História Love and Hate - Capítulo 2


Escrita por:

Postado
Categorias Pristin
Tags Minkyebin
Visualizações 83
Palavras 1.202
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ficção, Luta, Mistério, Romance e Novela, Yuri (Lésbica)
Avisos: Álcool, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Olha só quem voltou huhsuha.
Primeiramente eu quero agradecer a minha namorada linda _Ky por ter feito essa capa linda. OBRIGADA MOZÃO <3.
O capitulo está bem levinho mas não por muito tempo hahahaha. Enfim espero que aproveitem.

Capítulo 2 - Lucky


Fanfic / Fanfiction Love and Hate - Capítulo 2 - Lucky

Era fim de semana em Seoul, a maioria das pessoas aproveitando a folga depois de uma semana de trabalho com suas famílias ou amigos, mas diferente dessas pessoas Minkyung estava concentrada em analisar o caso recente de roubo na cidade logo pela manhã, este que vem tirando-a do sério.

Sentada em sua cadeira vestindo apenas uma calcinha e uma camisa social ambas na cor branca, a Kim tentava ao máximo juntar as peças desse novo quebra-cabeça. Havia conseguido uma única pista em toda a semana, era uma pequena filmagem da entrada do cofre antes da mesma ser manipulada. A parte estranha era que, durante a gravação foi possível ver duas pessoas usando roupas completamente rosas ao invés do tão comum preto e a silhueta de ambas se assemelhavam à de mulheres.

Depois de tanto quebrar a cabeça pensando, Minkyung se lembrou que ainda não havia ligado para Kang Yebin. Solta um pequeno suspiro e pega seu celular discando o número de Kang.

Se Minkyung tinha motivos para detestar a Kang? Tinha até de sobra, Yebin era convencida, se gabava por resolver casos tão difíceis quanto os da Kim e o que mais a irritava era como Rena a provocava sempre que tinha oportunidade. Aquilo fazia Minkyung querer socar a cara daquela anã de jardim.

Elas haviam se conhecido em uma operação dois anos atrás, quando Kim ainda não era chefe do departamento de polícia. Kim se lembra de ser amigável e tudo mais com Rena mas basta uma provocação dela que tudo vai por água abaixo. Só estava fazendo esse sacrifício porque sabia que com a ajuda da Kang poderiam resolver o caso mais rápido.

[ ... ]

A Kang estava em sua sala de dança, ela adorava os grupos femininos de K-pop de seu país e estava aprendendo a coreografia de um desses grupos quando escuta o toque de seu celular.

– Alô? – Diz um tanto ofegante enquanto abria uma garrafa d’água tomando um pequeno gole em seguida.

– Olá Detetive, quem fala é Minkyung do Departamento de Polícia, espero que esteja disponível, irei precisar de sua ajuda – A voz já um tanto conhecida pela Kang disse.

– Kim Minkyung me ligando e ainda pedindo ajuda? Esse dia acabou de ficar maravilhoso – Fala soltando uma risada.

Olha Kang, eu não estou para brincadeiras se eu estou pedindo ajuda é realmente sério, eu não te suporto e você sabe bem disso – A kim diz já perdendo a paciência.

– Okay okay eu te ajudo, me passe tudo por e-mail, irei dar uma olhada e mais tarde nos encontramos, pode ser? – Pergunta já se retirando da sala de dança.

Tudo bem, irei mandar meu endereço por mensagem. – diz rapidamente desligando sem dar a chance de Yebin se despedir.

A Kang não poderia estar mais animada possível, já fazia um tempo que tentava uma aproximação com a Kim, esta que sempre fingia que a ela não existia. Rena sabia que era por causa das provocações que sempre fazia com Kim, mas ela simplesmente adorava ver a cara de brava de Minkyung, chegava a ser fofo, por isso não resistia em atazaná-la. Yebin iria ajudar Minkyung, mas não é só isso que ela irá fazer.

[ ... ]

– Como pode ser possível? Eu mal falei com ela por cinco minutos e ela já conseguiu me tirar do sério! – Minkyung fala para sua melhor amiga Jung Eunwoo.

Amiga você precisa ter paciência, ela só faz isso porque você se irrita fácil, para ela isso é divertimento. Você deveria entrar no jogo dela – a Jung diz enquanto pintava as unhas de Minkyung.

