1. Spirit Fanfics >
  2. Love >
  3. Três

História Love - Capítulo 3


Escrita por:


Notas do Autor


Olá, tudo bom?

Vamos com mais um capítulo porque hoje eu estou afiada e estou muito feliz pois o EXO vai voltar 💜.

Espero que gostem e tenham uma boa leitura...

Capítulo 3 - Três


Fanfic / Fanfiction Love - Capítulo 3 - Três

Beast/Highlight - 12h30


Capítulo 3

POV Jiwoo


Hoje era para ser o dia mais feliz da minha vida, onde eu entraria na igreja e diria "sim" para a pessoa que eu prometi passar o resto de minha vida ao seu lado. Mas o que era para ser o melhor dia de nossas vidas, se tornou o mais assombroso para a minha vida.

- Ele ainda não apareceu? - Disse minha mãe atordoada do lado de fora da igreja - Jiwoo está esperando no carro, ele não pode se atrasar justo no dia mais importante da vida dela!

- Pode ter acontecido alguma coisa, o meu irmão não iria quebrar o compromisso com Jiwoo, ele a ama - Disse seu irmão mais velho, Chen, para a minha mãe enquanto a mesma fazia um escândalo na porta da igreja.

Fico cansada de esperar então decido sair do carro e esperar pelo meu noivo na frente da igreja.

- Jiwoo - Disse Chen se aproximando de mim e me olhando nervoso - O que faz aqui fora? Por favor, volte para o carro.

- Chen, cadê o seu irmão... Cadê o Chanyeol? - Digo com lágrimas nos olhos, fazendo com que Chen me olhe preocupado.

- Ele me disse ontem que ele não iria vir, mas eu não acreditei no que ele disse - Disse Chen fazendo com que eu me desesperasse ainda mais. - Calma Jiwoo, ele poderia estar brincando comigo... Ele vai chegar, acredite em mim.

- Meus queridos, vai fazer uma hora - Disse o cerimonialista aparecendo na porta da igreja - Não posso esperar mais, ainda tenho um outras cerimônias para realizar.

- Espere mais um pouco por favor, ele vai chegar - Digo observando o transito calmo e que nenhum daqueles carros era o de Chanyeol. Estava começando a perder as esperanças.

- Desculpe minha querida - Disse o cerimonialista tocando em meu ombro - Eu não posso esperar mais.

- Tudo bem - Digo tentando segurar as minhas lágrimas, mas eram inúteis as minhas tentativas. Chanyeol havia me abandonado.

- Eu sinto muito Jiwoo, eu não sei o que deu no meu irmão para ele agir dessa forma - Disse Chen se sentando ao meu lado e me abraçando, fazendo com que eu derrame todas as lágrimas que estava segurando - Vem, eu vou te levar para casa.

- Leve ela ao apartamento para ela poder pegas as suas coisas - Disse minha mãe - Eu estarei lhe esperando em casa.

Chen me segura e me leva até o seu carro, naquele momento tudo o que eu via era tristeza, decepção e angústia. Olho para a janela do carro e vejo os convidados saindo um por um do local, alguns se mostravam visivelmente surpresos ao saber que o casal mais apaixonado não iria ter o seu final feliz. Sinto o carro de Chen se afastar aos poucos do local e indo em direção ao apartamento onde Chanyeol e eu iriamos morar, minha mãe havia colocado as minhas coisas no apartamento a dias para facilitar a mudança.

Assim que chegamos no local veio em nossa direção o porteiro do prédio, Sr. Kim, o mesmo era pai de Jongin, um dos estagiários do hospital e um grande amigo que estranhamente não foi em meu casamento.

- Bom dia Jiwoo - Disse o Sr. Kim meio nervoso. O mesmo me olha de cima a baixo e vê o meu vestido de noiva - A senhorita não estava para se casar agora?

- O meu noivo não apareceu - Digo tentando sorrir, mas uma lágrima solitária caiu de meus olhos.

- Eu sinto muito Jiwoo, eu entendo a sua dor e sei que não está fácil - Disse o senhor para mim. Kai me contou uma vez que o senhor Kim também foi abandonado no altar pela sua primeira noiva, e que até hoje ele tenta reencontrá-la para saber o porque que ela fez isso. - Mas não fique triste minha menina, você ainda vai encontrar alguém que te ame de verdade, sim?

