História Love and Madness - Capítulo 8


Escrita por: ~ e ~BloodQueen1999

Postado
Categorias Thor
Tags Janefoster, Loki, Ninadobrev(becky), Romance, Thor
Visualizações 155
Palavras 2.097
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Drama (Tragédia), Fantasia
Avisos: Drogas, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Capítulo 8 - Semideusa


Fanfic / Fanfiction Love and Madness - Capítulo 8 - Semideusa

Pov.Loki

Eu estou surpreso, um dos anunciadores de Hela apareceu para Becky, dês de o momento em que vi aquela criatura eu soube que algo estava errado, os olhos da mesma escondiam algo sombrio, mas o que Hela minha mãe queria com Becky?.

Os anunciadores são mandados geralmente em busca de almas puras de Asgardianos ou outros seres dos nove reinos, mas é a primeira vez que vejo um dando seu veredito a um humano de Midgard, o objetivo dos anunciadores e anunciar algo que se oculta, eles caçam almas puras e inocentes. Mas Becky é apenas uma Midgardiana, o que teria de especial para Hela querer sua alma?.

O anunciador falou algo a Becky, eles sempre falam, mas a mesma estava em choque para falar, eu entendo o choque de Becky pois a mesma não tinha conhecimento dessa criatura e ver um ser desses em sua frente deve ter sido enlouquecedor, eu não me vi muito surpreso, o meu temor foi o anunciador tentar matar Becky, pois quando eles não conseguem corromper a alma que é desejada eles matam o corpo físico e levam a alma para o Hell. Agora tenho que ficar de olho em Becky, se a mesma é valiosa ao ponto de uma invasão dessas, terei que protege-la de minha mãe.

    -------------------*****************-------------------

Becky estava dormindo abraçada a mim, depois de um tempo sentado na cama observando a mesma, eu deitei ao seu lado, logo ela colocou a mão sobre meu peito e ainda sonolenta dormiu. Eu não dormi a noite toda pensando em mil maneiras de ir ao Hell ver Hela minha mãe e perguntar qual o objetivo dela com tudo isso, mas porque eu faria isso?

Becky não é problema meu.

Eu a fitei, a mesma respirava tranquilamente, sua boca rosada estava entre aberta, seus cílios finos e delicados emolduravam seus lindos olhos que agora jaziam em um sono profundo, sua pele era quase perfeita, branca e lisa como seda, seu nariz era delicado como de uma Deusa e seus cabelos castanhos eram tão macios, mas de fato ela estava longe de ser uma Deusa, por mais bonita que seja ainda é habitante de Midgard e mortal.

Ela se remexeu por um momento, depois se ajeitou ainda abraçada a mim, ainda sonolenta começou a passar sua mão que me abraçava por meu peito, como se tivesse tentando descobrir onde está, ela abriu os olhos lentamente e viu meu olhar fixo nela, a mesma deu um salto tão grande que caiu da cama, eu tentei segurar a mesma mas ela caiu rápido demais.

-Ai. -Falou ela que estava deitada no chão, seus cabelos estavam esparramados e ela tinha um sorriso engraçado.

-Você está bem? -Indaguei levantando e indo até a mesma ajudando-a a levantar.

Ela me estendeu a mão e se pós de pé.

-Eu não sei, é como se tudo fosse um sonho, foi tão surreal. -Ela falou me fitando e sentou na beirada da cama.

-Deve ter sido um grande trauma, mas não vai mais acontecer. -Falei sentando ao seu lado.

-Se não fosse sua intervenção lá, eu acho que estaria morta, o jeito que aquela coisa me olhava, como se quisesse me estraçalhar. -Falou a morena me fitando e agora seus olhos estavam marejando.

-Eu nunca deixaria algo acontecer com você. -Falei sincero, acho que Becky era a primeira amiga que tinha em mais de mil anos.

-Você é um bom amigo, devia ter te escutado e largado aquele gato ou sei lá como se chama aquilo, eu fui uma idiota. -Falou ela esfregando os olhos tentando conter as lágrimas.

-Não fique assim, você apenas viu bondade naquele ser, você não esperava que o mesmo fosse um monstro. -Falei pegando sua mão e fitando seus olhos castanhos escuros.

-O que era aquilo Loki? -Indagou Becky que me olhava com medo e receio.

Eu não sei se seria certo, mas para saber o que a criatura falou para Becky antes de sumir eu deveria ser sincero com a mesma.

-Era uma criatura do Hell, um anunciador de Hela. -Falei fitando a mesma.

-Do inferno, mas o que ele queria comigo? -Indagou ela que agora apertava minhas mãos com força.

-Geralmente são caçadores de almas puras de guerreiros ou algum ser dos nove reinos. -Falei fitando os olhos de Becky.

-Estou com medo. -Falou ela. -Essas coisas de vida fora da terra me perturbam.

