História Love and seduction (Taekook) - Capítulo 4


Escrita por:


Capítulo 4 - Perdição


Fanfic / Fanfiction Love and seduction (Taekook) - Capítulo 4 - Perdição

*Taehyung*

Ao contrário do que as pessoas pensam quando ando por ai, dentro da sala de aula eu era um aluno completamente diferente, me dedico tolamente, ganho elogios por sempre ter as melhores notas. 

A vontade de ser Psicólogo surgiu na adolescência, é comum nessa idade passarmos por dificuldades, onde queremos descobrir coisas novas, encontrar a si mesmo. Eu tenho um bom relacionamento com minha família,  eles apoiam minhas decisões e meus gostos, mas quando eu era mais novo tive problemas em dizer o que sentia para a minha família. Parecia que todos os problemas dos outros eram piores que os meus, então eu sempre tentava ajudar. 

Em um dia de aula, tivemos palestra com uma Psicóloga e foi naquele dia que eu desci o que queria ser. Escutar os outros quando eles sentirem que não são nada, ajudar a encontrar um motivo para continuar.

Agora eu estava no meu primeiro ano de faculdade, é muito mais difícil do que pensei, mas quando eu lembro o porquê de estar ali, continuo firme.

Mas fora da sala de aula, eu era um completo paquerador, claro que com moderação, sei quando posso avançar e quando tenho que parar. Gosto de contato físico, meus melhores amigos as vezes pegam no meu pé por eu ser grudento.

Antes, meu passatempo era pertubar as pessoas próximas a mim, hoje, eu procuro todas as formas que eu encontrava para pertubar Jeon Jungkook. Quando o vi naquela festa na casa do Namjoon, fiquei admirado. Ele era dono de uma beleza incrível, sua expressão de irritado o deixava ainda mais lindo, deixá - lo irritado era muito fácil. Devolvia seus olhares no refeitório, até mesmo depois que ele fingia que eu não estava ali. 

Passei a ir no dormitório apenas para vê - lo, flertava com ele sem medo e era engraçado ver ele ignorar todas. O dia que eu o vi dançando foi umas das melhores coisas que já presenciei, seus movimentos eram confiantes e delicados ao mesmo tempo.

Ainda ia conseguir ter ele do jeito que queria, nem que seja a última coisa que eu faça.

- Jungkook. - Falei quando vi o moreno Indo para a cantina.

- Sem tempo pra você, Kim. - Ele disse enquanto escolhia o sabor do suco. 

- Você gosta de passear no parque? 

- Depende. 

- Como assim?

- Se você me chamar para ir em algum parque,  eu não gosto. Se for só uma curiosidade, eu gosto. - Pagou o suco de maracujá e me deixou para trás.

Esses respostas dele me faziam rir, a personalidade desse garoto era incrível. Segui ele até a mesa onde os amigos dele estavam. 

- Você é muito chato. - Reclamei 

- Eu sei - Jeon tomou um gole do suco e me encarou. - Então porquê não vai achar alguém mais legal para pertubar?

- Boa tentativa, mas não vai ser dessa vez. 

Ele revirou os olhos e virou o rosto, sorri me apoiando na mesa. 

- O que há com vocês dois? - Perguntou um dos amigos. 

- Comigo nada, esse garoto que não larga do meu pé e não aceita um não.  - Respondeu Jeon fazendo um biquinho enquanto falava. 

- É porque ele gosta de você.  - Yoongi chegou do nada e sentou com a gente.  - Ele só incomoda as pessoas que chamam a atenção dele. 

- Eu sei o que ele quer, mas a resposta é não. - Disse Jungkook.

- Não fale como se as suas táticas de mostrar que gostam de alguém fosse incrível. - Falei para Yoongi.

- Ele consegue gostar de alguém?  - Perguntou o amigo baixinho do Jeon.

- Você não faz ideia.  - Falei sorrindo para ele, a resposta na cara dele. 

- Estou surpreso.  

Yoongi fez cara de tédio e começou a comer o que tinha comprado, Jeon estava concentrado mexendo no celular, ignorando todo mundo. 

- Não se preocupe, você só precisa insistir mais um pouco, ele é assim mesmo. Não tem ideia de como a gente demorou para conseguir ser próximo assim dele. - Sussurrou o amigo ruivo. 

