História Love Contract - Capítulo 14


Escrita por:

Postado
Categorias Michael Jackson
Personagens Michael Jackson
Tags George Michael, Janet Jackson, John Stamos, Lisa Marie Presley, Matt Dillon, Michael Jackson
Visualizações 175
Palavras 947
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Comédia, Drama (Tragédia), Famí­lia, Ficção, Literatura Feminina, Mistério, Romance e Novela, Violência
Avisos: Álcool, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Oie pessoal!!!
Fiquem com a continuação do capítulo anterior, que está tensa e ao mesmo tempo com uma surpresinha, ao menos pra Zoe rs.
Boa leitura!

Capítulo 14 - An Unpleasant Visit


No capítulo anterior de LOVE CONTRACT...

- Mas o que está acontecendo aqui?

               ZOE P.O.V.

Eu paro e fico olhando para ele, sem saber de quem se tratava. Me viro e vejo Michael, que está com a expressão séria. O senhor que entrou continuava a olhar para mim de um jeito estranho, como se não gostasse do que estava vendo.

- Suba. - Michael fala para mim.

Abigail caminha até nós.

- Sr. Joseph. - ela fala e se referencia para o senhor. 

Sr. Joseph? Então esse é o pai do Michael?

- Leve ela para cima, Abigail. - Michael a pede.

Abigail assenti com a cabeça e segura meu braço de maneira gentil, me guiando em direção à escada. 

Assim que chegamos no meu quarto, Abigail vai até o banheiro e depois volta.

- Ele é o pai do Michael? - pergunto à ela.

- Sim, querida, é o Sr. Joseph. Agora vá tomar um banho  e não desça, lembre do que Michael te falou. As conversas entre ele são sempre enérgicas.

Em seguida ela sai do quarto.

 Me levanto e olho me olho no espelho e fico pensando. Michael estava com um ar tão diferente, descontraído... Seu pai realmente não deve ser bom. Confesso que não me senti bem pelo modo que ele me olhou.

           MICHAEL P.O.V.

Após Zoe subir com Abigail, Joseph continuou em silêncio. Percebi o modo como ele a olhou enquanto andava. Sei muito bem o que ele estava achando ao encontrar com uma garota, assim, nesse estado.

- O que você quer aqui?

- Vim te ver, ver se tomou uma decisão e se finalmente vai tomar juízo.

Meu sangue ardeu em fúria, mas tentei manter o controle.

- Pois bem, vamos ao meu escritório.

Caminho até lá e ele vem logo atrás de mim.

- Quem é aquela menina?

- Minha noiva.

Vejo que sua reação foi uma mistura de surpresa e desgosto.

- Eu não a aprovo, está na cara que é uma qualquer sem dinheiro e sem uma família de nome importante.

Respiro fundo e desvio meu olhar do dele, novamente tentando me acalmar.

- Mamãe também não tinha dinheiro e nem nasceu em berço de ouro, mas você se apaixonou por ela assim mesmo.

- Não fale de sua mãe!

- Ora, "não fale dela"... Não se esqueça que foi por sua causa que ela morreu e eu NUNCA te perdoarei por isso!

- Cale já essa boca, você não sabe o que diz! E eu não vim aqui para ouvir suas baboseiras.

- Mas foi você quem disse que eu deveria me casar. Então, eu já encontrei essa garota que gosto e irei me casar com ela.

- Deixe-a, eu já encontrei a noiva ideal para você, uma que está a nossa altura e que além do mais é uma boa herdeira.

- Pode dispensá-la, vou me casar como quer e espero que cumpra com suas palavras.

- Eu disse que você deveria primeiro tomar juízo, o casamento é só mais uma parte... Contudo, irei cumprir com o que disse.

- Bom, se era só isso, já pode se retirar.

- Limpe-se, garoto, você está imundo. - disse se levantando e indo para a porta. - E não pense que acredito nessa histórinha mal contada de que aquela menina está aqui porque te ama. Por acaso...estaria a pagando?

- Saia já da minha casa! - ordeno em voz alta.

Ele me olha com desgosto e se retira da minha sala.

Espero cerca de uns 5 minutos antes de sair do escritório, quero ter certeza de que ele já foi.

- E a Zoe? - pergunto ao ver Abigail.

- No quarto dela, querido.

Subo as escadas até o quarto de Zoe. Tiro minha camisa que está toda suja e entro no quarto dela, mas não a vejo. Ando pelo local e logo ela sai do banheiro.

- Michael? O que faz aqui? - ela pergunta assustada ao me ver.

Ela coloca a mão na região dos seios, noto que está apenas enrolada em uma toalha.

Seu olhar cai sobre meu corpo e ela fica envergonhada. Dou um sorriso satisfeito e caminho em sua direção.

- Não devia reagir assim, até parece que tem medo de mim... - falo rindo, me aproximando e a encurralando na parede.

Ela olha para o chão, então levo a boca próxima ao seu ouvido.

- Mas deveria ter! - sussurro e percebo que isso a fez se arrepiar

Me afasto e vou para o banheiro dela.

- Vou tomar banho.

- O que? No meu banheiro?

- Minha casa, então eu tomo banho onde eu quiser!

              ZOE P.O.V.

Esse Michael é muito abusado mesmo, hein!

Assim que ele fecha a porta, eu corro para me vestir.

Quando termino, alguém bate na porta e eu vou abrir.

- Olá, senhorita. Michael está aí? O almoço já está quase pronto. - Richard avisa.

- Ele resolveu tomar banho no banheiro daqui... - falo com tédio. - Vou avisá-lo.

- Está bem.

Fecho a porta e vou para a porta do banheiro e dou uma batida.

- Michael? - o chamo.

- Entre. - diz ele.

Coloco a mão na maçaneta e a abro devagar.

Quando alguem diz "entre" é porque já esta a vontade para te permitir isso... Mas esse não foi o caso dele.

Quando entro, me deparo com a bunda nua de Michael Jackson! 

Nossa, ele é lindo até de costas...

Fico impressionada, ou melhor dizendo, chocada, e acabo olhando pra ela mais do que devia, então Michael se cobre com a toalha e se vira com seu sorriso vitorioso. Fecho a porta rapidamente e tento encontrar o fôlego que perdi ali dentro, além de tentar apagar aquela imagem da minha mente, mesmo ela tendo me agradado de certo modo.

- O almoço já está pronto. - digo tentando controlar a respiração.

Michael abre a porta de surpresa e eu tomo um susto.

- Vamos comer então. - ele diz com sorriso fofo.

Mas atrás dessa fofura há um toque de maldade que eu desconheço...




Notas Finais


É meu Brasil, a Zoe teve a honra de ver as nádegas do Mike ao vivo e à cores kkkkkk
Comentem o que acharam!
BeiJacksons Xx


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...