História Love Between Wolves - (Vkook - Taekook - Kookv) ABO. - Capítulo 5


Escrita por:

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS), EXO, Got7
Personagens Baekhyun, Chanyeol, Jackson, Jeon Jungkook (Jungkook), Jung Hoseok (J-Hope), Kim Namjoon (RM), Kim Seokjin (Jin), Kim Taehyung (V), Mark, Min Yoongi (Suga), Park Jimin (Jimin), Personagens Originais, Sehun, Yugyeom
Tags Abo, Bangtan Boys, Bts, Got7, Kookv, Namjin, Taekook, Vkook, Yaoi, Yoonmin
Visualizações 728
Palavras 3.020
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Crossover, Drabble, Droubble, Fantasia, Ficção, Harem, Lemon, Luta, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Universo Alternativo, Yaoi (Gay)
Avisos: Estupro, Gravidez Masculina (MPreg), Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Boa leitura!!.

Capítulo 5 - Layla?.


Jungkook on.

Achei bem estranhoTaehyung não querer se transformar em nossa frente. Se fôssemos fêmeas até que eu entenderia, mas nós somos machos, não tem nada de diferente......

- Hoseok? - chamei a atenção do mais velho.

- Fala? - parou em minha frente, me fazendo parar também.

-Você não achou estranho o Taehyung não querer se transformar na nossa frente? - ele ficou um tempo pensando, para poder responder.

- Acho que não Jungkook. O Tae é assim mesmo. Ele é bem reservado - quanta intimidade para usar um "Tae" - é muito pouco que ele se abre comigo. Mas com certeza Yoongi ou Namjoon sabem - sorriu de lado e voltou a andar.

Será que devo perguntar? Yoongi, é bem provável dele não me contar, ele sempre fala a mesma coisa que quando chegar a hora ele irá nos contar. Mas....eu tenho um pequeno "probleminha", esse que se chama, curiosidade. Namjoon? Quem sabe? não custa tentar.

- Hoseok e Jungkook!! - Jin vinha em nossa direção. Sua expressão não parecia nem um pouco amigável.

- S-sim? - eu e Hoseok estávamos amedrontados.

- Você sabe que horas são agora?- negamos - A gente fala voltem para almoçar. E vocês voltam na hora que não tem ninguém aqui?! - não sabíamos se eles estava bravo ou preocupado. Acho que era um pouco de cada.

- Desculpa? - Perguntei já esperando um tapa.

- Jin? - alguém o chamou. Virei para ver quem era o indivíduo. Taehyung, era de se esperar? Talvez....- não briga com eles. Foi minha culpa, eu acabei perdendo a noção do tempo - se aproximou de Jin.

- Okay então! - o mesmo respirou fundo - não fiquem tanto tempo treinando. Vocês precisam se alimentar também - bagunçou os cabelos de Taehyung.

- Okay vamos dar um tempo - Taehyung falou sorrindo. Jin assentiu e saiu, disse que ia encontrar com Nam. Hoseok, eu e Taehyung, fomos até a bancada, onde havia comida. Nos servimos e sentamos em uma das mesas. Hoseok ficou ao meu lado, já Taehyung a frente de nós.

- Então Tae. O que você faz por aqui quando não está treinando? - Hobi perguntou com às bochechas cheia de macarrão.

- Normalmente eu fico no meu quarto, ou eu vou em uma vila que tem aqui perto. Talvez eu vá lá hoje, faz tanto tempo que eu não vou lá - deixou um sorriso escapar. Me sentia totalmente ignorado.

- O que você faz nessa vila? - resolvi abri a boca. Ele ficou sério de repente, mas não exitou em me responder.

- Eu sempre vou ver Layla - sorriu abertamente. Quem é Layla?! - Quer ir junto Hobi? - mais uma vez me senti excluído. Ótimo!.

- Claro, porque não? Aliás também quero conhecer essa tal de Layla. Que arranca sorrisos de você tão facilmente - sorriu, assim como Taehyung.

