História Love Before Work - Capítulo 6


Escrita por:

Postado
Categorias EXO
Personagens Baekhyun, Chanyeol, D.O, Kai, Kris Wu, Personagens Originais, Sehun
Tags Baekyeol, Chanbaek, Flex, Kaisoo, Safadeza De Leve, Sookai, Top!baek, Top!chanyeol, Umpoucofluffy
Visualizações 147
Palavras 2.217
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Comédia, Drama (Tragédia), Ficção, Lemon, LGBT, Literatura Feminina, Romance e Novela, Slash, Universo Alternativo, Violência, Yaoi (Gay)
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Oláaaaa meus amores!!
Venho aqui com mais um capítulo dessa fanfic!!
Agr as coisas começam a esquentar!
Espero que gostem!! <3

Capítulo 6 - Capítulo VI


Capítulo 06


 

Domingo havia chegado e Chanyeol estava ansioso para a festa que iria. Encontrar Baekhyun e tirar suas fotos seria divertido. Pelo menos assim esperava. Estava gostando de poder desfrutar da companhia do incrível modelo, que todos adoravam. Sentia-se privilegiado, afinal o cara era realmente uma boa pessoa. Não um metido como pensou que fosse. O problema da empresa proibir relacionamentos martelava em sua cabeça, mas no momento só queria curtir a vibe dessa amizade que surgia entre os dois. Não sabia se realmente queria algo mais sério, então apenas aproveitaria.

Chegando ao local, viu que a festa seria em uma cobertura de um prédio de luxo. Chanyeol entrou logo e ao pegar o elevador, outras pessoas entraram junto. Todos muito animados e com roupas chiques, que fez o nosso fotógrafo achar que aquele terno que usava não era de nada. A festa estava linda, com vários enfeites de flores e bolinhas coloridas. Um palco ao fundo e algumas mesas. Os convidados já tomavam suas bebidas e comiam à vontade. Era uma festinha bem reservada, mas imaginava que só a nata da cidade estava por ali.

Chanyeol sentia-se deslocado. Estava só e não conhecia ninguém na festa. Falou com um cara da equipe do show, e logo ajeitou seu equipamento. Tiraria fotos de todos, até a chegada do cantor principal. Se posicionou no meio das pessoas e começou seu trabalho. Tirar fotos era sempre uma diversão para ele. Chanyeol realmente amava o que fazia e o que mais gostava era das fotos em que as pessoas ficavam mais naturais, sem nenhuma pose forçada.

Tirou fotos da decoração e de todos, até que Baekhyun finalmente chegou, sendo ovacionado por todos os convidados. Chanyeol o viu cumprimentar várias pessoas ao longe e até pensou se deveria falar com ele, mas desistiu logo, sabia que estava no local a trabalho e teria que ser profissional e não deixar questões pessoais interferirem nisso. Mas, uma coisa não pôde deixar de notar: Baekhyun estava maravilhoso. Aquele homem era um pedaço de mal caminho e atraía olhares por onde passava. Chanyeol não imaginava se ver tão inebriado em tudo que ele fazia.

Bateram os parabéns da anfitriã da festa. Uma coroa que devia ter uns noventa anos, mas parecia muito nova, por conta das várias cirurgias que havia feito, já que eram evidentes em seu rosto e corpo. Quando sorria, podia-se ver a pele repuxada. Chanyeol tirou fotos da mulher e sorriu, ela parecia ser aquelas pessoas de bem com a vida. Ao seu redor ficava sua família e amigos mais íntimos, mas na festa ainda havia várias outras pessoas que talvez nem conhecesse a mulher direito e estavam lá somente pela comida.

