História Love Beyond Time - Capítulo 5


Escrita por:

Postado
Categorias Amor Doce
Personagens Alexy, Ambre, Castiel, Dakota, Kim, Letícia, Nathaniel, Personagens Originais, Priya, Rosalya
Tags Amor Doce, Castiel, Nathaniel, Romance, University Life
Visualizações 9
Palavras 2.945
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Crossover, Ficção Adolescente, Hentai, LGBT, Romance e Novela, Violência
Avisos: Adultério, Álcool, Bissexualidade, Drogas, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Gentee, capítulo novo! Estou tentando fazer capítulos menores, porque achei que estavam ficando muito grandes, então a tendência é postar mais por semana! E se vocês gostarem comentem e favorizem, isso ajuda demaais!

Capítulo 5 - Novas surpresas!


Fanfic / Fanfiction Love Beyond Time - Capítulo 5 - Novas surpresas!

Cap 5

Me virei espantada


D-dake


-Oi Elle! Ele disse com um sorriso, colocando mão na nuca


O-oque você t-tá fazendo.. aqui? Eu disse completamente vermelha, afinal da última vez que o vi nós.. enfim


- Eu queria conversar com você. A gente pode dar uma volta? Ele disse com um sorriso tímido


- Agora? É que tipo... Eu... Tenho que entar! Eu disse já andando para dentro da faculdade


- Elle! Espera por favor! Dake disse segurando meu braço e penetrando seus olhos nos meus


- Tá bom! O que você quer? Eu disse tentando parecer menos envergonhada


- A gente pode conversar em outro lugar? Ele disse


- Podemos, mas eu não posso voltar muito tarde tá? Eu disse mais confiante


- Combinado! Dake disse com um sorriso e completou... Você já jantou?


- Na verdade não! Eu ia exatamente pegar um lanche antes que a cantina fechasse! Eu disse simpática


- Ótimo, então o que acha de jantarmos em um japonês? Você gosta?Ele disse


- Vamoos! Eu disse mostrando mais entúsiasmo do que gostaria. Mas é que realmente eu não controlo minha felicidade quando me oferecem comida!


Dake deu uma risada e fomos a caminho do seu carro.


O caminho foi silêncioso, até que Dake parou em um restaurante japonês simples mas que me parecia muito bom.


Descemos e fomos até uma mesa que estava vazia, logo o garçom trouxe o cardápio, então optamos por uma barca e duas cervejas! Dake decidiu interromper o silêncio


- E então gostou do restaurante? Ele disse simpático


- Adorei! Ele é simples e aconchegante. Eu falei com um sorriso


- Que bom! E como você está? Nós não nos vimos desde... Você sabe. Dake disse tímido e senti a vermelhidão cobrir meu rosto.


- Ahh eu estou bem e v-você? Eu disse sorrindo tímida


- Estou bem! Dake disse tímido


O silêncio voltou a reinar até que ele falou


É...Elle eu te chamei aqui para te pedir desculpas! Dake disse sincero


- Como assim Dake? Eu disse confusa


- Desculpa por não ter te procurado depois da nossa noite! Mas quando eu acordei você não estava mais lá e eu preci... Ele tentou falar mas eu o interrompi


- Olha vamos esclarecer as coisas. Nós passamos uma noite juntos e só. Você não tinha obrigação nenhuma de me procurar. Não é como se a gente tivesse um relacionamento entende? A gente se encontrou, rolou um clima e nós aproveitamos. Só! Eu disse sendo o mais sincera possível


- Eu sei Elle! Mas você sabe que eu sempre gostei de você e quando finalmente consigo um noite eu simplesmente não dou mais noticías. Ele suspirou frustado e continuou... Eu sempre gostei de você Elle!


Quando ele falou isso percebi que teriamos problemas. Respirei antes de responder


- Olha Dake eu tenho que ser sincera. Não quero me envolver com ninguém agora sabe? Eu estou no último ano de faculdade, vou começar a trabalhar e tenho muita coisa para fazer antes de engatar qualquer relacionamento. Então no momento eu só posso te oferecer minha amizade. Eu disse e ele parecia frustado


- Olha não vou falar que é fácil levar um fora outra vez, mas eu entendo. Amigos? Ele parecia chateado mais deu um sorriso amarelo


- Amigos! Eu disse forçando um sorriso simpático.


Pensei que depois disso iria ficar um clima chato, mas Dake logo tratou de mudar de assunto.


- Mas me diz, você disse que vai começar a trabalhar, aonde? Ele disse curioso


- Vou dar aulas de boxe! Eu disse animada e ele pareceu surpreso. Porque ninguém acredita que eu luto boxe hein?