-Você tem total liberdade de ir também, se quiser alpha - falou colocando uma última garfada em sua boca - eu já vou indo, até daqui pouco - bagunçou os cabelos de Hoseok, e saiu.

- Como você consegue ser amigo dele? - perguntei assim que vi que o mesmo já estava um pouco distante.

- Para falar a verdade, nem eu sei. Ficamos mais próximos nos treinos, depois que você o conhece, ele acaba por se tornar uma pessoa legal!! - fiquei pensando em como conseguir conquistar a amizade do ômega.

Não sei o porquê de eu querer isso, mas sei lá, parecia ser algo necessário.

Jungkook off.

Taehyung on.

Faz tanto tempo que não vejo Layla, estava com saudades. Como não tinha nada a fazer no momento, fui para meu quarto. Mas me surpreendi por encontrar Yoongi sentado em minha cama cabisbaixo.

- Hyung? - chamei sua atenção. Ele me olhou. Seus olhinhos estavam vermelhos, e sua pele branca estava avermelhada, na área das bochechas, e nariz, exatamente como se alguém tivesse chorado. Fechei a porta atrás de mim e fui até ele me sentando ao seu lado - O que aconteceu? - perguntei preocupado.

- Eu acho que fiz burrada - se jogou em minha cama. Dava para notar sua frustração.

- O que você fez Yoongi? - perguntei mais duro. Aliás não é sempre que se vê Min Yoongi chorando.

- Eu marquei o Jimin - disse um pouco inseguro. Acabei por me afogar com minha própria saliva.

- Marcou? Como? Não era para você estar feliz? Você não gosta dele? - disparei nas perguntas.

- Calma. Eu marquei ele durante o cio dele, ninguém havia me avisado que seria o cio dele, se eu soubesse nem teria ficado por perto. Mas eu juro que tentei me segurar, mas o cheiro dele estava tão forte - voltou a chorar - eu não sei se fico feliz ou triste. E sim eu gosto muito dele - fechou os olhos. Subi em cima do mesmo, colocando uma perna em cada lado de sua cintura. Nós sempre fomos bem íntimos, então nunca ligamos se um de nós fizéssemos esse tipo de coisa, ou algo do tipo.

- E qual é o mal nisto? - Perguntei confuso.

- Taehyung, num cio a gente não sabe o que faz. Tanto a pessoa que está no cio, quanto seu parceiro. Eu fui um idiota em marca-lo, obvio que eu perguntei se ele queria, antes de realizar o ato, e ele aceitou - fiz um sinal para prosseguir - só que é óbvio que ele ia aceitar. Ele estava sobre efeito do cio. Ah e ele nem viu a marca ainda - o mesmo se atrapalhava em meio às palavras, já que às lágrimas saiam sem miséria.

- Como não?! - uma hora dessas já era para ele ter visto.

- Ele ainda não acordou. Eu o deixei dormindo e vim conversar com você. Como você acha que ele vai reagir? - perguntou nervoso.

- Olha Suga - me afastei um pouco, mas não sai de seu colo. O puxei para me olhar, o mesmo colocou suas mãos em minha cintura e eu em sua nuca. Quem visse nós agora, com certeza iria achar que somos um casal, sem dúvidas - se ele realmente gosta de você, ele vai ficar feliz em ser marcado por você. Até eu ficaria - ele riu - você é uma pessoa legal, carinhoso quando quer. Quem não iria gostar? Só peço para que não tire conclusões precipitadas, espere ele acordar e converse com ele - às lágrimas foram cessando aos poucos.

- Obrigada Tae. O que eu seria sem você em ômega? - deixou um selar demorado em minha testa. Na hora em que ele fez isso, alguém entrou. Até sabia quem era.....

- Ah m-me desculpe, eu não quis atrapalhar. Eu volto mais tarde - se atrapalhou em meio às palavras.

- Pode ficar Jungkook. Você não atrapalhou nada - saí do colo de Yoongi. O mesmo se levantou também - lembre-se do que eu te falei - assentiu.