- Eu não desisto fácil, mas bem que ele podia facilitar um pouco.- Resmunguei de volta fazendo o ruivo rir e Jeon nos olhar curioso. 

- Podíamos assistir um filme depois, né? - O baixinho disse. 

Concordamos e combinamos de todos ir na dormitório do Yoongi e Jeon, já que nos outros tinham colegas que não era do grupinho. 

Voltei para a sala de aula quando deu a hora, a aula em si era chata, mas o professor fazia ser mais dinâmico. Minha turma era bem participativa e eu gostava de estudar com eles. 

Sem perceber o tempo passando, o sinal já tinha tocado encerrando meu período de aula do dia. Caminhei calmamente até meu dormitório, o qual eu dividia com Hyunsik que estudava artes cênicas. O mesmo, quando entrei no dormitório, estava preparando um sanduíche. 

- Ah, olá Kim. - Me comprimentou sorridente. 

- E ai, Hyun. - Deixei minhas coisas no meu quarto e voltei para a cozinha. - Já que está com a mão na massa, prepara um pra mim. 

- Tem sorte de ter esse rosto lindo, folgado. - Disse me entregando o sanduíche que tinha acabado de fazer. 

- Tenho que aproveitar os dons que Deus me deu. 

Rimos e ficamos sobre como ia a faculdade dele, confesso que também já pensei em cursar artes cênicas, gostava de como as pessoas davam vida aos personagens. Depois de lanchar, Hyunsik disse que precisava estudar, avisei que ia tomar um banho e ia sair. 

Não tive pressa em me arrumar, provavelmente seria o último a chegar. Lavei meu cabelo cantando uma música qualquer, me sequei e enrolei uma toalha na cintura. Fui até meu quarto e procurei uma roupa para vestir, coloquei uma calça moletom e uma camisa branca. Passei a toalha no meu cabelo para deixá - lo menos úmido. 

Sai do meu dormitório e fui até o do Jeon. Subi o elevador e andei pelo corredor até o dormitório deles, bati nq porta três vezes e fui atendido por Yoongi, que reclamou da demora. 

- Eu faço as coisas com calma. - Falei olhando para Jeon que entendeu o duplo sentido, mas não esboçou nenhuma reaçao. 

Me joguei no sofá esticando os braços sobre o ombro do Jungkook, mas ele logo tratou de tirá - los. 

- Não vem de gracinha. - Falou ríspido. 

Jimin e Jin vieram vieram da cozinha com duas bacias de pipoca, sentaram no chão com Hoseok e colocaram o filme rodar, era um filme de terror que eu não quis saber o nome.

Depois de alguns minutos, decidi provocar o Jeon. Deitei a cabeça em seu ombro, mesmo resmungando não me afastou, esperei um tempinho e depois ergui um pouco o rosto fazendo minha respiração se chocar contra seu pescoço, ele continuava prestando atenção no filme. Com o risco de levar um soco na cara, beijei seu pescoço, sentindo sua pele se arrepiar, Jeon cruzou os braços e continou olhando para a TV. Distribui mais alguns beijos até começar a deslizar  a ponta da língua devagar pela extensão do seu pescoço até sua mandíbula. Vi o moreno fechar os olhos e suspirar, sorri vitorioso e me afastei. 

- Até quando vai resistir? - Sussurrei próximo ao seu ouvido. 

- Vou tomar água. ... - Falou o moreno. 

Ele levantou e foi para a cozinha. Esperei alguns minutos para ir atrás dele, Jeon estava encostado na pia com os braços cruzados. 

-Porque fugiu? - Perguntei me aproximando.

- Eu não fugi, sabia que ia vim atrás de mim. - Sorriu debochado. - Em um movimento rápido, ele inventeu as posições me colocando entre seu corpo e a pia. - Minha vez.

O moreno segurou minha cintura com força, se aproximou o rosto do meu pescoço e eu segurei a respiração. Sabia que ele estava sorrindo, o xinguei baixinho. Jeon deslizou sentindo meu cheiro, repetindo meus movimentos de antes, distribuindo beijos e depois deslizando a língua. Minha respiração acelerou e agora mais do que nunca eu iria tê - lo.

- Puta que pariu. - Jungkook se afastou e eu mal sentia minhas pernas. O moreno riu e voltou para a sala, respirei fundo rindo para mim. 

- Acho que um de nós vai perder, Kook. - Sussurrei voltando para a sala.





Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...