- Você sabe lutar boxe? Quando aprendeu? Porque eu me lembro que na escola você não era muito fã de esportes. Ele disse dando risada


- Hahaha realmente. Mas digamos que agora eu mando muito bem. Depois da escola eu meio que queria fazer algum esporte e assim achei o boxe! Eu disse sorrindo. Tudo bem que essa última parte eu menti, mas deixa quieto


- Nossa! A vida sempre nos guarda surpresas! Ele disse com um sorriso


- Pois é! Mas e você o que anda fazendo? Continua com o surf? Eu disse sorridente


- Sim continuo! Agora sou um surfista profissional. Moro no Havaí, porque lá é que acontece a maioria dos campeonatos. Mas estou passando uns dias aqui para resolver algumas coisas. Ele disse e parecia realmente feliz


- Nossa que legal! Fico feliz por você. Confesso que pensei que você tinha virado outra coisa e estava morando aqui. Eu disse dando uma risada


- Não, não! Inclusive volto semana que vem para o Havaí! Ele disse


- Ah mais já? Que pena! Eu disse. Realmente fiquei chateada, pois esse novo Dake era ótimo para se conversar


- Pois é! Mas podemos aproveitar até lá! Sei que você não quer nada sério, mas nada nos impede de ficarmos enquanto estou na cidade. Ele disse e seu sorriso se tornou malicioso


Graças a Deus o garçom acabou com essa conversa, trazendo nossa barca. Enquanto estávamos comendo, eu mudei de assunto e o Dake também não tocou mais na conversa que ele tinha começado. Quando terminamos, Dake pediu a conta e fez questão de pagar, depois fomos para o seu carro e ele me levou até a porta da faculdade então fui me despidir


- Dake, obrigada pela noite. Ela foi maravilhosa.


- Foi maravilhosa porque você estava nela! Ele foi se aproximando e sussurou no meu ouvido... Aquela minha proposta de ficarmos até eu ir embora ainda está de pé.


T-tchau D-dake! Eu disse tentando sair do carro mais ele se aproximou novamente


- E o meu tchau? Ele disse se aproximando mais como se pedisse permissão para me beijar. E eu dei essa permissão através de um sorriso. Foi o suficiente para que ele colasse nossos lábios. Seu beijo era calmo e delicado, e enquanto me beijava ele pressionava meu corpo contra o seu. Paramos por falta de ar então falei


- Boa noite Dake! Disse descendo do carro com um sorrisinho


- Boa noite! Ele disse e eu entrei na faculdade.


Quando finalmente entrei no meu quarto Yellen estava lá, e para minha surpresa soltou algumas palavras


- Se prepare, amanhã você vai se dar muito mal! Ela disse satisfeita


- Como assim? Eu perguntei confusa


- O diretor ficou furioso quando soube que você não voltou com a Van e disse que amanhã de manhã terá uma conversa com a senhorita! Yellen disse irônica.


Eu estava apreensiva, mas não queria deixá-la perceber então respondi


- Nossa não me diga! Eu não vou nem dormir de tanta preucupação! Dei uma risada debochada e completei... Me poupe Yellen.


Antes que ela pudesse dizer mais qualquer coisa fui para o banheiro, tomar um banho. Enquanto a água quente caía sobre meu corpo eu pensava em tudo que havia acontecido... O meu encontro com Nath, meu beijo com Dake, a bronca que eu iria levar, entre tantas outras coisas. Eu precisava mesmo era descansar, então logo que sai do banho vesti um pijama e fui me deitar. Graças a Deus a Yellen já tinha dormido e sem muita dificuldade eu caí no sono.


No outro dia acordei com meu despertador tocando, resmunguei um pouco como sempre, depois fiz minha higiêne matinal, coloquei uma roupa casual e respirei antes de sair do quarto, afinal eu estava preocupada pelo que a minha "querida" colega de quarto havia dito ontem.


Fui indo em direção a cantina, quando ouvi o Responsável administrativo me chamar


- Senhorita Elle, o dirertor quer te ver na sala dele agora! O responsável disse simpático como sempre


- Mas assim agora? É porque eu... Tentei falar mas fui interrompida


-AGORA senhorita! Ele disse sério


Ai meu pai é hoje que eu vou me fuder. Chegando na frente da diretoria eu dei três toques na porta e o diretor me mandou entrar

- Mandou me chamar diretor? Eu disse entrando e me sentando em uma cadeira de frente para sua mesa

- Mandei sim! E acredito que a senhorita saiba o motivo! O direror disse sério

- Motivo? Qual motivo? Eu disse me fazendo de desentendida

- Não se faça de sonsa senhorita Elle! Você sabe muito bem porque está aqui. O que fez ontem foi inadimissível! Ele disse e parecia irritado

- Ah ontem! Sabe o que é diretor? É que...