-Obrigada, tchau Tae, Tchau Jungkook - saiu por fim. Olhei de relance para Jungkook, e o mesmo não estava com uma cara boa - que passa Alpha? Por quê está bravo? - perguntei em meio ao deboche.

-Nada. Por quê pensa isso?- dei de ombros - eu só não entendo você. Me fala para não trazer pessoas para cá, mas você mesmo faz isso - revirei os olhos.

-Errado. Eu disse que poderia trazer, mas não queria que ficassem transando em minha cama. E outra eu trago o Suga aqui porquê ele é meu melhor amigo, um irmão para mim. E eu não estava transando com ele, diferente de você - respondi sério.

- Mas iriam se eu não tivesse chegado - não aguentei e comecei a rir - do que tá rindo?.

- De como você é burro. Eu não iria transar com o Suga. Nós apenas somos assim, somos bem íntimos. Como eu disse, irmãos!- pude ver que ele havia ficado sem graça - mas esqueça o que aconteceu aqui. Vamos logo - falei saindo do quarto.

-Ir para a onde? - me seguiu.

- Como a onde? A vila horas!! ou você não vai?.

- Sim, eu vou, apenas me esqueci. Ah o Hoseok está no portão - assenti. Fomos em silêncio até achar Hobi.

- Que demora hein? - reclamou

- Culpe o Alpha - apontei para o menor. Hobi o olhou zangado.

- O que? A culpa não foi minha - cruzou os braços, e bateu os pés no chão.

- Oh céus. Tão criança, como pode ser um Alpha?- Jungkook me lançou um olhar reprovador - vamos logo então - me animei.

Meu dia ficava animado a cada minuto em que eu conseguia irrita-lo.

Taehyung off.

Jungkook on.

Confesso que eu pensei que Yoongi e Taehyung estavam tendo algo. Senti algo muito estranho quando vi os dois daquela forma, mas depois parece que a sensação estranha se foi, quando Taehyung me explicou a situação. Assim que começamos a caminhar, Taehyung não parava de falar nessa tal Layla. Hoseok não estava nem um pouco incomodado, já eu....

- Tudo isso é por essa tal Layla?- Perguntei falando o tal nome com desdém.

- É Alpha, tudo isso é pela minha princesa. Faz tempo que eu não há vejo. Fiquei tão ocupado no acampamento, que não tive tempo para vê-la - ele ia saltitando, já podia ser considerado uma lebre.

- Como ela é? - Hoseok perguntou curioso.

-Você vai amar ela. É uma menina tão doce, é um amorzinho - bateu palminhas.

- Tenho certeza que não é tudo isso - falei dando de ombros a suas palavras.

-Não vou dar bola há você. Meu dia está muito bom, para você acabar com ele - me deu um peteleco na testa - chegamo!! - virou se para uma pequena vila.

- Nossa aqui é lindo!! - Hoseok admirava o sitio encantado. E realmente é muito bonito.

- Vamos. Você tem que conhecer a Layla - puxou Hoseok, e eu apenas segui os mesmos. Fomos andando até pararmos em um orfanato.

- O que viemos fazer aqui? - arqueei uma sobrancelha. Ele não me respondeu apenas entrou no orfanato junto a Hoseok, e eu fui atrás. Eu poderia ser considerado um cachorro nesse momento, já que não parava de seguir eles.

- Fiquem aqui eu já volto - Taehyung falou. O mesmo foi até uma moça, não deu para ouvir o que eles estavam falando. Mas a moça parecia bem feliz. Será que ela é a tal Layla? Se for é bem bonita, mas obviamente que não me supera.

- Será que é ela? - perguntei a Hoseok que observava tudo em volta.

- E eu lá vou saber!! - deu de ombros.

- Vamos, por aqui - Taehyung chegou e nos chamou para irmos subindo umas escadas. O caminho todo foi Taehyung e Hoseok falando da tal Layla. Porque a Layla é isso, porque a Layla é aquilo. Tanto blá blá blá - chegamos! - parou em frente a uma porta.

