História Love Crumbs - Capítulo 1


Escrita por:

Visualizações 565
Palavras 1.042
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Comédia, Crossover, Romance e Novela, Shoujo (Romântico)
Avisos: Adultério, Álcool, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


OI GENTE!
Queria agradecer por estarem aqui, pq tô feliz pra caramba por estar aqui, com uma fanficccc
Espero que gostem, mas antes, queria deixar claro umas coisinhas
1- quero que saibam que a maior parte dos nomes e dos acontecimentos eu tirei da minha mente ehhhehehe, pois não sou muito boa com essas coisas de nome de empresas e seus donos.
2- a personagem é da série de Riverdale, mais precisamente, a maravilhosa Vanessa Morgan.
3- Eu estou muito feliz em encaixar o empoderamento das mulheres nessa fic.
AGORA SIM, ESPERO QUE GOSTEM!!!!!

Capítulo 1 - Photoshoot


Fanfic / Fanfiction Love Crumbs - Capítulo 1 - Photoshoot

 Madrid, Espanha – 08:00 AM

Atrapalhada e atrasada. Palavras que realmente poderiam se encaixar fácil quando o assunto era eu.

Dios Mío, Gabriela. Por pouco não chega atrasada. – Melisa me entregava um copo de café assim que cheguei no estúdio.

— Mal cheguei e já vai me dar bronca? – Lancei um olhar repreensivo.

— Não estou dando bronca, só achei que chegaria mais cedo hoje, já que vai fotografar o seu “time de coração”- Ironizou enquanto relacionava suas palavras ao Real Madrid.

— A culpa não é minha se você torce para os losers do Barcelona. Agora, se me der licença, tenho uma sala para arrumar. – Mostrei a língua depois que a loira me deu um tapa no braço.

Não podia negar que eu estava realmente nervosa. Não é todo dia que nós somos escolhidos para fotografar o melhor time do mundo, ainda mais quando se tem vários crushs intocáveis. Devo confessar também que era meio cansativo ser fotógrafa só de estúdio, pois eu gostava de ficar ao ar livre, e não em uma sala fechada. Depois de checar as luzes, o equipamento e ainda por cima esperando algum sinal de vida, me levantei e fui até o banheiro.

— Gabriela Ferreira, você tem que se controlar. – Disse para mim mesma enquanto me olhava no espelho. E se eu fizer tudo errado?

Me olhei novamente no espelho e respirei fundo. Minha cara estava até que boa, porque tratei de disfarçar as malditas olheiras com o famoso corretivo. Nos olhos, é claro, meu rímel. Por último, dei uma arrumada no meu cabelo, que agora estava rosa. Lavei as mãos por toc e saí de lá. Não foi preciso dar dois passos até o estúdio que já era audível um falatório. Puta Madre, é agora. Tomei coragem e entrei na sala, chamando a atenção dos MARAVILHOSOS e GOSTOSOS jogadores na minha frente.

— Bom dia, me chamo Gabriela e hoje irei fotografar vocês. – Dei um sorriso fechado sentindo vários pares de olhos me olhando. Me virei de costas para pegar a câmera.

— Será que tem como o dia ficar melhor? – Escutei uma voz carregada de sotaque atrás de mim, e logo depois um estalo.

— Cale a boca, Kroos. Mal chega e já está secando a nossa fotógrafa? – o português era claro, então deduzi que fosse Marcelo.

— Não enche o saco, brazuca.

Resolvi quebrar aquele clima “engraçado” que havia se instalado. Ser elogiada por Toni Kroos é um prazer imenso.

— Espero que não se importem, mas eu gosto de escutar música enquanto fotografo. – Disse em um tom de pergunta para o grupo.

Eles assentiram, então achei que estivesse suave. Fui até a caixinha de som e liguei a mesma, conectando meu celular ao Bluetooth, optando por colocar “I Like It”, do maravilhoso J Balvin.

Carajo, parece que alguém tem bom gosto para música. – Isco disse e começou a dançar, arrancando um riso de mim. – Depois me passa essa sua playlist.

— Muito obrigada, mas só passo a playlist assim que você assinar a minha camiseta.

