História Love At First Sight Imagine Xiumin - Capítulo 2


Escrita por:

Postado
Categorias EXO
Visualizações 15
Palavras 1.620
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Comédia, Drama (Tragédia), Festa, Ficção, Ficção Adolescente, Lemon, LGBT, Literatura Feminina, Suspense, Terror e Horror, Violência, Yaoi (Gay), Yuri (Lésbica)
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Drogas, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sadomasoquismo, Sexo, Spoilers, Transsexualidade, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 2 - One: The brother crazy her


Fanfic / Fanfiction Love At First Sight Imagine Xiumin - Capítulo 2 - One: The brother crazy her

 

The first dar of the school:

 

 

 

   Hoje é o primeiro dia de aula eu estou muito empolgada pra conhecer minha colega de quarto da escola. 

 

Enfim me levantei e fui me banhar, me despi e entrei no chuveiro com a água já quente, em poucos segundos já conseguia sentir as gotas de água descerem em meu corpo que fazia com que eu ficasse aquecida naquela manhã fria o vapor que logo se espalha pelo lugar, fazia com que o banheiro ficasse neblinoso que fez com que o ar de lá de dentro ficasse aconchegante, fiquei lá uns 30 minutos naquele ar quente com uma neblina baixa. Após meu banho vesti o uniforme da escola que uma camisa social de manga cumprida branca,o tecido dessa camisa era fino que deixava um pouco a mostra as alças de meu bra (sutiã) cor cinza amostra nada muito chamativo que logo é coberto pelo tecido da blusa de ceda, eu coloquei um short preto que também fazia parte do uniforme  escolar e por baixo eu coloquei uma meia calça cinza escuro. 

 

Após isso amarrei meus cabelos em uma rabo de cavalo auto e deixei alguns fios soltos, fiz uma maquiagem normalmente usada pelas coreanas no país e fui conferir minha mala,eu fiz uma mala Pequena pois não tenho muitas. coisas só roupas e algumas maquiagens, visto tudo pego a mala e a mochila com materiais escolares desço para tomar café.

 

 

     Desço o primeiro degrau e aquele aroma de café adentra minhas narinas de forma ágil, chegando na cozinha pego uma torrada e colocando acima da mesa, após isso eu um ato rápido me viro e abro a geladeira  pegando a manteiga gélida pela geladeira. Coloco a manteiga encima da mesa pego uma faca de cabo preto passo a manteiga no torrada, pego a xícara da minha mãe pois a minha estava dentro da mochila e coloco o café dentro dela.

 

 

Após tomar o café da manhã escovo meu dentes pego meu celular e vou me despedir de minha mãe, que por obséquio estava com o semblante triste.

    

 

Mãe não fique triste eu só vou morar em outro lugar eu posso sair durante a tarde- disse lhe dando uma abraço apertado e aconchegante.

 

 

tudo bem, tudo bem e vê se deixa seu quarto arrumado porque aqui- diz apontando para a porta do quarto-fica uma bagunça- disse e logo após se solta do abraço depositando um beijo em minha testa e outro na bochecha.

 

 

Solto uma risada abafada- ok, então eu vou indo- prestes a sair quando me viro e digo para a mesma- Ah e vê se arruma um namorado pra n ficar sozinha dona- digo e ela me olha séria e logo depois solta uma risada alta (como eu fico feliz quando ela ri).

 

 

Tá bom  agora vai logo se n vai se atrasar- diz e eu logo aceno pra a mesma que retribui fechando a porta.

 

 

 

    Vou andando sentindo uma brisa boa em minha face, vou seguindo o caminho da faculdade.

 

 O caminho foi calmo com poucas pessoas, e o sol já está aparente no céu deixando o clima mais quente (que maravilha)

Quando chego na escola de imediato recebo olhares de todos os lugares estranhado minha presença, mas logo desviam voltando ao que estavam fazendo.

 

 

Avisto uma menina de cabelo curto mexendo em seu armário, chamo sua atenção e a mesma me encara 

 

 

oi, bom eu vim perguntar onde é a diretoria sou nova aqui- dou oma risada baixa- meu nome é __________ e o seu?- perguntou para a mesma tombando um pouco a cabeça para o lado e ela sorri largo.

 

 

Ola meu nome é Marina me acompanhe eu te levo.

 

 

       Durante o caminho até lá conversamos e nos conhecemos, ela e tagarela e vive com um sorriso no rosto, vai ser ótimo ser amiga dela. 

 

 

      Quando chegamos lá ela disse que me esperaria lá fora.

 a conversa com a diretora foi rapida e direta e me entregou o número do meu quarto, minha sala e o número do meu armário.

 

Saio para fora e Marina pergunta para mim qual seria o meu quarto.

 

 

  - 165 - digo pegando o pedaço de papel com o números.

 

 

Olha que legal, vc é a minha colega de quarto e suponho que vc também seja da mesma sala que eu?- diz arqueando uma sobrancelha.

 

 

sala 12 é a sua?

 

 

Estava certa vamos vou te mostrar seu quarto- diz me empurrando para o nosso quarto 

 

 

     Chegamos lá e o quarto tinha duas beliches, resultando comigo mesma que mais duas garotas dormiam ali 

 

 

s/a (seu apelido) eu durmo embaixo e você encima- diz colocando minha mala encima da minha cama.

 

 

você vai descer pra conhecer a escola ou vai ficar aqui e esperar dar o horário das aulas começarem?

