1. Spirit Fanfics >
  2. Love at stake (imagine Yoongi) >
  3. Jogada final

História Love at stake (imagine Yoongi) - Capítulo 27


Escrita por:


Notas do Autor


Desculpe qualquer erro
Boa leitura 🧡

Capítulo 27 - Jogada final


Min yoongi p.o.v

Nunca fiquei nervoso antes de um jogo. Uma calma se apoderava de mim e eu era capaz de bloquear todas as inseguranças e dúvidas. Eu era capaz de me concentrar totalmente no jogo.

Tinha certeza de que eu ganharia. E eu ganhava.

Nunca achei que haveria chance de eu perder.

Mas agora, quando vou até a casa e vejo o quartinho nos fundos, penso que tudo está contra mim. A ansiedade me faz suar. E se eu terminar perdendo-a? E por mais que eu diga a mim mesmo que preciso ter confiança, estou cheio de dúvidas.

Tudo o que eu montei está no lugar, exceto uma coisa.

Toco a campainha, mas ninguém atende, então caminho para a casa. Gus está sentado na sua poltrona de couro, vendo televisão. Eu me sento no sofá, pego o controle remoto e desligo a televisão.

Gus se vira para mim

— O que acha que está fazendo? Pensei que você tinha se mudado para o Texas com aquela sua vovó mandona.

— Preciso falar com você, Gus. É importante — coloco o controle remoto de volta na mesa.

O homem se senta ereto em sua poltrona e coloca as mãos sobre a barriga.

— O que você quer, yoongi? — ele olha o relógio. — Tem exatamente três minutos.

Por um longo tempo eu não me importava com o que as pessoas achavam. De repente tudo importa.

Mesmo se s/n não achar que a aprovação de seu pai é importante, é sim. Provavelmente mais do que ela quer admitir.

Limpo a testa e respiro fundo. Eu ensaiei o que iria dizer, mas todas essas palavras foram esquecidas.

Olho o pai de s/n , sempre parecendo carrancudo, e pigarreio

— Desenvolvi sentimentos pela S/n, senhor.

Ele levanta uma sobrancelha

— Desde quando?


— Já faz um tempo.

Ele me dirige um olhar duro e frio.

— Está pedindo minha aprovação?

— Sim, senhor. Não que eu precise, mas eu gostaria.

Ele me olha de cima a baixo, então se senta novamente na poltrona, e suspira.

— Eu não fui correto com ela. Se a mãe dela estivesse aqui, a Brandi não teria partido, e a s/n não jogaria futebol. Eu pensei que não desse grande importância a isso, ela iria acabar desistindo. Eu fracassei.

— Você ainda tem chance de recompensá-la, Gus. Ela precisa de você. Ela é uma menina forte e independente que vai lutar pelo que ela quer, mas você lhe tornaria tudo bem mais fácil se estivesse lá torcendo por ela. Se você a assistisse, você veria que ela é uma grande jogadora. Eu gosto dela, senhor. Mais do que tudo. E ficarei ao lado dela, se o senhor estiver ou não.

Gus consente. Acho que recebi a aprovação dele, mas não estou certo. Vai ter que ser o suficiente.

Eu volto à casa de Victor e troco de roupa. É hora. É a última jogada neste jogo... estou no SuperBowl da minha vida.



S/n P.o.v 



A Sra. Worthington é a pessoa que come mais devagar que eu já vi. Ela insistiu em ir a uma churrascaria, do outro lado do Millennium Park, para almoçar.

A mulher dá uma mordida no seu hambúrguer e mastiga até a comida estar completamente dizimada, antes de dar outra mordida. Continua olhando seu relógio a cada dois segundos, como se estivesse contando as mordidas. Eu só quero voltar para casa, fechar os olhos e fingir que yoongi está voltando. Eu sei que é inútil.

— Então decidi alugar uma casa naquela sua cidadezinha esquecida por Deus — a Sra. Worthington diz, então dá outra mordida.

Espere, estou confusa

— Está se mudando para Fremont?