-O que viemos fazer aqui? - a porta dava para um pequeno parquinho cheiro de crianças.

- Já vai ver - ele foi passando o olho por todas às crianças - LAYLA!!- gritou chamando a atenção das crianças, mas às mesmas não deram bola, apenas voltaram a brincar. Mas teve uma que veio correndo em nossa direção. Será que ela não gosta de Alphas Também?.

-TAE OPPA!!- Taehyung ficou de joelhos no chão e a garotinha o abraçou - achei que não viria mais. Pensei que tinha se esquecido de mim - ela estava chorando....?

- Nunca princesa. Eu só estava ocupado - pegou ela no colo- eu trouxe um amigo e um burro para te conhecer - a menina riu, quando ele falou "burro" - então Hoseok e burro - se referiu a mim. Quem mais seria né? - essa é a Layla - ah claro. A Layla é uma garotinha.....

Oh céus eu estava mesmo com ciúmes de uma garotinha?! - pensei.

- Oii Layla meu nome é Hoseok, mas pode me chamar de Hobi - sorriu amigávelmente para a mesma.

Hoseok tinha jeito com crianças, ao contrário de mim.

- Oii Hobi, você é um Alpha?- perguntou curiosa.

- Eu sou e você é o que? - por incrível que pareça eu, e pelo jeito Hoseok também não estava, conseguindo sentir o cheiro de Layla.

- Eu sou uma ômega, Beta e alpha- ficamos um pouco confusos. Layla olhou para mim - você também é Alpha né? - eram tão bonitinho de ver sua curiosidade.

- Sou, e você...- tentei sentir seu cheiro - não consigo decifrar - riu pelo meu desapontamento.

- Você é o Alpha do Tae? - meu rosto rosto definitivamente estava vermelho, o de Taehyung não estava diferente.

- Layla!- Taehyung a repreendeu - não, ele não é meu Alpha. Ele é um burro de carga em minha vida.

- Haha engraçado Taehyung - fingi uma risada - mas uma curiosidade, como não consigo sentir seu cheiro? - perguntei esperando uma resposta, mas ela não respondeu.

- Layla tem um dom especial. Ela consegue disfarçar seu cheiro, e prevê futuro - ela sorriu e Taehyung também. Pela primeira vez dei atenção ao seu sorriso. Era quadrado, tão fofo.

- Nossa isso é bem especial - Hoseok se interessou.

- Vai brincas Layla - Taehyung a colocou no chão. A mesma saiu correndo para brincar com as outras crianças. Eu Hoseok e Taehyung, fomos sentar no balanço que tinha alí.

Três crianças também.

- Ela é tão alegre - Hoseok comentou.

- Realmente ela é uma garotinha especial - falei.

- É sim. Eu conheço Layla há 2 anos, eu fiquei muito intrigado em sua história, e tudo mais. Depois que a conheci, eu comecei a frequentar mais esse lugar, só vinha para ver ela. Eu chamo ela de especial, pelos seus dons e por ser mesmo especial. Eu a considero uma irmãzinha para mim quase filha - Taehyung falou e nós o olhamos surpresos.

-Wow, eu não sabia desse seu lado - Hoseok falou surpreso m

- Tem muitas coisas que vocês não sabem sobre mim - começou a se balançar. Parecia uma criança.

- Se você gosta tanto dela. Por quê não adota ela? - apenas dei uma idéia.

- Eu gostaria muito. Mas não sei, eu tenho medo que ela passe pelo o que eu passei - seus olhos lacrimejaram - eu não conseguiria suportar - lágrimas começaram a rolar pelo seu rosto.

- Tae oppa? - ele olhou para frente e lá estava Layla - por quê está chorando? - se aproximou

- Não é nada princesa - enxugou às lágrimas rapidamente - está tudo bem - sorriu fazendo a garota sorrir também

- vem brincar comigo? Por favor? - ele assentiu.

- Vocês vem?- negamos. Eu e Hoseok não sabíamos como reagir a esse monte de crianças, mas Tae parecia entende-las muito bem. Finalmente pudemos conhecer um outro lado de Kim Taehyung estava. Fico grato a Layla, se não fosse por ela, nunca saberíamos.

