História Love Between Suicidal Angels - (Imagine Min Yoongi) - Capítulo 20


Escrita por:

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens Jeon Jungkook (Jungkook), Jung Hoseok (J-Hope), Kim Namjoon (RM), Kim Seokjin (Jin), Kim Taehyung (V), Min Yoongi (Suga), Personagens Originais
Tags Depressão
Visualizações 85
Palavras 1.144
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Comédia, Drama (Tragédia), Famí­lia, Hentai, Romance e Novela, Violência, Yaoi (Gay)
Avisos: Estupro, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Suicídio, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Meo Deus, eu tenho que tomar banho aindaaa

Capítulo 20 - Comida Ocidental


Fanfic / Fanfiction Love Between Suicidal Angels - (Imagine Min Yoongi) - Capítulo 20 - Comida Ocidental


Um sonho ruim invadia minha mente, bendito sonho do que rolou ontem de tarde, era como se tudo estivesse me corroendo por dentro, uma angustia se fez presente, queria acordar, mas parecia impossível. 
 
O cara me puxava pelo cabelo e eu me debatia sem parar 
 
- ME SOLTA SEU FILHA DA PUTA!! - gritava como se aquilo fosse a única esperança que me restava. 
 
Ele segurou forte em meu maxilar e eu sentia cada dor presente ali, deu um sorriso assustador e eu fechei os olhos com toda a força que podia e logo os abri. 
 
S/tio - Me peça para parar, ande, me mostre todo seu medo por mim!! 
 
Olhei bem em seus olhos e ele apertava cada vez mais meu queixo 
 
- P-por que você f-faz i-isso comigo? - falo com dificuldade pelo choro, dor e aperto 
 
S/tio - Hum, por quê você tinha que ser uma vadia tão gostosa? - passa a língua no meu rosto e me empurra com a mão que estava em meu maxilar, com o asfalto sobre mim, acabei por machucar as mãos e o joelho. 
 
(A: É só eu ou vocês também ficam putas porquê ninguém aparece na poha da rua?) 
 
O maior vem em paços largos na minha direção e me puxa pelo braço, levando-me pra casa. 
 
Chegamos e ele me arrasta pra sala e me joga no sofá, puxa minha blusa com tudo e acaba por rasgar ela e estourar um lado da cordinha do sutiã. 
 
E eu? Um seio para fora, toda descabelada, o rosto vermelho e bem inchado, joelho e mãos machucadas, voz meio rouca e mesmo assim me debatia sem pudor. 
 
Sinto uma ardência em meu rosto, vejo sangue pingar no tapete de cor clara e por um tempo tudo parecia estar lento, levei uma de minhas mãos a boca e toquei meu lábio inferior, sentindo um arder bem fraco. 
 
O homem a minha frente da risada e puxa minha roupa de baixo com força e isso foi o limite para a gritaria começar de novo, sabia que nada adiantaria, mas era espontâneo. Ele afrouxa o cinto preto e desce a calça junto à cueca. 
 
Tudo fica preto, desaparece tudo que estava ao meu redor em milésimos de segundos e eu corria, corria sem parar, corria para o nada. 
 
Acabo por ver uma parte com uma luz, corri até lá e do nada some tudo novamente, apareço no terraço de um possível prédio. Olho para os lados e via as luzes de casas e prédios, carros a quilômetros de distância andavam rapidamente pelas pistas, me aproximo da beirada do prédio alto e olho pra baixo, poucos carros passavam por ali e eu me joguei. Simplesmente pulei de lá de cima sem hesitar, era a única opção de fugir do mundo, e eu não queria perder essa oportunidade 
 
Me via caindo em câmera lenta e aquilo dava um sentimento de medo, o que será dali pra frente?... 
 
Acordo meio assustada, um desejo enorme me consumiu após o sonho, queria fugir dali, queria me jogar de um lugar bem alto. Respirei fundo e apertei os olhos, após poucos segundos soltei o ar acumulado sentindo meu corpo dar uma leve relaxada e fiquei com mais preguiça. 
 