— Eu te disse que você ficaria perdida sem mim — ela aponta minhas orelhas. — Você deveria ouvir melhor, ou fazer um exame de ouvido. Você é minha família agora. Ao contrário da crença popular, eu cuido da minha família. Sem querer ofender, mas sua irmã é uma besta e seu pai bem que precisava de uns toques. Vocês todos precisam de uma pequena influência texana, se quer saber...



Esta senhora está se mudando para cá, vai ficar de olho na gente, para se certificar de que sejamos cuidados. Só de pensar isso meus olhos se enchem de lágrimas.



— E quanto ao yoongi?



Ela revira seus olhos .



— Meu neto é imprevisível. Não consigo acompanhá-lo. Um dia ele está se mudando para o Texas, no outro está voltando para a Califórnia. Pelo que sei, ele vai terminar aqui em Chicago.


Eu não lhe digo que isso não vai acontecer. Dói pra caramba admitir, mas yoongi tomou sua decisão de partir, e não vai voltar. Olho-a com um pequeno sorriso.

Ela verifica as horas no relógio novamente.

— Tenho que ir ao toalete. Já volto. — Ela pega sua sombrinha roxa de trás da cadeira.

— Precisa de ajuda? — pergunto, imaginando por que ela tem que levar o guarda-chuva para o banheiro.

Ela me olha.

— Posso ser uma senhora de idade, mas com certeza consigo chegar ao toalete sem acompanhante.

Já aprendi que discutir com a sra. Worthington é inútil. Ela se dirige ao banheiro, e eu olho meu hambúrguer. Eu pedi aquele feito com carne de gado alimentado com grama. Yoongi ficaria orgulhoso da minha escolha saudável. Ele não tem ideia de como minha vida mudou por causa dele.

Tudo o que eu digo ou faço traz lembranças do tempo que passamos juntos. Algum dia essa pontada de dor no meu coração vai embora, ou será uma ferida aberta para o resto da vida?

Com o tempo eu vou ficar bem, mas me acostumo com o fato de que sempre terei uma dor no coração que só yoongi pode curar.

Uma mulher, com longo cabelo castanho senta-se na cadeira à minha frente, bem diante do hambúrguer da sra. Worthington. Sou pega completamente desprevenida. Estou prestes a dizer-lhe que o lugar está obviamente ocupado, quando a reconheço.

Não brinca! Não pode ser.


— Katie Calhoun? — deixo escapar.

Ela pega uma batatinha do prato da sra. Worthington

— Fiquei sabendo que a Northwestern não te ofereceu uma bolsa de futebol. Que pena.

Minha boca está bem aberta pelo choque. Eu não poderia falar mesmo que quisesse.

— Escute, s/n — Katie diz. — Posso ser bem honesta com você?

Faço que sim, ainda em choque.

— Não desista — ela pega outra batatinha e balança. — Perdi a conta de quantas pessoas acharam que eu desistiria, mas eu nunca desisti. E mesmo quando não tive todo o apoio dos meus colegas de time, eu nunca desisti. — Ela se aproxima e cochicha — Acho que você é mais forte do que pensa. O yoongi também acha.



Yoongi? Lentamente a relação entre ele e Katie Calhoun, que está aqui, se estabelece no meu cérebro

— Ele armou isso, não foi?

Ela confirma, então vira sua cadeira.


— Observe o monitor — ela diz, apontando para a TV no bar mostrando destaques da ESPN. Katie acena para o bartender, o que é uma espécie de deixa, mas não tenho ideia do que está rolando. A tela da TV fica branca. Então, de repente DESTAQUES DE S/N PARKER aparece na tela, que depois se apaga.

— Destaques? Mas não tenho destaques...

Meus olhos começam a lacrimejar e meu coração aperta quando minhas imagens de jogos, no ano de caloura, aparecem. Então imagens do meu segundo ano... e meu ano de Júnior. Vejo cada clipe meu chutando seguidamente com sucesso ao gol, muitas vezes com meus colegas correndo para mim, em seguida, para comemorar.