– Eu sei – amua baixo – aquele projeto de anã adora tirar com minha cara. – Diz fazendo bico.

Se eu fosse você iria usar toda essa beleza ao meu favor, no fundo eu acredito que essas brincadeiras dela são para chamar sua atenção. Eunwoo diz com certa malicia.

– Você só pode estar louca – Minkyung fala rindo. – Ela me irrita porque não tem nada melhor para fazer e não para chamar minha atenção tsc. – A Kim diz já ficando com raiva, ato esse que faz a amiga com cabelos rosados soltar uma gargalhada.

Só estou dizendo o que penso Minky – olha para a amiga e da um sorriso um tanto sapeca. –Bem, suas unhas estão prontas, agora vamos pintar esse cabelo porque eu não aguento mais te ver com esse preto morto. – Fala já se levantando do sofá.

Minkyung revira os olhos para a amiga logo se lembrando que não tinham almoçado e já passava das uma da tarde. – Está bem coisa, mas vamos almoçar primeiro.

[...]

– Uau... – Minkyung diz admirada olhando o resultado da nova cor de seu cabelo.

Era uma espécie de platinado que muitas idols estavam usando na Coreia ultimamente, Minkyung nunca pensou que ficaria tão bonita com esse tipo de cor no cabelo, mas agradecia Eunwoo por essa mudança. Passava tanto tempo trabalhando que nunca tirava um tempo para se cuidar.

É, eu sei, ficou muito bom mesmo. – Disse Eunwoo se gabando pelo resultado­. –Mas agora eu preciso ir, eu meio que conheci alguém e tenho um encontro.

– Muito obrigada por hoje woo, e boa sorte nesse encontro, depois me conta tudo – Fala Minkyung se despedindo da amiga.

Pode deixar, boa sorte com a Kang. –Eunwoo disse dando uma piscada.

– Vou precisar.

[...]

Então quer dizer que você irá trabalhar com chefe do Departamento de Polícia? – Perguntou Park Xiyeon, melhor amiga de Yebin.

– Sim, esse momento é todo meu – diz Yebin empolgada.

Boa sorte para ela... – sussurrou Xiyeon mas a Kang ouviu.

– Yah!!, eu juro que vou tentar não a provocar... o tempo todo pelo menos. Diz dando de ombros.

Sei.

– Enfim, o caso é realmente complicado e talvez leve certo tempo para que a gente consiga resolver, então no meio disso eu vou tentar ser pelo menos amiga dela. ­ – Yebin diz com uma expressão maliciosa.

Você não tem jeito mesmo Kang, mas como eu sei que você não vai mudar de ideia, espero que consiga se aproximar dela, e por favor, não a machuque e não se machuque. – Xiyeon aconselha tocando o ombro da amiga.

Xiyeon sabia que a Kang era um tanto cafajeste, mas era uma boa pessoa, e sabia dessa queda que ela tinha pela Kim, só não queria que ambas saíssem machucadas dessa história.

– Prometo me esforçar para que dê tudo certo, agora eu vou me arrumar daqui a pouco irei me encontrar com ela.

Tudo bem então, eu também tenho um compromisso hoje.

– Park Xiyeon vai sair com alguém é isso mesmo? ­­ – A Kang pergunta sorrindo sugestivamente.

­– S-sim, eu a conheci no trabalho e ela me convidou para jantar. – Xiyeon fala tímida.

– Finalmente! Já estava na hora de você sair com alguém, essa beleza toda precisa ser apreciada por alguém além de mim. – Rena diz sorrindo do olhar que a amiga lhe lançou.

Muito engraçado Kang, você deveria ser comediante o que acha? – A Park diz irônica logo recolhendo suas coisas para se despedir da amiga.

– Estou brincando meu amor, espero que ela seja uma boa pessoa e se divirta! – Yebin dá um leve abraço em Xiyeon se despedindo.

Obrigada e Boa sorte com a Kim, até depois.

Sorte era tudo que a Kang iria precisar daqui para a frente.

 


Notas Finais


bom, é isto hsuhsu comentem oq acharam e até a próxima, beijos de luz


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...