Tirei a mão de Suga da minha cintura e levantei cuidadosamente, aparentemente eu era a única acordada 
 
Ahh perfeito, tô sem minha escova de dentes 
 
Vou no banheiro e pego pasta de dente, passando um pouco no dedo indicador e o colocando na boca, logo lavando a mesma. 
 
Enquanto lavava a boca, tudo que aconteceu veio átona, queria minha lâmina ali comigo agora, a agonia estava forte e me incomodava muito 
 
" Ei SN! NÃO, SEM CORTES. Por mim! " 
 
Vi Jungkook invadir meus pensamentos com essas palavras e tentei não pensar em mais nada. 
 
Uma voz rouca e cansada soou pelo banheiro me assustando. 
 
" Bom dia " 
 
Olho pro lado e vejo o Kook ali, carinha de sono, cabelos bagunçados e olhos um pouco fechados 
 
Uma fofura não? 
 
- Bom dia preguiça - dou risada e ele sorri fazendo uma expressão mais fofa 
 
JK- Licença, vou escovar os dentes 
 
Lavo minha boca e dou espaço pra ele, apoio o ombro na parede ficando de frente pra ele. O mesmo escova os dentes... 
 
- Quando vai pedir o Chimmy em namoro? - vejo ele engasgar e me olhar com uma expressão surpresa e divertida, rio novamente 
 
JK- O que você falou? 
 
- Quando vai pedir Park Jimin em namoro? 
 
JK- Bom .... eu tô esperando certeza de tudo e... como você sabia que eu gostava dele? - fala rápido 
 
- Você acabou de me contar - sorrio e ele fica me olhando igual idiota - dá pra saber que você sente algo ... o jeito que você olha ele, e vice versa, é muito fofo. 
 
JK- Boom, espero que isso fique entre a gente... 
 
- Pode deixar!! - indico um zíper na boca e eu fecho ele 
 
Ele lava a boca que estava toda suja de espuma de pasta e a gente vai pra cozinha 
 
- Humm o que fazemos? - me encosto na bancada e olho pro chão pra pensar em algo 
 
JK- Panquecas? - ri - típico de filme americano, ou é panquecas ou bacon com ovos mexidos 
  
- Que tal pesquisarmos receitas de outros lugares? Tipo Brasil, dá onde eu vim 
 
JK- Ahh, nunca pensei nisso. Legal, já volto! 
 
Poucos minutos se passam e ele volta com o celular em mãos. 
 
Pesquisamos, e pra café da manhã vai ser bolinho de sal. Sorte que não é muitos ingredientes 
 
JK- Termina de misturar a massa e eu pego outros temperos 
 
Continuo misturando a farinha de trigo junto a água até ficar consistente, ele pega tudo e deixa na mesa, logo o ser mais fofo do mundo aparece 
 
JM- Bom dia 
 
JK- Bom dia bolinho 
 
- Bom diaa 
 
[...] 
 
Tudo já estava misturado e havia chegado a hora de fritar, Tae estava com a gente na cozinha e concordou em fritar os bolinhos. 
 
O óleo esquentava e eu preparava um pote de vidro com papel toalha 
 
- Pronto...  acho que já está quente o suficiente 
 
TH- Ok, pega a vasilha com a massa e uma colher 
  
.... 
 
Estava quase pronto, faltava fazer o café e o suco, tinha uns 4 bolinhos fritando, apenas 
 
JN- O que estão aprontando? 
 
- Resolvemos fazer uma receita do Brasil  
 
JN- WOAH!! Que interessante, só comi comida coreana mesmo - ri anasalado 
 
Café e suco feitos, bolinhos prontos para comer e só faltava acordar Namjoon e Yoongi. Dois preguiçosos mesmo!! 
 
Jin foi acordar os dois e eu e Tae estávamos limpando a cozinha 
 
Enquanto assistíamos dorama, nos deliciávamos com a receita, ainda mais Jin, que adorou e pediu para mandar a receita depois.   
 
Alguém bate na porta e eu fui atender, abri a mesma e me deparei com a mãe de Suga 
 
FUDEU



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...