1. Spirit Fanfics >
  2. Love Bomb - ABO - Jikook. >
  3. Eu te...

História Love Bomb - ABO - Jikook. - Capítulo 14


Escrita por:


Notas do Autor


Aviso de HOT nesse capítulo, mas também cenas muito soft e cutes :3

Capítulo 14 - Eu te...


Com a ajuda do alfa, Jimin também se desfez de suas roupas. Ficar pelado na frente de Jungkook já não lhe era mais nenhuma novidade.

— É só vir comigo, tá bom? — Jungkook disse acariciando seu rosto, e o pequeno confirmou com a cabeça.

O alfa beijou os doces lábios do ômega, puxando Jimin para cada vez mais perto, até que seus corpos já estavam totalmente juntos. Jungkook pôs Jimin em seu colo, e ali deram continuidade ao seu beijo. Com pouco tempo, Jimin já podia sentir a ereção do alfa cutucar as suas coxas, e também já sentia seu próprio membro ficar duro. Quando o alfa percebeu, levou uma de suas mãos até o membro do ômega e começou a acaricia-lo enquanto sua outra mão percorria o corpo de Jimin.

Sem interromper o beijo, Jungkook deitou o menor em sua cama, só aí então separou seus lábios para começar a deixar vários beijos e leves chupões pelo pescoço de Jimin, fazendo-o arfar pesadamente. Jungkook começou a descer pelo corpo do pequeno, levando algum tempo em seus mamilos rosados e logo indo até a ereção do ômega.

— Lembra do que eu disse — Jungkook falou. — Pense em tudo o que sentiu no cio.

Era difícil Jimin fazer aquilo, ainda mais depois que Jungkook envolveu seu membro em sua boca. Jimin não conseguia evitar alguns gemidos finos enquanto o alfa subia e descia sua língua, chupando seu pênis. Tentava fazer o que Jungkook havia dito, pensar nas sensações que havia sentido durante o cio, mas era como se elas se apagassem com os toques de Jungkook. Não conseguia pensar em mais nada, só queria aproveitar o momento.

Após um tempo, Jungkook parou de chupa-lo, e separou as pernas do ômega, expondo seu buraquinho. O alfa ergueu o quadril do pequeno, e começou lamber sua entrada. Jimin começou a gemer ainda mais alto com aquilo, e sua respiração se tornou ainda mais pesada. Mas ao contrário do período do cio, não havia uma necessidade e desespero enorme para fazer as coisas mais rápido, estava apenas se deliciando com aquilo.

Depois de lubrificar bem o buraquinho rosado com a sua língua, Jungkook pegou o preservativo que havia trazido, e o colocou em seu pênis.

— Aí vou eu, Jiminzinho — Jungkook o avisou, posicionando seu membro na entrada do ômega.

Jimin assentiu com a cabeça, mordendo o lábio inferior. Queria muito sentir Jungkook dentro de si, e assim o fez. Sentiu o membro do alfa invadir sua entrada, e gemeu arrastado. Sentia uma enorme dor, mas esse tipo de dor não se lembrava de ter sentido durante o cio. Talvez a lubrificação natural tivesse ajudado nisso.

— Eu vou ficar um tempo parado para você se acostumar comigo — Jungkook lhe avisou. — Quando sentir que já posso me mover, me avisa.

— Tá bom...

Com o tempo, a sensação de invasão dentro de si, se transformou em algo prazeroso. E Jimin só queria que o membro do alfa fosse mais fundo dentro de si.

— Vai, Jungkook... Pode começar... — Jimin lhe disse, e o alfa começou a se mover dentro dele.

Jungkook começou com leves estocadas, e foi aumentando o ritmo aos poucos. Jimin aproveitava cada momento, via a expressão de prazer do alfa que estava acima de si, e aquilo lhe satisfazia ainda mais. Sem perder o ritmo, Jungkook deitou-se sobre o corpo de Jimin e beijou sua boca. A mistura da dança de suas línguas, e as estocadas de Jungkook, estava sendo algo de outro mundo para Jimin.

Depois de um tempo naquela posição, Jungkook saiu de dentro de Jimin, e sentou-se na cama, e puxando Jimin para sentar-se em seu colo. O ômega posicionou o membro rijo do alfa e então sentou nele, gemendo arrastado mais uma vez ao ser invadido. Mas dessa vez o próprio Jimin era quem guiava os movimentos, sentando contra a ereção de Jungkook. O alfa pensava se Jimin não estaria se esforçando ao fazer aquilo, mas permitiria tudo para que se sentisse melhor. Em sincronia com as sentadas de Jimin, Jungkook começou a erguer seu quadril, enfiando ainda mais fundo seu membro dentro de Jimin, o que o fez gemer ainda mais alto.

— Acertei seu ponto sensível, Jiminzinho? — Jungkook lhe perguntou ao ouvido.