Baekhyun subiu ao palco e iniciou um belo discurso para o aniversário da anfitriã. Chanyeol tirou a primeira foto dele e mais uma vez se viu admirando sua beleza. Seu rosto era fino e elegante. Seus cabelos, vermelhos e sedosos e ele tinha uma aura que fazia com que todos gostassem dele, era inevitável. As canções que Baekhyun cantava eram todas cheias de muito amor e verdade. Chanyeol ficou emocionado com o talento que o modelo possuía. Era maravilhoso ouvir sua voz, cheia de sentimentos. Esperava ouvir outras vezes mais aquela bela voz.

Chanyeol tirou várias outras fotos e no fim, estava exausto. Deu uma parada e sentou-se em uma mesa para jantar. Viu ao longe Baekhyun se aproximar, cumprimentando-o com um aceno de mão, bem animado.

— E aí Chan! Se divertindo muito? — Baekhyun disse, sentando-se na mesa e olhando para Chanyeol com aquele seu olhar malino que o fazia tremer dos pés à cabeça.

Chanyeol precisou se recompor antes de falar. — E-eu estou me divertindo sim! Obrigado pelo convite.

Um garçom passou com um copo de champanhe e Baekhyun pediu dois, oferecendo o outro copo para Chanyeol.

— Você sabe que é um prazer ter você aqui não é? — e deu mais uma das suas piscadelas que só deixavam Chanyeol mais desconcertado.

— Hehehe. — Chanyeol tomou o drink e pegou um pedaço de salgadinho que estava sobre a mesa. — Gostei da sua música, não a conhecia.

— É mesmo? Será que eu deveria ficar chateado por você não conhecer?

Chanyeol arregalou os olhos. — Nossa! Me desculpe! Eu prometo ouvir todas.

Baekhyun gargalhou alto. — Não precisa conhecer! Eu estava só brincando.

Chanyeol riu junto. — Mas eu quero agora, já que adorei todas. — tatetou a mesa, até decidir pegar outro salgadinho. Chanyeol sentia-se um tanto nervoso — Você e suas brincadeirinhas…

Baekhyun segurou em sua mão de leve e olhou bem nos olhos de Chanyeol. — Eu adoro brincadeirinhas, mas sabe, quando eu quero uma coisa eu consigo ser bem sério nesse assunto…

Chanyeol se arrepiou todo, deixando o salgadinho escorregar de sua mão, indo parar no chão. Baekhyun o apanhou e enfiou todo na boca, sorrindo.

— Vamos dançar um pouco? — perguntou para quebrar aquele clima.

Chanyeol pensou em negar, mas não podia. — Vamos.

Ao fim da festa havia bebido um pouco demais e dançado um pouco demais e conversado até demais com Baekhyun. Ambos beberam e se divertiram até tarde, o que foi maravilhoso já que fazia tempo que Chanyeol não se divertia tanto. Mas, infelizmente era a hora da despedida, teria que dormir e encarar o trabalho no dia seguinte, o que Chanyeol não queria ter que fazer.

— Obrigado por ter vindo Chanyeol. Vou te recompensar bem pelo trabalho. — agradeceu.

— Que nada! A festa foi linda, eu amei tudo e me diverti bastante.

— Também me diverti, ainda mais porque você estava comigo — disse, dando uma piscadela em sua direção.

Chanyeol sentiu seu rosto ficar quente, mas agradeceu e se despediu de Baekhyun com um abraço apertado. A vergonha surgiu novamente com seu rosto ficando vermelho e saiu rapidamente da festa, sem saber o que fazer. Baekhyun observava a pressa que o outro tinha para ir embora e só conseguia rir.

***

 

No dia seguinte chegou em seu trabalho com dez minutos de atraso e acabou recebendo um sermão da supervisora, pois estava atrasado para a reunião semanal. Pela primeira vez se via sem saco para o trabalho naquele dia e só queria chegar em casa e dormir, o final de semana havia sido um tanto puxado. Depois da reunião, se dirigiu para sua sala com Soojung e Yifan e ficaram conversando um pouco. No horário do almoço Soojung teria que sair mais cedo naquele dia, pois teria um compromisso importante com algumas pessoas da empresa. Como o dia estava tranquilo e eles não precisariam fotografar ninguém, ficaram os dois no setor, esperando o expediente encerrar.

