1. Spirit Fanfics >
  2. Love and War (Destiel - ABO) >
  3. 12

História Love and War (Destiel - ABO) - Capítulo 12


Escrita por:


Notas do Autor


O que posso dizer.. agradeçam a quarenta por eu voltar a escrever kkkjkjkjk

Enjoy!

Capítulo 12 - 12


Fanfic / Fanfiction Love and War (Destiel - ABO) - Capítulo 12 - 12

 

XII - The Rise of Lucifer

 

O córrego calmo descia entre o meio das árvores que cobriam a montanha denominada como El Inferno. A água descia rapidamente como se estivesse querendo fugir dali. Um dos alfas que acompanhava John Winchester abaixou-se próximo ao córrego e molhou o rosto encardido pelos dias de viagem devido a brasa e fumaça que vinha em direção ao grupo do sul. O vulcão que estava há anos em erupção ficava ao lado da montanha onde o clã de Lucifer dominava e quando começaram a subir El Inferno, o calor era algo insuportável. John e seus membros estavam subindo a montanha há um dia mas parecia anos. A paisagem condizia com o nome pois era assustadora. Os sons que se ouvia ao longe eram de urros, talvez alfas selvagens ou seres sobrenaturais, como dizia a lenda.

Algumas horas atrás John e os outros alfas precisaram se defender de um bando de selvagens transformados em lobos. Eram os lobos selvagens canibais, povos que vivem a anos transformados e perderam qualquer resquício de racionalidade sendo e resumidos apenas em animais brutescos capazes de qualquer coisa. Havia comentários de que Lucifer era aliado a esses "clãs" mas John não acreditava que qualquer lobo civilizado pudesse ter contato com aquelas coisas.

- Esse clã come o que? Brasa? - debochou um alfa.

- Melhor brasa do que a nós. - respondeu John sorrindo de canto. 

Estavam chegando na entrada do clã que abaixo do topo, esgotados mas ainda muito atentos a qualquer ataque. Olhando de baixo dava para ver a distância que foi percorrida para subir a montanha. Eles ficaram na frente da entrada, a qual possuía pedras rochosas e formas que pareciam ser de uma caverna. Os homens ficaram aguardando até que um homem com olhos amarelos surgiu de dentro da caverna com uma expressão desconfiada. Ele aspirou o cheiro que vinha dos alfas e pigarreou.

- O que os senhores desejam?

John se aproximou do homem de olhos amarelos, impondo como alfa líder e exalando o cheiro de domínio típico.

- Sou John Winchester, alfa líder do sul e desejo conversar com Lucifer.

O homem se recompôs e ajeitou a gola da camisa amassada que usava enquanto contava silenciosamente quantos alfas acompanhavam o líder.

- Conversar? Conversar. Tudo bem, me sigam senhores, por favor sigam-me. - o homem repetia as palavras de forma nervosa e enquanto caminhava num longo corredor da caverna, falava sozinho murmurando algo incompreensível.

- Não há ninguém normal nessas terras senhor? - sussurrou um jovem alfa para o Winchester.

- Fique quieto e respeite os costumes deles rapaz. - murmurou John.

A montanha parecia tão pequena comparado a enorme caverna que possuía. Quando chegaram em um local mais alto, havia poças de agua que caíam de algumas partes da caverna, erosões rochosas e pequenos brilhos em alguns pontos parecendo ser pedras. Mais a frente havia uma espécie de trono, com uma escada e também vários espinhos em volta dele. Lucifer gostava de ser tratado como rei, tinha até um trono, pensou o Winchester.

Uma garota de cabelos morenos encaracolados se aproxima de John e dos outros alfas olhando de forma curiosa e com um sorriso esquisito. Ela para em frente do Winchester e o analisa dos pés à cabeça. 

- John Winchester, líder do clã do sul?

- Sim. - responde friamente o alfa.

- Sou Meg, filha de Lucifer. - disse a garota sorrindo de forma provocativa para o mais velho. - Então é verdade que os Winchester possuem uma genética boa não é mesmo?

John pigarreia ao ouvir Meg, os outros alfas ficam desconfortáveis vendo a morena flertar descaradamente o líder.

- Tenha mais respeito garota, você está falando com um alfa líder. - disse John seriamente. - Onde está Lucifer? Tenho assuntos importantes a tratar com ele.

- Ele está caçando. Mas ele já deve estar voltando, sabe, ele é o alfa líder daqui...

A garota sorria debochadamente para John enquanto subia as escadas para sentar no trono do pai. John estava irritado com as atitudes daquela ômega atrevida.

Num canto da caverna havia um rapaz olhando atentamente o grupo de John. Ele se escondia atrás de uma rocha e pelo cheiro que vinha dele dava para ver que ele estava com medo. John sabia que ele era filho de Lucifer pelo status de alfa líder que o mais novo carregava, possuindo o cheiro característico mesmo que ainda fraco.

- John Winchester!

A voz de Lucifer parecia um estrondo dentro da caverna. O alfa loiro, com o porte físico avantajado, ia em direção a John com um sorriso sarcástico. Seu cheiro preencheu toda a caverna e pelo que os alfas poderiam sentir, o cheiro dele era para intimidar o Winchester.