-Calma, agora quero que me diga algo, o que aquela criatura falou para você? -Indaguei olhando sério para Becky, a mesma se levantou e ficou de costas para mim.

-Porque acha que ele falou alguma coisa?.- Indagou ela nervosa.

-Eu sou o Deus das mentiras você pode mentir para qualquer um, menos para mim. -Falei e fiquei em frente da mesma.

-O que ele falou foi desconexo! foi loucura. -Falou ela que agora começou a andar de um lado para o outro no quarto.

-Fale. -Disse esperando ouvir o que queria.

Becky parou de súbito e me olhou séria falando: Ele falou, Sigyn de Asgard, seus dias na terra estão contados.

A morena terminou de falar e eu me vi com a boca aberta, sendo quem eu sou mais de mil alternativas me passaram pala cabeça, mas uma delas foi a mais plausível, agora estava explicado, anunciadores não procuram humanos, então Becky... isso é impossível.

-Quem são seus pais? -Indaguei me aproximando dela.

-Eu não sei Loki, me deixaram em uma porta qualquer. -Falou ela agora aflita e nervosa.

-Quando abandonaram você, deixaram alguma coisa junto a ti? -Indaguei tentando assimilar aquilo tudo.

-Bem... sim, me deixaram em uma cesta de palha enrolada em um cobertor e deixaram um pequeno livro na cesta comigo. -Ela disse e caminhou até a estante de livros pegando o pequenino livro dourado e dando ele para mim.

Eu sabia que aquilo era loucura, mas agora eu tinha certeza que Becky veio de Asgard ou de outro reino, ela não é de Midgard.

-Você não é humana. -Falei fitando a mesma sonhador agora.

-Como assim?! está me assustando. -Falou a morena que me fitava com medo.

-Tudo isso, o anunciador, esse livro que apenas existe em Asgard e a maneira como foi deixada por sua mãe ou pai, apenas demonstra que você não é Midgardiana. -Falei fitando a mesma.

-Mas porque alguém de outro mundo como o seu, iria vir a terra para me abandonar?.-Indagou ela que agora começou a derramar lágrimas e silêncio.

-Eu não sei, mas conheço alguém que pode saber sua origem, pois o mesmo sabe tudo. -Falei me referindo ao Deus poderoso que por tanto tempo chamei de pai, mas estava longe de ser um.

-Quem? -Indagou ela estranhada.

-Odin, ele é o dono da sabedoria universal e saberá de onde você veio e qual sua linhagem. -Falei fitando Becky e vi um fio de esperança em seus olhos.

-Então vou descobrir quem são meus pais? - Indagou ela com um sorriso feliz mas que escondia tristeza.

-Possivelmente. -Falei fitando-a.

-Mas como vamos falar com esse tal Odin? - Indagou ela pensativa.

-Vamos para Asgard. -Falei fitando a mesma que deu um sorriso muito grande.

-Asgard? Asgard o reino dos Deuses como você e Thor? -Indagava ela sorrindo com excitação.

-Sim. -Falei sorrindo por a mesma estar sorrindo, isso parece bobo mas quando Becky ri eu acabo sorrindo.

-Ual! minha nossa! -Falava ela que andava de um lado para o outro muito agitada.

Após sair do quarto de Becky, eu fui até Thor, falei com ele sobre a situação de Becky, logo ele concordou e não demorou muito para que o mesmo decidisse o mesmo que eu ir até Odin perguntar sobre o passado incerto de Becky.

Eu voltei para a cede da S.H.I.E.L.D com Thor e encontrei Becky andando de um lado para o outro.

-Oi!! -Gritou ela sorrindo.

-Pronta? -Indagou Thor.

-Eu não sei. -Falou ela incerta.

-Vai ser um pouco enjoativo, então se segure em um de nós. -Falou Thor.

Eu jurei que a mesma ia se segurar em Thor, mas ela veio até mim, acho que a mesma me considera um amigo. Ela me abraçou forte. Eu, Becky e Thor estávamos no estacionamento da S.H.I.E.L.D, já era quase noite.

-Okay, se segure bem firme. -Falou Thor.

Becky se agarrou mais forte a mim.

-Heimdall! abra a Bifrost!. -Bradou Thor convicto, ele empunhava seu Mjollnir e sua armadura e eu também vestia a minha.

Logo o seu se abriu, eu fitei Becky e a mesma estava de olhos fechados me segurando com força, o portal cai em cheio em cima de todos nós e subimos rumo a Asgard, Becky ousou abrir os olhos e ambos estavam arregalados e maravilhados, a mesma quase vacilou caindo mas eu a segurei forte. Eu já estava acostumado a ir e vir em Bifrost então aquilo era até monótono, mas para Becky era muito excitante e maravilhoso.