Yoongi fez isso. Ele perdeu tempo passando por cada jogo e pegou trechos dos meus jogos mais memoráveis. Ele até colocou uma trilha sonora na coletânea.

Quando a tela se apaga, eu acho que terminou. Até que a palavra DEDICADA e imagens minhas praticando durante nossa viagem ao Texas aparecem na tela. Minha mão voa à boca, estou emocionada.

yoongi não estava jogando ou mandando mensagens de texto quando eu praticava. Ele estava me filmando com seu celular enquanto eu gritava com ele praticamente o tempo todo.

No final, a tela é preenchida com as palavras S/N PARKER, KICKER.

Todo mundo me aplaude. Foi tudo armado por yoongi. Como ele encontrou Katie Callhoun? Como ele a fez vir aqui? Por quê?


— Você tem talento, Ruiva. Estou impressionada — Katie diz. Depois de me encorajar e responder a um monte de perguntas, ela fica de pé.



— Sabe para onde a Sra. Worthington foi? — pergunto.

— Ela está no bar — Katie acena para a senhora. A sra. Worthington acena de volta com a sombrinha.

Enquanto ainda estou vacilando, com o choque, Katie põe um envelope na mesa e o desliza até minha frente.

— Boa sorte, S/n — ela diz. — Vou torcer por você.

Katie vai embora. Ninguém mais no restaurante sabe quem ela é, mesmo sendo uma das poucas mulheres que já jogaram futebol em nível universitário.

Meus dedos pairam sobre o envelope. Está escrito na letra de yoongi

Depois de ler isso, atravesse a rua até The Bean.

The Bean é essa grande escultura de metal no Millennium Park. Eu olho a Sra. Worthington, que segura nossa conta e faz sinal para eu ir embora.

Enfio a carta no bolso e corro para fora do restaurante.

Tudo o que eu quero é correr para yoongi e envolvê-lo com meus braços.

Com certeza ele está aqui, perto de The Bean. Toda minha atenção é necessária, não devo correr pelas ruas cheias da cidade. Espero o farol, como todo mundo na calçada, torcendo o pescoço. Não consigo vê-lo.

Corro pela rua como fazem os pedestres, quando o farol muda, enquanto busco freneticamente sinais do garoto que de repente tem um objetivo... e espero que esse objetivo seja estar comigo.

Disse a yoongi para ir atrás do que ele queria, com toda força, e ele fez isso. A verdade se apodera de mim. 


Achei que ele havia me deixado, quando o tempo todo ele fez o que achou que precisava fazer, para provar o quanto se importa comigo.

Quando chego ao The Bean, minha irmã, Julian, Falkor e meu pai estão na frente dela. Julian está com um saco de Skittles na mão, que ele passa para mim.

— yoongi me disse para dar isso a você — ele diz. — Abra.

Abro o saco e espio dentro. Não há nenhum roxo.

Brandi aponta uma árvore ao longe

— Tínhamos que te dizer para esperar perto daquela árvore lá.

— Para o quê? — pergunto.

Meu pai dá de ombros.

— Onde está o yoongi ? — pergunto. Só preciso vê-lo, conversar com ele, dizer-lhe que estou pronta para lutar por ele, por nós. Juntos nós podemos fazer isso funcionar. Se eu esperar mais, juro que vou explodir. Mas nem minha irmã, nem meu sobrinho, nem meu pai me dão qualquer pista, então sigo as instruções deles.

Quando chego à árvore, há um bando de Skittles roxos arranjados num coração roxo.

— Ei, docinho ! — A voz de yoongi ecoa pelo parque. — Levante a cabeça.

Yoongi aparece do outro lado do parque, usando um uniforme do futebol americano da Fremont High, completo, com capacete e protetores. Nas suas mãos há uma bola de futebol.

Com precisão de especialista, ele joga a bola para mim. Ela aterrissa bem nas minhas mãos que aguardam, mas estou nervosa demais e a deixo cair. Ele tira o capacete.

