1. Spirit Fanfics >
  2. Love at first sight >
  3. Capítulo 2

História Love at first sight - Capítulo 2


Escrita por:


Notas do Autor


Oiiiiiii miraculers

É, está confirmado que eu não consigo ficar longe de vocês 😍

Mais um capítulo 👏😆, último da semana acho

Me desculpem qualquer errinho ou se o capítulo estiver ruim

Boa leituraaaaaa 😊😊😊😊😊

Capítulo 2 - Capítulo 2


Fanfic / Fanfiction Love at first sight - Capítulo 2 - Capítulo 2

P.O.V Adrien

A aula de biologia havia acabado, e eu estava indo pra de gramática, ( Porque que isso existe, nossa todo mundo vai mal nessa matéria, desnecessária). Nessa aula eu ia prestar muita atenção, eu preciso compreender pelo menos metade do assunto se não eu me ferro mais do que tô ferrado

Tinha uns 10 minutos que eu tava na sala e o professor ainda não tinha chegado, eu tava olhando pras meninas gatas que tinha na minha sala nessa aula, e elas me olhavam de volta, sorri malicioso

Nessa aula os meninos não faziam comigo. Fazia o Plagg matemática, Nino física e o Luka música, ele era apaixonado por isso também

Ouvi a porta se abrindo e vi o professor entrar, porém foquei meu olhar na Azulada a minha frente, a mesma da aula anterior, a mesma por quem fiquei encantado por alguma motivo, sorri pra ela. Porém eu me estranhei eu sorria pra meninas maliciosamente, mas pra ela eu sorri com um sorriso verdadeiro. Ela me encarava estranho, foi quando o professor tocou seu ombro, ela deu um pulo, a sala inteira riu, eu riria, porém não consegui e nem queria rir dela. Ela ficou pálida e foi arredando pra trás, seu rosto mostrava medo, muito medo e o professor percebeu e pediu desculpas, eu não entendi

Ela veio e se sentou ao meu lado. Aaaaa ela se sentaria ali pelo resto do ano letivo. Assim que ela sentou ela arredou a cadeira até estar um pouco longe de mim, isso tá estranho, nenhuma menina fazia isso comigo, ninguém

- Olá, bem vinda. Meu nome é Adrien_ eu educado ( Você está bem Adrien? ), só converso com meninas pra pegar elas e ir pra cama e eu nunca era educado nesse nível. Porém com ela eu fui ( Gente, alguém me socorre). Estendi minha mão pra ela, e ela ficou sem cor nós lábios, ela ficou incrívelmente pálida, mais branca do que ela é, ia encostar em seu rosto pra se ela estava bem, porém ela arredou mais ainda e não consegui encostar

- Por favor, não_ sua voz continha medo e seus olhos possuíam lágrimas, fiquei preocupado

- Ei, calma, não vou fazer nada, eu só queria ver se você estava bem, você está pálida_ recolhi minha mão, não ia fazer nada que ela não queria

- Estou, estou bem, mas por favor não chegue perto_ olhou nos meus olhos com súplica, apenas concordei. Ela tinha algum trauma muito forte e eu ia descobrir. Voltei minha atenção pra aula, eu precisava muito dessa lição


{...}

A aula havia acabado e eu não tinha entendido praticamente nada, eu tô ferrado, muito ferrado, ferradissimo. Eu ia conversar com a menina ao meu lado que até agora não sabia o nome, mas quando me virei ela não estava lá, deixei pra lá e fui até o grupo das Cheerleaders que estavam na sala

- Oi mana_ dei um beijo na testa da minha irmã que estava junto com o grupo

- Oi_ me abraçou e me olhou com um olhar " Preciso conversar com você em casa ", apenas acenei com a cabeça

- Eai meninas_ olhei diretamente pra menina ao lado da minha irmã, menina gata, hummm tô interessado. Sorri pra ela malicioso, ela devolveu o sorriso. A cara vou resolver isso amanhã, porque hoje tenho que estudar

Fui até ela e sussurrei no seu ouvido " Nos vemos amanhã, ok " vi só ela concordar com a cabeça sorrindo

- Vamos?_ olhei pra minha irmã que concordou

- Tchau meninas_ ela passou o braço pela minha cintura e eu pelo seu pescoço. Na saída vi a Azulada entrando em um carro com as meninas da aula de biologia, vi minha irmã seguir meu olhar e sorrir. Me virei e encontrei os meninos

- E aí gente_ ouvi minha irmã apenas dizer um " Oi " e perder seu olhar no Luka - Vou conversar muito não, que eu tenho que ir pra casa estudar. Tchau_ fiz meu toque com eles e sai mais a minha irmã. Entrei na minha Lamborghini e fui pra casa

{...}

- Mãeeeeeeeeeeeeeeeee chegamossss_ a Chlo gritou

- Aii, pra que gritar?

- Por que eu quero_ ela riu

- Chata_ ela ia vim na dar um tapa, mas minha mãe entrou na sala

- Oi meus amores_ a gente riu

- Mãe, para de chamar a gente assim_ falei e ela me olhou brava

- Já disse que não vou parar, vocês são meus amores ué

- Tá bom mamãe_ a Chlo disse e foi dar um abraço nela, depois eu fui

- Mãe tem como a Nathalie levar o meu lanche no quarto porque eu preciso estudar_ falei e ela me olhou surpresa

- E dês de quando você estuda_ eu fiz cara de tédio e minha irmã riu, olhei pra ela brava

- Amanhã eu tenho prova de gramática_ ouvi ela murmurar um " A entendi " - Então preciso tirar nota boa, e a matéria tá difícil, prestei atenção na aula e mesmo assim não entendi nada

- Presto atenção uma ova, você só ficou olhando pra menina do seu lado, e é disso que eu preciso falar com você_ minha irmã olhou séria pra mim, apenas concordei

- Hummm, quem é ela meu filho?