 

 

eu vou descer pra conhecer a escola melhor- digo e ela acente com a cabeça.

 

 

 

     Vou desço pra baixo e n tinha muitas pessoas lá suponho que estejam nos quartos, continuo o caminho indo pra qualquer canto.

 

 

     Enquanto eu estava andando um garoto estava correndo em minha direção totalmente desgovernado.

 

 

 

     Ele tropeça e cai milímetros de mim, por pouco n pega em mim ajudo o garoto e se levantar 

 

 

 

você está bem?- arqueio uma sobrancelha.

 

 

ah sim estou sim, obrigado- solta a risada.

 

 

ah n me apresentei, meu nome é s/n é o seu?- arqueei a sobrancelha.

 

 

Ah claro meu nome é Baekhyun, prazer- diz acenando de uma forma fofa.

 

 

    Nós tomamos um susto com a aparição repentina de Maria que chega dando um peteleco na cabeça de Baekhyun

 

 

você é louco Baekhyun de ir passar a noite na casa que uma garota qualquer que vc encontra numa balada? Eu deveria te virar do avesso-diz isso fazendo gestos com a mãe aparentemente exaltada.

 

 

ah s/a esse e meu irmão, o famoso pegados- dita essas palavras sem animo enquanto Baek sorria vitorioso, eu apenas Rio da situação.

 

 

 

Uns segundos depois um tumulto de garotas começou e eu fui ver o que era, tinham varias com olhares apaixonados na direção de um garoto muito bonito por sinal. Em um momento ele me encarou mas eu logo desvio o olhar e continuo meu caminho para conhecer a escola.

 

  

 

  Eu me assusto ao sentir mãos grandes tocarem meu braço fazendo com que eu parasse de andar olha na direção do dono do braço e vajo o mesmo garoto que as meninas estavam se derretendo.

 

 

 

 

    POV Xiumin

 

 

   Eu vi uma garota que eu nunca tinha visto por aqui suponho ser a novata 

 

   No momento em que olhei pra ela já vi o quão grande era sua beleza seus fios de cabelos pretos presos em rabo de cavalo alto ela estava com a blusa do uniforme caída deixando os ombros cobertos pelo tecido fino e brando da camisa social, que me deixava ainda mais fissurado em saber quem é essa garota. 

 

 

    Me desperto de meus devaneios e vou atrás dela, quando a encontro seguro seu bra e ela me olha assustada mas logo sua feição volta ao normal ao ver quem era.

 

 

oi vc deve ser a aluna nova não é?- pergunto sorriso para mesma que retribui o sorriso mas sem olha em meus olhos.

 

 

s-sim sou eu sim-gagueja um pouco pomelo seu nervosismo (ela está bervosa com a minha presença? Bom saber que causo isso nela) 

 

 

Então vamos ir no prédio do interditado para podermos conversar e nos conhecermos melhor

 

 

M-mas podemos ir lá se está interditado e porque no pode entrar-diz com medo de estar fazendo algo de errado.

 

 

no, lá também fazia parte da escola mas foi fechado sem motivo, todo mundo vai lá e bem calmo pra conversar- ela abre a boca fazendo um som de A representando que entendeu.                                                        

 

 

 

    O caminho até lá foi silênoso, o que me deixou meio incomodado mas relevei.

    Quando chegamos fomos para qualquer sala entramos, lá todas as cadeiras estavam empilhadas de qualquer jeito o que nos impedia de pegar uma, nos sentamos na mesa do professor mesmo. Um fato quer fez soltar algumas risadas foi ela tentando subir na mesa era tão fofo que eu queria abraçar ela é não soltar mais (que isso Xiumin você acabou de conhecer a garota seu safado) nosso assunto foi típico “quantos anos vc tem?”  “Qual seu nome?”  “Qual sala você é?” Entre outros. A nos ficamos nessa por tempo descobri que o nome dela é s/n é ela está na mesma sala que eu, isso é ótimo 

 

 

    Eu escutei o celular dela receber uma notificação ela logo pega o celular lê o que ttexto nha recebido e logo quadra o aparelho novamente

 

 

É e-eu preciso ir que uma amiga quer me encontrar e foi ótimo te conhecer m-mas eu preciso ir- ela ia descer mas uma piso falso tripeça, eu religamento seguro sua cintura para que não caísse, ela estava centímetros do chão, ela estava com os olhos pechado e perdendo a respiração, logo abre os olhos e eu a ajudo e se levantar. Ela encarava o chão envergonhada 

 

 

e-é obrigado mas eu tenho q-que ir 

 

 

     Ela estava prestes a sair quando eu a viro bruscamente para mim e lhe dou um abraço aconchegante e necessitado, eu consegui sentir o cheiro do seu perfume doce me drogar.

 

 

    Ela estava assustada com meu ato mas aos poucos corresponde meu abraço, eu sei que eu a conheci a alguns minutos atrás meu eu precisava fazer isso, ficamos ali abraçados por um tempo até nos separarmos

 

 

   Antes que ela dissesse alguma coisa lhe roubei uma beijo rápido

 

 

Sua amiga deve estar esperando você- digo acenando para mesma que estava paralisada.

 

 

A-a-ah sim c-claro- diz e acena para m também é logo sai de meu campo de visão 

 

 

 

 

 

 

Eu acho que estou apaixonado por quem acabei de conhecer 

 

 

 

 

 

 

 

          

           Continua?

 



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...