— Você errou. — ele diz com um sorriso.

Ele corre a distância entre nós e fica parado na minha frente, tirando meu fôlego quando observo seus olhos safados, brilhantes e seus maravilhosos traços marcados.

— Eu sei.


— Foi um arremesso perfeito — ele me diz. Ele jogou aquela bola do outro lado do parque, praticamente do outro lado da rua e entre uma porrada de gente. E foi completamente no alvo. — Por que não pegou, Docinho ?



— Porque estou nervosa e meu coração está batendo feito louco.

A lateral da boca dele se levanta.

Observo o jogador de futebol americano na minha frente. Mas ele não é um jogador de futebol.

Talvez tenha sido no passado, mas isso foi antes de sua mãe morrer. Não vou pressioná-lo para jogar novamente. Ele me disse que sua decisão de não jogar era definitiva, então...

— O que vai fazer usando essa roupa e todo esse equipamento, yoongi? Por que está aqui?

— Eu me juntei ao time — ele dá de ombros. — Imaginei que fosse o único jeito de passar um tempinho com minha namorada. Ela é uma kicker da Fremont, sabe. E é boa pra caramba .

Eu me estico e toco seu lindo rosto.

— Obrigada por fazer o vídeo de melhores momentos. E por encontrar Katie Calhoun. Não tenho ideia de como fez isso.

— Digamos apenas que seus colegas de time gostam muito da capitã deles... — Ele segura minha mão. — Que tal a carta?

— A carta? — Tiro-a do meu bolso e a seguro. — Não li ainda. — Encontrar yoongi era mais importante do que tudo.

Ele faz sinal para eu abrir. Rasgo o envelope e tiro a carta. Quando leio as palavras no papel, a pesquisa que ele fez na última semana me acerta em cheio.

Abaixo a carta e olho para yoongi

— Você me arrumou uma oferta de uma escola da Primeira Divisão.

— Não. Você recebeu uma oferta de uma escola da Primeira Divisão. Eu só mandei a fita de melhores momentos. — Ele chuta o chão. — E dei alguns telefonemas.

— Você fez isso por mim?

— S/n Parker, faria qualquer coisa por você. — Ele pega minha cabeça nas mãos e se aproxima.— Eu te amo.

— Você sabe o que isso significa, não sabe?

— O quê?

— Que você tem que lutar para ser a primeira opção. Agora Brandon Butter está com o posto. Não posso namorar o quarteback reserva. Tenho uma reputação a zelar, sabe?

— Não tem fé em mim?

— Ah, não tenho dúvida de que vai conseguir. Afinal, Branquelo, você conseguiu o impossível me  fazendo  apaixonar por você.


— Impossível, hein?

— É.

Ele ri

— Pelo que eu me lembro, você derreteu da primeira vez que colocou os olhos naquele barracão.

— Está reescrevendo a história, Yoongi. Pelo que eu me lembre, eu o furei na primeira vez que o vi.


— É porque você ficou chocada com a minha beleza e o meu charme .

— Cai na real. Achei que você parecia um marginalzinho. E se você falar de novo sobre isso , está tudo acabado. — Eu o olho de cima a baixo — Mesmo que você seja o cara mais sexy neste uniforme, e se estivéssemos em casa eu... eu...

— Faria o quê? — ele diz, inclinando-se mais perto, de forma que seus lábios tocam os meus Eu o abraço e o beijo.

Quando paramos buscando ar, ele diz

— O Min está de volta.

— É, bem, diga-lhe que a namorada dele está contando vencer a temporada.

Ele me dá um de seus sorrisinhos irrestíveis e diz

— Ele já ganhou.

— Eu te amo

— Eu também te amo, docinho. 


Fim...


Notas Finais


AGRADECIMENTOS

Obrigada a minha melhor amiga que me motivou a continuar história. serio, palavras não podem expressar o quão grada eu sou pela sua amizade e ajuda, e tbm quero expressa a minha sincera gratidão a tds que comentaram e gostaram da história .... fiquei realmente muito feliz...


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...