Depois de um tempo, Chanyeol recebeu uma mensagem no celular.

[13:00] “Me conta tudo o que houve entre você e o Baekhyun no domingo!”

Chanyeol levou um susto com a mensagem repentina. Era Kyungsoo perturbando já. Não viu o amigo quase o final de semana todo, e agora ele queria que saber sobre a festa.

[13:01] “Chan, eu sei que você está aí. Me responda”

Ficou olhando as mensagens que chegavam.

[13:03]“CHANYEOL”

Ele não desistia.

“Mas que saco!” reclamou Chanyeol internamente.

[13:06]“Chanyeol… Se eu aparecer aí, você não sai vivo desse estúdio!”

Resolveu responder. Brincar com um Kyungsoo enraivecido não era nada bom. Chanyeol tinha quase certeza que o amigo tinha seus contatos com o capeta.

[13:10]“O que você quer Soo? Não houve nada demais, eu só tirei umas fotos da festa, vi o Baek cantar e depois a gente se despediu. Agora me diz como você ficou sabendo disso?”

[13:12]“Sei… Aposto que rolou algo entre vocês… Fiquei sabendo por causa do Jongin né”

[13:13]“Se não acredita fale com ele ora!”

[13:14]“Eu tentei sabe, mas ele não diz nada...”

[13:15]“O QUÊ?? Eu não acredito que você já foi atrás dele pra saber o que rolou!”

[13:16]“Você sabe que eu nunca resisto né?”

[13:18]“Seu malditinho...”


 

Já ia desligar o celular, quando Yifan bisbilhotou de longe com quem ele conversava.

— Você ficou amigo dos modelos? Baekhyun é uma ótima pessoa. — disse apontando para o celular.

Chanyeol desligou seu celular assustado e apenas assentiu, sorrindo sem jeito.

Passaram a tarde toda organizando as coisas no estúdio e limpando tudo. Yifan parecia ser um cara legal, mas Chanyeol o achava esquisito às vezes, por causa de uns comportamentos estranhos que ele demonstrava. Uma hora parecia alegre, outra hora parecia com raiva de algo, ou nem falava direito, e às vezes falava até demais. Eles se davam até que bem, mas o castanho o olhava torto muitas vezes quando ele tentava forçar umas piadas como se elas fossem engraçadas. Chanyeol definitivamente não curtia muito esse tipo de coisa.

Perto do final do expediente, resolveu organizar suas coisas antes de ir, mas percebeu que Yifan vinha em sua direção.

— Hoje está um dia tão calmo né? Não há muito trabalho para fazer.

— É… está sim. — respondeu Chanyeol sem olhar em sua direção.

— Você quer ajuda aí? — Yifan já ia se aproximando.

— Nah! Não precisa, eu termino rápido. — Chanyeol respondeu rápido.

— Tudo bem.

Chanyeol estava de costas para Yifan, mas percebeu que ele chegava cada vez mais perto. Pensou que já o tivesse dispensado e não queria sua ajuda.

Quando resolveu virar, sentiu uma mão o segurar com força e o empurrar contra a parede. Era Yifan, com um olhar malino e risonho, que deixou Chanyeol com os olhos arregalados, assustado com aquela atitude estranha. Yifan o prendeu de forma brusca e Chanyeol ficou sem ar, tentando se mexer em vão.

— O que você está fazendo? — indagou Chanyeol incrédulo com aquela situação.

— Tenho uma tarefa para você! — disse o loiro olhando nos olhos de Chanyeol.

— ME SOLTA CARA! — gritou, começando a se tocar de que talvez Yifan não estivesse brincando.

— Se você gritar será pior!

Yifan apertava seu braço contra a parede, que já começava a criar um hematoma de tão roxo que estava ficando. E Chanyeol tentava não gritar de dor. Não estava entendendo mais nada, ele parecia ser uma boa pessoa e agora o estava machucando daquela forma. Apesar de saber se defender, Chanyeol se sentia paralisado e assustado demais para conseguir fazer algo.

