser vivo insiste depois de ver Katsuki Bakugou com um beicinho triste? - Agora fique quieto, eu estou tentando te ajudar - Pediu fazendo um breve carinho nos cabelos de Izuku

...

O-o que acabou de acontecer naquele quarto? Meu deus! Eles realmente...

Midoriya já havia ejaculado umas 2 vezes sem sequer se tocar. Como seus namorados eram lindos aquele ponto?

E sim. Ejirou, que havia acabado seu trabalho no bicolor, estava sendo penetrado pelo loiro 

Estava excitado? Sim, mas ao mesmo tempo chateado. Ele não ganhou nenhum simples beijo de nenhum deles. O pobrezinho foi praticamente abandonado 

- K-Kat! Caralho! Vai devagar, merda! - Pediu entre gemidos. Bakugou estava indo rápido demais para sua primeira vez 

O ômega queria tanto tocar neles. Mas foi totalmente proibido por Katsuki. Estava odiando outra das ordens do namorado, a qual era que ele não podia se tocar para aliviar aquele calor insuportável

Não sabia qual era o motivo que o loiro sorria orgulhoso enquanto olhava de canto para si. Mas estava tremendo, e gemendo baixinho o nome de seus alfas 

- I-isso foi maldade - Kirishima falou vendo o estado deplorável de seu namorado - Agh! - Gemeu um pouco mais alto, sentindo o alfa acertar seu ponto sensível 

- O que foi? Vai implorar para que eu faça dentro? Sua putinha! - Perguntou se achando o máximo por estar conseguindo arrancar gemidos tão gostosos do ruivo 

- Pau no seu cu - Xingou se irritando um pouco. Será esse o verdadeiro Katsuki Bakugou na cama? Afinal, sempre se mostrou muito amável e dócil com seu ômega 

O loiro mostrou a língua para si, em sinal de provocação 

Ejirou aproveitou, lhe puxando pelos cabelos, para roubar um beijo do namorado 

E como o pobre rapaz ficava vendo tudo aquilo? Carente, extremamente carente. Se Shoto não estivesse cansado, e quase dormindo, pode ter certeza que beijaria até seus pés em troca de só um pouquinho daquilo 

- A-alfas, por favor - Implorou vendo ambos se separarem 

- Ei, pavê, cuide do Deku - Mandou dando tapas fracos no rosto do mesmo 

- Eu vou te queimar se tentar me acordar - Ameaçou voltando a fechar os olhos 

- K-Kacchan! Por favor! Shoto está cansado, p-por favor! - Implorou novamente, com pequenas lágrimas se formando no canto de seus olhos, enquanto balançava sua cintura de leve, tentando se aliviar em simples movimentos

Sem muitas opções. Katsuki dá um selinho de despedida em Ejirou, se direcionando ao seu pobre ômega 

Assim que ficou com seu rosto rente ao dele, Izuku fez questão de entrelaçar seus dedos nos fios da nuca do namorado, sorrindo levemente aliviado por ele ter lhe ouvido 

O alfa começou a lhe beijar, enquanto arrancava seu shorts de maneira bruta e rápida, deixando uma pequena marca de suas unhas na coxa direita de Midoriya 

Bakugou se separou do rapaz, ouvindo um suspiro 

- Awww, Kacchan...! - Gemeu sentindo o loiro descer o rosto até seu pescoço, mordendo com força aquele local

Izuku fechou os olhos com força, sentindo o alfa forçar seu falo contra sua entrada, conseguindo entrar em si 

- Gya!..! - Seu namorado entrou em si, sem mais nem menos - K-Kacchan, v-você está indo fundo demais!..! - Avisou com pequenas lágrimas se formando no canto dos seus olhos. Nunca conseguiu aguentar todo o tamanho de nenhum deles, e estava doendo

Ele o penetrava devagar. Porém, indo cada vez mais fundo 

- Não estava implorando por isso até agora? - Perguntou com um sorriso orgulhoso, forçando seu falo a ir mais fundo, ouvindo um gemido um pouco mais alto do ômega 

- Ack! Kacchan! - Chamou choroso, apertando os lençóis com força 

- Fique quieto, coelhinho, já está na metade - Sorriu animado, fazendo Izuku se desesperar um pouco. Obviamente era mentira, mas o pobre ômega não estava raciocinando direito para se acalmar, apenas acreditou 

- Kacchan... - Chamou pelo namorado, como se estivesse implorando para que parasse de fazer aquilo 

- Ok, ok, já chega. Mas só porque estou bonzinho - Disse dando um selinho em Midoriya 

O alfa começou a se mover na mesma intensidade que estava se movendo em Kirishima, tacando o foda-se se o esverdeado já estava acostumado 

Entre muitos gemidos e pedidos para Katsuki ir devagar. O pobre Midoriya entrelaçou suas pernas na cintura do namorado, grudando suas unhas nas costas do mesmo, arranhando até o abdômen do mesmo  

O bom é que o ômega já havia feito aquilo muitas vezes, então se acostumou rápido

Bakugou sorriu ao notar que os gemidos de dor estavam cessados, ouvindo apenas barulhos eróticos de prazer vindo do namorado 

...

Katsuki saiu de dentro de seu ômega. Sim, sem querer o atou, e para sua felicidade ele ainda tomava os remédios 

Se deitou ao lado do rapaz, abraçando sua cintura com força 

Izuku estava com as costas no colchão, soluçando, e com seu peito subindo e descendo, afinal. Ser atado dói, com certeza não vai ser uma coisa que ele vai se acostumar 

Seus outros alfas estavam dormindo até ser atado, pois os fez acordar com o grito de dor de uma hora atrás 

Agora estavam ali, ao seu lado, lhe dando o máximo de carinho, junto a Bakugou 

- Pronto, passou... - Shoto sussurrou dando um breve beijo em seus cachos 

- Isso...shhhh... - Kirishima falou, vendo que o ômega não estava soluçando como antes. Lhe deu um agrado, beijando seus lábios brevemente

Izuku esperou ambos afastarem um pouco seus rostos do seu, acariciando o canto do rosto de ambos 

- Estão bem? Não dói? - Perguntou com um sorriso gentil, preocupado com seus namorados 

- Dói um pouco, mas eu posso cuidar de você - Todoroki contou com um sorriso doce, segurando a mão do namorado, beijando as costas da mesma 

- Falando nisso... - O ruivo disse direcionando seu olhar ao loiro - Porra! Não poderia ter ido devagar não? Tá doendo pra um caralho! - Xingou o namorado, irritado por ele ter ignorado totalmente seus pedidos 

O esverdeado levou ambas as mãos para a parte de trás do pescoço de Ejirou, lhe puxando até seu rosto encostar em seu peito – Que ainda estava coberto, ele não tirou a camisa em nenhum momento – Izuku fez carinhos lentos e gentis nós cabelos de Kirishima, o fazendo corar 

- Sumimasen por isso... - O alfa disse passando sua mão no arranhão que havia causado na coxa direita de seu ômega, fazendo um carinho lento. Enquanto dava muitos, porém breves beijos na mordida que havia feito no namorado 

Midoriya virou seu rosto para Katsuki, afim de sorrir para si, ganhando um selinho 

- Izuku, meu pequeno - O bicolor lhe chamou atenção - Nós...podemos conversar sobre a marca? Meu amor - Perguntou fazendo um carinho nos cachos do rapaz, beijando sua bochecha 


Notas Finais


Bakugou passou o rodo em todo mundo
😳👉👈
Todoroki e Kirishima terão sua vingança😔✋


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...