- Não é sempre que recebemos visitas, ainda mais de um alfa tão importante como você.

John continuava com a expressão séria.

- Precisamos conversar Lucifer. Em particular. - disse John com a voz mais baixa.

Lucifer o olhou desconfiado e caminhou em direção ao trono. Ele sentou-se naquele lugar esquisito enquanto sua filha Meg ficava ao seu lado com os braços cruzados sem tirar os olhos de John. 

- Tudo o que quiser conversar comigo é também para todos os membros do clã. Não gosto de esconder segredos deles meu caro. Aqui nas montanhas eu tento ser o mais democrático possível se é que me entende.

John olhou rapidamente em volta e percebeu que seu grupo estava meio que encurralado pois havia muitos membros do clã de Lucifer no local. 

- Como quiser. - disse John tentando se recompor e se aproximou do trono do alfa loiro. - Um alfa do meu clã foi assassinado na floresta, ele estava há algumas semanas patrulhando o local porque encontramos muitos animais mortos nas redondezas. Pensei que fosse algum clã de selvagens que tivessem adentrado minhas terras mas quando vi a marca que o alfa possuía uma marca no pulso tive uma pista... Era a marca de caim.

Lucifer arqueou as sobrancelhas e colocou o dedo indicador no queixo, com uma expressão pensativa.

- Minhas condolências. - disse o loiro enquanto cruzava as pernas. - Você mencionou marca de Caim?

- Sim. - disse John impaciente. - A marca do clã das montanhas.

Lucifer mostrou os dentes brancos e alinhados num sorriso esquisito para o alfa do sul. Ele levantou-se do trono onde estava e foi até John. Ainda o encarando, cruzou os braços e sussurrou ao homem.

- Está insinuando que meu clã assassinou o seu alfa? 

- Ele foi morto brutalmente, estava com as vísceras a mostra, meus filhos que o acharam na floresta pensaram que foi um ataque de algum animal... Mas ele possuía a marca no braço, apenas liguei os pontos.- o cheiro de John invadiu as narinas de Lucifer fazendo o loiro torcer o nariz.

Lucifer olhou todos os membros do clã que estavam no local tentando pensar em quem poderia ter feito isso. Quando seus olhos pousaram na filha Meg, a morena sorriu de forma diabólica.

- Tem alguma coisa a ver com isso Meg? - perguntou o alfa líder.

- Eu e Jack estávamos na fronteira do clã do sul caçando porque não achamos nada em nossas terras. - disse a morena. - Quando um alfa tentou... tentou me violentar. 

- O que? Rufus nunca faria isso. - disse John de forma irritada. Ele sabia que a garota estava mentindo.

- Por favor John, deixe ela contar.

- Ele segurou meus braços e tentou me violentar... foi quando Jack tirou ele de cima de mim e o matou. - disse Meg olhando sorrateiramente para o irmão.

- É verdade isso Jack?

O garoto de cabelos claro baixou o olhar ao ser questionado pelo pai. Ele não conseguia se perdoar pela vida que tirou e a culpa crescia cada vez mais após a chegada de John no clã. Ele sabia que poderia ser julgado e condenado a morte.

- Jack estou falando com você! - disse Luficer com a voz mais alta indo em direção ao rapaz.

- S-sim pai... Eu. - o garoto desviou os olhos do chão e tentou encarar John. - Não sei o que eu fiz. Sinto muito senhor alfa líder.

John percebeu que o rapaz estava hesitante em contar o que tinha acontecido. Parecia que ele estava escondendo algo e isso já estava lhe irritando.

- Você sabe o que isso significa Lucifer. - disse o alfa líder do sul.

Significava que Jack iria ser submetido a um julgamento perante aos três clãs, do norte, do sul e das montanhas. Há muitos anos não havia sido realizado um julgamento como esse pois os três clãs estavam convivendo de forma harmoniosa e qualquer conflito que acontecia sempre tentavam organizar internamente, uma vez que todos preferiam evitar qualquer ato que pudesse alertar os ânimos dos alfas. Mas uma morte de um alfa que era muito próximo ao líder era algo que não poderia ficar em vão.

- Se meus filhos estão dizendo que seu alfa os atacou, eles agiram em legítima defesa. - disse Lucifer ao se aproximar de John. O loiro estava com uma expressão amigável no rosto e aquilo deu um arrepio no Winchester. Sabia o quanto Lucifer poderia ser traiçoeiro.

- Isso é a versão deles! O mais prudente é realizar esse julgamento, você sabe das regras. - John tentou manter a postura de líder porém já estava com os nervos a flor da pele.  Os alfas que estavam lhe acompanhando olharam ao redor e perceberam que cada vez mais os alfas das montanhas cercavam o alfa líder.

- Quem é que criou essas regras? - perguntou Lucifer com o dedo indicador no queixo e uma expressão forçada no rosto. - Ah, lembrei. Henry Winchester.

- Caim concordou com essas regras! - a respiração de John ficava mais acelerada e sabia que seu alfa interno poderia se revelar a qualquer momento.