— Me solta cara... — Chanyeol implorava.

— Sou jornalista e fotógrafo correspondente no jornal de uma outra empresa. E eles me ofereceram uma oferta irrecusável. Quero sair dessa empresa, mas antes você vai me ajudar!

— NÃO VOU AJUDAR EM NADA! ME SOLTA!

— SE VOCÊ GRITAR DE NOVO EU TE MATO AQUI MESMO! — ameaçou.

Chanyeol estava desesperado.

— Eu trabalho nessa empresa à cinco anos e já presenciei de tudo, mas tem algo que sempre quis saber. Se Jongin, o nosso querido modelo e dançarino, está realmente tendo um caso com Kyungsoo.

Chanyeol arregalou os olhos. Sua pele ficou pálida de repente. O que Yifan queria bisbilhotando a vida amorosa dos outros?

— Como sei que você é muito amigo do Designer de moda, você terá que tirar a prova pra mim.

— NÃO!

— Vai sim! Você vai tirar uma foto dos dois juntos e me enviar. Vou ganhar muito dinheiro com isso e poderei sair dessa empresa e desse país! E você pode ganhar uma parte se quiser. — disse Yifan cantando vitória, ainda mantendo Chanyeol preso contra a parede.

— NÃO VOU FAZER NADA DISSO! VOCÊ SÓ PODE ESTAR LOUCO! — gritou. — E quem te disse que ele tem um caso com o Jongin? Pare de inventar mentiras!

— Não me venha com essa de desentendido! Todos que veem os dois juntos desconfiam do relacionamento, mas eles não assumem nada. Então eu serei o primeiro a confirmar e você vai me ajudar! Quero derrubar o Jongin e poder sair livremente! Vou mostrar que ele não é assim tão queridinho quanto todos pensam.

— Eu já disse que não vou ajudar em nada!

— Ah! Vai sim!

— Já disse que não! — seu corpo todo tremia de raiva, mas não sabia o que fazer. — E porque você quer derrubar eles? O que você tem contra o Jongin?

— Você acha que eu não pesquisei sobre você? — ignorou totalmente a pergunta de Chanyeol e colocou as mãos no rosto dele, o empurrando. — Eu sei onde seus pais moram, e sei sobre você e o seu amiguinho Baekhyun!

Pegou seu celular e mostrou uma foto dele conversando com o Baekhyun em baixo da árvore no dia em que eles almoçaram juntos. Chanyeol ficou cada vez mais assustado. Quem era aquele cara? O que ele realmente queria? Porque estava fazendo todas aquelas coisas? Não podia acreditar que tudo estava indo por água abaixo.

— Se você não quer perder seu empreguinho e levar um processo por quebra de contrato, sugiro que você me ajude. — disse em tom de deboche. — Ah! E se você não quer que seu novo amiguinho, o seu melhor amigo, ou seus pais morram, melhor você decidir agora que vai me ajudar viu?

Chanyeol não acreditava no que Yifan estava falando. Pensava que ele era uma boa pessoa, nunca havia desconfiado de nada, pois sempre foi aquele cara alegre e que sempre estava ali para ajudar.

Yifan tirou suas mãos de Chanyeol e se dirigiu para a saída, sorrindo com um tom de vitória.

— Até amanhã, colega. — disse Yifan animado, a expressão de ameaça havia mudado totalmente para uma alegre.

Saiu e o deixou na sala encostado na parede. Chanyeol estava paralisado, não sabia o que fazer. Deslizou ao chão e olhou a parede oposta, sem nenhuma expressão, sem pensar em nada. Meu Deus! Se Yifan descobrisse sobre os dois, era o fim.


Notas Finais


Esse Baek tá gamadão no Chan e ele não se decide logo.
Mas agora to com pena do Chan, esse Yifan no fim das contas não presta!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...