História Love behind the hate - Capítulo 34


Escrita por:

Postado
Categorias Magcon, Matthew Espinosa, Nash Grier, Shawn Mendes
Tags Magcon, Matthew Espinosa, Nash Grier, Shawn Mendes
Visualizações 51
Palavras 1.917
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Crossover, Romance e Novela
Avisos: Álcool, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Oi genteee. Enquanto eu escrevia esse capítulo eu ouvi algumas músicas que combinam com essa parte, vou deixar todos os links nas notas finais pra vocês lerem ouvindo. Bjão e aproveitem o capítulo!!

Capítulo 34 - "Project X"



Juntamos todo o dinheiro que nós tínhamos e saímos para comprar as coisas. Primeiro fomos no mercado comprar as bebidas, comidas e essa coisas mais fáceis de se encontrar. 
Tivemos que fazer várias viagens pra conseguir colocar todas as comprar dentro do carro, e então fomos na casa de um conhecido do Matthew pra pegar as coisas mais difíceis - lê-se drogas- .
 
****
Matt: Ok, tudo comprado, agora e só avisar a galera.
Eu: Vamos fazer assim então, a gente envia a mesma mensagem pra todo mundo que a gente conhece e ainda fala pra trazerem mais gente, beleza?
Matt: Cara, essa festa vai ser épica. E pra comemorar isso -disse se levantando e indo rapidamente até a cozinha. Ele voltou com dois copinhos de shot cheios.
Eu: Tim tim! -disse batendo meu copinho no dele e nós dois viramos o conteúdo juntos
Então começamos a fazer o combinado. A festa começaria lá pelas 22:00, e agora era 18:00 da tarde, então tínhamos que começar a arrumar as coisas e nos arrumar.
***
Era 22:30, e já havia muitas pessoas chegando. A música já estava alta, e a maioria das pessoas chegavam em grupos e com mais bebidas na mão.
Eu e Matthew já estávamos bebendo a um tempo, ou seja, já estávamos meio loucos. Até que vimos Cameron, Mandy, Nash, Shawn, Jack G, Jack J, Carter, Aaron e Taylor chegarem com muitas bebidas na mão, e o Cameron segurava um baseado. 
Cameron chegou cumprimentando todo mundo, e já aparentemente meio fora.
Eu e Matthew fomos correndo até eles já gritando de longe
Jack G: Eaiii seus putos. Como que vocês fizeram isso sem avisar a gente? -disse nos cumprimentando e rindo
Eu: Eu tive a ideia - disse e ri da cara que eles fizeram- isso mesmo! Dai pedi ajuda pro Matthew, e se essa for a melhor festa que vocês e todo o resto já viram, o crédito vai ser todo nosso -disse apontado com os dois indicadores pra mim e colocando a língua pra fora
Cameron: Que orgulho! -disse vindo até mim e passando um de seus braços pelo meu pescoço.
Abracei a cintura dele com um braço e com a outra mão peguei o baseado que ele segurava.
Matt: BORA FICAR LOUCO! -ele gritou muito alto e todos na festa gritaram junto
Eu sorri e levei o baseado até a boca, e olhei pra trás, encarando Nash e Shawn, que me encaravam perplexos. Resolvi deixar eles mais chocados, então.
Traguei o baseado e segurei a fumaça na boca, enquanto eu me virava de frente pro Cameron. Segurei seu rosto com as duas mãos, e aproximei mais minha boca da sua, até que ele entendesse o que eu ia fazer. Então ele entreabriu a boca e eu soltei a fumaça em sua boca, enquanto ele puxava a mesma. Mordi o lábio inferior olhando nos olhos dele e depois olhei pra Shawn e Nash vendo que eu atingi meu objetivo.
Eu: Aproveitem! -disse erguendo meu copo e sai dali.
A casa e o quintal já estavam lotados, e cada vez chegava mais gente. Me enfiei no meio das pessoas até achar um barril de cerveja, e então servi no copo já vazio que antes continha vodka com energetico.
Adentrei a casa e procurei pela Mandy, a qual achei conversando com o Carter
Eu: Vem, vamo dançar - disse puxando ela pelo braço, esquecendo qualquer ressentimento que eu tinha dela. 
