História Love Dream Camren AOB G!P - Capítulo 102


Escrita por:

Postado
Categorias Fifth Harmony, Justin Bieber, Once Upon a Time, Shawn Mendes
Personagens Ally Brooke, Camila Cabello, Dinah Jane Hansen, Justin Bieber, Lauren Jauregui, Normani Hamilton, Regina Mills (Rainha Malvada), Shawn Mendes
Visualizações 275
Palavras 1.077
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Crossover, Drama (Tragédia), Famí­lia, Fantasia, Ficção, Ficção Adolescente, Ficção Científica, LGBT, Mistério, Romance e Novela, Sci-Fi, Sobrenatural, Suspense, Yuri (Lésbica)
Avisos: Álcool, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Intersexualidade (G!P), Nudez, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 102 - O que são lembranças


Pov Camila

Ela havia se lembrado!

- Você se lembrou, desde quando? – Me sentei a puxando para ficar de frente a mim no sofá.

- Na verdade. – Ela sorriu sem graça. – Algumas coisas me fazem ter flashs. – Ela aponta para um quadro na sala. – Eu vi algumas fotos e tive uma lembrança, e outro dia quando vi você com o colar lembrei também. – Ela diz de forma tímida.

- Por que não me disse vida? – Faço carinho nela, que se encosta em mim, de lado.

- Porque não quero alimentar esperanças. – Ela diz suspirando. – Eu prefiro construir o nosso futuro com certezas, do que você ficar com expectativas que talvez eu não consiga cumpri-las. – Ela confessa o seu medo e eu a entendo.

- Fico feliz que estejam lembrando de algumas coisas. – Roubo um beijo dela. – Mas me conte, quero te ajudar a lembrar de tudo. – Faço carinho em seus cabelos.

- Vamos jantar, estou morrendo de fome. - Lorenzo diz passando por nós duas e eu me levanto pensando em como as coisas caminhavam bem, e em como isso poderia mudar com a chegada do problema chamado Shanw Mendes.

( - )

- Má? – Ouvimos a voz de Marley, e em seguida ele aparece todo sujo, com uma bola em baixo dos braços. – Vamos jogar? – Ele pede e eu já me afasto sabendo que ela iria acompanha-lo.

- Eu já volto vida. – Ela me dá um selinho se afastando, e vou atrás de Lara que era a única ali para me fazer companhia.

Encontro ela no ateliê de Lauren, desenhando algo de forma concentrada na tela pequena que Lauren tinha mandado fazer para ela.

[Encontro ela no ateliê de Lauren, desenhando algo de forma concentrada na tela pequena que Lauren tinha mandado fazer para ela]

- Seja o que for, não fui eu. – Ela diz, quando percebe a minha presença.

- Hum, muito espertinha você em. – Digo me aproximando dela. – Nem vou perguntar de quem você aprendeu essa frase. – Nego e me sento ao seu lado observando que ela estava desenhando pessoas.

- Quem são? – Pergunto de forma curiosa, e ela para o que estava fazendo para me encarar.

- São nós, está tão ruim assim de identificar? – Ela pergunta chateada e faz a mesma cara de indignada da mãe.

- Claro que não filha. – Acabo rindo baixo e a puxo para o meu colo. – A mamãe só queria confirmar. – Disfarço.

- Você vai fazer os chocolates hoje? – Ela pergunta sem desviar o olhar do seu "trabalho".

- Vou pensar no seu caso. – Digo pegando ela no colo que protesta. – Está na hora do banho mocinha, amanhã vamos levar você e seus irmãos ao médico para saber o que serão. – Digo indo em direção ao banheiro do andar de cima, já que com certeza eles usariam o de baixo para não sujar a casa inteira.

- E se eu for uma beta? – A pequena questiona, me sujando de tinta, enquanto passa o braço ao redor do meu corpo.

- Não se preocupe, nada fará de você menos especial. – Planto um beijo em seu rosto e vejo ela corar.

- Mãe, eu estou velha para beijinho. – Ela resmunga.

- Hum, já que está velha para beijinho, vai estar velha para brincar com as bolhas de sabão? – Questiono fingindo tirar os sais para ela não fazer as bolhas na banheira.

- Não! – Sua voz soa preocupada. – Era brincadeira. – Ela diz disfarçando, e eu vejo que essa menina está cada dia mais e mais a cópia da mãe.

- Sei, tem certeza mocinha? – Pergunto vendo ela confirmar de forma frenética. – Certo, então vamos tomar banho, para todos irmos jantar.

( - )

Estava deitada observando Lauren passear pelo quarto, totalmente nua, despertando em mim, novamente o desejo de tê-la.

- Amor, você precisa colocar uma roupa antes que eu te agarre e nós duas nos atrasemos, eu preciso ir à consulta, e você falar com o Josh. – Digo vendo seu membro semi ereto, e sei que ela está me provocando de propósito.

- Você acha que eu preciso usar qual das duas peças? – Ela diz parando na minha frente, com seu membro a poucos centímetros do meu rosto. – Ela aponta uma cueca box rosa e outra preta em minha direção.

Minha mão desce tocando seus testículos e vejo ela fechar os olhos apreciando o contato.

Em um movimento rápido, toquei seu membro o aproximando da minha boca e envolvendo-o de forma suave. Ela abriu os olhos agora, jogando as peças de lado e agarrando meus cabelos em uma vã tentativa de aumentar o contato.

Me afastei sobre os protestos dela, indo em direção ao banheiro, já que iriamos nos atrasar, que tomássemos banho então.

Não precisei me virar para saber que ela me seguia.

( - )

Pov Lauren

- Má, Má, adivinha o que eu vou ser! – Uma Lara elétrica entra correndo pela casa indo direto até o meu ateliê, entrando e quase derrubando meus quadros.

- Calma pequena. – Me levanto indo até ela e a erguendo no colo. – O que foi? – Pergunto preocupada.

- Advinha! – Ela diz pousando suas mãozinhas em meu rosto e me trazendo para olhar nos olhos dela.

- Não sei pequena, o que? – Pergunto observando que Camila estava na porta, nos admirando.

- Eu vou ser uma alfa! – Lara diz alegre. – Eu vou pegar todas as gatinhas. – Ela diz me abraçando.

- Os exames dela apontaram isso, agora ela está toda alegre, os meninos também são alfas. – Camila esclarece quando a olho procurando por ajuda.

- Ah, só porque eu comprei um estoque de espingarda para espantar os ousados. – Lamento.

- O que? – A pequena diz, confusa.

- Nada querida, vamos dar um passeio, preciso te ensinar uns truques desde já, de como conquistar as ômegas. – Digo sentindo o olhar atento de Camila.

- Que truques? – Lara diz, de forma atenta e observo sua mãe revirar os olhos,

- Você está na pré-escola certo? – Pergunto vendo ela acenar em confirmação.

- Então, eu vou te ensinar como segurar a mão delas, sem desmaiar de emoção. – Digo vendo seus olhos brilharem em animação.

- Eba! – Ela diz descendo do meu colo e dando pulinhos.

- Lauren? – Camila me chama tocando em meu ombro. – Se contenha amor, ela só tem três anos. – Diz rindo de mim, enquanto pega nossa filha no colo a levando para fora.

- Não adianta levar ela embora, ela é uma Jauregui. – Digo vendo Camila se virar e me dar língua.


Notas Finais


Comentem nos dois em, to de olho


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...