Tentei falar mas ele me interrompeu

- Me poupe das suas explicações senhorita Elle! Eu sei muito bem que a senhorita preferiu ficar com um "conhecido" ou prefere que a gente o chame de Nathaniel?


Droga! Como ele sabia?


M-mas não é o que o senhor está pensando. Eu só precisava mesmo falar com ele.


- Pouco me importa o que vocês fizeram. O que me importa é que você estava sobre nossa responsabilidade e sabia de todos os riscos de ficar lá. Se acontesesse qualquer coisa com a senhorita a culpa seria nossa. Você não só se prejudicaria como prejudicaria toda a faculdade. Ele falou bem nervoso


Eu parei para pensar um instante! Ele realmente tinha razão. Eu errei de verdade. Me mantive calada enquanto ele continuou


- Preste atenção porque só vou avisar uma vez! Dessa vez não vou te punir porque seu currículo escolar é um dos melhores, senão o melhor da faculdade. Agora se a senhorita descumprir alguma regra de novo teremos problemas! Seu currículo escolar é ótimo, mas não me interessa ter uma aluna com esse padrão porém que só me dá dor de cabeça. Estamos entendidos? O diretor disse com um olhar frio e uma voz seca


S-sim senhor! Não vai se repitir! Eu disse. Estava fora de cogitação perder essa bolsa. Até porque eu voltaria para aquele inferno.


- Ótimo! Agora saía! O diretor disse virando de costas para mim.


Eu sai da sala respirando fundo, eu estava bem nervosa. Enquanto tentava me recompor meu telefone tocou e era a Kim.


~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~


- Eai Kim! Beleza? Eu disse tentando parecer normal


- Tudo sim e você? Resolveu aquele negócio com o Nathaniel? Kim perguntou a última frase curiosa


- Resolvi sim! Sempre que ele for treinar ele me avisará e eu terei que me virar.


- Bom é melhor do que nada. Eu sabia que ele não iria te negar isso! Kim disse confiante


- Não foi tão fácil! Mas me diz você não me ligou apenas por isso, o que aconteceu? Eu disse aprensiva. Só faltava ser mais uma noticía ruim


- Então eu consegui... Sua primeira cliente! Kim disse animada


- Sério? Quando? Quem? Eu disse eufórica


- Calma, Calma! Eu te liguei porque ela queria marcar para hoje, mas eu precisava ver seus horários primeiro. Kim disse


- Ah claro um minuto... Peguei meu caderno com anotações e ótimo, só tinha aula até as 14:00, depois eu estava liberada.


- Elle? Ta na linha ainda? Kim disse e eu prontamente respondi


- Tudo certo! Pode avisar para ela que depois das 14:00 eu estou livre.


- Tá bom! Te mando mensagem falando que horas ela marcou! Kim disse e desligou


~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~


Nem deu tempo de perguntar quem era. Bom mas isso não importa, o importante é que eu tenho minha primeira aluna ou aluno! O dia não começou bem, mas parece que as coisas estão começando a caminhar.


Vi a hora e advinhem? Eu estava atrasada. Sai correndo e entrei no auditório para aula de inglês, que havia começado. A professora me olhou torto mas não disse nada, melhor assim.


As outras aulas até as 14:00 passaram voando e quando acabarram eu corri para o quarto, coloquei uma roupa de esporte, prendi meu cabelo em um rabo de cavalo, peguei uma bolsa com tudo que precisava e sai da faculdade apressada. Em menos de 10 minutos já estava na academia.


- Oioie Kim! Disse a cumprimentando


- Oie Elle! Chegou no horário em? Gosto assim. Ela disse rindo


- Obrigada! E minha aluna ou aluno jà chegou? Eu disse ansiosa


- Ainda não! E a propósito, é mulher! Kim disse dando de ombros


- Você sabe quem é? Como se chama? Eu disse curiosa


- Saber eu sei. Mas a pessoa em questão pediu segredo. Kim disse séria


- Ah Kim, me fala vai. Por favoor! Eu disse manhosa e ela riu respondendo


- Calma menina,ela logo vai estar ai. Agora vai arrumar as coisas para recebe-lá. Kim disse saindo para ajudar os alunos da academia.


Eu fui fazer o que a Kim mandou, mas não parava de pensar. Porquê será que a pessoa pediu segredo? Será que eu a conheço? Ou se...


Fui interrompida por uma voz familiar


- Oie


Ah não era possível! Me virei boquiaberta


- Ambre?


- Elle!


Tá era ela mesma. Mas o que será que ela veio fazer aqui? Será que ela descobriu que eu voltei e estou trabalhando, então decidiu me atrapalhar? Ah mais era...


Meus pensamentos foram interrompidos por ela


- Tudo bem? Parece que você viu um fantasma! Ambre disse sorrindo. Isso mesmo ela estava SORRINDO para mim.