Virei o copo, bebendo toda a cerveja que eu tinha recém colocado ali, e deixei o copo de lado.
Mandy: Eu não sei o que aconteceu contigo, mas seja la o que for, foi bom! -disse no meu ouvido, por que só assim era possível se ouvir alguma coisa
Eu: Tu não faz nem ideia- falei no ouvido dela também e começamos a dançar
A música invadia meus ouvidos e fazia meu corpo inteiro pulsar, a bebida e o baseado já estavam altos, o que só fazia a sensação da música dentro de mim ficar cada vez mais forte. Eu mexia meu corpo conforme o ritmo da música, com os olhos fechados, por que assim aquela sensação só aumentava. Eu passava as mãos pelo corpo enquanto eu rebolava e pelos cabelos.
Abri os olhos e vi a Amanda na mesma vibe que eu. Então passou um pessoal gritando e pulando, fazendo as pessoas que estavam ali entrarem na mesma vibe também.
Ficamos um tempo ali até avistarmos o resto do pessoal, e gritamos pra eles virem curtir com a gente.
Shawn já estava totalmente fora de si, assim como o Nash, mas claramente os mais loucos eram o Matthew (novidade) e o Cameron
Cameron começou a dançar comigo. Ele estava com um copo na mão, então peguei e virei o conteúdo na boca, sem saber o que era, sentindo aquele líquido descer queimando pela minha garganta.
Eu: O que tu tomou? -falei alto no ouvido dele assim que eu percebi que a pupíla dele estava totalmente dilatada
Cameron: Bala (ecstasy)
Eu: Caralho, eu tinha até esquecido. Tem alguma ai?
Cameron: Tenho, perai -disse e tirou do bolso um pacotinho com vários comprimidos dentro. Ele me entregou um e eu engoli ele com a saliva. 
Ele começou a distribuir pro resto do pessoal, e cada um tomou um.
Continuamos dançando com todo mundo. Cameron começou a ficar cada vez mais perto de mim, colando seu corpo no meu. Eu não me importei e continuei dançando, agora mexendo meu corpo contra o dele. Suas mão pararam na minha cintura, fazendo com que nossos corpos ficassem mais pressionados. Eu estava de costas pra ele, então eu rebolava, olhando pra ele por cima do ombro. Coloquei minha mão em sua nuca e continuei a dançar.
Eu já estava começando a sentir o efeito do ecstasy, meu corpo começava a ficar cada vez mais elétrico, e eu percebi que eu já não respondia mais pelos meus atos. Eu só queria beber, dançar e transar...muito.
Foi ai que Matthew veio na minha frente e começou a dançar comigo também, enquanto virava um shot de vodka que tinham dado pra ele. Logo ele largou o copo e se aproximou mais de mim, fazendo com que eu ficasse "presa" entre ele e Cameron. O nível de tesão no meu corpo aumentava cada vez mais, e eu já não conseguia mais ficar parada.
Senti Cameron afastar meu cabelo da nuca e então ele começou a depositar beijos ali. Foi ai que eu percebi que a Mandy me olhava muito indignada. Merda, ela e o Cameron estavam tendo alguns rolos, e eu não tinha me lembrado disso. Vi também que os olhos de Shawn e Nash me fuzilavam. Quando eu fui me desvencilhar dos dois por que vi que ia dar merda com a Mandy (o problema era se ela se magoasse, não o Shawn, nem o Nash) ela começou a fazer o mesmo que eu com os dois. Foi ai que a raiva subiu, e a culpa que eu estava sentindo simplesmente foi embora.
Continuei a dançar e a sentir a vibração da música por cada parte do meu corpo, Cameron mudou de beijos para chupões e suas mãos iam cada vez mais invadindo meu corpo. Matt começou a deslizar as mãos por cada parte do meu corpo enquanto dançavamos, até que ele me beijou. Quando eu fechei os olhos as sensações duplicaram. A língua de Matthew invadiu minha boca, me beijando lentamente. 