- Caim morreu há muito tempo. É uma nova era John. - Lucifer assentiu levemente aos seus alfas para que cercassem John e seus companheiros.

Os alfas das montanhas rapidamente se transformaram em lobos e passaram a uivar para John e outros homens para amedrontá-los. Os lobos das montanhas eram criaturas horríveis, com a pelagem desregular, orelhas cortadas e muitos tinham dentes maiores do que o foucinho. Pareciam monstros na terra.

- Você não ousaria... - disse John rosnando.

- Antes de qualquer coisa John, queria dizer que seu alfa morreu em prol de algo bom. - Lucifer andava em volta do alfa líder com os braços cruzados nas costas. - A morte dele foi importante pois só assim consegui fazer você vir até aqui. Seu clã possui armas e tal... seria difícil eu tentar invadir o sul com você no comando. Mas sem você tudo é mais fácil.

Lucifer parou em frente de John e sorriu de forma diabólica.

- O sul estará sem o seu líder, vulnerável... eles servirão a mim.

- Meu clã nunca servirá a ninguém a não ser o meu sangue. - o cheiro de John Winchester ficava mais forte.

- Seus filhos? Poe favor, pelo que sei são ainda crianças John. Eles não fazem ideia de como é o mundo fora do sul. - disse Lucifer ao gargalhar. - E pode ter certeza que irão implorar para que eu comande o clã.

- Isso nunca vai acontecer... - murmurou John.

- Já está acontecendo meu caro. - disse Lucifer e em seguida ordenou que seus alfas atacarem os companheiros do Winchester. - Bem vindo a nova era.

Todos os alfas do clã das montanhas atacaram simultaneamente os dez homens que estavam com John. Eram inúmeros lobos que mal dava contar. Os animais subiam um por cima dos outros e só dava para ouvir o barulho dos lobos rasgando a pele dos alfas do sul. Os gritos de agonia dos homens ecoavam pela caverna. O Winchester fechou os olhos na tentativa de fugir daquela cena. Desejando que fosse um sonho ruim que costumava ter em noite de tempestade. No entanto, aquilo era real. Seus homens estavam sendo comidos vivos pelos alfas da montanha. Cada vez mais lobos apareciam na entrando na caverna desesperados pela carne morta dos homens assassinados.

- Eu vou matar você! - rosnou John com a voz de seu alfa interno. Ele sentia sua respiração ficar mais rápida e garganta fechando cada vez mais. Estava prestes a se transformar em lobo.

Lucifer não se mexeu e apenas continuou sorrindo na frente do alfa do sul. Ele observou sua filha Meg chegar sorrateiramente por trás de John e colocou uma faca na garganta do mais velho. Os alfas das montanhas apenas aguardavam o comando da Lucifer enquanto rosnavam cada mais alto a seu líder.

- Você deve achar que somos loucos não é? - disse Lucifer. - Nunca nos levaram a sério. Tanto vocês do sul quanto os riquinhos do norte. Vocês tomaram todas as terras da floresta e dividiram entre vocês. Ficaram com os melhores lugares, com os melhores animais para caçar.

O loiro rosnava a cada palavra que dirigia a John, o qual estava suando frio cada vez que a ômega apertava mais a faca em sua garganta.

- Por acaso vocês não pensaram que somos alfas como vocês, que sentimos frio e fome? - Lucifer gritava ao "discursar" para seus seguidores. - Não há comida nas montanhas John! E nós temos fome!

Os lobos rosnavam mais alto a cada palavra de seu líder.

- É um crime eu querer alimentar meu clã? - perguntou Lucifer de forma calma enquanto fazia uma expressão de pena. - Estou apenas vingando minha família John. Estou pegando o que é meu de direito.

- Podemos resolver isso... - sussurrou John com a voz falha ao sentir a faca entrar mais em sua pele. - Eu posso resolver isso Lucifer.

- Não! - gritou Lucifer e então se aproximou do Winchester. - Não podemos acreditar em você John Winchester. 

O loiro assentiu para sua filha Meg, a qual tirou rapidamente a faca do pescoço de John. O alfa tentou se defender, porém, a garota lhe esfaqueou nas costas fazendo o Winchester cair no chão pela dor. Ele tentou se levantar e no momento em que tentou se transformar em lobo os animais das montanhas lhe atacaram, tento restado ao alfa líder do sul apenas urrar de dor enquanto era devorado pela alcateia.

Lucifer sentou-se no trono de espinhos e cruzou as pernas ao assistir seu inimigo morrer. Ele sorria ao ouvir os gritos do alfa líder do sul. O mais difícil ele tinha conquistado e já estava ansioso para tomar as terras dos Winchester.

 


Notas Finais


O que acharam do capítulo? Podem começar a odiar Lucifer ><
Se tiver erro de português pfvr avisem;;
Vou deixar o link da playlist que uso pra escrever a fanfic caso queiram: https://open.spotify.com/playlist/1WdP88AoX9tCwc4AFa7e8D?si=b6bjdj5CS2qGtmt_O-6AIA

Beijos amores, fiquem em casa e cuidem de seus avós. Pensamento positivo sempre s2
ALWAYS KEEP FIGHTING <3


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...