— Uhum... — O ômega confirmou, mordendo o lábio, e continuou com os movimentos.

Jungkook levou sua mão até o membro duro de Jimin, e começou a masturba-lo, sentindo que seu ápice estava chegando.

Aquilo era totalmente diferente do que aconteceu no cio de Jimin. Era prazeroso, gratificante. E Jimin podia sentir algo ainda mais naquilo, havia carinho... havia amor. Durante os últimos dias, Jimin não tinha se sentido tão bem quanto naquele momento.

Com mais algumas estocadas fortes que Jungkook deu enquanto o ômega sentava, Jungkook encheu o preservativo com seu sêmen, e logo depois Jimin também gozou, disparando alguns jatos quentes no peito do alfa. Com a respiração pesada, os dois abraçaram-se e ficaram assim um tempo.

— Foi como no seu cio, Jiminzinho? — Jungkook lhe perguntou, ainda tentando recuperar a respiração.

— Não... Com certeza não.

— E como foi?

Jimin separou-se minimamente do abraço, ficando à frente de Jungkook, mas ainda segurando em seus ombros, enquanto o alfa segurava sua cintura.

— Foi maravilhoso... — Jimin disse com um olhar esperançoso.

— Quantas vezes gozou?

— Uma...

— Sentiu alguma dor?

— Só quando você... Penetrou em mim — Jimin falava, envergonhado. — Mas passou rápido.

— Está vendo, aquele cio não vai mais acontecer — Jungkook lhe garantiu. — Acabamos de fazer a mesma coisa que fizemos naquele dia, mas é assim que você vai se sentir quando fizer sexo a partir de agora, não daquele jeito — Disse se referindo ao primeiro cio do ômega. — Aquela sensação não vai mais voltar, a partir de agora, você só vai se sentir bem, como acabou de se sentir — Finalizou beijando mais uma vez os doces lábios do seu Jiminzinho.

Quando separaram suas bocas, Jungkook teve a visão que iluminou sua noite. O sorriso de Jimin. Jungkook ficou tão feliz ao vê-lo sorrir de novo, que começou a rir de tanta alegria. Abraçou Jimin de novo e caíram juntos no colchão.

— Obrigado, Jungkook — Jimin disse sinceramente ao alfa.

Agora sim Jimin acreditava que não ia sentir aquilo de novo. Tinha acabado de descobrir a sensação certa para momentos como aquele... Momentos com Jungkook.

Jimin acomodou-se nos braços do alfa, deitando em seu peito como de costume. Mas dessa vez não era porque estava com medo, e sim porque apenas queria estar com ele. O alfa começou a acariciar seus cabelos loiros, com a certeza de que veria seu pequeno sorrir de novo, até que viu que o ômega tinha adormecido, e lhe deixou um beijo em seus cabelos, antes de fechar os olhos também.

— Eu te amo, Jiminzinho...

 

Já era a manhã seguinte. Sábado, o dia da competição. Jungkook acordou com os raios de sol, que passavam pela janela, em seus olhos. Sentiu algo de diferente naquela manhã, olhou para os lados e Jimin não estava lá. Logo sentou-se preocupado. Correu pelo apartamento, não estava na sala, nem na cozinha.

—  JIMIN!  — Gritava tentando encontra-lo.

— O que foi? — O ômega perguntou, saindo do banheiro com uma toalha enrolada na cintura e o corpo molhado. — Pra que essa gritaria essa hora?

— Você... Estava tomando banho sozinho? — Jungkook perguntou, surpreso.

— Não, Jungkook. Tem um gnomo aqui do meu lado, não tá vendo? — Jimin falou, irônico. — É óbvio que eu estava tomando banho sozinho. A propósito, você deveria fazer o mesmo. Já são quase dez horas da manhã, temos que estar na quadra ao meio dia.

— Ah... claro... — Jungkook falou com um enorme sorriso, ao ver Jimin agindo normalmente de novo.

— Então anda. Eu sou mais rápido que você na água, mas na terra você ainda pode ter alguma chance. Então trata de botar essas pernas pra andar até o banheiro.

O Jiminzinho está de volta

Jungkook correu até o ômega e lhe deu um abraço apertado, levantando o pequeno.

— Ai... Pra que isso, Jungkook? — Jimin perguntou espantado, enquanto o alfa apertava carinhosamente seu corpo.

— Nada — Jungkook disse colocando o ômega de volta no chão, e com um sorriso enorme estampado no rosto. — Tenho que tomar banho, certo? Não podemos nos atrasar.

Jimin observou Jungkook andando contente até o banheiro. Quando o alfa entrou e fechou a porta, Jimin disse baixinho:

— Eu também te amo, seu bobo... 


Notas Finais


Nenhum fala isso na cara um do outro, é muita teimosia mesmo kkkk

O próximo cap promete hein, é um dos meus favoritos


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...