Senti Cameron pressionar seu quadril contra a minha bunda, fazendo com que eu sentisse a ereção que se formara e sua calça. Olhei pro lado e vi que Shawn me encarava enquanto dançava com a Mandy, até que ele beijou ela...Fiz o máximo pra não ligar pra isso, e pra completar ainda, Nash estava fazendo o mesmo que Cameron.
Desviei o olhar e voltei a beijar o Matt. O clima estava ficando cada vez mais quente, e o que eu queria fazer já não dava pra fazer com aquela galera ali, então me desvencilhei dos dois e olhei pra eles rapidamente. Eles entenderam o recado e me seguiram. Mas antes, fui até uma mesa que tinha diversas bebidas e peguei uma garrafa de tequila e um limão.
Nós três subimos para o andar de cima e fomos até o quarto do Matt. Mesmo com a porta fechada, a música ainda era alta o bastante la dentro. Matthew pegou a garrafa de tequila da minha mão e a abriu. Eu pendi a cabeça pra trás e abri a boca. Matthew despejou uma parte do líquido da garrafa na minha boca, fazendo com que um pouco caísse e escorresse pelo meu corpo. Engoli todo o liquido e puxei os dois pelas camisetas até a cama. Eles me fizeram deitar e enquanto Matthew pingava algumas gotas do limão no meu busto, Cameron dava um gole na tequila. Ele entregou a garrafa pro Matthew e então senti a língua de Cameron passar entre meus seios. Aquilo me levou a loucura, e logo Matt fez o mesmo. Meu corpo se arrepiou por inteiro.
Cameron me puxou pela mão, fazendo com que eu levantasse da cama, e sem demora, puxou minha cintura, me colando com o seu corpo e então ele me beijou. O beijo era quente devido a tequila que haviamos bebido e lento. Senti as mãos de Matthew nas minhas costas, e então senti meu vestido afrouxar no meu corpo, revelando que ele havia aberto o zíper. Nós três estávamos em perfeita sincronia. 
Finalmente senti o vestido deslizar pelo meu corpo, me deixando apenas com uma calcinha preta de renda e saltos, mas logo me livrei desse. As mãos de Cameron desceram pelo meu corpo, parando em minhas pernas, me puxando pra cima. Dei impulso e ele me segurou no colo. Cameron caminhou até a cama comigo e me deitou, ficando por cima de mim. Mas logo Matthew tomou controle. Matthew ficou entre minhas pernas e começou a descer seus beijos pela minha barriga até chegar no cós da minha calcinha. Enquanto isso, senti a língua de Cameron em meus seios, fazendo com que eu gemesse.
Eu: Ei, vocês tão com roupa demais- disse quando percebi que eles ainda estavam totalmente vestidos.
Logo eles tiraram a camiseta e continuaram o que estavam fazendo. Eu sentia o efeito da droga agindo cada vez mais forte no meu corpo e de todo aquele álcool também, e eu tinha que me esforçar pra conseguir manter meus olhos abertos.
Quase perdi a respiração quando senti os dedos de Matthew entrarem em contato com a minha intimidade, por cima da calcinha. Vi ele sorrir e olhar pra mim.
Matt: Tu tem noção do quanto tu ta molhada? -disse mordendo o lábio inferior- acho então que tu já ta pronta, hein? -disse, e eu sentia o tesão exalando pela voz dele
Concordei com a cabeça, já não me aguentando mais, eu precisava sentir eles dentro de mim. Matthew se levantou da cama e se desfez do resto de sua roupa, ficando apenas com uma boxer branca. Puxei Cameron pela nuca e o beijei verozmente. Foi então que eu senti a mão de Matt afastar minha calcinha e então ele colocou todo seu membro de uma vez, me fazendo gemer alto e arquear as costas. O quarto se encheu com o som dos nossos gemidos. E então eu simplesmente fiquei parada, por que eu não estava mais em condições de me mexer, a única coisa que eu conseguia fazer era gemer com cada estocada que cada um dava, e então eu apaguei.


Notas Finais




Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...