T-tudo bem! É... eu... Você veio... É treinar? Eu disse completamente surpresa ainda


- Sim! Quando soube que teria aulas de boxe aqui na academia me animei, e depois que meu irmão disse que perdeu para você conclui que não tinha professora melhor para me ensinar! Ambre disse ainda sorrindo


Eu não conseguia acreditar! Algum daqueles seres místicos da Chani devia ter absorvido ela e colocado um clone em seu lugar. Eu tentei me manter o mais normal possível e respondi


- Então você sabia que eu havia voltado?


- Sim! Sim! Mas como não eramos muito próximas na época da escola, decidi que era melhor esperar para te ver! Ela falou tranquila


- Ah claro! E... Você veio treinar né? Então primeiro preciso que me conte sua motivação para vim praticar o boxe! Eu disse tentando ser o mais profissional possível.


- Então, eu sou modelo sabe e preciso manter meu corpo saúdavel! Então achei o boxe uma boa opção, até porque meu irmão já me ensinou alguns golpes. Ambre disse AINDA sorrindo


- Ah então você conseguiu virar modelo? Parabéns! Eu disse e por incrível que pareça eu estava feliz por algo ter dado certo na vida dela. Talvez por isso essa mudança


- Obrigada! E você? Sei que voltou para cá por causa da facul, mas está cursando o quê?


-Jornalismo! Eu disse sorrindo


- Ah, eu acho que super combina com você! Ambre disse e parecia sincera


- Obrigada! Ser modelo também tem tudo a ver contigo! Nós duas sorrimos.


Se alguém a 4 anos atrás me falasse que eu e a Ambre estariamos em um ringue de boxe, sem nos matar, eu nunca acreditaria.


- Bom vamos parar com conversa paralela. E fazer o que você veio para fazer. Me mostre o que seu irmão te ensinou


Ambre mostrou alguns golpes, eu corrigi uma coisa ou outra, mas no geral, para uma principiante, ela mandava muito bem! Sem dúvidas Nath a ensinou bem e se ela quisesse poderia se tornar uma boa lutadora! Nessa aula eu apenas mandei ela treinar o que ela já sabia, para ir se aperfeiçoando. Depois de uma hora, acabamos.


- Pronto, você já está liberada! Para uma primeira aula você mandou muito! Eu disse sorrindo


- Obrigada, eu adorei. Sem dúvidas voltarei, só não posso marcar um horário específico por conta dos meus trabalhos! Ambre disse enquanto guardava suas coisas


- Fique tranquila. Volte quando puder. Eu disse arrumando o tatame


Ambre ia saindo, mas antes parou e me chamou


- Elle? Ela disse meio envergonhada


- Pois não? Eu disse me virando para ela


- Eu queria... Pedir desculpas


- Como assim? Eu disse


- Sabe eu sei que na escola eu era uma verdadeira... Peste! E que atrapalhei muito seu namoro com meu irmão, fico pensando até se não foi por minha causa que vocês...


Eu a interrompi na hora


- Ei! Pare de bobagem, naquela época todos nós erámos infantis, uns mais outros menos mas todos erámos. E sobre eu e seu irmão... Não era pra ser. Eu disse essa ultima frase com um suspiro


Você é incrível de verdade, obrigada por não guardar nenhuma mágoa. E sobre vocês... Algo me diz que vão terminar juntos. Você e meu irmão tem uma ligação que é difícil de explicar! Ambre disse sorrindo e antes que eu pudesse responder ela se foi.


- Aiai. Conexão? Ta bom. Eu disse quase que em um suspiro enquanto terminava de arrumar as coisas na academia. Depois de deixar tudo em ordem, vi que ainda era cedo. Bem que eu podia dar uma treinada né? Isso me faz tão bem.


Quando estava me preparando para começar a treinar a porta se abriu


- Fala baixinha! Nath disse


- O que você está fazendo aqui? Eu podia estar com algum cliente, ou você se esqueceu do que combinamos? Eu disse e revirei os olhos


- Calma, calma! Contando que a sua primeira e única cliente era a minha irmã, que assim que saiu daqui me mandou mensagem, tá de boa! Ele disse sinico


- Como você sabe que ela era minha única cliente? Eu poderia muito bem ter mais alguém. Eu disse irritada


- Você não tem, tem? Então pronto. Ele disse relaxado


- Agrrr. Pode sair que eu ia treinar primeiro! Eu disse séria


- Eu to afim de uma revanche, o que você acha? Ele tinha um sorriso desafiador


Parei por um minuto. Eu precisava aliviar a tensão, então até que não seria uma má idéia!


- Eu topo! Respondi com um olhar desafiador, tão desafiador quanto o seu sorriso.


Continua...



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...