O mesmo sorriu abertamente e disse que sim. No mesmo instante, foi seguido de vários “Eu também quero assinar a camiseta dela”.

— Quem sabe um dia você nos fotografa lá no CT. E aí você leva a tua camiseta e assinamos. – Marcelo disse mexendo no cabelo maravilhoso que ele tinha. Todos assentiram.

O trabalho com eles foi muito foda por não serem chatos nem nada, fizeram tudo direitinho. Ainda não tinha caído minha ficha de que eu estava fotografando meus ídolos, com certeza eu aproveitei o máximo que pude. Ficamos conversando por um bom tempo depois que terminei a sessão, já que a mulher que estava cuidando deles não chegava nunca.

— Você é de onde? – Isco perguntou enquanto se sentava no chão. – Percebi seu sotaque “meio” carregado.

— Aposto que é brasileira. – James mirou seu olhar em meus olhos, antes de me olhar descaradamente da cabeça aos pés. Não vou mentir, eu estava gostando. Era a primeira vez que o colombiano se pronunciava.

— Acertou, Rodríguez. – Sorri quando o mesmo soltou um “yes”.

— Ah pronto, deve ser palhaça igual Marcelo. – Ronaldo revirou os olhos fazendo uma cara de decepção.

— Vem com o pai, aqui é Brasil, porra! – Marcelo fez um high-five comigo enquanto ria.

Madrid, Espanha – 11:00, James Rodríguez POV

— É, Jamesito. Não perdeu chance de cantar a Gabi. – Isco deu um tapa no meu ombro enquanto estávamos do lado de fora do estúdio da Adidas.

— Não sei do que está falando. Eu apenas fiz um comentário, ué.

— Aham, sei. Pensa que nós não vimos que você ficou olhando pra ela durante o photoshoot?

— Todos vocês também olharam, afinal, ela que estava fotografando mesmo. Queriam que eu olhasse pra onde?- Revirei os olhos tentando arrumar uma desculpa.

— Olhamos para ela sim, mas não mais que você. – Papai Cris me olhava de lado, fazendo cara de suspense. – Tudo bem, admito que a achei gostosa.

Todos tiveram que concordar, já que o que Ronaldo falava não era nenhuma mentira.

Gabriela´s POV

— Como foi com o coletivo de jogadores chatos? – Melisa falou olhando o local, para ter certeza de que os merengues não estavam mais lá.

— Parece que foi um sonho, ainda estou em choque depois de ver tanto homem bonito junto.

— Eu imagino. Bom, Thomas viu que se deu bem com os jogadores e queria fazer uma proposta para você. – Olhei-a surpresa. O chefe queria falar comigo? É isso mesmo? – Que foi? Se eu fosse você, não pensaria duas vezes para ver o que ele quer. – A espanhola na minha frente tinha um sorriso maior que o rosto.

Mesmo desconfiada e desacreditada, eu fui até a famosa “sala do medo”. Bati duas vezes e escutei um “pode entrar”.

— Com licença, Senhor Thomas? – Adentrei a sala me deparando com meu chefe sorrindo. Que?

— Gabriela! Sente-se por favor. – Rapidamente puxei a cadeira que estava na minha frente e sentei. – Florentino me disse que o fotógrafo contratado pelo Real Madrid agora foi contratado pelo Atlético de Madrid, e por isso, estão procurando alguém novo.

Gelei.

— E como eles querem alguém da marca, pensei exatamente em você, pois assim que passei no estúdio mais cedo, reparei que estava se dando muito bem com os jogadores. – Ele deu uma arrumada no óculos antes de continuar. – O que me diz? Gostaria de trabalhar para o Real Madrid?


Notas Finais


Bom, eu sei que o começo é sempre o mais entediante, mas realmente espero que gostem!!
Preciso saber se preciso continuar hbhebfhe
BEIJOS!!
PS: desculpa qualquer erro.
Também queria agradecer a minha queridissima amiga @weird_ por me ajudar com tudo, inclusive a capa da história. ELA É TOPPER DEMAJS GENTEEE


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...