- Obrigada Sr. Kim - Digo entrando no prédio acompanhada de Chen. Olhamos e vimos que o elevador estava sendo concertado, então tivemos que subir quase seis lances de escadas para chegas ao meu andar.

Quando finalmente chegamos no andar, eu seguro na maçaneta da porta e sinto uma vontade de desabar por completo. Aqui seria um começo de uma nova vida para nós dois, mas tudo virou ruínas.

- AH! - Ouço um gemido alto vindo do meu apartamento. Olho para Chen e vejo que o mesmo estava surpreso, então o mesmo também escutou.

- Mais alguém tem a chave do apartamento? - Disse Chen confuso e me olhando curioso. Os gemidos continuavam e ainda mais altos.

- Não, só eu e Chanyeol tínhamos as chaves - Digo mexendo na maçaneta e vendo que a porta estava aberta. Entro devagar e faço sinal para Chen faça o mesmo que eu. Vejo as minhas malas na sala e peço para que Chen as leve para o térreo e que me espere lá.

Caminho pelo apartamento atrás dos gemidos e vejo que o local era no nosso quarto. Abro a porta devagar e vejo a pior visão que eu poderia ter em minha existência.

Chanyeol estava nu sentado na cama enquanto Sana, a minha prima, estava sentada em seu colo nua rebolando por cima dele. Os gemidos dos dois eram altos e faziam o meu estômago revirar. Chanyeol puxava os cabelos de Sana e beijava o seu pescoço com vontade enquanto a mesma rebolava em seu colo e o chamava de "amor".

- Eu te amo - Disse Chanyeol para Sana, o que foi a gota d'água para mim. Bato a porta do quarto com força e saio com tudo do apartamento para que os dois não pudessem me ver, desço os lances de escadas e sinto o meu vestido prender em uma viga solta, rasgando a cauda do vestido. Termino de descer as escadas e corro para longe, esquecendo de Chen e de todo mundo que me esperava na casa de minha mãe.

Eu queria morrer, sumir da face da Terra e esquecer de vez tudo o que eu presenciei naquele apartamento. Chanyeol estava me traindo com a minha melhor amiga, minha fiel companheira e minha parente. Eu me senti impotente, tinha que ter entrado e soltado todos os meus temores para fora, ter desejado que os dois morressem, mas eu não consigo... Não agora.

Sem pensar eu corro no meio da rua, e derre pente um carro para em minha frente, quase me atropelando. A porta do carro se abre e sai dali um belo homem alto, de cabelos escuros e um olhar meio perdido. O mesmo se aproxima de mim e toca em minha mão com delicadeza.

- Me desculpe eu não prestei atenção no trânsito, está tudo bem com você? - Disse me olhando nos olhos. O mesmo olha para o meu vestido e depois para mim com curiosidade - Está atrasada para o seu casamento?

- Me tira daqui por favor - Digo abraçando o desconhecido sem pensar em nada, eu só queria fugir dali e nunca mais voltar - Por favor.

- Vem, entra no carro - Disse o homem me ajudando a me levantar e me leva para dentro do carro. O mesmo entra em seguida e saímos dali rumo ao desconhecido.


POV Chanyeol


Estava transando com Sana quando eu escuto o barulho da porta do quarto bater com força. Paro o que estou fazendo e a olho meio confuso.

- Mais alguém tem a chave do apartamento? - Disse Sana se vestindo.

- Não, apenas eu e... - Paro de me vestir e olho para a porta novamente - Jiwoo. PORRA!

- Será que ela nos viu? - Disse Sana assim que terminou de se vestir.

- O que isso importa? Eu esqueci do casamento! - Digo correndo para o banheiro e vestindo o meu terno branco. Sana se aproxima de mim e me olha desacreditada.

- Eu não acredito que agora você decidiu se casar com ela! - Disse a morena com um olhar de raiva.

- Sana você sabe que eu amo a Jiwoo - Digo terminando de colocar a gravata - Agora sai daqui antes que alguém te veja, entendeu?

Beijo Sana e corro para a saída, mas assim que eu abro a porta eu sou recebido por um belo soco no rosto vindo de Chen.

