História Love Between Suicidal Angels - (Imagine Min Yoongi) - Capítulo 17


Escrita por:

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens Jeon Jungkook (Jungkook), Jung Hoseok (J-Hope), Kim Namjoon (RM), Kim Seokjin (Jin), Kim Taehyung (V), Min Yoongi (Suga), Personagens Originais
Tags Depressão
Visualizações 85
Palavras 1.497
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Comédia, Drama (Tragédia), Famí­lia, Hentai, Romance e Novela, Violência, Yaoi (Gay)
Avisos: Estupro, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Suicídio, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 17 - Trabalho


Fanfic / Fanfiction Love Between Suicidal Angels - (Imagine Min Yoongi) - Capítulo 17 - Trabalho


Finalmente o dia de minha tia voltar tinha chegado. Já não aguentava mais, não que isso iria mudar muita coisa... porém com ela em casa as coisas são... "melhores" digamos assim. Estava à espera dela na rodoviária, a mais velha disse que era pra mim vir acompanhada de meu padrasto, mas disse que iria vir mais cedo por saudades dela, e eu realmente estava. 
 
 [...]  
 
 Já de longe avistei o ônibus de volta dela, estava bem ansiosa por ela chegar, estou torcendo pro meu padrasto estar ocupado e não poder vir nos buscar. O veículo parou e eu abri um sorriso, estava feliz por ela estar de volta, mas isso não significava que eu estava bem.  
 
S/tia - Oi meu amor, que saudade - ela me abraça e dá um beijo em minha bochecha fazendo com que seu batom vermelho marcasse o meu rosto - como foi ficar uma semana sem mim?  
 
- Foi mais ou menos. E como foi lá? - mudo de assunto. 
 
 S/tia- Ahh foi bom... mas esse trabalho não é pra mim... - ela faz biquinho. 
 
- Vai voltar pro outro? - no momento, estava agradecendo muito por ela não ir trabalhar lá. 
 
 S/tia- Provavelmente... caso eu não consiga voltar eu procuro outro, nada demais 
 
- Entendo... - sorrio 
 
 S/tia- Que tal tomar um sorvete antes de irmos pra casa? - ela sorri animada  
 
- Adorei a ideia 
 
 [...]  
 
 Estávamos a caminho de casa, tivemos que chamar um táxi. O caminho foi meio silencioso, poucas palavras foram trocadas entre nós duas. Senti meu celular vibrar em meu colo, olho pro mesmo e atendo 
. Ligação On . 
 
 - Oi Kook, o que foi?  
 
 JK- S/N TEMOS O TRABALHO PRA FAZER!! TU ESQUECEU?? 
 
- Puta que pariu, eu esqueci - coloco a mão na testa . "olha a boca" (minha tia fala dando um tapinha na minha cabeça) - desculpa tia.  
 
 JK- Você tem que vim aqui em casa hoje pra fazermos o trabalho!! 
 
 - Minha tia voltou hoje do trabalho na outra cidade, dá um desconto!! - suspiro  
 
JK- Não sou loja pra dar desconto!! Amanhã ou na hora que você voltar você fica com sua tia curtindo a vida mas agora, TEMOS QUE FAZER O TRABALHO!!  
 
- Nossa, nem um pouco agressivo  
 
JK- Temos que entregar essa bosta depois de amanhã, oh merda!! 
 
- Tá bom, tá bom ... - suspiro - que horas você quer que eu vá aí?  
 
JK- Se possível... A G O R A 
  
- To voltando pra casa agora e estou de táxi, não rola.  
 
 JK- Não tem como voltar no mesmo carro?  
  
 - Eu não tô com roupa apropriada e eu estou sem minhas coisas da escola e pá.  
  
JK- quem se importa?! Qualquer coisa eu te empresto algo, sei lá . E quanto aos materiais eu tenho tudo aqui. 
 
- Dá pra parar de ser grosso comigo Jeon?   
 
 JK- Vem logo e para de reclamar! 
 
- Aish, idiota!! - desligo antes de ele falar alguma coisa e "jogo" o celular no colo 
 
 . Ligação Off . 
 
 - Então tia, eu tenho um trabalho pra entregar depois de amanhã... eu preciso ir na casa do meu amigo agora, antes que ele tenha um surto... - reviro os olhos. 
 
 S/tia- Seu amigo?  Uhun... - ela tira a carteira da bolsa e me entrega 40 reais.  
 
 - Muito, muitoooo obrigada. - dou um beijinho em seu rosto e ela sorri  
  
[...] 
  
 O táxi para na frente da casa do Jungkook, saio e entrego o dinheiro ao moço, vou até a porta e toco a campainha. Uma mulher me atendeu, creio que seja a mãe dele, mas como o coelhinho disse que os pais quase não ficavam em casa achei estranho. 
 
 Xx- Olá, boa tarde, você deve ser S/N, certo?!  
 
- Sim, sou eu mesma. - sorrio e curvo um pouco minha cabeça a cumprimentando 
 
 Xx- Prazer, sou a Jung Soo. - ela sorri    
 
- O prazer é todo meu. 
 
 Soo- Vamos, entre querida.  
 
- Licença - entro e tiro o tênis ficando apenas de meia  
 
 Soo- Oh, não precisava meu bem.  
 