Jungkook off.

Autora on.

O fim da tarde já havia chegado, Tae não parava de brincar com às crianças.

- Crianças está na hora de entrar - a mesma moça que havia conversado com Tae na entrada, veio os avisar.

- Ahh mais já tia? - um garotinho que estava a brincar com Tae fala.

- Sim já. Vamos vocês precisam se arrumar, o jantar daqui a pouco saí.

- Tudo bem.....- ele falou meio tristonho.

- Não fique assim pequeno. Eu vou voltar mais vezes para brincar com você - Tae deu um beijo na testa do mesmo, que deu um sorriso radiante.

- Tchau Tae - todas às crianças falaram e acenaram para o mesmo. Com exceção de Layla.

- Layla você tem que ir princesa - Tae pegou em suas pequenas mãosinhas. Jungkook é Hoseok observavam tudo atentamente.

- Mas Tae, eu queria ficar com você. Ficar para sempre - ela abraçou as pernas de Tae, já que ele estava de pé e ela era pequena demais.

- Eu também queria ficar com você pequena, você não sabe o quanto. Mas agora eu preciso mesmo ir. Prometo que venho mais vezes - ele ficou da altura da mesma, Layla não demorou muito para abraça-lo.

- Okay então...Tae? - sussurrou em seu ouvido.

- Oi? - sussurrou de volta.

- Eu sei que você e esse alpha vivem se desentendendo - e isso era a mais pura verdade. Tae ficava impressionado com a tamanha inteligência dá menor - mas eu te garanto que isso tudo vai mudar. Você começará a ver ele com outros olhos. Começará a ver ele como ele vê você - Tae não entendeu muito bem. Não sabia o que aquilo significava.

- Como assim Layla? - se afastou um pouco da pequena.

- O que eu disse? - como era de se esperar a pequena Layla já havia se esquecido. Suas previsões vinham de repente, vinham do momento.

- Nada não pequena - Tae entendia, sabia que não adiantaria ficar insistindo - melhor você ir- deixou um selar na testa da menor - até logo!!.

- Até Tae oppa - ela deu um beijo na bochecha do mais velho e saiu correndo.

Jungkook e Hoseok estavam admirados. De como uma criaturinha daquela conseguia tirar risadas e sorrisos radiantes de Taehyung. Ele mudava completamente, dá água ao vinho, só por estar perto da mesma.

Autora off.

Taehyung on.

Não consegui entender muito o que Layla quis dizer. Mas tenho certeza de que ela sabia o que falava....

- Vamos Taehyung - Jungkook me chamou. O que será que ela quis dizer? : "Você começará a ver ele com outros olhos Começará a ver como ele vê você". Com certeza essas palavras iriam ficar alí por um bom tempo. Fui até Jungkook.

- Jungkook? - Jungkook virou com os olhos arregalados. E eu sabia muito bem o porquê.

-Ué cadê o Alpha ou o burro?- sorriu, pela primeira vez reparei em seu sorriso. Era idêntico a de um coelho.

- Quer que eu volte a te chamar assim? - Perguntei e ele negou- muito bem. Eu só vim falar para não me chamar de Taehyung - Jungkook franziu o cenho - me chame de Tae - sorri para o mesmo e segui em frente indo em direção a Hoseok, que parecia ter ficado bem feliz, pela pequena conversa que acabamos de ter. Jungkook logo veio atrás.

- Vejo que estão se entendendo?- Hoseok passou os braços por cima de meu ombro e outro braço pelo de Jungkook.

- Quem sabe - falamos juntos e rimos logo em seguida.

Taehyung off.

Autora on.

"Você começará a ver ele com outros olhos. Começará a ver ele como ele vê você"- seria isso que estava acontecendo?....


Notas Finais


Foi isso, espero que gostem. Obrigada por ler até aqui, e me desculpem se tiver algum erro ortográfico.....

Até a próxima bjsss 😘💜


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...