História Love Between Suicidal Angels - (Imagine Min Yoongi) - Capítulo 21


Escrita por:

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens Jeon Jungkook (Jungkook), Jung Hoseok (J-Hope), Kim Namjoon (RM), Kim Seokjin (Jin), Kim Taehyung (V), Min Yoongi (Suga), Personagens Originais
Tags Depressão
Visualizações 81
Palavras 1.026
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Comédia, Drama (Tragédia), Famí­lia, Hentai, Romance e Novela, Violência, Yaoi (Gay)
Avisos: Estupro, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Suicídio, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


3 horas que eu estou aki...

Capítulo 21 - Confissão


Fanfic / Fanfiction Love Between Suicidal Angels - (Imagine Min Yoongi) - Capítulo 21 - Confissão


A mulher havia entrado sem permissão dando com o ombro em mim, o que fez eu dar um passo para trás, ela andou em direção a sala e encontrou todos lá. Fui andando em direção ao cômodo que ela estava e fiquei no batente observando a mais velha.  
 
Sook- Min Yoongi, vamos embora a-g-o-r-a! - ordena irritada 
 
YG- Eu não vou com você. - Continuava sentado sem dar importância a sua mãe 
 
JK- Desculpa senhora Min, mas isso é muita falta de respeito da parte da senhora - o moreno fala meio receoso 
 
Sook- Desculpa chegar assim Jeon Jungkook, mas eu já estou cansada disso tudo. Yoongi se transformou em outra pessoa depois que conheceu vocês 
 
YG- Olha como você fala com eles!! E sim eu mudei bastante, mudei pra melhor. 
 
Sook- Fugir de casa é mudar pra melhor? - ela ri sarcástica e o olha com cara de deboche 
 
YG- Você nunca me tratou como um filho de verdade, desde que meu pai se foi, você começou a me tratar como se eu fosse um lixo. Eu não tive culpa da morte dele. 
 
. Flasback On .
 
Yoongi tinha 10 anos na época, saiu para tomar sorvete com seus pais. 
A família estava reunida em uma praça e davam risadas que transmitiam felicidade pra quem estava perto, bom.... pelo menos Min Yoongi e seu pai Min Yoong-Suk estavam se divertindo. Bem ao contrário da senhora Min que estava mexendo no celular - certamente coisas do trabalho. 
 
Ao ouvir o barulho do carrinho de pipoca, Yoon se animou e levantou de onde estava sentado aos pulos, puxou o braço do pai que estava com um sorriso no rosto por ver a animação do filho. 
 
Min Sook, mãe de Yoongi, viu que o marido e o filho estavam andando em direção ao carrinho de pipoca que estava do outro lado da praça e não deu muita atenção. Voltou a mexer em seu celular como de costume 
 
Um barulho de pneu cantando foi ouvido e um "Não" extenso e alto. 
Um carro desgovernado iria acertar o pequeno, que estava a uns dois metros a frente do pai. Yoong ao ver que o carro estava na direção do garoto agiu rápido e empurrou o filho pro lado, fazendo o garotinho machucar o cotovelo. O carro acertou o mais velho o lançando longe e o veículo só parou ao bater em uma árvore ali perto. 
 
Tudo parecia lento, pessoas corriam até o local, ligavam pra emergência e outras só ficavam cochichando e comentando sobre o acidente. 
 
O garotinho não sabia o que fazer, era apenas uma criança, foi correndo até o pai e o abraçou, seus olhos estavam cheios de lágrimas e isso dificultava a sua visão, pedia para o pai responde-lo e disse que o amava. Após, sua mãe se ajoelhou no chão ao seu lado e começou a se lamentar... 
 
Desde então, a relação entre mãe e filho passou de desagradável pra pior, bem pior. 
 
. Flasback Off . 
 
Neste momento, Suga já estava chorando e mostrou as marcas que tinha nos braços pra mãe 
 
YG- Está vendo isso?... Foi tudo culpa sua! Cada lamentação por sempre me sentir inútil pra você, cada lágrima derramada por não ter alguém que eu amo presente em minha vida, cada vez que não pude contar com a senhora! EU NÃO AGUENTO MAIS, VOCÊ SABE QUE EU NÃO TIVE CULPA DA MORTE DELE, SABE QUE EU ERA APENAS UMA CRIANÇA !! 
 
Sook- Se você não tivesse nascido, ele ainda estaria aqui. Eu não queria ter você, eu não queria aquela maldita gravidez!! Você apareceu na minha vida e só piorou ela, praticamente tirou todo o amor que eu recebia de seu pai. 
 
YG- Incrível que desde que eu me entendo por gente você só sabia trabalhar, as vezes que você sorria eram bem poucas e eu nunca fui motivo disso. Me deixa em paz e vai seguir a porra da sua vida, já que você não queria me ter, pode simplesmente esquecer da minha existência. 
 
Sook- Se é assim que você quer, assim que vai ser! Não ter você na minha vida vai ser a melhor coisa do mundo, Min Yoongi - saiu da casa dos Jeon irritada e batendo a porta 
 
Suga ia subir as escadas, porém fui até ele e o abracei por trás, automaticamente meus olhos encheram de lágrimas 
 
YG- Me desculpem por tudo... - fala calmo e de cabeça baixa com a voz um pouco embargada 
 
Segurei em sua mão e o levei até a cozinha, preparei um suco pra ele e nos sentamos na mesa, os meninos vieram acolher Yoongi e conseguimos o acalmar. 
 
[...] 
 
Suga iria ficar na casa do Jungkook até conseguir se resolver na vida, todo mundo disse que o ajudaria para o que precisasse. 
 
Já estava na hora de eu ir embora, iria a pé mesmo. Sem problemas. 
 
Ao pegar o celular vi várias ligações e mensagens da minha tia, e então liguei pra ela. 
 
 . Ligação On . 
 

- Oi tia, desculpa não ter avisado nada... aconteceu muita coisa e eu preciso falar muito sério com você. 
 
~ Tu quer me matar do coração né? Só pode!! Por que você fugiu de casa? 
 
- Seu marido está aí? 
 
~ Não, ele vai trabalhar até mais tarde e isso não vem ao caso! Você já tá chegando?  
 
- Vem ao caso sim e vou demorar umas meia hora pra chegar aí. 
 
~ Onde você tava? Na fuleragem né? Não duvido nada. 
 
- Eu estava na casa do Jungkook, e não teve nada de mais nisso. 
 
~ Ele é gay, tia. 
 
~ Ahh , que bom !! Assim ele não tenta te beijar nem fazer essas safadezas de adolescente. 
 
- Tá, chego aí daqui a pouco. 
 
~ Eu chamo um moto-táxi pra tu. 
 
- Não precisa, eu quero ir a pé mesmo 
 
~ Aish, tá bom então, estou te esperando, okay? E se você fizer alguma coisa sem me avisar, eu te acho e te dou uma voadora mocinha! 
 
- Pode deixar. Beijos ( falo rindo ) 
 
~ Tchau 
 
. Ligação Off . 
 
- É, essa conversa vai ser bem longa... 
 
Coloco meus fones e continuo a andar até minha casa.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...