Logo chegamos a Bifrost, Heimdall nos recebeu com um sorriso.

-Filho de Odin, bem vindo novamente a Asgard.- Falou Heimdall.

Eu sabia que aquele comprimento e saudação era para Thor.

Becky estava um pouco tonta e quase caiu, mas eu a segurei.

Ela começou a rir e falou.:- Nossa que loucura.- Disse ela feliz.

Olá. -Falou ela a Heimdall ele sorriu em cumprimento para Becky.

-Vamos.-Falou Thor e todos cruzamos a grande ponte do asco íris, caminhando.

Becky se aproximou da beirada e ficou fitando os buracos negros.

-Sai dai. -Falei e puxei a mesma, a última coisa que quero é que Becky cai em um desses buracos de minhoca e vá parar em alguma parte do universo.

-Esta bem. -Falou ela que me seguia bem de perto.

Depois de um tempo chegamos em frente aos portões do castelo de Asgard, os guardas fizeram reverencia e abriram os gigantescos portões, logo o palácio gigante de ouro surgiu, Becky estava tão impressionada que até travou, mas eu a arrastei comigo pela mão. Ela olhava tudo atentamente como se gravasse cada lugar.

Chegamos a sala do trono, Odin estava sentado imponente com seu cetro em mãos, ele abriu os olhos quando nós viu, e parou seu olhar em Becky, o mesmo levantou do trono e ficou fitando ainda mais Becky.

-Nosso pai, achamos que a mesma seja uma de nós, ou uma entidade de um dos outros reinos. -Falou Thor.

Becky estava apavorada olhava Odin com receio e se mantinha atrás de mim e Thor.

-Venha cá minha criança. -Falou Odin.

Eu fitei Becky e a mesma saiu de trás de nós e fitou Odin.

-Quem é sua mãe? -Indagou Odin que fitava Becky estranhado, eu jamais vi aquele olhar no meu pai.

-Eu não sei, ela me deixou abandonada em frente a uma casa. -Falou Becky nervosa fitando Odin.

-Meu pai, a mulher deixou isso com Becky quando a mesma ainda era uma bebê. -Falei e me aproximei de Odin entregando o pequeno livro dourado ao mesmo.

Ele pegou o livro e o abriu, ele fitou por alguns segundos, e levantou o olhar surpreso para Becky, Odin saiu do trono e caminhou lentamente até Becky, ele pegou a mão da mesma, e fechou os olhos.

Ela me olhou apavorada mas eu a olhei com um olhar que dizia para a mesma ter calma.

Logo Odin abriu os olhos e fitou Becky com os mesmos marejados.

-Você é Midgardiana e Asgardiana, filho de um Deus e de uma mortal. -Falou Odin.

Becky deixou uma lágrima cair silenciosa.

-Isso é impossível. -Falou Odin que fitou Becky.

-O que há meu pai? -Indagou Thor perplexo.

-Ela é minha filha. -Falou Odin sério fitando Becky.

Eu sou Loki de Asgard, e nada me pega de surpresa, mas dessa vez eu quase cai para trás, eu cheguei a cambalear, como se tivesse levado um soco no estomago, Thor estava com os olhos tão arregalados que eu me vi ainda mais assustado e surpreso.

-Você é meu pai? -Indagou Becky que olhava Odin.

-Sim minha criança, não sabe o quanto de procurei pelos nove reinos. -Falou Odin que alisou o cabelo de Becky.

Becky abraçou o velho e começou a chorar.

-Você traiu nossa mãe com uma mortal! e gerou um filho! nossa mãe deve estar chorando com as estrelas agora!.--Bradou Thor alto e bravo.

-Cale-se Thor. -Gritou Odin o que fez Becky se afastar um pouco, Thor abaixou a cabeça submisso.

Eu não falei nada apenas me vi surpreso, Odin o Deus acima dos Deuses o rei supremo de Asgard, pai de uma bastarda filha de um mortal com o mesmo, que tanto repudia esse tipo de união.

-Meu pai creio que nós deve uma grande explicação. -Falei sério.Odin fitou a mim e Thor e depois Becky.

-Sim, eu lhes devo, mas devo mais a você. -Falou Odin que fitava Becky.

Eu não acredito, Becky é meia irmã de Thor. Mais uma para disputar o trono.


Notas Finais


NOTAS:
*A Hela nas HQs é filha de Loki, mas segundo fontes confiáveis ela será mãe de Loki em Thor Ragnarok, mas se não for eu assumo a consequência, a mesma se enquadra mais como mãe sendo que aparenta ser bem mais velha.
*Sim é possível filhos entre Deuses e mortais a Bucky é um exemplo vivo.
*Odin é o pai dela, tudo será explicado.
*Thor é meio irmão de sangue de Becky.
*Loki não é irmão de sangue da mesma pois ele é adotado.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...