- Como pode envergonha-la daquele jeito? - Disse Chen sério me olhando - Sabia que a Jiwoo ficou mais de uma hora te esperando para você resolver não aparecer.

- Mas eu estou pronto agora, eu me decidi casar com ela - Digo olhando para Chen que se aproxima e me dá mais um soco no rosto.

- Não adianta mais a sua decisão, não vai haver mais casamento - Disse Chen sério - E eu duvido que Jiwoo volte para você depois do que você fez, ou você acha que ela vai entender que você a abandonou no altar pois estava com dúvidas?

Antes de Chen continuar, Sana sai do quarto e o olha apavorada. O mesmo a olha e depois olha para mim e com raiva o mesmo me dá um tapa estalado no rosto.

- Então esse eram os gemidos que Jiwoo e eu ouvimos - Disse Chen fazendo com que eu o olhe apavorado - Você a traiu com a própria prima? Como pode ser tão baixo ao ponto de jogar pro alto anos de namoro para dormir com uma vagabunda?

- Não xinga a Sana - Digo o olhando sério, deixando Chen surpreso com minha atitude.

- Você ainda a defende? - Disse Chen irritado - Quer saber Chanyeol? Você merece isso que está acontecendo... Se acha que é com essa vadia que você tem que ficar, então fique longe da Jiwoo e não a procure mais.

- Porque está tão irritado com o que eu fiz? Parece que você gosta da Jiwoo - Digo vendo Chen ficar calado, concordando então com o que eu pensava - Você é apaixonado pela minha mulher?

- Ela deixou de ser sua assim que você não foi homem o suficiente para cumprir com o seu compromisso - Disse Chen me olhando sério - Mas fique tranquilo Chanyeol, que eu nunca me aproximei da Jiwoo por desejo, pois eu sei que ela te amava e que eu nunca iria ser sujo ao ponto de ficar com ela sabendo que você a ama... Ou amava, já que estava transando com uma qualquer na cama que iria dormir com Jiwoo.

Chen sai da casa e me joga uma das chaves que Jiwoo tinha em meu rosto.

- Ela esteve aqui? - Digo com lágrimas nos olhos - Onde ela está Chen, eu preciso falar com ela!

- Você não vai falar com ela - Disse Chen me olhando - Se eu saber que você a encontrou eu vou acabar com você.

Chen sai do apartamento me deixando sozinho com Sana. Olho para a chave em minhas mãos e vejo que nela havia uma foto de de nós dois no dia em que a pedi em casamento. As lágrimas caíram com vontade, enquanto Sana tentava me conter.

- Vai embora daqui - Digo com raiva para a morena que me olha surpresa - SOME DAQUI!

Sana se levanta e corre assustada do apartamento, me deixando sozinho e sofrendo pela decisão estúpida que eu fiz.

- O que foi que eu fiz? - Digo engasgando com minhas próprias lágrimas.


POV Suho


Entro no carro e saio da casa de meus pais e sigo para o cartório para assinar os últimos documentos do meu divórcio com Mina. Depois de descansar e pensar bem, decido assinar os últimos papéis e fazer com que isso termine de vez e eu deixe Mina em paz.

Cruzo o sinal e vejo um vulto branco sobre o carro, fazendo com que eu freie o carro e saísse do carro assustado. Olho e vejo uma bela mulher de cabelos cacheados, mas com um olhar triste.

- Me desculpe eu não prestei atenção no trânsito, está tudo bem com você? - Digo olhando a menina nos olhos, olho para ela de cima a baixo e vejo que a mesma estava com um vestido de noiva - Está atrasada para o seu casamento?

Vejo que a mesma começa a chorar e do nada ela me abraça com força, como se eu fosse o seu refúgio. Sinto o meu coração acelerar e tinha uma vontade imensa de ficar ali a abraçando e passando conforto.

- Me tire daqui - Disse ela chorando desesperada - Por favor.

- Tudo bem - Digo a pegando e a colocando dentro do carro, e ligando o veículo indo para longe dali.

Não sei para onde iria, ou o porque eu coloquei uma desconhecida para dentro de meu carro. Mas sinto que ela está sentimento o mesmo que eu, e eu iria protegê-la.


Notas Finais


Finalmente eles se conheceram, pena que foi de um jeito triste...

Até mais... 💜


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...