- Tudo bem. - sorrio  
 
 Soo- O Jungkook está no quarto lá em cima. - ela aponta pra escada 
 
 - Obrigada! - subo meio tímida e procuro o quarto que não foi difícil achar, já que estava com a porta aberta. Paro no encosto da porta e fico olhando o Kook paralisado em frente a tela do computador 
 
- Tá bom o jogo? - acabo assustando ele que dá um pulo 
 
 JK- Sua desgraçada - coloca a mão no peito acalmando a respiração  
 
- Desculpa - rio e sento do lado dele. 
 
 JK- Da próxima vez eu vou te jogar por aquela janela!!  
 
 - Com certeza - dou risada e tento olhar sério pra ele - bom vamos logo começar o trabalho.  
 
 [...] 
 
Procuramos vários estilos e jeitos diferentes para fazermos os desenhos, tinha muitas, MUITAAAS opções, e isso foi bem difícil de escolher  
 
 JK- Esse tá bom? 
 
- Calma aí - aperto a seta pra baixo e acho o jeito perfeito pra fazermos o trabalho - que tal pintura na tela? 
 
 JK- ótimo!!  
 
 Jeon me emprestou uma blusa velha dele que no caso ficou um vestido pra mim de tão grande. Pegamos a tinta preta, lápis, borracha e tudo que iriamos usar na pintura. Depois de tudo feito demos uma parada pra analisar nossa belíssima obra de arte. Eu estava sentada em minhas pernas olhando o quadro um pouco acima de mim e o Jeon estava de perna de índio observando o quadro também, olhamos um para o outro e batemos uma mão na outra. 
 
(A:O quadro deles é o da foto) 
 
 - Ficou perfeitooo 
 
 JK- Fui eu que fiz também né! - faz uma cara de convencido.  
 
- Meu amor, eu fui a que mais pintei. Licença.  
 
 JK- E eu fui o que mais desenhou!  
  
- Problema é seu!!- faz careta pra mim e eu dou risada 
  
 JK - Vamos descer pra comer alguma coisa. Minha mãe disse que iria fazer cookies.  
 
- Ok - tiro a blusa dele que não sujou muito, por incrível que pareça, ficando com a minha que estava por baixo. Vou no banheiro e lavo as mãos.  
 
 JK- Vai logo, eu tão com fome. 
 
 - É magro de ruim mesmo!!  
 
 JK - Licença que eu posso. -rimos e descemos após ele lavar as mãos 
 
 Soo- Chegaram na hora certa! - ela coloca um prato raso médio na mesa e eu me sentei, Kook foi pegar o leite na geladeira e dois copos. Peguei um cookie e dei uma mordida logo saboreando aquela obra dos Deuses, estava muito bom, e não é exagero! 
 
PELO AMOR DOS DEUSES QUE DELÍCIA!! 
 
Me servi com um pouco de leite e continuei comendo. No máximo comi uns 5 cookies e o Jeon deve ter comido uns 8, ou mais, esse gordoo.  
 
- Nossa, Senhora Soo, seu cookie é muitoooo bom 
 
 Soo- Que bom que gostou, essa receita era da vovó Jeon - sorrio de leve e ela retribuiu 
 
 JK- Ahh, amanhã passa aqui pra assinarmos a pintura, eu vou ter que comprar uma caneta preta forte. 
 
- Passo sim! Enquanto a caneta eu tenho uma lá em casa. 
 
 JK- Menos mal então  
 
- Bom eu já vou indo... - olho as horas no celular e se passaram 3 horas desde que eu cheguei aqui - caramba demoramos muito pra fazer a pintura 
 
 JK- Pelo menos tá bonito 
 
 - Verdade - sorrio - Vai me acompanhar? 
 
 JK- Claro! - ele sorri pra mim e eu me despeço de sua mãe. Ele me leva até a porta e nos despedimos ali. Peguei ônibus ao invés de táxi. 
 Lá estava eu quase xingando uma menina que devia ter uns 13 anos, ela não parava de bater a mochila em mim! Não era por causa do balanço do ônibus e nada do tipo, ela conversava com mais duas meninas e um menino e nisso as vezes ficava rindo ou se mexendo e a mochila batia em mim toda hora. 
 
 ME ESTRESSEI!!! 
 
 - Meu amor, tem como você parar de bater a mochila mim?! - falo tentando disfarçar a raiva. 
 
 Xx- Eu não tenho culpa! - respirei fundo. 
 
Calma s/n, calma...  
 
 - Por favor!....  
 
 Xx- Não!! - tirei a mochila dela e joguei no chão - sua desgraçada por que fez isso? 
  
 - Ou por bem ou por mal!  
  
 Xx - Eu vou falar tudo pra minha irmã!   
 
 - Faz o que você quiser querida. - dou de ombros. Ela ficou de cochichos com os amigos dela.  
 Cheguei no ponto e puxei a cordinha pra descer, já na calçada de casa entrei o mais rápido possível, o sono já me consumia. Entrei e peguei uma garrafinha de água gelada, subi pro quarto e me joguei na cama deixando a garrafa na mesinha ao lado. Peguei meu celular e vi algumas mensagens no grupo que os meninos me colocaram, corri pro banheiro e tomei um banho Se 5 minutos, me troquei e fui dormir.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...