- Esse é o problema, eu não sei_ minha mãe me olhou confusa, apenas devolvi o mesmo olhar

- Vamos_ minha irmã saiu me puxando pro segundo andar pro quarto dela

- Adrien quem era aquela menina?_ me sentei na cama

- Eu realmente não sei_ ela olhou nos meus olhos procurando verdade

- É você tá falando a verdade_ se sentou ao meu lado - Adrien você olhou de um jeito diferente pra ela_ minha irmã tocou meu ombro

- An? Lógico que não, nem sei quem ela é. Tá loca?

- Não maninho, estou sendo sincera. Você nunca olhou pra nenhuma menina como você olhou pra ela, e você olhou de um jeito bom. Ela te chamou muito atenção não é?

- Sim, muita. Mas ela é misteriosa, ela possui muito medo de algo

- Sim, percebi, quando o professor tocou no ombro dela ela deu um pulo, mas não de susto e sim de medo. E todos riram e Adrien você não riu, você sempre ri. Tenho razão

- Sim eu não ri, não senti vontade. E não foi só com o professor, quando fui cumprimenta lá e me apresentar e antes de você falar eu também não me entendi nessa hora. Estendi minha mão, ela se afastou ainda mais do que já estava afastada e ficou pálida, então ia encosta no seu rosto pra ver se ela estava bem, ela quase se levantou e seus olhos encheram de lágrimas. Maninha ela tem algum trauma que eu quero descobrir_ minha irmã me olhou impressionada e surpresa

- Você está apaixonado_ arregalei os olhos

- Tá doida? Não tô não. Conheci ela hoje, na verdade nem a conheci, só a vi mesmo e não discuti comigo porque eu sei que não estou. Não me apaixono_ ela fez uma cara de " Aham sei "

- Nunca ouviu falar em amor a primeira vista não? Qual o nome dela?

- Sim, mas não aconteceu isso comigo. Não sei

- Como assim não sabe Adrien?

- Não sabendo_ dei de ombros - Ela não me disse e eu não perguntei mais, não conversei com ela, fiquei com medo de ela ter a mesma reação

- Maninho, me escuta, você está apaixonado. Você nunca é carinhoso e preocupado com nenhuma garota_ ia descutir - Tudo bem, eu sei que você não acredita, mas grava o que eu estou falando_ revirei os olhos

- Vô estudar_ lhe dei um beijo nos cabelos e sai

{...}

Acordei caindo de sono, fiquei até tarde estudando pra aprender nada, meu Deus, tô ferrado

Tomei banho e vesti uma cueca, calça camuflada e um moletom cinza, calcei meu tênis Vans, escovei os dentes e desci

- Bom dia_ dei um beijo na testa da minha mãe da minha mãe e beijo nos cabelos do meu pai e me sentei ao seu lado

- Bom dia meu filho_ mamãe sorriu

- Bom dia mano

- Bom dia filhão_ meu pai bagunçou meus cabelos

- Pai meus cabelos já são rebeldes o senhor ainda piora_ ele riu

- Fica melhor_ olhei pra ele com cara de tédio, todos riram e fomos comer

{...}

Minha prova de gramática era no primeiro horário, então já me direcionei pra sala onde encontrei a Azulada na cadeira ao meu lado, ela estava linda e usava roupas largas como ontem. Usava uma calça de moletom larga e um moletom mais curto largo, porém não aparecia um pedaço de pele

- Bom dia_ disse sorrindo ( Adrien se controla e para com isso ), ela apenas me olhou e deu um sorriso imperseptivel. Deixei pra lá, o professor, havia chegado e já estava dando as instruções pra começarmos a prova

{...}

Tínhamos acabado a prova um pouco cedo, então o professor disse que ia corrigir e entrega hoje. Estava nervoso e pra aliviar um pouco isso, fui pro banheiro, tinha combinado com a menina ontem. Assim que entrei avancei nela, a coloquei contra a parede

{...}

Havia entrado na sala ofegante, mas consegui dá uma disfarçada, me sentei assim que o professor estava entregando a prova. Assim que olhei minha nota, quis gritar 3,5, meu Deus

- Haverá recuperação, tá bem_ senti um alívio, porém como vou recuperar minha nota, contratar um professor particular? Acho que não, isso acho que não

Estava pensando no meu sofrimento quando olhei pro meu lado, a Azulada estava concentrada no livro e sua prova estava ao seu lado. Olhei a nota e arregalei os olhos, a mesma tirou 10,00 como assim? Ninguém tira dez na prova do Matias. Ela ia ser minha professora. Ia falar com ela mas o sinal tocou, e ela se levantou, ia falar com ela na aula de biologia de hoje e ia ter que achar um jeito sem aquelas meninas perto, sinto que elas a protegem de tudo


Notas Finais


Espero que tenham gostado 😁😁😁😁

Comentários sempre bem vindos no meu coração ♥️♥️♥️♥️♥️♥️♥️♥️♥️♥️♥️♥️♥️

Até 👋👋

Bjs 😙

Tchauzinho 👋👋


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...