História Love Between Suicidal Angels - (Imagine Min Yoongi) - Capítulo 19


Escrita por:

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens Jeon Jungkook (Jungkook), Jung Hoseok (J-Hope), Kim Namjoon (RM), Kim Seokjin (Jin), Kim Taehyung (V), Min Yoongi (Suga), Personagens Originais
Tags Depressão
Visualizações 83
Palavras 1.085
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Comédia, Drama (Tragédia), Famí­lia, Hentai, Romance e Novela, Violência, Yaoi (Gay)
Avisos: Estupro, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Suicídio, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


To cansada, é isto!

Capítulo 19 - Contando Tudo


Fanfic / Fanfiction Love Between Suicidal Angels - (Imagine Min Yoongi) - Capítulo 19 - Contando Tudo


Fomos para a casa do Jungkook, ele estava sozinho. Já era de se esperar né. 
 
Após chegarmos no local, fomos pra cozinha e ele me preparou um suco natural. Subimos pro quarto e nos sentamos no grande tapete de veludo 
 
JK- O que aconteceu? - olhei pra ele com uma cara chorona - olha, tudo no seu tempo, ok?! 
  
- Ok - respirei fundo e comecei. - Antes da pré-adolescência, eu comecei a desenvolver meu corpo, e como eu sou brasileira meu corpo já é mais curvado. Com essas mudanças veio os olhares do meu tio, nunca imaginei que ele faria algo com migo. 
 
JK- Ele abusou de você?? 
 
- Deixa eu continuar - no momento já sentia as lágrimas querendo aparecer mas me mantive forte - com o tempo, pra ele já não bastava olhares, e então ele começou a passar a mão em mim, pensei em falar com minha tia, mas ele ameaçou minha tia e eu de morte... 
 
JK- Sua tia nunca percebeu os olhares dele? 
 
 - Por incrível que pareça não! Desde então ele vem abusando de mim, não só de passar a mão, ele... ele - meus olhos encheram de lágrimas e o coelhinho a minha frente veio me abraçar, deitei no chão e fiquei com a cabeça em sua coxa, recebia um carinho nos cabelos enquanto tentava me acalmar 
 
JK- Eu vou matar esse filho da puta! 
 
- Não quero que, nem você nem os meninos se intrometam nisso. 
 
JK- SN ele é um estuprador, ele abusou de você!!! 
 
- E se matarem ele? Como minha tia fica? Eu acho melhor coloca-lo na cadeia. 
 
JK- E você acha que sua tia sabendo disso tudo ela vai continuar o amando? Cara você é praticamente a filha dela, você acha mesmo que ela continuaria com ele depois de saber do abuso? Tirando que na cadeia, uma hora ou outra ele sai, as vezes ele pode até conseguir sair de lá pagando a fiança. 
 
- Você tem razão... EU QUERO QUE ELE MORRA DA PIOR FORMA POSSÍVEL  
 
JK- Deixa eu ver seu braço... - ele fala do nada e eu arregalo os olhos  
 
- ... Não 
 
JK- Por favor - olhei nos olhos dele e hesitei um pouco antes de mostrar-lhe - então você fazia isso por causa dele... 
 
- Tentava aliviar tudo sentindo uma dor - ele passeava com os dedos nas cicatrizes profundas e bem marcadas, isso tudo me trouxe lembranças ruins e logo voltei a chorar baixinho, ele deu um beijo em minha testa e voltou a acariciar meu cabelo 
 
 Essa noite iria todo mundo pra casa do Kookie, ele queria dizer a todos do acontecimento comigo então geral iria dormir lá, inclusive eu 
 
Liguei para Yoongi mas ainda continuava sem celular. Resolvi ir com o Tae na casa dele, aproveitei que foi o primeiro a chegar lá e fomos de táxi para a casa do Trevoso, espero eu que ele esteja sozinho 
 
[...] 
 
Minutos se passaram e já estávamos em frente à casa grande, como não queríamos chamar muita atenção resolvi pegar pedrinhas minúsculas e atacar em sua janela, sem demora ele apareceu lá e disse para nós esperamos na saída de trás da casa dele 
 
- Mas e o muro? 
 
TH- Ele vai pular ué 
 
- Tô vendo que vai dar bosta 
 
TH- Dá nada não, não é a primeira vez. 
 
Olhei um pouco pra cima e um sorriso se formou em minha boca, logo um barulho no chão foi ouvido e dois braços me apertaram. 
 
YG- Sentiu saudade?  
 
 - Nem um pouco - falo e ele ri soprado  
 
YG- Oi Tae 
 
TH- Oi vandalizador - os dois riem 
 
YG- O que aconteceu?  
 
TH- É uma conversa bem séria pelo o que o Jungkook falou, SN tá no meio disso.  
 
- Então... ele convidou todos pra ir lá e aproveitaríamos pra dormir lá também. 
 
YG- Eu até iria, mas minha mãe tá por um fio de me mandar pra casa da minha avó, em outro estado.  
 
TH- Cara, por que você não pega suas economias e compra um apartamento? 
 
YG- Como se fosse tão fácil assim, independente seu eu tiver minha casa ou a caralha as quatro, minha mãe não vai sair do meu pé. 
 
TH- Se eu fosse você, tentava conversar com ela e saísse da casa dela 
 
YG- ... Tenho que pensar bem antes de fazer qualquer coisa 
 
Yoongi ficou com cara de pensativo e logo me assustou ao se pronunciar 
 
YG- Quer saber, eu vou! Tô cansado de ela se pagar de louca  
 
 - Nossa... 
 
TH- Pra você ver que até o próprio filho sabe que a mãe é louca! - ri e eu dou um tapa leve em seu braço 
 
- Tem certeza? Se ela descobrir vai dar muito ruim 
 
YG- Não tô nem aí, eu vou e já era. 
 
TH - Vamos então, o taxista ainda espera por nós 
 
Voltamos pra casa do Jungkook e quando adentramos a casa, todos estavam a nossa espera 
 
- Oi gente - falo meio nervosa e tristonha, todos retribuem o oi 
 
Hobi, Tae e Namjoon estavam sentados no chão da sala. Jin, Jimin e Kook estavam no sofá médio. Eu e Suga estávamos no maior sofá, já que eu estava deitada tentando me acalmar. 
 
[...] 
 
Após contar tudo o que tinha pra dizer, todos me acolheram muito bem, me deram beijos, abraços, mimaram muito. Só que antes de tudo isso ficaram muito bravos, então tive que acalmar eles 
 
Suga estava deitado no meu colo acariciando meu braço que continha marcas. Já estava bem tarde, arrumamos as coisas para dormir e todos foram deitar, deixando apenas eu e Suga na sala, as luzes estavam apagadas e eu estava de costas pro maior. Por um momento, lembranças invadiram minha mente, lembranças horríveis! 
 
... 
 
Já me pegava chorando cachoeiras, chorava sem fazer barulho algum, afinal, já estava acostumada com isso! Poucos minutos após sinto um braço me rodear 
 
YG- Tá chorando? 
 
- Não, por quê? - recomponho minha voz para falar 
 
YG- Olha pra mim 
 
SN - pra que? - ele me vira de frente pra ele 
 
YG- O que foi? - pergunta calmo 
 
- Nada - tampo o rosto e ele beija minha testa, tira minhas mãos de meu rosto e limpa minhas lágrimas com o polegar 
 
YG- Ele não vai fazer mais nada com você! 
  
- Assim espero - suspiro 
 
YG- Vamos dormir, vamos. 
 
- Boa noite - falo e me viro novamente de costas para ele 
 
YG- Boa noite - me abraça de novo e assim dormimos.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...